Visitar Paris

Museus de Moda em Paris: saiba quais colocar em seu roteiro!

A capital da França é famosa por muitas razões, dentre elas, por ser um dos centros da moda. Mas para além dos vários endereços de lojas de luxo e opções de compras, você sabia que há uma série de belíssimos Museus de Moda em Paris? Neste artigo vamos te apresentar os principais, o que ver em cada um deles e como comprar ingressos.

Precisa comprar euro para viajar?

Com o cartão Wise você encontra a melhor cotação, IOF a 1,1% e ainda pode converter moedas na hora da compra. Peça o cartão Wise e leve euros para sua viagem com o melhor custo e segurança.

Pedir Cartão →

Principais Museus de Moda em Paris

A grande fama que Paris tem em relação à moda explica por que as exposições sobre as maiores marcas e costureiros franceses são cada vez mais comuns na cidade. Veja no mapa a seguir onde você pode encontrar cada um dos principais Museus de Moda em Paris:

Ficou curioso para visitá-los? Conheça mais detalhes sobre cada um desses espaços luxuosos e inclua-os já em seu roteiro em Paris!

1. Museu Palais Galliera

Tido como um dos principais Museus de Moda em Paris, a coleção do Galliera começou a ser organizada em 1907, contudo, o museu só é de fato criado em 1954. Em um primeiro momento, ele foi instalado nos anexos do Museu Carnavelet, e partir de 1977 ele passa a ocupar a construção atual, no Palais Galliera, no 16º arrondissement.

Ao longo do tempo, o Museu foi herdando diversas coleções tanto de roupas, quanto de acessórios e após uma grande reforma, em 2018, ele dobrou de tamanho. Em 2020, foi inaugurado o subsolo do museu, nomeado Galerias Gabrielle Chanel, uma homenagem à costureira francesa.

O que ver no Museu Palais Galliera?

Por ter um espaço grande, é normal que o Museu Palais Galliera abarque até duas exposições diferentes. As temáticas variam muito e podem ser desde uma apresentação do acervo permanente do museu, com peças super antigas, a homenagens a costureiros e criadores.

Assim como na maioria dos outros museus, não há uma exposição permanente: elas vão se alterando a cada 3 ou 6 meses. Por exemplo, uma das exposições que está atualmente em cartaz é a “La Mode em Mouvement”, que ficará até 2025. Aproveitando as Olimpíadas em Paris, a proposta é explorar o lugar da roupa na prática de atividade física e esportiva.

O Museu também recebeu exposições com temáticas como:

  • A moda em 1997;
  • Frida Kahlo;
  • História da Moda;
  • Revista Vogue Paris;
  • Peças que exploram a nudez nas costas;
  • Alber Elbaz;
  • e Martin Margiela.

Quanto custa o ingresso para o Museu Palais Galliera?

O ingresso para o Palais Galliera custa 15€ e está disponível para compra no próprio site do Museu.

Caso você prefira, também é possível comprar os ingressos na hora, contudo, não indicamos essa opção. Isso porque é muito comum que os horários das exposições estejam lotados, portanto, chegar no Galliera sem ingresso significa que provavelmente você terá que esperar um pouco para entrar (isso se você conseguir entrar!).

Deixo, por fim, uma dica: se você for estudante da área da moda ou das artes, seu ingresso é gratuito. Basta comprovar sua situação na bilheteria.

2. MAD

O MAD, Musée des Arts Décoratifs, é um anexo do Museu do Louvre e fica praticamente ao lado do Jardin des Tuileries. Ele possui uma das mais importantes coleções de artes decorativas do mundo: aproximadamente 6.000 peças, que contemplam da Idade Média à Art Déco. Muito além de peças de roupas, espere encontrar mobílias e bijuterias, por exemplo.

O que ver no MAD?

Uma vez que o MAD possui um acervo gigantesco de itens de arte decorativa, você encontrará exposições permanentes em qualquer momento do ano. Para além disso, anualmente o MAD prepara uma grande exposição de moda, por isso ele é bem famoso dentre os apaixonados pelo tema.

