Duomo de Milão: tudo para visitar o cartão postal da cidade

Visitar Milão  / 

A cidade de Milão, na Itália, é um destino conhecido em todo o mundo por uma série de motivos. Seja por conta da moda, vida noturna, arte, turismo, gastronomia, entre outros, a cidade é realmente tudo o que dizem e muito mais. Um dos principais cartões postais desse destino é o Duomo de Milão, uma catedral impressionante, com suas agulhas, vitrais, estátuas e tamanho impotentes.

Encontre o melhor pacote de férias para a Europa

Pacotes de Viagem, Circuitos, Multi Destinos, Cruzeiros.

Confira as promoções na Logitravel e garanta sua viagem dos
sonhos para a Europa.

VER OFERTAS DE FÉRIAS »

É uma das mais conhecidas e impressionantes obras no estilo gótico da Europa e seu tamanho impressiona os visitantes mais desavisados. Confira o artigo a seguir e saiba tudo sobre essa atração imperdível.

Informações sobre o Duomo de Milão

LOCALIZAÇÃO

Piazza del Duomo, 20122 Milão, Itália

COMO CHEGAR

Metrô: linhas vermelha ou amarela e descer na estação Duomo

HORÁRIO

Catedral: todos os dias, das 8h às 19h; Área arqueológica: das 8h às 19h; Batistério: das 9h às 18h; Terraço: das 9h às 19h; Museu: de quinta à terça, das 10h às 18h

TICKET

Catedral: a partir de 3€;
Catedral-Museu-Capela de São Carlos-Zona Arqueológica-Subterrâneo-Terraços: a partir de 13€

História do Duomo de Milão

O Duomo, ou seja, a Catedral de Milão, é um ponto turístico essencial para quem visita a cidade de Milão, devido à sua vista impressionante, tanto por dentro quanto por fora.

Ela está localizada onde antes estavam as Basílicas de San Ambrogio e a Basílica de Santa Tecla, destruídas por um incêndio em 1075.

A construção da Catedral

Terceira igreja católica do Mundo, começou a ser construída em 1386 com ordens de Gian Galeazzo Visconti, sendo hoje a quarta maior igreja da Europa.

A construção levou mais de 400 anos, teve inúmeros arquitetos e, consequentemente, possui diversos estilos arquitetônicos. Mas, por conta da influência francesa e do centro da Europa, o estilo gótico predomina e, até então, tinha um uso incomum na Itália.

Foi utilizado o mármore branco-rosa de Candoglia, em Val D’Ossola, e foram necessários mais de 8200 blocos da pedra.

Uma curiosidade é que essa é a única Catedral em todo o mundo que é proprietária da empresa responsável por fornecer o mármore para a sua construção.

São 52 pilares, de mais de 20 metros, e 5 corredores repletos de obras de grandes artistas europeus: quadros, vitrais, candelabros, estátuas talhadas, sarcófagos, desenhos pelas abóbadas, gárgulas, entre outros. Ao todo, são mais de 3.400 estátuas.

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

detalhes do Duomo de Milão

Os vitrais eram um dos pontos principais de visitação da catedral, mas eles foram substituídos por madeira durante a Segunda Guerra Mundial e puderam sobreviver e continuar contando até hoje a história de santos, profetas e outros acontecimentos bíblicos.

Existem também alguns tesouros na Catedral de Milão como, por exemplo, um prego da Cruz de Cristo, que fica atrás do altar.

A construção da fachada foi finalizada em 1813 por ordem de Napoleão, que queria se coroar como rei da Itália nela. Já a finalização de todo o Duomo se deu em torno do ano de 1965.

Na parte superior da catedral, na Torre Lanterna, está a Madonnina, uma cópia da estátua da Santa Maria Nascente e um símbolo muito importante para a cidade.

Em relação ao interior da Catedral, ela possui capacidade para mais de 40 mil pessoas. As naves na parte interior possuem até 45 metros de altura, enquanto a área externa passa dos 100 metros.

