Transportes em Lisboa: tudo o que você precisa para explorar a cidade

Visitar Lisboa  / 

Lisboa é uma cidade que dispõe de um sistema de transporte público bem completo. Aqui, vamos indicar como se deslocar pela cidade e nos arredores e fazer o melhor uso dos transportes em Lisboa. Confira.

Vai viajar para a Europa? Saiba todos documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.


Aproveite o melhor da Europa sem qualquer preocupação.

RECEBER GRÁTIS »

Como funcionam os transportes em Lisboa

Há diferentes modais de transportes em Lisboa e vamos te explicar um a um como usá-los, para que seus percursos sejam mais rápidos e você aproveite o melhor da cidade.

Para circular entre metrô, bondes, ônibus e demais modais de transporte público, é interessante adquirir um cartão recarregável Viva Viagem. Ele custa cinquenta centavos de euro e é válido por um ano. Pode ser adquirido nos guichês das estações ou nas máquinas de autoatendimento.

Lisboa Card é acesso fácil aos transportes em Lisboa

Outra opção é adquirir um Lisboa Card, o cartão turístico da cidade. É possível adquirir um Lisboa Card: Passe de 24, 48 ou 72 horas pelo site oficial do nosso parceiro Get Your Guide.

Disponível para 24 horas (20€), 48 horas (34€) ou 72 horas (42€), ele oferece acesso ilimitado ao sistema de transporte público.

Pode ser utilizado nos bondes, ônibus, metrôs e trens. Além disso, viabiliza entrada gratuita em 23 museus e edifícios históricos. Entre eles, Mosteiro dos Jerónimos, Torre de Belém, Museu Nacional do Azulejo, Museu Nacional dos Coches, Palácio Nacional de Mafra, Palácio Nacional da Ajuda e Elevador de Santa Justa.

Metrô de Lisboa

Uma das facilidades que se tem nos transportes em Lisboa é a ampla rede de metrô. São mais de 50 estações distribuídas em quatro linhas (azul, amarela, verde e vermelha).

Linhas do metrô

A linha vermelha é importante para todos os turistas: é ela que leva até o Aeroporto de Lisboa. Outras estações próximas a pontos turísticos são:

  • Estação Terreiro do Paço (linha azul): leva à Praça do Comércio e Rio Tejo;
  • Estação Chiado (linhas azul e verde): leva à Rua Augusta, ao centro e ao bairro Chiado;
  • Estação Rossio (linha verde): leva ao centro e à Praça do Rossio;
  • Estação Restauradores (linha azul): leva ao Elevador da Glória e à Praça dos Praça;
  • Estação Avenida (linha azul): leva à Avenida da Liberdade;
  • Estação Parque (linha azul) ou Marquês de Pombal (azul e amarela): para quem vai ao Parque Eduardo VII;
  • Estação Cais do Sodré (verde): trem para Cascais e Belém, e Cais do Sodré;
  • Estação Oriente (vermelha): leva ao Parque das Nações.

No site do Metrô, você pode consultar o itinerário, dando endereço de origem e destino do seu trajeto. Você consegue consultar também no site o tempo e o valor da viagem.

As entradas do metrô são sinalizadas com placas em vermelho. Dentro das estações, há mapas da rede de metrô e também dos arredores, com as conexões de ônibus disponíveis. Também há painéis nas plataformas indicando o tempo de espera para o próximo trem.

Horário do metrô

O metrô funciona das 6h30 até 1h.

Bilhete do metrô

O bilhete simples custa 1,50€, tem integração com a rede de ônibus e bondes e é válido por uma hora. O bilhete para viagens ilimitadas dentro de um período de 24 horas custa 9,5€. Pode-se usar o Viva Viagem ou o Lisboa Card.

transportes em Lisboa mapa metrô

Bondes elétricos são tradição nos transportes em Lisboa

Os elétricos, que são os bondes, são o meio de transporte público mais tradicional de Lisboa. Existem desde 1887 na cidade e, ainda hoje, há seis linhas funcionando.

A linha 28E, central, é uma das mais usadas por turistas. Ela percorre um trajeto de 40 minutos, passando pelos bairros Baixa, Alfama e Graça, pelo Castelo de São Jorge e pela Sé de Lisboa.

Mas, atenção: os bondes são, além de transportes em Lisboa, também uma atração turística da cidade. Isto quer dizer que, às vezes, há grandes filas para se conseguir embarcar. Para quem tem pressa de chegar aos locais, as caminhadas e os ônibus podem ser mais práticos.

Linhas de bondes elétricos

Há seis linhas em funcionamento:

Viaje sempre com internet no celular

Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia.

O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

VER PLANOS »
  • 12E: Socorro até Martim Moniz;
  • 15E: Praça Figueira até Algés;
  • 18E: Cais Sodré até Belém;
  • 24E: Praça Luís Camões até Campolide;
  • 25E: Praça Figueira até Campo Ourique;
  • 28E: Martim Moniz até Campo Ourique.

