O que fazer em Barcelona? Veja dicas para aproveitar a cidade de Gaudí

Visitar Barcelona  / 

Não tenha medo: você vai adorar Barcelona. O destino é, praticamente, uma unanimidade. Moderna, e com uma arquitetura que mais parece obra de arte, a cidade de Antoni Gaudí recebeu oito milhões de turistas em 2019. E só cresce. A cidade é grande e são numerosas suas atrações, sem contar a gastronomia espanhola. Saiba o que fazer em Barcelona e prepare um roteiro cheio de dicas.

Encontre o melhor pacote de férias para a Europa

Pacotes de Viagem, Circuitos, Multi Destinos, Cruzeiros.

Confira as promoções na Logitravel e garanta sua viagem dos
sonhos para a Europa.

VER OFERTAS DE FÉRIAS »

Saiba o que fazer em Barcelona, a capital da Catalunha

Parte, e capital, da comunidade autônoma da Catalunha, Barcelona está localizada em uma das melhores regiões da Espanha.

Ao nordeste do país, e à beira do mar Mediterrâneo, a cidade ainda fica bem próxima à França e aos Pirineus.

Não estranhe quando vir as placas de sinalização: apesar do catalão ser a língua primeira, todos falam espanhol.

Cosmopolita e moderna, com mais de 1 milhão e meio de habitantes, caminhar pela cidade, mesmo em longas distâncias, não é trabalhoso e sim um passeio encantador.

Barcelona é, sem dúvidas, uma das cidades da Espanha que tem de entrar na sua lista de “imperdíveis”. A energia da cidade representa muito bem a alegria do povo espanhol. Sem falar no colorido e na beleza das ruas e dos mercados espanhóis e o ar fresco vindo da praia.

O que fazer em Barcelona ônibus turístico

O que fazer em Barcelona? Conheça algumas das principais atrações

Veja quais são as principais atrações da capital da Catalunha e planeje-se para conhecê-la mais de perto.

1. Igreja da Sagrada Família

A Igreja da Sagrada Família foi o grande projeto do arquiteto catalão Antoni Gaudí. Não estranhe o fato de ela continuar em obras. Sua construção iniciou em 1882, porém Gaudí faleceu em 1926 e não conseguiu ver sua obra finalizada.

É o monumento mais visitado de Barcelona. Teve sua construção iniciada em estilo neogótico e foi mudando com o passar do tempo.

Ao visitar, tenha especial atenção em suas torres e ao redor da igreja. Você conseguirá entender os diversos momentos em que ela foi construída, a diferença entre cada espaço.

Estima-se que ela esteja finalizada em 2026, ano em que se completa o centenário da morte de Gaudí.

Por ter uma visitação intensa, as filas costumam ser demoradas para adentrar a Igreja.

Compre um ticket de tour guiado evitando a fila da bilheteria, com acesso rápido e sem fila, ou o ingresso prioritário para a Sagrada Família com guia de áudio.

Localização: Carrer de Mallorca, 401, Barcelona
Como chegar: Metrô: Sagrada Familia, linhas 2 e 5. Ônibus: Temple Expiatori de La Sagrada Familia, linhas 19, 33, 34, 43, 44, 50 e 51, B20 e B24
Horário:
De novembro a fevereiro: das 9h às 18h
Março: das 9h às 19h
De abril a setembro: das 9h às 20h
Outubro: das 9h às 19h
Ingresso:
Adultos: 17€ (Com audioguia 25€)
Estudantes e menores de 30 anos: 13€
Aposentados: 11€
Menores de 10 anos: entrada gratuita
Sagrada Família + torres: 32€
Sagrada Família + Casa-Museu Gaudí: 16,50€

2. La Barceloneta

Dentre os bairros que você deve inserir na lista de o que fazer em Barcelona está um dos mais populares da cidade: Barceloneta.

Antes uma zona desabitada, virou, a partir de 1754, local de pescadores, que se estabeleceram lá pela proximidade com o mar.