O que você deve conhecer no Duomo de Milão

O Duomo de Milão não é apenas mais uma catedral europeia. Ele conta com uma série de pontos bastante interessantes que valem muito a visita.

Dentro da Catedral é possível conhecer a Cripta de São Carlos Borromeo, a sala do Tesouro do Duomo, uma área arqueológica, os terrações, o museu e a catedral propriamente dita.

Na área arqueológica, estão localizados as ruínas das basílicas de Santa Tecla e de Santa Maria Maggiore e também um batistério utilizado no século IV, que dizem ter sido onde Santo Agostinho foi batizado pelo Santo Ambrósio em 387.

O Museu conta detalhes da sua construção e é no terraço em que estão as mais de 130 agulhas de mármore.

Ainda sobre os telhados, eles são o melhor lugar para se ver as estátuas e pináculos do Duomo, sendo inclusive onde está a Madonnina. É lá que você pode conferir uma vista impressionante de toda Milão e, detalhe, poucas pessoas conhecem!

Além disso, é possível também fazer boas compras nas imediação e também em outras partes da cidade, já que Milão é um conhecido polo de moda internacional.

Onde fica a Catedral de Milão

O Duomo está localizado na praça do Duomo, ao lado da Galeria Vittorio Emanuele II, no centro de Milão.

Confira o mapa:

O que fazer em Milão: sugestão de roteiros de 1 dia e 5 dias.

Como chegar

Para chegar de transporte público é necessário pegar a linha vermelha ou amarela do metrô e descer na estação Duomo e subir as escadas rolantes que darão de frente a Catedral.

Ingressos para o Duomo de Milão

Há vários tipos de ingressos. O preço depende se você vai usar a escada ou o elevador e quais áreas do Duomo pretende visitar.

Quanto custam os ingressos para a Catedral de Milão?

A Cripta de St Charles e a área arqueológica em que o Batistério de St Stephen se encontram possuem entrada gratuita, enquanto as outras atrações do Duomo custam entre 1€ e 6€. Para os terraços, é necessário pagar entre 5€ a 25€.

Apenas a visita para a Catedral, o Museu e a Igreja de San Gottrado in Corte tem um valor de 3€ (o ingresso reduzido custa 2€).

Para conhecer a Catedral, a Cripta de St. Charles, a área arqueológica, o museu, a Igreja de San Gottardo e as exibições, o ingresso custa 4€ (valor reduzido) a 8€ (preço inteiro).

Os ingressos que incluem a visita aos telhados (por elevador) podem ir de 7€ (valor reduzido) a 14€ (preço inteiro). Caso opte ir pelas escadas os preços caem para 5€ (reduzido) e 10€ (inteiro).

Também existe o “Fast Track Pass”, que permite acessar todas as atrações com um menor tempo de espera, podendo ser adquirido por 13€ (reduzido) ou 25€ (inteiro).

Para conhecer o Museu, a Capela de São Carlos, a Zona Arqueológica, o subterrâneo e os terraços, é mais interessante comprar ingressos combinados, por a partir de 13€ (pelas escadas) ou 17€ (por elevador).

Os ingressos reduzidos são para crianças dos 6 aos 11 anos, grupos religiosos e escolas. A entrada é gratuita para menores de 5 anos, pessoas com deficiência e acompanhantes.

Como comprar ingressos para o Duomo de Milão?

Você pode comprar seus ingressos na bilheteira até às 18h, que está localizada dentro do Palazzo Reale, ao lado do Duomo.

Os ingressos também podem ser adquiridos pelo site oficial do Duomo de Milão, com validade por um período de um ano.

Por ser uma das atrações mais populares de Milão, a Catedral acumula filas de visitação, principalmente aos fins de semana, feriados e alta temporada.

A melhor opção é mesmo comprar os ingressos online, com antecedência. Na Get Your Guide, você encontra diferentes tickets para o Duomo, incluindo sem filas.