Evitar despesas inesperadas na viagem é simples

Que o seguro viagem Europa é obrigatório você já sabe, mas sabia que ele cobre custos inesperados durante a viagem? Desde as despesas com a mala extraviada, até emergências médicas. Encontre no Seguros Promo, planos de seguro viagem com o melhor preço e coberturas completas.

Veja os costureiros mais famosos que foram homenageados em grandes exposições do museu:

  • Elsa Schiaparelli;
  • Mugler;
  • Martin Margiela;
  • Christian Dior.

Para além das homenagens, o museu também prepara exposições temáticas, como: sobre sapatos ou a importância de pelos e perucas na moda.

Também é normal que haja um diálogo entre as exposições dos Museus de Moda em Paris, no sentido delas se complementarem. Isso ocorre principalmente entre o MAD e o Palais Galliera. Não à toa, a exposição atual do referido museu também se refere às relações entre moda e esportes. Ela fica em cartaz até abril de 2024.

Quanto custa o ingresso para o MAD?

A partir de 14€, se você optar por comprar o ingresso avulso. No entanto, há outras possibilidades de bilhetes.

O ingresso avulso adquirido no site do próprio museu custa 14€ e dá acesso à exposição comprada, no dia e horário escolhidos. Também é possível acessar o museu com o Passe Museus de Paris que, além do MAD, dá acesso a mais 60 outros museus de Paris, por um período de 2, 4 ou 6 dias, o passe custa 70€.

Veja qual opção contempla mais seu tipo de viagem e faça sua escolha!

3. Galerie Dior

Após o grande sucesso que teve a exposição dedicada à Christian Dior no MAD (que circulou por outros museus de moda dentro e fora da Europa), em 2022 foi inaugurada a Galerie Dior. Trata-se de um espaço permanente, no qual as criações mais famosas da marca são expostas ao longo de 2.000 m².

O que ver na Galerie Dior?

Prepare-se para se apaixonar perdidamente por cada ambiente deste Museu de Moda em Paris. Começando pela primeira escada, onde é possível encontrar mais de 1.800 miniaturas de produtos Dior, separado por cores. O efeito visual é incrível!

Nas outras salas, espere encontrar as criações que marcaram a época de cada um dos diretores criativos que passaram pela casa, do próprio Monsieur Dior à Maria Grazia Chiuri. Todas as linhas de produtos são exploradas na Galerie, portanto é possível ter contato tanto com peças de alta costura, quanto de prêt-à-porter; tanto com os perfumes, quanto com as bolsas e sapatos.

Minha parte preferida da Galerie Dior

Difícil escolher o que gosto mais na Galerie Dior. Primeiramente, eu diria que é a reprodução do famoso New Look, o conjunto de saia e tailleur que lançou a marca Dior em 1947.

As miniaturas de produtos Dior organizados em paleta de cores impactam quem visita o museu. Foto: Bárbara Ábile

Em segundo lugar, posso dizer que é o fato de ser possível acompanhar alguns processos de produção dos produtos das marcas: as primeiras versões das peças, ainda em algodão cru; a embalagem dos perfumes (normalmente, há duas representantes do ateliê demonstrando como a embalagem é feita para o público); os bordados e até mesmo como funcionava os bastidores de um desfile de moda nos anos 1950.

Por fim, uma das últimas salas é a mais surpreendente em minha opinião. Nela estão expostas uma série de vestidos de festa, que são infinitamente valorizados por conta do jogo de luzes, música e imagens do ambiente. Sempre saio de lá com lágrimas nos olhos.

Quanto custa o ingresso para a Galerie Dior?

O ingresso para a Galerie Dior custa a 12€ e está disponível para compra no site do espaço.

Assim como nos casos anteriores, ainda que seja possível comprar os ingressos na hora, nós definitivamente não indicamos essa opção. Pelo fato de ser um lugar novo, a Galerie Dior quase sempre tem seus horários esgotados, principalmente aos finais de semana. Por exemplo, verificando o site no dia 4 de outubro de 2023, constatamos que só há ingressos disponíveis para daí a 8 dias.