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

Atualmente é o local mais frequentado no verão: seja por suas praias, por suas ruelas agradáveis ou pelos bares nos arredores. Um bom programa para fazer depois de um mergulho no mar.

Por lá ficam a Praia da Barceloneta, com um teleférico que chega ao Mirante de Miramar, o Museu da História da Catalunha e a Torre do Relógio, antiga construção que funcionou como farol do porto.

Localização: La Barceloneta
Como chegar: Metrô: Barceloneta, linha 4
Horário: todos os dias, 24 horas
Ingresso: gratuito

O que fazer em Barcelona Barceloneta

3. Bairro Gótico

E continuando pelos bairros que valem a pena visitar em Barcelona, o Bairro Gótico está entre eles e é uma verdadeira atração turística da cidade.

Situado na região das Ramblas, Via Laietana, Paseo de Colón e Plaça de Catalunya, o que vale é caminhar e se perder pelas ruelas, admirando a arquitetura.

Zona mais antiga de Barcelona, é também considerada uma das mais bonitas. No Bairro Gótico, passeie pelas ruelas estreitas e medievais que guardam muita história.

Quando estiver lá, preste atenção na Catedral de Barcelona, na Plaza Real e na Plaza del Rey, sede do Palácio Real.

Faça um tour a pé de 3 horas pela parte da cidade velha e pelo Bairro Gótico. Se preferir ir de bicicleta, o passeio Barcelona 3 horas Bike Tour também passa pelo local, dentre outros destaques da cidade.

Localização: Bairro Gótico
Como chegar: Metrô: Jaume I, linha 4; Liceu e Drassanes, linha 3
Horário: todos os dias, 24 horas
Ingresso: gratuito

4. Catedral de Barcelona

E quando tiver no Bairro Gótico, visite a Catedral de Barcelona. Famosa por sua arquitetura gótica catalã, a imponente igreja data do século XVI.

Apesar da fama da Sagrada Família, vale a visita à catedral: um impressionante templo gótico. É também conhecida como Catedral de Santa Cruz e Santa Eulália.

Na visita, é possível apenas entrar na Catedral para ver os altares de diversos santos e acender uma vela, ou visitar o coro, os terraços e o Museu da Sala Capitular.

O Coro, um conjunto de cadeiras de madeira talhada, é tido como um dos locais mais valiosos do interior da igreja.

Localização: Pla de la Seu, s/n, 08002 Barcelona
Como chegar: Metrô: Jaume I, linha 4
Horário:
De segunda a sexta, das 8h30 às 12h30 e das 17h45 às 19h30
Sábados, domingos e feriados: das 8h30 às 12h30 e das 17h15 às 20h
Domingos e feriados religiosos: das 8h30 às 13h45 e das 17h15 às 20h
Ingresso:
Templo e claustro: entrada gratuita
Coro: 3€
Terraços: 3€
Templo, claustro, coro, terraços, capela, Museu da Sala Capitular: 7€

5. Plaça de Catalunya

Outra região importante da cidade, e que deve estar no seu roteiro de o que fazer em Barcelona, está a Praça de Catalunha, a mais importante praça da cidade e uma das maiores da Espanha.

A Plaça de Catalunya é, também, ponto central para diversas atrações da cidade, além de ser um símbolo turístico por si só. É o ponto de partida de algumas das principais avenidas da cidade, como Las Ramblas, além do Paseo de Gracia.

Ela está rodeada de lojas, restaurantes, cafeterias e hotéis, sendo um importante centro comercial e de lazer. Para se hospedar, é uma ótima localização.

Localização: Plaça de Catalunya
Como chegar: Metrô: Catalunya, linhas 1 e 3. Ônibus: linhas 9, 14, 16, 17, 24, 28, 41, 42, 55, 58, 59, 62, 66, 67, 68, 141, Aerobús A1 e Aerobús A2
Horário: todos os dias, 24 horas
Ingresso: gratuito

6. Las Ramblas

Seguindo o passeio pela Praça da Catalunha você chegará à outro símbolo da cidade: a Las Ramblas Uma das avenidas mais conhecidas e movimentadas do destino, a Las Ramblas, ou Ramblas, é um conjunto de ruas que se juntam.

