Visitar a Universidade de Coimbra é realmente um programa imperdível na cidade do rio Mondego, mas não é a única atração no local. Há muito o que fazer em Coimbra, seja na Alta ou na Baixa. Se a cidade faz parte do seu roteiro em Portugal ou se ainda tem dúvidas se vale a pena conhecê-la, saiba que Coimbra reserva boas surpresas.

Confira algumas sugestões de roteiros de 1, 2 e 3 para te ajudar a desbravar a cidade, conheça os principais pontos turísticos e o que não pode deixar de fazer na cidade!

O que fazer em Coimbra?

Palco de antigas tradições universitárias, Coimbra é uma cidade cheia de história para contar. Confira no mapa a seguir algumas das principais atrações e um roteiro de três dias pelas redondezas.

O que fazer em 1 dia em Coimbra?

Só tem um dia para conhecer essa cidade universitária repleta de tradições? Aqui vai uma sugestão de roteiro para um bate e volta:

  • Comece a manhã com um passeio pela Baixa de Coimbra. Aproveite para conhecer a Sé Velha, Igreja de Santa Cruz, onde jazem os primeiros reis de Portugal, o Museu da Cidade de Coimbra e a Torre de Barbacã, que homenageia o fado da cidade;
  • Siga o roteiro para o arco da Porta e a Torre de Almedina e a Sé Nova de Coimbra, onde, em frente, acontece anualmente a tradição universitária da Queima das Fitas;
  • À tarde, visite o núcleo histórico da Universidade de Coimbra: Biblioteca Joanina, Palácio Real, Real Capela de São Miguel e Museu da Ciência. O bilhete completo pode ser comprado no site da universidade ou você pode, ainda, optar por uma visita guiada pela Universidade de Coimbra;
  • Para finalizar o dia, aproveite para assistir a uma apresentação de fado de Coimbra.

O que fazer em 2 dias em Coimbra?

Caso você tenha mais um dia para passear pela cidade, há algumas atrações que não pode perder. Considere as atrações do primeiro roteiro e some as seguintes no segundo dia:

  • Comece pela Quinta das Lágrimas, lugar onde viveu e morreu Inês de Castro, rainha morta de Portugal, eternizada em Os Lusíadas, de Camões;
  • Visite o Mosteiro de Santa Clara-a-Nova;
  • Aproveite a proximidade para passear também pelo Mosteiro de Santa Clara-a-Velha;
  • Termine o dia explorando a Portugal dos Pequenitos.

O que fazer em 3 dias em Coimbra?

Por fim, caso tenha mais um dia, pode aproveitar para fazer um bate volta e explorar a região – afinal, há muito o que fazer em Portugal. Por que não visitar Aveiro, a Veneza portuguesa, localizada a apenas 45 minutos de distância?

Aqui vão algumas dicas do que fazer na cidade no terceiro dia:

  • Passeie de barco pelos canais;
  • Experimente os ovos-moles na Confeitaria Peixinho;
  • Visite o Museu da Arte Nova.

Quantos dias são suficientes em Coimbra?

2 dias são suficientes para conhecer Coimbra.

Coimbra tem uma série de lugares históricos para visitar, mas não é preciso entrar em todos eles, já que muitos são compostos por escadas, ruas ou até mirantes tradicionais da cidade.

Dois dias são mais que suficientes para conhecer os principais pontos turísticos do município.

O que não pode deixar de conhecer em Coimbra?

Sem dúvidas, a Universidade de Coimbra, uma das mais antigas do mundo. Ela foi fundada em 1290 por D. Dinis, mas circulou entre Coimbra e Lisboa até ser definitivamente fixada na cidade em 1537, por D. João III.

Estudantes da Universidade de Coimbra em confraternização
A Universidade de Coimbra é parada obrigatória para quem visita a cidade

Considerada Patrimônio Mundial da Unesco desde 2013, configura até hoje na lista de melhores de Portugal e é possível visitar o interior de algumas de suas instalações mais antigas. Entre elas, destaca-se o Laboratório Chimico, que traz instrumentos utilizados pelos alunos há séculos.