Além da reserva ser simples e rápida, tem a vantagem do cancelamento fácil e de guardar os ingressos no seu celular.

visão aeréa Duomo de Milão

Veja todas as dicas para comprar dos ingressos para a Catedral de Milão.

Horário de funcionamento

A Duomo de Milão abre todos os dias, das 8h às 19h. Se você pretende visitar as demais áreas, atente-se:

  • Área arqueológica: 8h às 19h, diariamente;
  • Batistério: 9h às 18h, diariamente;
  • Terraço: 9h às 19h, diariamente;
  • Museu: 10h às 18h, de quinta a terça.

Dicas para visitar a Catedral de Milão

O lugar é incrível e impressiona. Mas é preciso saber que, assim como outros famosos pontos turísticos na Europa, o local está quase sempre repleto de visitantes e de ambulantes que tentarão lhe oferecer os mais variados itens.

Por isso, para ter uma boa experiência, a dica principal é comprar os ingressos com antecedência, evitar os finais de semana e chegar o mais cedo possível (cedo mesmo, em torno de 7h-8h). Assim você conhecerá o lugar com mais tranquilidade e conseguirá uma foto super bacana.

Vale ressaltar que para conhecer o Duomo de Milão é preciso estar vestido adequadamente, cobrindo os ombros e joelhos, e passar por uma revista completa.

Em Milão, aproveite para conhecer A Última Ceia, de Leonardo Da Vinci. Veja como garantir seus ingressos para A Última Ceia.

Curiosidades sobre o Duomo de Milão

1. O Duomo de Milão possui 135 pontas de mármore (ou agulhas) e do seu terraço é possível ter uma vista privilegiada da cidade de Milão.

2. As réplicas da Duomo de Milão sempre foram muito queridas por turistas de diversas partes do mundo. Porém, em 2009, o então primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, foi atingido no rosto por uma dessa réplicas. Os ferimentos foram graves no político, talvez por conta das tantas pontas que o objeto possuía, e os oposicionistas ao governo de Berlusconi fizeram com que as réplicas da Duomo de Milão desaparecessem das lojas por conta do sucesso de suas vendas após o incidente.

3. Em cada uma das 135 pontas da Duomo de Milão tem uma estátua e, contando as que estão na parte externa e interna do templo, são mais de 3.400 estátuas.

4. Reza a lenda que na Duomo de Milão está um dos três pregos que foram utilizados na pregação de Jesus Cristo.

Em Milão, não deixe de visitar o Teatro Alla Scala. Vale a pena.

Planejando sua viagem para Milão, na Itália

Lembre-se que para conhecer o Duomo de Milão e outros pontos turísticos da Itália é preciso ter um seguro viagem que tenha os requisitos básicos para a Europa. Existe um valor mínimo de cobertura e ele deve ser válido durante toda a sua estadia no Espaço Schengen.

Muitos consideram o seguro como um “gasto a mais”, porém, como o próprio nome diz, ele é para a sua segurança. Nunca se sabe que tipos de emergência podem acontecer durante a sua viagem, desde um resfriado ou um possível acidente.

E além da saúde, os seguros viagem também costumam ter uma série de outras coberturas como, por exemplo, em caso de atraso ou cancelamento de voo, perda de bagagem, assistência jurídica, perda de documento e muito mais.

Recomendamos que você utilize o nosso comparador de seguro viagem. Ele apresenta planos das principais seguradoras do mercado e os melhores preços aos leitores do Euro Dicas Turismo.

Se preferir, pode também utilizar o portal Seguros Promo, comparador online que nós recomendamos e utilizamos para realizar cotações aqui no Portal.

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autores

Evellyn Lima é brasileira e atualmente não tem endereço fixo. Resolveu viver uma vida de nômade digital. É jornalista, redatora, revisora e compartilha detalhes e surpresas das suas viagens no Instagram @ninguemcontadaviagem.

Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Escreve para seu site Vagas pelo Mundo sobre oportunidades de emprego, a experiência de morar fora, bolsas de estudo e vistos para morar no exterior.