São elas: Rambla de Canaletes, Rambla dels Estudis, Rambla de Sant Josep, Rambla dels Caputxins e Rambla de Santa Mònica.

Com pouco mais de 1 quilômetro de extensão, a avenida, que tem um grande calçadão no meio onde é possível andar a pé tranquilamente, liga a famosa a Plaça ao Port Vell, o Porto de Barcelona.

Nas Ramblas também estão outros pontos turísticos da cidade, como o Mosaico de Juan Miró e o Monumento a Cristóvão Colombo, além do Mercado de la Boqueria.

Localização: Las Ramblas
Como chegar: Metrô: Liceu, Drassanes ou Catalunya, linha 3
Horário: todos os dias, 24 horas
Ingresso: gratuito

7. Parque Güell

Certamente você já ouviu falar do Parque Güell na sua pesquisa de o que fazer em Barcelona. Um dos pontos turísticos mais visitados da cidade, o parque é um enorme jardim, feito também por Antoni Gaudí, com elementos arquitetônicos inspirados nas formas da natureza.

Inaugurado em 1922, tornou-se uma das principais atrações turísticas da cidade sendo, desde 1984, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

À entrada à zona monumental do parque agora é paga e só podem entrar 400 pessoas por vez. Por isso, compre o ingresso antecipado.

Dentro do parque, ainda é possível visitar a Casa Museu Gaudí, local que conserva a lembrança do artista com móveis e objetos importantes para seus desenhos.

Para conhecer em detalhes, faça uma Excursão a Pé Parque Güell com Entrada Prioritária, a partir de 25€, por pessoa.

Localização: Carrer d’Olot, 3, Barcelona
Como chegar: Metrô: Lesseps, linha L3. Ônibus: linhas H6, 24, 32 e 92
Horário:
Todos os dias, das 8h às 21h
Casa Museu Gaudí:
De outubro a março: todos os dias, das 10h às 18h
De abril a setembro: todos os dias, das 9h às 20h
Ingresso:
Zona regulada do parque:
Adultos: 10€
Crianças entre 7 e 12 anos, maiores de 65 anos e pessoas com mobilidade reduzida: 7€
Menores de 6 anos: entrada gratuita
Casa Museu Gaudí:
Adultos: 5,50€.
Estudantes, menores de 30 anos e aposentados: 4,50€
Menores de 11 anos e pessoas com mobilidade reduzida: entrada gratuita

O que fazer em Barcelona Parque Güell

Veja todas as opções de ingressos para o Parque Güell.

8. Museu Picasso de Barcelona

Nascido em Málaga, mas tendo elegido Barcelona como sua casa, o pintor espanhol Pablo Picasso ganhou um museu especial na cidade.

O Museu Picasso de Barcelona abriga a maior coleção de obras do artista em todo o mundo.

Aberto em 1963, o Museu Picasso conta com uma coleção tem mais de 3.500 obras, mostrando várias fases da vida de Picasso.

Uma parte especial é a sala em homenagem a outro artista espanhol Diego Velázquez, onde é exibido um estudo de sua obra Las Meninas.

E se for fã do artista, a Excursão a Pé e Museu Picasso tem duração de 2 horas e segue os passos do artista por seus lugares preferidos na cidade, incluindo uma visita guiada ao museu.

Localização: Carrer Montcada, 15-23, 08003 Barcelona
Como chegar: Metrô: Jaume, linha 4; Arc de Triomf, línea 1; Liceu, línea 3. Ônibus: linhas 39, 45, 51, 120, V15, V17 e H14
Horário:
De terça a domingo, das 9h às 20h30
Quinta, das 9h às 21h30
Segunda, das 10h às 17h
Ingresso:
Adultos: 12€
Menores de 25 e maiores de 65 anos com cartão rosa reduzido: 7€
Menores de 16 anos e maiores de 65 anos com cartão rosa gratuito: entrada gratuita
Primeiro domingo de cada mês: entrada gratuita
Quinta-feira a partir das 18:00 horas: entrada gratuita

9. Casa Batlló

As construções de Gaudí estão por toda a cidade. No Passeig de Gràcia estão duas das mais famosas. A primeira delas é a Casa Batlló.