Há quem resolva encarar a fila que se forma na frente da Galeria para tentar entrar, caso alguém que comprou o ingresso não compareça (eu mesma já fiz isso e confesso que acabei desistindo). Mas se você vai passar poucos dias em Paris e faz questão de conhecer a Galerie, não arrisque.

4. Fondation Azzedine Alaïa

Azzedine Alaïa é um costureiro franco-tunisiano que se mudou para a capital francesa nos anos 1950, trabalhou com vários nomes da cidade e criou sua marca homônima nos anos 1980. A Fondation que leva seu nome é um projeto antigo do próprio Alaïa, que tem como objetivo conservar e valorizar as peças criadas por ele, além de ser um espaço de organização de exposições, atividades culturais e educativas.

Quem vê a pequena portinha em pleno Marais que dá acesso à Fondation, não imagina que seu acervo conta com mais de 35 mil peças. O espaço de exposição é lindo e possui dois andares. Para além dele, lá também ficam alguns escritórios da marca, um café e uma livraria recheada de obras sobre o tema da moda.

O que ver na Fondation Azzedine Alaïa?

Neste Museu de Moda em Paris você sempre encontrará pelo menos uma exposição temporária, normalmente em torno de temas que cercaram a vida do costureiro, falecido em 2017.

A exposição em curso no momento, que vai até fevereiro de 2024, explora as relações entre Alaïa e Madame Grès, outra grande costureira parisiense. Uma exposição com o mesmo intuito, comparando Alaïa e Balenciaga também esteve em cartaz por lá entre 2020 e 2021.

No museu é possível encontrar tanto peças, quanto fotografias, documentos e moldes expostos. Foto: Bárbara Ábile

Contudo, neste museu você não encontra apenas peças de roupas expostas. Por exemplo, nas exposições passadas estavam também em exibição uma série de fotografias, modelagens em papel das peças de Alaïa, registros pessoais do costureiro antes da fama, desenhos que ele fazia, além de mini documentários.

Quanto custa o ingresso para a Fondation Azzedine Alaïa?

O ingresso para a Fondation Azzedine Alaïa custa 10€ e você pode comprá-lo no site da Fondation.

5. Galeria Louis Vuitton

Já imaginou visitar a casa do homem que nomeia um dos logotipos mais famosos do mundo? A Galeria Louis Vuitton é um dos Museus de Moda em Paris mais especiais por conta disso: o espaço onde ela fica foi exatamente a casa em que Louis Vuitton morava.

Vuitton se mudou para lá em meados dos anos 1850, logo após a fundação de sua marca. Para além de lar, era lá em que eram fabricados seus baús icônicos! Curiosidade: há artesãos trabalhando até hoje nesse mesmo ateliê.

O que ver na Galeria Louis Vuitton?

Ao lado dos ateliês você encontra o espaço de exposições. Com uma renovação regular, é possível encontrar verdadeiros tesouros tanto da história da marca, como da própria história da moda francesa. Em minha primeira visita, em 2018, pude ver de perto exemplares dos famosos baús da marca, outras peças em couro e até mesmo criações de costureiros contemporâneos à Vuitton.

Mais recentemente, a exposição “200 Trunks, 200 Visionaries: A Exposição”, apresentou outros baús criados, para comemorar o aniversário do bicentenário de Louis Vuitton. Atualmente, a exposição em curso é sobre a Malle Courrier da marca, o tipo de mala impermeável utilizada para voos mais longos. Ela fica em cartaz até fevereiro de 2024.

Para além de toda dimensão da moda, é claro que possível visitar cada cômodo da belíssima casa em estilo Art Nouveau. Todos os detalhes foram mantidos e cuidados, de forma que realmente parece que uma família mora lá. Quando for visitar, lembre-se de tentar dar uma espiada nos jardins da casa, pela janela da sala de jantar. Parece cenário de filme!

Quanto custa o ingresso para a Galeria Louis Vuitton?

O ingresso para visitar a Galeria Louis Vuitton é gratuito, no entanto, sua reserva é obrigatória e deve ser feita pelo site do espaço. Todas as visitas são guiadas e compreendem tanto o espaço de exposição, quanto os espaços da casa.