A maior atração da universidade, no entanto, é a Biblioteca Joanina, considerada uma das mais ricas bibliotecas europeias, com expressões do barroco português em seus três andares, que abrigam cerca de 60 mil volumes.

Entre os espaços comuns do núcleo histórico da universidade, estão a Porta Férrea, o Paço das Escolas, a Torre da Universidade e a Capela de São Miguel. É possível fazer uma excursão a pé pela Universidade de Coimbra.

O que fazer a noite em Coimbra?

Que tal aproveitar para assistir a um show de fado de Coimbra? Provavelmente você já está familiarizado com o esse tipo de música, que costuma ser cantada por uma única pessoa, conhecida como fadista, e acompanhada de uma guitarra clássica e de uma guitarra portuguesa.

Em Coimbra, no entanto, o gênero musical ganha novas características. Considerado a música típica da cidade, ele é cantado exclusivamente por homens e utiliza-se da Guitarra de Coimbra, versão modificada da guitarra de fado lisboeta.

Foi originalmente adotado pelos estudantes da Universidade de Coimbra, e até hoje são eles quem segue essa tradição. O Fado ao Centro, por exemplo, é um centro cultural criado por três ex-alunos da universidade, e promove apresentações e aulas de música para quem quiser conhecer.

Qual a melhor época para conhecer Coimbra?

Em geral, entre maio e outubro, são bons períodos para visitar a cidade.

Na época, é possível evitar chuvas e o clima mais frio, o que torna o passeio em parques e áreas abertas mais agradável.

Algumas datas também podem ser interessantes para quem planeja conhecer Coimbra: no dia 4 de julho realizam-se as festas da cidade em homenagem à sua padroeira, a Rainha Santa Isabel. Mas, atenção: elas acontecem apenas nos anos pares.

As festas combinam manifestações religiosas e profanas, com procissões, exposições, congressos, galas e missas. Atualmente, as comemorações unem-se também a uma programação turística e cultural organizada pela Câmara Municipal de Coimbra.

A cidade universitária abriga ainda duas das mais tradicionais festas de Portugal, ligadas diretamente à universidade: a Queima das Fitas, que ocorre em maio, e a Latada, em outubro.

Estudantes comemoram o final do ano letivo em Coimbra
Algumas épocas do ano oferecem experiências únicas aos turistas, como a Queima das Fitas. Foto: Câmara Municipal de Coimbra

Enquanto a Queima das Fitas é uma festa que marca o fim do ano letivo, a Latada funciona como uma “praxe”, ou o “trote” universitário no Brasil, e tem como objetivo dar as boas-vindas aos calouros.

A Universidade de Coimbra é repleta de tradições, que acabam por marcar os principais eventos na cidade e até espalhar-se para outras localidades.

Você pode reparar, por exemplo, nas vestimentas dos estudantes, ou os trajes acadêmicos, que se originaram na Universidade de Coimbra e espalharam-se por diversas outras instituições de ensino portuguesas. Dizem até que inspiraram o figurino dos alunos de Hogwarts em Harry Potter!

O que fazer em Coimbra no inverno?

No inverno, minha dica é passear por lugares fechados, que protejam do frio e da possível chuva. Sorte que Coimbra oferece diversas atrações com essas características!

Confira algumas sugestões:

  • Universidade de Coimbra;
  • Sé de Coimbra;
  • Mosteiros, como Santa Clara-a-Velha e Santa Clara-a-Nova;
  • Museus, como o Museu Nacional de Machado de Castro ou o Museu da Água;

O que fazer em Coimbra no verão?

O verão, por outro lado, é tempo de aproveitar o tempo bom ao ar livre, em contato com a natureza e as belas paisagens que Coimbra tem a oferecer.

Conheça algumas sugestões:

  • Jardim Botânico de Coimbra;
  • Portugal dos Pequenitos;
  • Passeio pelo rio Mondego;
  • Quinta das Lágrimas.

O que fazer além do óbvio em Coimbra?