Construída entre 1904 e 1906 a pedido de Josep Batlló, ela acolhe um mundo fantástico imaginado pelo arquiteto.

O edifício modernista catalão merece ser visto, tanto sua área externa como interna. Adentre a antiga residência da família Batlló e conheça os curiosos espaços, além de um rooftop que fizeram o local estar na lista de patrimônio mundial da Unesco.

Compre o ingresso sem fila e com entrada antecipada a partir de 39€ por pessoa. O passeio acontece às 8h30 da manhã, para que o grupo reservado tenha acesso ao local sem que esteja cheio. Se quiser conhecer com calma, é uma oportunidade.

Localização: Passeig de Gràcia, 43, 08007 Barcelona
Como chegar: Metrô: Passeig de Gràcia, linhas 2, 3 e 4. Ônibus: linhas H10, V15, 7, 22 e 24
Horário: Todos os dias, das 9h às 21 horas
Ingresso:
Adultos: 25€
Estudantes, jovens entre 7 e 18 anos e maiores de 60 anos: 22€
Menores de 7 anos: entrada gratuita
O ingresso inclui um vídeo-guia de realidade aumentada
Casa Batlló + Sala modernista: 31€
Casa Batlló + Sala modernista + Foto de época: 35€

10. Casa Milà (La Pedrera)

A Casa Milà em Barcelona, também conhecida como La Pedrera, é o segundo edifício arquitetônico de Gaudí no Passeig de Gràcia. Construído entre 1906 e 1912, foi casa dos senhores Milá e hoje abriga um grande espaço de exposições.

A Casa Milà também guarda alguns dos curiosos elementos do universo do arquiteto catalão. Na visita, é possível ver a recriação de uma casa que pertenceu a uma família burguesa de Barcelona no início do século XX. Também estão maquetes, mapas, fotografias e vídeos.

Suba ao rooftop, um dos principais, e mais peculiares, espaços da construção.

Para evitar filas, adquira ingressos antecipados para a Casa Milà e com guia de áudio. Se preferir, faça a excursão La Pedrera à noite.

Localização: Passeig de Gràcia, 92, 08008 Barcelona
Como chegar: Ônibus: linhas 7, 16. 16. 22. 24 e V17. Metrô: Diagonal, linhas 3 e 5
Horário:
De novembro até fevereiro
De segunda a domingo: das 9h às 18h30
De março até outubro
De segunda a domingo: das 9h às 20h30
Ingresso:
Adultos: 22€
Estudantes: 16,50€
Crianças entre 7 e 12 anos: 11€
Menores de 6 anos: entrada gratuita

11. Casa Vicens

E se quiser explorar ainda mais o universo de Gaudí, inclua a Casa Vicens na lista de o que fazer em Barcelona.

Inaugurada bem recentemente, em 2017, a Casa Vicens é uma das primeiras residências modernistas projetadas pelo arquiteto.

Próxima ao Parque Güell, a Casa Vicens chama atenção e chama atenção principalmente por sua decoração. Adquira os ingressos antecipados com entrada sem fila a partir de 16€ por pessoa.

Localização: Carrer de les Carolines, 20, 08012 Barcelona
Como chegar: Metrô Fontana, linha L3
Horário de funcionamento:
Todos os dias, das 10h às 20h
Ingressos:
Inteira: 16€
Maiores de 65 anos: 14€
Até 11 anos: grátis

12. Museu de Arte Contemporânea de Barcelona

Reunindo obras realizadas durante a segunda metade do século XX, o MACBA tem, em sua coleção, mais de 5 mil itens na exposição artística. Todas criadas desde os anos 50 do século passado até a atualidade.