6. Museu Yves Saint Laurent

Como vocês podem ter percebido até agora, os Museus de Moda em Paris sempre são instalados em construções cheias de significado, e o caso do Museu Yves Saint Laurent não é diferente. Foi lá que, durante quase 30 anos, o próprio Saint Laurent criou, confeccionou, recebeu, vestiu e conduziu, junto de Pierre Bergé, sua famosa casa de alta costura.

Além de ser um lugar histórico (e bem próximo do Palais Galliera, aliás), vale dizer que a localização do Museu YSL é fenomenal: fica pertinho de uma série de pontos turísticos de Paris, além de cafés e restaurantes; de estações de metrô e do rio Sena. Além disso, ele oferece uma vista linda da Torre Eiffel.

O que ver no Museu Yves Saint Laurent?

É possível reparar que os ambientes da casa não foram tão alterados para abrigar o museu. A primeira sala que temos acesso, por exemplo, é toda equipada com carpetes, cortinas de veludo e espelhos. Ao caminhar pelo museu, percebe-se uma série de cômodos e corredores, a partir dos quais é possível ter uma noção de como a maison funcionava.

Neste Museu você poderá encontrar uma série de exposições temporárias que mobilizam a história do costureiro através de algumas temáticas. A exibição em curso, por exemplo, explora as diversas formas geométricas que Saint Laurent utilizava, e ficará em cartaz até janeiro de 2024.

Já nas exibições passadas foram explorados temas como: a presença do dourado em suas criações; diálogos entre o costureiro e alguns artistas modernos; o uso de tecidos de Lyon em suas peças, entre outros.

Explore este Museu em Paris

Subindo as escadas, você tem acesso a uma sala na qual é projetado um documentário super interessante sobre a vida e trabalho do costureiro. E subindo mais um lance de escadas, você encontrará o espaço mais especial, pelo menos em minha opinião: o antigo escritório e ateliê de Saint Laurent.

O antigo escritório e ateliê de Saint Laurent é um dos pontos altos de seu museu. Foto: Bárbara Ábile

Lá é possível ver sua mesa, seus desenhos, fotografias, rolos de tecidos, aviamentos para as peças, notas, livros e organização dos materiais que ele utilizava. É realmente emocionante! Eu ia com uma certa frequência para lá e sempre encontrava algo de diferente no espaço.

Para os que se apaixonarem pela trajetória do costureiro, é possível também fazer uma visita aos arquivos do museu. É lá onde as peças são guardadas, estudadas e restauradas. É um passeio inesquecível que, além de tudo, te ajuda a compreender um pouco mais sobre o trabalho dele.

Quanto custa o ingresso para o Museu Yves Saint Laurent?

A partir de 10€, se você optar por comprar o ingresso avulso. No entanto, há outras possibilidades de bilhetes.

No GetYourGuide, por exemplo, é possível fazer uma visita guiada antes da abertura do Museu, a visita é realizada por um guia especializado que vai acompanhar sua visita ao Museu, enquanto ele ainda estiver fechado para o público, o valor é 23€. Na Civitatis, por R$ 130, também é possível contratar uma visita privada com duração de 1h15, antes do horário de abertura.

Por fim, é possível comprar o ingresso avulso no site do Museu por 10€.

7. Museu 19M

O Museu 19M é, junto da Galerie Dior, um dos Museus de Moda em Paris mais novos. Na verdade, o 19M é muito mais que um museu: é um espaço pluridisciplinar aberto ao público, que oferece uma série de oficinas e exposições, além de abrigar 11 empresas voltadas à confecção de detalhes minuciosos das peças mais elaboradas da Chanel.

Algumas dessas empresas datam de meados do século XIX e possuem como especialidade os bordados, plumas, tecidos plissados, pérolas, botas e luvas, entre outros.

O que ver no Museu 19M?

Assim, espere encontrar exposições que explorem técnicas artesanais e apresentem uma variedade de produtos feitos à mão. No 19M, é normal que as exposições não fiquem tanto tempo em cartaz, no entanto, é sempre possível encontrar algo surpreendente por lá.

