Barcelona é uma das cidades turísticas mais famosas do mundo e uma das mais visitadas na Europa. E não é para menos. As atrações da capital catalã envolvem arte, gastronomia, praias, vida noturna e muito mais. Conheça o nosso top 10 pontos turísticos de Barcelona!

Nesse post, vamos falar dos das atrações mais famosas e “tradicionais” da cidade e também dos pontos fora do circuito turístico para fazer você se sentir como um “local”. Benvingut!

Pontos turísticos mais visitados de Barcelona

Barcelona é uma cidade que une o que a maioria dos turistas procura nas férias: cultura, excelente comida, praia, prédios históricos encantadores e uma história atraente.

Por atrair muitos turistas, mesmo fora da alta estação, as atrações costumam ter fila e estar cheias. Para aproveitar melhor o tempo das suas férias – e fugir de perrengue recomendamos a compra dos ingressos com antecedência.

Confira os principais pontos turísticos de Barcelona no mapa:

1. A Sagrada Família

A Sagrada Família, catedral construída por Antonio Gaudí, certamente é o mais famoso dos pontos turísticos de Barcelona. A Basílica i Temple Expiatori de la Sagrada Família atrai mais de 2,8 milhões de visitantes por ano.

A construção da catedral começou em 1882, sob a direção de um outro arquiteto: Don Francisco de Paula del Villar y Lozano, mas logo abandonou o projeto por causa de desentendimentos.

Gaudí começou a fazer parte do projeto em 1883 e assumiu a direção em 1884. O arquiteto catalão sabia que não estaria vivo para supervisionar a construção até a sua conclusão (já que a obra estava prevista para durar duzentos anos), por isso deixou projetos detalhados de construção.

Vista aérea da Catedral de La Sagrada Familia, no distrito de Eixample, em Barcelona, Espanha
O principal ponto turístico de Barcelona é a Sagrada Família

O término da construção estava previsto para 2026, centenário de morte de Gaudí, mas devido à pandemia e consequente queda na arrecadação esse prazo não será alcançado.

Mesmo inconclusa, a Sagrada Família foi tombada como Patrimônio da Humanidade, pela UNESCO, em 1984.

Como é visitar a Sagrada Família?

Como principal ponto turístico de Barcelona e da Catalunha, não é de se admirar que a Sagrada Família tenha fila de turistas. Os melhores horários para visitar são logo após a abertura, por volta das 10h, ou antes do fechamento.

Fique atento ao tempo de visita. Se você vai visitar de maneira independente, uma hora costuma ser suficiente (excluindo o tempo de espera para entrar). Visitas guiadas costumam durar entre 1h30 e 2h30. Se você vai visitar a torre, reserve mais tempo: entre três e quatro horas.

Quero visitar a Sagrada Família!

O primeiro passo é comprar os ingressos para a Sagrada Família, por meio do site oficial, de sites de atrações turísticas, como o Get Your Guide, ou pessoalmente, na própria basílica.

O ingresso para a Sagrada Família com audioguia custa 32,50€ por pessoa. Já o ingresso com acesso às torres custa 62€ por pessoa. Crianças, idosos e estudantes podem têm desconto.

Ficar conectado na Europa nunca foi tão fácil

Com a America Chip você tem internet 4G ilimitada durante toda a viagem. Escolha entre o chip e o eSIM e aproveite a Europa com a melhor conexão a partir de USD 40.

Ver Planos →

A Sagrada Família está localizada na Carrer Mallorca, 401 e o metrô mais perto e o Sagrada Família.

Assim como muitas atrações na Europa, a catedral tem o horário de funcionamento variável de acordo com as estações do ano. De segunda a sábado o horário de abertura é sempre às 9h, o encerramento varia de acordo com a época do ano de 18h até as 20h. Já aos domingos a abertura é às 10h.

2. Parque Güell

Muitos outros pontos turísticos de Barcelona além da Sagrada Família, são obras de Gaudí. Um dos exemplos é o Parque Güell, um enorme parque urbano, com 19 hectares e mais de 100 anos de história.

Escadaria do Dragão na entrada do Parque Güell
O Parque Güell é um dos pontos turísticos mais visitados de Barcelona

O complexo mistura jardins e componentes arquitetônicos, além de uma vista privilegiada da capital catalã. A Escadaria do Dragão é um dos pontos mais visitados do parque, onde turistas fazem fila para tirar foto com a escultura de mosaico que dá nome à atração.