São mais de 20 mil metros quadrados de extensão e é um dos principais museus da cidade. Adquira antecipadamente o Ingresso para o Museu de Arte Contemporânea de Barcelona a partir de 11€ por pessoa.

Localização: Plaça dels Àngels, 1, 08001 Barcelona
Como chegar: Metrô: Universitat, linhas 1 e 2; Catalunya e Liceu, linha 3. Ônibus: linhas 7, 9, 13, 14, 16, 17, 20, 24, 37, 41, 42, 50, 54, 55, 58, 59, 62, 63, 64, 66, 67, 68, 91, 120, 121, 141, H12
Horário:
De 25 de setembro até 24 de junho
Segunda, quarta, quintas e sexta: das 1h às 19h30
Sábados: das 10h às 20h
Domingos: das 10h às 15h
Terça: fechado.
De 25 de junho até 24 de setembro
Segunda, quarta, quintas e sexta: das 11h a 20h
Sábados: das 10h às 20h
Domingos e feriados: das 10h às 15h
Terça: fechado;
Ingresso:
Adultos: 11€
Estudantes internacionais e maiores de 65 anos: 8€
Menores de 14 e maiores de 65 anos residentes em Barcelona, estudantes espanhóis e desempregados: entrada gratuita

13. Montjuic

Outro bairro que merece, pelo menos, meio dia, ou um dia inteiro, de passeio é Montjuic. Uma montanha dentro da cidade, é uma união de espaços verdes, museus, mirantes e outras atrações culturais. Além de ter uma das mais belas vistas de toda Barcelona.

A estação mais próxima é Paral-lel, das linhas 2 ou 3 do metrô. De lá, utilize o funicular até o ponto de embarque do Teleférico de Montjuïc. O Bilhete de Ida e Volta custa a partir de 12,70€ por pessoa. Se preferir, utilize o Funicular.

Dentre as atrações estão o Castell de Montjuïc, o Mirador de l’Alcalde, com uma vista da cidade, e os Jardins de Mossèn Cinto Verdaguer.

Se gostar de Miró, visite a Fundaciò Joan Miró. Se preferir esportes, entre no Museu Olímpic i de l’Esport. Lá também está o Museu Nacional de Arte da Catalunha.

À noite, confira o show de Luzes na Fonte Mágica de Montjuïc. Com mais de 80 anos de funcionamento, elas começam ao anoitecer.

Localização: Montjuïc
Como chegar: Funicular no metrô Paral-lel, linhas 2 e 3
Horário de funcionamento do show de luzes na Fonte Mágica:
De novembro a março: às quintas, sextas e sábados, entre às 20h e 21h
De abril a maio: às quintas, sextas e sábados, entre as 21h e 22h
De junho a setembro: às quartas, quintas, sextas, sábados e domingos, entre as 21h30 e 22h30
Em outubro: às quintas, sextas e sábados, entre as 21h e 22h
Ingresso: gratuito para as áreas abertas

o que conhecer em montjuic

14. Tibidabo

No pico mais alto da Serra de Collserola fica o Parque Tibidabo, um dos melhores mirantes de Barcelona. Inaugurado em 1899, o parque de diversões é o mais antigo da Espanha e um dos primeiros da Europa.

Lá também estão o Templo do Sagrado Coração, um edifício em estilo neogótico, a Torre de Collserola, construída para os Jogos Olímpicos de 1992, e o Observatório Fabra, com mais de 100 anos de desenvolvimento de pesquisas científicas de meteorologia, sismologia e astronomia.

Compre antecipado o ingresso para o Parque de Diversões de Tibidabo.

Localização: Tibidabo
Como chegar: Funicular: saindo da Torre de San Sebastián. Ônibus: T2A e linha 196. Metrô: Linha 3 ou Linha, estação Vall de Hebron
Horário: os horários do parque variam bastante durante o ano. Confira o calendário no site oficial
Ingresso:
Parque de diversões:
Adultos: 28,50€
Menores de 1,20: 10,30€
Menores de 90 cm e maiores de 60 anos: entrada gratuita sem acesso às atrações e espetáculos

Conheça todos os parques de Barcelona.