Para além de exposições, algo muito interessante do 19M é o oferecimento de oficinas que te iniciam em algumas práticas contempladas pelas empresas que estão instaladas por lá. Normalmente, são ofertadas várias datas, as turmas são pequenas, o valor é super acessível, o material é incluso e eles te ensinam o passo a passo detalhadamente dos processos. Portanto, mesmo que você seja iniciante, é possível se aventurar por lá!

Minha experiência no 19M

Em 2022 tive a oportunidade de participar de uma oficina de bordado em fotografia que me marcou muito. Pelo valor de 15€, você tirava uma selfie lá mesmo, que era impressa em um tecido e a partir daí, a instrutora te ensinava alguns pontos básicos de bordado.

No 19M é possível encontrar exposições gratuitas sobre moda e oficinas. Foto: Bárbara Ábile

Fiquei apaixonada pela quantidade e variedade de miçangas à nossa disposição. Havia pessoas de várias idades e vários domínios da técnica. A oficina durou algumas horas e no final nós pudemos levar nosso bordado conosco. Guardo o meu com muito carinho até hoje!

Quanto custa o ingresso para o Museu 19M?

O ingresso para visitar o Museu 19M é gratuito. Para garantir sua entrada, faça sua reserva pelo site da instituição.

Como comprar ingressos para os Museus de Moda em Paris

A compra de ingresso para os Museus de Moda em Paris pode ser feita de diversas formas e cada uma delas apresenta suas vantagens. Veja a seguir mais informações sobre isso.

Comprar ingressos pelo GetYourGuide

O GetYourGuide é uma ferramenta online que permite a compra de ingressos e reserva com antecedência de diversas atrações, excursões, passeios e outros tipos de atividades, em todos os lugares do mundo.

Trata-se de um site confiável e seguro, no qual você consegue buscar a cidade de destino ou a atração de seu interesse, escolher uma data e um horário e comprar. Ou seja, em um só site, é possível comprar ingressos para alguns dos Museus de Moda em Paris, bem como para outras atrações.

Comprar ingressos pela Civitatis

Civitatis é uma companhia que realiza a distribuição online de atividades, excursões e visitas guiadas em várias línguas, em mais de 3.720 destinos turísticos do mundo.

A Civitatis é confiável e segura, e também reúne uma série de informações importantes sobre a atividade. Assim, é possível verificar as opiniões e avaliações dos turistas que compraram a atividade, a descrição dos passeios e detalhes que vão te ajudar a se organizar da melhor maneira possível. Um ótimo lugar para organizar sua visita aos Museus de Moda em Paris!

Comprar ingressos pelos sites oficiais

É possível também comprar ingresso para os Museus de Moda em Paris a partir de seus respectivos sites oficiais, como indicamos aqui. Tais sites também são super seguros e práticos, e sua grande maioria emite o bilhete no formato de QR CODE. Lá também é possível selecionar o dia e horário de sua preferência.

Vale a pena visitar os Museus de Moda em Paris?

Sim, principalmente se você gosta do tema, como é meu caso.

Poder ter acesso aos Museus de Moda em Paris foi um dos motivos que me fizeram ficar apaixonada pela cidade. Ver de perto essas peças, bem como o trabalho de restauração e manutenção que existe em torno delas, é algo inesquecível. É bem comum que haja explicações sobre as peças, por exemplo, o desfile em que ela apareceu pela primeira vez ou a celebridade que usou em algum evento, por exemplo. Isso torna tudo mais interessante.

Mesmo que moda não seja algo que te fascine, a visita nesses museus acaba valendo a pena na medida em que revela muito do que conhecemos como cultura francesa. A contextualização histórica das peças, bem como a presença de documentos, entrevistas, desenhos, entre outros, acaba captando a atenção mesmo daqueles que nunca ligaram muito pelo tema.

Para além dos Museus de Moda em Paris

Minha dica para os que buscam o que fazer em Paris e gostam do tema da moda é se informar acerca das exposições temporárias que terá na cidade ao longo de sua estadia.