Boa programação para fazer com as crianças, Portugal dos Pequenitos é um parque-jardim representativo do Patrimônio Arquitetônico de Portugal, projetado por Cassiano Branco, um dos maiores nomes da arquitetura moderna portuguesa.

Portugal dos Pequenitos é uma boa opção de o que fazer com crianças
O parque Portugal dos Pequenitos é uma boa opção de lazer com crianças em Coimbra

Ele possui diversos núcleos. No primeiro, encontramos um conjunto de casas regionais portuguesas e, nos dois seguintes, representações etnográficas dos demais países falantes de língua portuguesa.

Quanto custa viajar para Coimbra?

Em média R$ 2.500 sem passagem aérea.

Para esse cálculo, foi considerado o roteiro apresentado neste artigo, com entrada em atrações turísticas, alimentação, hospedagem, seguro viagem, transporte e eventuais compras. Esses são os gastos médios para calcular quanto custa viajar para Portugal. Confira os valores.

Gasto  Valor para 3 dias
Atrações turísticas 90€
Alimentação 90€
Hotel 210€
Transporte 10€
Compras 70€
Total 470€ / R$ 2.491*

*De acordo com a cotação do dia 24 de outubro de 2023: 1€ = 5,30.

Qual o gasto diário em Coimbra?

Aproximadamente 60€ por dia.

Isso considerando uma diária do roteiro recomendado neste artigo. O cálculo inclui a visita a diversas atrações turísticas e uma média de 30€ para se alimentar por dia, com uma refeição em um bom restaurante e uma refeição mais simples.

Não foi considerado aqui o valor com transporte, já que a totalidade dos passeios pode ser realizada a pé, caso o viajante não apresente alguma dificuldade de locomoção.

Quantos euros levar para Coimbra?

Recomendamos que leve cerca de 200€.

Esse é o valor recomendado para uma viagem de três dias, seguindo o roteiro do artigo. Mas, claro, seus gastos podem variar de acordo com o seu estilo de viagem; por isso, vale a pena calcular os valores de acordo com os gastos que pretende ter na cidade.

Não importa a quantia, uma boa dica é levar o dinheiro no cartão Wise, aceito na maior parte dos estabelecimentos de Portugal, prático e com taxas atrativas.

O que não deixar de comer em Coimbra?

Assim como boa parte das cidades portuguesas, Coimbra apresenta uma rica gastronomia, com pratos típicos da região. Confira alguns deles.

Leitão da Bairrada

Não é pouca coisa: nomeado uma das sete maravilhas da gastronomia de Portugal, o Leitão da Bairrada não pode faltar na sua viagem a Coimbra.

Seu preparo consiste em assar o animal lentamente, no forno bairradino aquecido com lenha, por cerca de duas horas, espetado em uma vara. É servido em pequenos pedaços, acompanhados por batatas cozidas, laranja e salada.

Ele pode ser degustado em diversos restaurantes tradicionais de Coimbra, como o Rui dos Leitões, localizado na rua da Barraca, 9.

Chanfana

Prato tradicional de origem popular do centro de Portugal, a chanfana consiste na carne de cabra já velha assada em recipientes de barro preto em forno à lenha. A carne é mergulhada em vinho tinto, alho, folhas de louro, pimenta-preta, pimentão e sal.

É possível experimentar a iguaria no Restaurante Taberna Casa Costa, especializado na cozinha tradicional portuguesa e localizado bem no centro de Coimbra, na rua Filipe Simões, 3.

Doces conventuais

Vale a pena passar um tempo numa pastelaria de Coimbra, provando os deliciosos doces conventuais que a região tem a oferecer.

Entre eles, os Pastéis de Tentúgal são escolha certeira que, junto ao Leitão da Bairrada, também são considerados uma das sete maravilhas da gastronomia portuguesa. Aproveite e peça pelos Pastéis de Santa Clara, pelas arrufadas ou então pelo manjar branco.

Você pode experimentá-los na Pastelaria Briosa, localizada na Baixa de Coimbra, no Largo da Portagem.

Onde se hospedar em Coimbra?