Como visitar o Parque Güell?

O Parque Güell está localizado na Colina del Carmel, no bairro de Gracia, em Barcelona. O metrô mais próximo é a estação Lesseps.

O horário de funcionamento do parque varia de acordo com a estação do ano. Sempre com abertura às 9h30 e encerramento variando entre 17h30 ou 19h30.

A recomendação é comprar o ingresso com antecedência para evitar fila. O ingresso para o Parque Güell com entrada fura fila custa 13€ para adultos, crianças até 12 anos e idosos (65+) pagam 9,50€. Já uma excursão guiada para o Parque Güell custa 24€ por pessoa.

3. Casa Batlló

A Casa Battló é mais uma construção do renomado arquiteto Antonio Gaudí. Localizada em uma das avenidas mais importantes da cidade, o Passeig de Gràcia, pertencia ao milionário da indústria têxtil D. Josep Batlló, que encomendou a reforma da propriedade.

Edifício Casa Batllo de Antoni Gaudi em Barcelona, Catalunha, Espanha.
Visitar a Casa Batlló por dentro pode ser uma grande surpresa

A inquietante fachada composta por linhas onduladas é uma obra-prima da arquitetura modernista. O edifício foi declarado Patrimônio da Humanidade, pela UNESCO, em 2005.

Ela está situada em quarteirão conhecido como Manzana de la Discordia. O nome foi dado porque a área passou a ser endereço das famílias mais ricas da cidade, que competiam entre si para ter a casa mais requintada e cara. Hoje, a quadra abriga grande obras do modernismo catalão, como a Casa Amatller, Casa Lleó Morera, Casa Mulleras e Casa Josefina Bonet.

Como visitar a Casa Batlló?

O edifício está localizado no centro de Barcelona: no Passeig de Gracia, 43. A estação de metrô mais próxima é a Passeig de Gracia.

É possível visitar a Casa Batlló qualquer dia do ano, das 9h às 20h.

Se você quer evitar filas e contar com cancelamento grátis, a nossa sugestão é comprar o ingresso para a Casa Battló pelo site Get Your Guide.

4. Casa Milà – La Pedrera

Ainda no Passeig de Gracia, que foi o endereço das famílias mais abastadas da região, está a Casa Milà. A obra de Gaudí foi construída entre os anos 1906 e 1912 e foi declarada Patrimônio da Humanidade, pela UNESCO, em 1984.

Fachada da Casa Milá
A Casa Milá é uma das principais obras de Guadí em Barcelona

Assim, como a Casa Battló, o edifício leva o nome da família que encomendou a construção e viveria no local. Porém, além da família Milà, o prédio foi construído para abrigar outras unidades residenciais que seriam alugadas. Embora hoje parte do edifício seja aberto ao público, há inquilinos que vivem em outras partes da construção.

Como visitar a Casa Milà?

O edifício está pertinho da Casa Battló e é possível combinar as duas visitas com uma curta caminhada. A Casa Milà fica no Passeig de Gracia, 92 e a estação de metrô mais próxima é a Diagonal.

A Casa Milà está aberta todos os dias das 9h às 20h30 e quem comprar o ingresso Exclusive poderá entrar às 8h.

Para visitar o famoso ponto turístico de Barcelona o ideal é comprar os ingressos com antecedência. Os ingressos para a Casa Milà, que incluem áudio guia, custam a partir de 25€.

Se busca por uma visita mais imersiva, o ingresso La Pedrera Exclusive garante um passeio com mais tranquilidade. O tour começa às 8h, antes do horário de abertura ao público, que se inicia às 9h. Além disso, esse ingresso permite visitar algumas áreas restritas e não estão abertas aos outros visitantes, a visita custa 39€.

5. A Rambla

A Rambla é o calçadão mais popular de Barcelona. Um pouco mais de um quilômetro de extensão ligam a Praça da Catalunha ao Port Vell.

Ande sem rumo pela Rambla, são várias lojas, cafés e restaurantes. Ainda, em alguns dias da semana há uma feirinha, se estiver por lá aproveite para ver as barracas e conhecer os artesanatos locais.