O que fazer em Barcelona: roteiro de 3 dias

Primeiro Dia

Deixa a preguiça de lado,  acorde cedo e comece pelo Parque Guell. Será uma das tantas obras de Gaudí que você verá em Barcelona.

Organize sua visita e compre os ingressos com antecedência, uma vez que o número de visitantes a cada horário é limitado. A estação de metrô mais próxima é a Vallarca.

Passeig Gràcia é a segunda parte do roteiro e é para quem gosta de fazer umas comprinhas e de visitar lindas construções antigas.

As estações de metrô mais próximas são: Diagonal, Passeig de Gràcia ou Catalunya. Se seguir o nosso roteiro, é possível ir do Parque Guell até a avenida caminhando.

La Pedrera e Casa Batlò sãos as próximas paradas. Tome um tempo para admirar estas duas atrações. A estação de metrô mais próxima é a Passeig de Gràcia (as duas construções estão próximas uma da outra).

O que comprar na Espanha barato: confira os itens que vale a pena.

Segundo Dia

Visitar a Sagrada Família é a melhor maneira de começar o seu segundo dia de visita à Barcelona. Vale ressaltar que a igreja está passando por construções. Mesmo assim, vale a visita. Estação de metrô próxima: Sagrada Família.

Tire a tarde do seu segundo dia para conhecer o Bairro Gótico. Esse bairro é uma verdadeira imersão na cultura de Barcelona.

Vá sem pressa para descobrir cada cantinho e tenha sua própria experiência. As estações de metrô mais próximas são: Jaume e Liceu.

Mesmo que você não seja apaixonado por futebol, conhecer o Camp Nou, estádio do Barcelona, está na lista do que fazer em Barcelona.

Para os amantes do esporte, não deixe de fazer a visita ao estádio, mesmo que você seja torcedor do Real Madrid. Para os demais, não deixe de conhecer, vale a pena e faz parte da cidade.

As estações de metrô mais próximas são: Les Corts, Zona Universitária ou Palau Reial.

Terceiro dia

Já vai ficando com o gostinho de quero mais. Porém, aproveite e já programe a sua próxima visita à Barcelona.

E já para se despedir com chave de ouro da cidade, nada como visitar a Vila Olímpica, a Barceloneta. Vá sem pressa e caminhe do Port Veil até ao Porto Olímpico.

Depois segue caminhando e você chegará nas Las Ramblas. A estação de metrô mais próxima é a Barceloneta.

E se tiver disposição, visite a Ciutadela, um parque construído em 1888, uma atração incrível de Barcelona.

Las Ramblas é a avenida mais conhecida da cidade, cheia de vida. Tem uma vasta opção de restaurantes, cafés, mas o bom mesmo é entrar no mercado La Boquería e comer algo típico espanhol, como batatas bravas ou sardinhas ao forno.

Sem falar que este mercado de Barcelona tem um colorido de frutas e outros alimentos de encher os olhos. Estação de metrô próxima: Plaça de Catalunya ou Drassanes.

Dica: em Las Ramblas, fique atento a bolsa ou mochila. O lugar está sempre cheio e há muitos batedores de carteira se aproveitando de turistas desavisados para furtar.

O lugar perfeito para dizer “até breve, Barcelona” ou “hasta pronto” é do Castelo de Montjuic. Se encontra na parte mais alta do parque e tem uma vista de Barcelona de tirar o fôlego.

O acesso até o Castelo Montjuic é de teleférico e para chegar até lá você terá que pegar o ônibus de número 150.

E assim, terminam os três dias do que fazer em Barcelona!

Veja mais opções de roteiro em Barcelona.

O que fazer em Barcelona: como se locomover na cidade

Antes de ver uma lista de o que fazer em Barcelona, saiba que é muito fácil se locomover pela cidade.

Plana e cheia de atrações, utilize o ótimo sistema de transporte público principalmente quando for longa distância entre um ponto e outro.