Horários dos bondes elétricos

Assim como no metrô, nas estações dos elétricos há informativos com o mapa da rede, horários e nomes de ruas nas quais os bondes param. Você também pode fazer a consulta no site oficial da Carris, que é a empresa de transporte público de Lisboa.

Cada bonde tem seus horários específicos, que mudam conforme o dia da semana e o mês em questão.

Bilhete

A passagem custa 1,5€ e pode ser paga via cartão Viva Viagem ou Lisboa Card.

Elevador de Santa Justa

Lisboa tem outro meio de transporte bastante peculiar: o Elevador de Santa Justa, que existe desde 1902.

Trata-se de um trabalho do engenheiro Raoul Mesnier de Ponsard, com uma estrutura de ferro fundido, enriquecido com trabalhos em filigrana. Em 2002, ele foi classificado como Monumento Nacional.

Seu percurso vai da Rua do Ouro, parte baixa do Centro, ao Largo do Carmo, no bairro do Chiado.

Horário Elevador de Santa Justa

Horário de verão (13, 14 e 15 de abril e maio a outubro): diariamente, das 7h30 às 23h. Horário de inverno (novembro a abril): 7h30 às 21h.

Bilhete Elevador de Santa Justa

O valor para embarcar é de 5,30€ (subida e descida) e dá direito a conferir a vista do Miradouro de Santa Justa. Aceita Viva Viagem e Lisboa Card.

Elevador de Santa Justa Lisboa

Ascensor da Glória

Há também em Lisboa os chamados ascensores, que são funiculares. O Ascensor da Glória faz o transporte entre Praça dos Restauradores e Bairro Alto, subindo a Calçada da Glória. Inaugurado em 1885, é também um Monumento Nacional.

Horário Ascensor da Glória

Segunda a quinta-feira, das 7h15 às 23h55; sexta, das 7h15 às 00h25; sábado, das 8h45 às 0h25; domingo e feriado, das 9h15 às 23h55.

Bilhete Ascensor da Glória

3,70€. Aceita Viva Viagem e Lisboa Card.

Ascensor da Bica

Data de 1892 e faz a ligação entre a Rua de São Paulo e o Largo do Calhariz, através da Rua da Bica de Duarte Belo. Esta opção de transportes em Lisboa também é Monumento Nacional.

Horário Ascensor da Bica

Segunda a sábado, das 7h às 21h; domingos e feriados, das 9h às 21h.

Bilhete Ascensor da Bica

3,70€. Aceita Viva Viagem e Lisboa Card.

Ascensor do Lavra

Inaugurado em 19 de abril de 1884, faz a ligação entre o Largo da Anunciada e a Rua Câmara Pestana, através da Calçada do Lavra. Também é Monumento Nacional.

Horário Ascensor do Lavra

Segunda a sexta, das 7h50 às 19h55; sábados, domingos e feriados, das 9h às 19h55.

Bilhete Ascensor do Lavra

3,70€. Aceita Viva Viagem e Lisboa Card.

transportes em Lisboa ônibus turístico

Ônibus também são uma das melhores opções de transportes em Lisboa

São dezenas de linhas de ônibus (autocarros). No entanto, leve em conta que Lisboa têm a maior concentração de moradores do país e recebe muitos turistas todos os dias, por isso algumas linhas podem estar lotadas em determinadas horas do dia.

Para consultar todas as linhas e ruas atendidas, você deve consultar a página de autocarros da Carris, empresa de transporte público de Lisboa.

Você também pode usar o site da Moovit ou o site do Google Maps para encontrar seu itinerário.

Horários ônibus em Lisboa

É preciso consultar a página da Carris sobre cada linha de ônibus para confirmar horários. Mas, em geral, as linhas funcionam das 7h às 21h30.

Bilhete ônibus em Lisboa

O bilhete custa 1,50€ no Viva Viagem. Aceita Lisboa Card também.

Comboio é opção de trem em Lisboa

Em Portugal, os trens são chamados de comboios. E há quatro linhas que ligam a capital portuguesa a municípios vizinhos: linha de Azambuja, linha de Cascais, linha de Sintra e linha de Sado.

As passagens dos comboios podem ser compradas em máquinas de autoatendimento nas estações. Os preços variam de acordo com a linha e o trecho percorrido. No site da empresa Comboios de Portugal é possível fazer simulações de trajetos e tarifas.

A empresa também vende as passagens pelo site e disponibiliza uma completa agenda de eventos e shows que acontecem nas cidades atendidas pelos trens. Vale conferir.

Horários e bilhete dos trens

Consulte no site da empresa Comboios de Portugal.

Transporte fluvial

Em Lisboa há três estações de barcos: Terreiro do Paço, Cais do Sodré e Belém. A empresa Transtejo é a responsável.