Em uma viagem curta como esta a Coimbra, é recomendado hospedar-se em um hotel próximo das principais atrações do local. Conheça algumas opções de bairros para ficar na cidade.

Região do Rio Mondego

Existem diversos bons hotéis na região do Rio Mondego, perfeita para quem deseja ficar em um local mais tranquilo.

Ela é repleta de parques verdes e vistas bonitas para a cidade, além de estar próxima dos Mosteiros de Santa Clara-a-Velha e de Santa Clara-a-Nova, da Quinta das Lágrimas e de Portugal dos Pequenitos.

Alta de Coimbra

De cima dos morros, dá para economizar na caminhada e descansar um pouco as pernas. A região é exatamente onde fica a Universidade de Coimbra, o que pode ser um diferencial para quem visita a cidade com o propósito de conhecer a instituição de ensino.

Mas a alta também tem os seus problemas. Para quem está de carro, é bastante difícil encontrar lugar para estacionar por ali e, além disso, é uma área complicada para quem tem dificuldade de locomoção.

Baixa de Coimbra

Quem está na baixa de Coimbra está no centro da cidade, perto do comércio e do burburinho local. Dali, é fácil acessar as estações de trem e a rodoviária, além dos principais restaurantes.

Moradores passeiam em dia ensolarado em Coimbra
Além da universidade, um passeio em Coimbra é caminhar pelas ruas antigas da cidade medieval

Se quiser ficar na região, opte pelas ruas Visconde de Luz e Ferreira Borges, ou pelas praças 8 de Maio ou do Comércio.

Ficar conectado na Europa nunca foi tão fácil

Com a America Chip você tem internet 4G ilimitada durante toda a viagem. Escolha entre o chip e o eSIM e aproveite a Europa com a melhor conexão a partir de USD 40.

Ver Planos →

Qual o melhor transporte para conhecer Coimbra?

Em geral, Coimbra é uma cidade pequena, onde boa parte dos passeios turísticos principais pode ser realizada a pé.

A localidade, no entanto, é marcada por diversas inclinações, o que pode dificultar a locomoção de pessoas com baixa mobilidade.

Por isso, alguns meios de transporte podem facilitar o percurso, como os ônibus hop-on hop-off, que têm duração de 24 horas por preços a partir de 13€.

Para chegar à cidade, é possível utilizar trem, ônibus ou ainda alugar um carro, dependendo de onde você partir – por exemplo, você pode alugar um carro no Porto e partir de lá até Coimbra. O automóvel ainda oferece maior liberdade para locomover-se pela cidade e para seguir sua viagem a outros destinos de Portugal.

Como se planejar para visitar Coimbra?

É possível realizar alguns preparativos que tragam maior tranquilidade na sua viagem para Coimbra. Um deles é a compra dos ingressos com antecedência, já que a cidade é bastante turística e pode estar cheia em algumas épocas do ano.

Para não correr o risco de ficar sem visitar um lugar que gostaria muito de conhecer, você pode adquirir os ingressos pelos sites oficiais ou GetYourGuide, plataforma online de guias turísticos e excursões, que oferece ingressos para diferentes monumentos em um só lugar.

Outra boa ideia é ter sempre acesso à internet, seja para guiar-se pela cidade, para comunicar-se com outras pessoas ou para acessar seus ingressos. Para isso, é necessário ter um chip de internet na Europa. Recomendamos a America Chip, que oferece planos com excelente custo-benefício, entrega ágil e cobertura em quase todo o continente europeu.

Por fim, um recurso indispensável para seguir uma viagem tranquila é sempre a contratação de um bom seguro viagem para Portugal. Ele é obrigatório para a entrada no Espaço Schengen, do qual o país faz parte, com despesas médicas e hospitalares de ao menos 30 mil euros. Recomendamos a contratação da sua proteção no Seguros Promo, um comparador com excelentes planos e seguradoras, com valores bastante competitivos.

Gostou de descobrir de perto o que fazer em Coimbra? Não perca tempo, faça o seu roteiro para Portugal e arrume as suas malas para a cidade universitária repleta de tradições!