Na maioria dos lugares, entretanto, aproveite para caminhar. Circular a pé por Barcelona, ou de bicicleta, te ajudará a sentir a cidade e admirar sua arquitetura.

O valor da passagem simples de metrô e ônibus custa 2,15€. Ainda é possível adquirir 10 viagens de uma vez, por um preço mais barato.

O valor do bilhete depende da zona que você pretende circular na cidade. Vai desde 10,20€ (Zona 1) a 43,05€ (Zona 6).

A cidade oferece dois cartões com transporte público ilimitado:

O Hola Barcelona é um cartão com acesso ilimitado às redes de metrô e ônibus e ainda trens regionais da Renfe. Você pode adquirir para uso de 48, 72, 96 ou 120 horas e funciona até às 23h55. Custa:

  • Bilhete para 48 horas: 16,30€;
  • Bilhete para 72 horas: 23,70€;
  • Bilhete para 96 horas: 30,80€;
  • Bilhete para 120 horas: 38€.

A segunda opção é o Barcelona Card de 3, 4 ou 5 dias. Nesse caso, além do transporte público, ele oferece entrada gratuita ou ofertas em museus, espaços culturais, lojas e restaurantes, e acesso sem fila em algumas atrações. Custa a partir de 46€ por pessoa.

Veja todas as informações sobre o Barcelona Card.

Os principais transportes públicos que você pode utilizar são:

Metrô

O metrô de Barcelona tem 160 estações e 12 linhas, sendo um dos meios de transporte mais práticos. Bastante utilizado por turistas, o metrô funciona das 5 horas da manhã até meia-noite.

Às sextas-feiras, o funcionamento vai até às 2 horas da manhã. Aos sábados e às vésperas de feriados, o serviço funciona 24 horas por dia.

Ônibus

Os ônibus de Barcelona são divididos em diurnos e noturnos e os horários podem ser diferentes de acordo com a linha. A maioria inicia os serviços às 5 horas da manhã e finaliza às 23 horas.

Os ônibus noturnos, conhecidos como Nit Bus, cobrem parte da cidade até às 6 horas da manhã.

Outros meios de transporte em Barcelona

Um dos transportes mais usados por moradores e turistas é a bicicleta. Bondes antigos fazem o circuito da ladeira do Tibidabo, atração turística da cidade.

O teleférico atravessa o Porto de Barcelona desde a Praia de Barceloneta até o Mirante de Miramar, na colina de Montjuic.

Caso queira ver a cidade de cima, passando pelas principais atrações turísticas, o Hop-On Hop-Off 1 ou 2 dias oferece 2 rotas. Custa a partir de 30€ por pessoa.

Confira as rotas e todas as informações sobre o Hop-On Hop-Off Barcelona.

O que fazer em Barcelona: quando visitar a cidade?

A boa notícia é que Barcelona é o tipo de destino interessante para visitar a qualquer época do ano. Os verões não costumam ter temperaturas muito altas e o inverno muito baixas.

Se for no frio, leve roupas apropriadas e não deixe de curtir a cidade, principalmente caminhando entre algumas atrações.

Se quiser gastar menos, escolha as meias e baixas estações como primavera e outono. O clima continua ameno e os preços costumam ser mais baratos.

O que fazer em Barcelona Port Vell

Praias de Barcelona: as 9 orlas espanholas que vale a pena conhecer.

Planejando sua viagem para Barcelona, na Espanha

Por ser uma das cidades mais visitadas do mundo atualmente, temos algumas dicas para a sua viagem à Barcelona.

Viagem do Brasil para Barcelona

Barcelona é uma das portas de entrada da Espanha. Há voos diretos para Barcelona, porém, considero mais fácil chegar por Madrid e seguir viagem para Barcelona. Pode ser mais econômico.

Confira os preços de ambos os trajetos antes do voo Brasil-Espanha. Confira também os gastos de viagem entre uma cidade e outra. Faça as contas antes de fechar o roteiro. Dá sempre para economizar fazendo as comparações antes.