Isso porque é comum que as grandes marcas organizem eventos especiais e pontuais ao longo do ano fora dos Museus de Moda em Paris. Um bom site para acompanhar esse tipo de oportunidade é o Sortir à Paris.

A título de exemplo, em 2022 pude visitar uma exposição gigantesca sobre os Perfumes da Chanel. O evento era gratuito e oferecia uma série de brindes aos visitantes. Recentemente, foi também organizada uma ótima exposição sobre os perfumes Dior.

Recomendo também que os viajantes fiquem atentos aos eventos anuais que promovem a abertura de certos espaços para visita, como a Journées Européennes du Patrimoine. Por conta desses eventos, pude conhecer lugares como a sede da marca Balenciaga e os arquivos da marca Chloé.

Por fim, lembre-se também de checar a programação das míticas lojas de departamento de Paris, como a Galeries Lafayette, Bon Marché, Au Printemps e La Samaritaine: é comum que elas possuam também pequenas exposições de moda.

Dicas para organizar o roteiro pelo universo da Moda em Paris

Ficou animado para conhecer mais sobre a relação da capital francesa com a Moda? Se você quiser ir além dos Museus de Moda em Paris, indicamos a excursão a pé pela história da moda francesa, disponível no GetYourGuide a partir de 260€ por grupo de até 6 pessoas.

Também é possível assistir a um desfile de moda na famosa Galeria Lafayette! O ingresso para o evento custa a partir de 18€ no GetYourGuide.

Para finalizar a organização de seu roteiro pelo universo da Moda em Paris, certifique-se também de comprar um seguro viagem, um chip internacional e garantir a forma mais segura e prática de transportar seu dinheiro.

Sabemos que é essencial levar dinheiro nas viagens internacionais. Mas nem sempre levar dinheiro em espécie é algo prático, muito menos seguro.

Por isso, sugerimos o cartão Wise. Ele é um cartão multimoedas internacional que funciona como um cartão de débito normal. Você envia o dinheiro que você tem para lá e, além da segurança e facilidade, você também aproveita as ótimas taxas que ele oferece na hora da conversão de moedas: seu IOF é bem menor do que aqueles utilizados nos cartões de crédito convencionais!

  • Já tem um cartão de débito que funciona na Europa?

    O Cartão Wise é um cartão multimoeda gratuito, seguro e com tarifas econômicas. O cartão é entregue no Brasil e válido em toda a Europa.

    PEDIR CARTÃO →
  • Sabia que é obrigatório ter seguro viagem para entrar na Europa?

    No Seguros Promo você encontra seguradoras renomadas e planos de seguro viagem com o melhor custo-benefício.

    COTAR SEGURO →
  • Quer receber conteúdos incríveis para planejar sua Eurotrip?

    Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos e dicas de viagem imperdíveis.

    ASSINAR AGORA
  • Quer ter internet ao chegar à Europa?

    O chip internacional da America Chip é a melhor escolha. Funciona em toda a Europa, tem internet ilimitada e os preços são ótimos.

    VER PLANOS →
Compartilhar
Publicado por
Bárbara Ábile

Artigos recentes

10 museus em Viena para visitar em sua próxima viagem

Em sua passagem pela Áustria, planeje-se para visitar os museus em Viena. Voltados às artes…

22 de maio de 2024

Onde comer em Zurique? Guia gastronômico da cidade

Você está planejamento a sua viagem para a Suíça e já está pensando onde comer…

21 de maio de 2024

Ingresso Oceanário de Lisboa: confira preços e onde comprar

Na sua próxima ida à Lisboa, mergulhe no universo dos oceanos. Veja todas as informações…

20 de maio de 2024

Acampar na Alemanha: uma imersão cultural que cabe no bolso

Pode ser que você acredite que acampar não é para você. Você lembra daquela experiência…

19 de maio de 2024

Transfer na Europa: entenda como funciona e onde reservar

Ao viajar para o exterior, uma das preocupações dos turistas é garantir um transporte seguro…

19 de maio de 2024

Onde ficar em Malta? Guia das melhores regiões e hotéis da ilha

Com suas belas praias, paisagens naturais de tirar o fôlego e cultura interessante, Malta é…

18 de maio de 2024