Horários dos barcos

  • Trajeto Cacilhas – Cais do Sodré: todos os dias, das 5h à 1h;
  • Trajeto Barreiro – Terreiro do Paço: todos os dias, das 5h à 1h ou 2h (saindo do Paço);
  • Trajeto Seixal – Cais do Sodré: segunda sexta, das 6h às 22h ou 23h (saindo de Cais do Sodré); sábados, das 7h às 21h ou 22h (saindo de Cais do Sodré); domingos e feriados, das 8h às 21h;
  • Trajeto Montijo – Cais do Sodré: segunda a sexta, das 6h às 22h ou 23h (saindo de Cais do Sodré); sábados, das 6h ou 7h (saindo de Cais do Sodré) às 21h ou 22h (saindo de Cais do Sodré); domingos e feriados, das 8h às 20h ou 21h (saindo de Cais do Sodré);
  • Trajeto Trafaria – Porto Brandão – Belém: segunda a sexta, as 6h às 21h (de Belém, das 7h às 22h); sábados, 7 às 21h (de Belém, das 7h30 às 21h30); domingos e feriados, das 8h às 21h (de Belém, das 8h30 às 21h30).

Bilhetes dos barcos

Os valores variam de acordo com o percurso, indo de 1,30€ a 2,80€ para bilhete simples. Eles podem ser comprados diretamente na página da Transtejo.

Ônibus panorâmicos

Você pode adquirir no portal Get Your Guide o bilhete Lisboa: Excursão em ônibus turístico com várias paradas. Por apenas 15€, você pode explorar a cidade e suas várias atrações em 4 rotas diferentes e ter a liberdade de ver o que você quiser no seu próprio ritmo.

Transporte privado

Outra opção dos transportes em Lisboa são os carros e ônibus para transporte particular.

No Get Your Guide você encontra diversas opções de transporte privado (para uma pessoa ou grupos) de Lisboa até outras cidades turísticas, como Fátima, Sintra, Cascais.

Tem até mesmo transporte Lisboa a Sevilha: transfer privado direto. O valor é alto: 504€. Mas é uma maneira bastante cômoda de viajar de Portugal até a Espanha.

Tem também aerobus com Traslado do Aeroporto de Lisboa até a sua hospedagem, por apenas 2,88€. Ou seja: você chega ao aeroporto e já tem alguém te esperando, sem precisar pegar fila do táxi.

E ainda traslado particular do aeroporto ao hotel, para até três pessoas, por 17,90€.

Transportes alternativos em Lisboa

Há outros transportes disponíveis, como táxi e Uber, para os quais valem as mesmas recomendações de qualquer destino: atenção ao taxímetro, à placa do veículo e aos motoristas clandestinos.

A empresa Tuk On Me oferece em seu site oficial passeios turísticos de tuk tuk a partir de 65€.

E a Hippotrip, em seu site, oferece um “circuito anfíbio” a partir de 16€. O percurso é entre as ruas do centro de Lisboa e as águas do Rio Tejo, em um veículo que é uma mistura de barco e ônibus.

Os patinetes são outro meio de transporte a ganhar força. Desde outubro de 2018, a empresa Lime já contabilizou mais de 1,5 milhão de viagens de trotinetes (como são chamados os patinetes em Portugal). Você pode baixar o aplicativo Lime para utilizá-los. O custo é de 15 centavos de euro por minuto.

Lisboa de carro

Em Lisboa, capital e principal centro econômico, o trânsito é mais intenso. Mas vale alugar carro se sua intenção é conhecer outras cidades.

As distâncias entre as cidades em Portugal são pequenas e as atrações são convidativas. Entre Lisboa e Porto, por exemplo, você pode apreciar pequenas cidades, repletas de atrações, como Cascais, Fátima, Ourém e Guimarães.

Acesse o comparador de preços RentCars e verifique as condições para locação. O aluguel é barato. Espere gastar em torno de R$ 50 por dia em um carro básico. O combustível é barato também, pois os carros são movidos a diesel.

Os estacionamentos não têm preços abusivos e os deslocamentos são fáceis. O trânsito nas estradas costuma ser tranquilo e as condições do asfalto, muito boas.

Você pode alugar o carro usando sua CNH brasileira. Não é necessário tirar a carteira internacional.

Dica: use sempre um GPS para não se perder.

Os pedágios em Portugal se chamam portagens. Você pode pagar os valores nas cabines ou utilizar a cobrança automática de pedágio da Via Verde – o aplicativo pode ser baixado no site da empresa.

De Lisboa à cidade do Porto, gasta-se cerca de 22€ em pedágios. O site Via Michelin pode ajudar a traçar o trajeto e calcular os custos.

Agora que já conhece melhor os transportes em Lisboa, boa viagem!

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
COMPARTILHE
Autor

Cláudia Zucare Boscoli trabalha como jornalista há 20 anos, tendo se formado na Cásper Líbero, com extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), especialização em Marketing Digital pela FGV e pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP. Já trabalhou para IstoÉ Online, O Estado de S. Paulo, Diário de S. Paulo e Editora Abril, entre outros veículos. Adora viajar, conhecer novas culturas e contar o que descobriu.