Viajar de Low Cost

Quando for comprar as passagens, saiba que muitas companhias aéreas de baixo custo chegam via Girona e não no Aeroporto Internacional de Barcelona. Mas não se preocupe que é possível ir de um ponto a outro de ônibus ou trem.

Essa é uma dica de ouro para se locomover pela Espanha, ou até pela Europa. Faça as contas e veja se vale a pena comprar uma passagem para voar de companhia aérea low cost.

Às vezes compensa, às vezes não. O motivo é que as companhias aéreas low cost cobram custos extra para despachar a mala. O aeroporto destino normalmente é mais distante e o preço do ônibus que leva ao centro nem sempre é barato.

Pesquise passagens aéreas no comparador da Kayak.

Viajar de ônibus

Não tenha medo de pegar ônibus na Europa para ir de uma cidade para outra. As estradas são ótimas e você ainda leva de brinde uma vista incrível da janela para as paisagens.

Confira como é viajar de ônibus pela Europa.

Viajar de trem

E assim como viajar de ônibus, viajar de trem na Europa também é bastante confortável e tem a vantagem de ter a vista da janela.

Então, no quesito viagem entre uma cidade e outra na Espanha, faça pesquisas e economize.

Veja onde comprar passagem de trem na Europa.

Hospedagem em Barcelona

Sendo a sua primeira vez, o melhor é buscar uma hospedagem na região central, de preferência com fácil acesso ao metrô.

Devo confessar que na minha primeira vez em Barcelona, quando precisei me locomover de ônibus, fiquei perdida. Quando viajo sempre prefiro o metrô porque sei que não tem erro.

Algumas regiões para se buscar hospedagem são: Praça de Catalunya, Passeig Gràcia, Bairro Gótico e Las Ramblas. Por uma simples razão: as atrações principais estão mais ou menos nestas áreas e o acesso ao metrô é ótimo.

Aqui fica algumas sugestões de hospedagens em Barcelona:

Seguro viagem para Barcelona, na Espanha

Importante que o viajante saiba que a Espanha faz parte do Espaço Schengen. Isso quer dizer que, para entrar em Barcelona, é preciso ser um seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros.

Então, inclua no planejamento um seguro viagem Espanha. Sugerimos que você confira os valores no nosso comparador de seguro viagem do Euro Dicas Turismo e escolha as melhores opções de seguro para a sua necessidade.

Nossos leitores ainda ganham desconto. Para pagar menos 10% do valor do seu seguro viagem, insira o nosso cupom de desconto EURODICASTURISMO (para ganhar 5% de desconto) na hora do pagamento e pague por boleto bancário (para ganhar mais 5%). Vale tanto para compras no nosso comparador, como diretamente no site do Seguros Promo.

Compre ingressos online

Opte por comprar ingressos para as atrações online e evitar as filas. Elas costumam ser grandes, principalmente em altas temporadas.

Evite perder tempo nas filas de bilheteria e entrada.

Mais dicas úteis

1. Tenha cuidado com os restaurantes muito próximos de pontos turísticos como a Sagrada Família e Las Ramblas. Eles costumam ter baixa qualidade, além de custar caro;

2. Em qualquer lugar do mundo é recomendado ter cuidado com os seus pertences. Na Espanha, os chamados batedores de carteira podem estar em todo lugar. Cuide da sua bolsa ou mochila;

3. Não deixe de caminhar! Sim, já falamos isso no início do texto, mas vale relembrar. Mesmo com linhas de metrô, mais vale ir caminhando para muitas atrações do que por debaixo da terra. Barcelona é uma cidade que merece ser vista e apreciada.

Boa viagem!

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autor

Denise Mustafa é jornalista, fotógrafa e especializada em conteúdo e gerenciamento de marcas. Já passou uma temporada em Portugal, viajou bastante por aí e, agora vivendo no Brasil, escreve para grandes sites brasileiros de viagem, sempre à frente da sua Travessia Conteúdo & Branding, atravessando oceanos e contando suas experiências para outros viajantes.