Turistas curtindo a arborizada La Rambla, uma rua movimentada no bairro histórico com lojas e cafés na calçada.
Ao passear pela Rambla aproveite para comprar souvenir

A área mais movimentada é próximo do Mercado da Boqueria, um mercado municipal de frutas, verduras e pequenos restaurantes. As bancas encantam os visitantes pelas cores vibrantes das frutas, em um dia de verão aproveite para comer uma salada de frutas e se refrescar.

6. Montjuïc

O ponto mais alto de Barcelona ganhou este nome na Idade Média, quando a área abrigava um cemitério judeu. Montjuïc significa montanha dos judeus.

Hoje, é uma área que abriga parques, mirantes, atrações culturais e é uma visita imperdível para quem está em Barcelona.

Entre as muitas atrações da área estão o Castelo de Montjuïc, o Mirador de l’Alcalde, os Jardins de Mossèn Cinto Verdaguer e também alguns museus, como a Fundação Joan Miró, o Museu Olímpico e do Esporte e o Museu Nacional de Arte da Catalunha.

Como visitar Montjuïc?

A maneira mais legal de se chegar ao topo é tomando o Teleférico de Montjuic, que proporciona uma vista muito bonita da cidade e do litoral. Também há serviço de ônibus para se chegar ao local. Você pode comprar o bilhete adulto ida e volta para o Teleférico de Montjuic no Get Your Guide por 12,78€.

Pontos turísticos de Barcelona menos comuns

A capital da Catalunha é uma cidade vibrante e, embora muito turística, tem muitos cantinhos que vão fazer você se sentir como um local. Confira as atrações mais legais fora do circuito turístico.

7. Parc del Laberint d’Horta

O Parc del Laberint d’Horta fica fora da zona turística de Barcelona e é um desses lugares pouco visitado por turistas, mas queridinho entre os moradores da cidade.

Famoso labirinto no Parc del Laberint d'Horta.
No Parc del Laberint d’Horta se perca pelo labirinto

O nome – Parque Labirinto da Horta, em português – vem do labirinto de cercas vivas, atração principal do local. É o mais antigo jardim da cidade e muito utilizado pelos locais para passeio, fazer pic-nics, reunir a família e amigos e praticar esportes.

8. Bunker del Carmel

Construído na Guerra Civil Espanhola (1936-1939) para ser um refúgio militar antiaéreo, o Bunker del Carmel fica no alto do monte Turó de La Rovira e tem uma vista espetacular de Barcelona.

Os moradores da cidade costumam ir ao local, que é uma das coisas para se fazer de graça em Barcelona, para ver o por do sol, se reunir com os amigos e fazer piquenique.

Não tem uma estação de metrô próxima ao local, mas vários ônibus vão até o começo do morro e dá para subir o resto a pé, em uma caminhada tranquila. Para chegar ao topo diretamente, pode-se tomar um táxi ou carros por aplicativo.

9. Market dels Encants

O Market dels Encants é um mercado onde se acha de tudo: antiguidades, produtos de segunda mão, utilidades domésticas, artesanato, itens exotéricos e por aí vai.

O mercado é um dos mais antigos da Europa e funciona provavelmente desde o século XIV, ao ar livre e de maneira informal. Em 2008, o local foi reformado e construído um edifício moderno para abrigar os mais de 500 stands de venda e 100 mil visitantes semanais.

Ele está localizado na Carrer Dos de Maig, 186 e abre em quatro dias da semana – segunda, quarta, sexta e sábado – das 9h às 20h.

10. Museu de la Xocolata

Localizado no edifício de um antigo monastério, o Museu do Chocolate mostra a história do chocolate, a confecção artesanal e a influência do chocolate em Barcelona e no resto da Europa.

Porém, o mais interessante do local é a coleção de miniaturas de edifícios icônicos de Barcelona feitos de chocolate, como a Sagrada Família e a Casa Amatller, com uma impressionante atenção ao detalhe.

O Museu de la Xocolata fica na Carrer del Comerç, 36, e funciona de terça a sábado das 10h às 19h, e aos domingo das 10h às 15h. Os ingressos custam 6€ por pessoa.

Dicas e cuidados para visitar os pontos turísticos de Barcelona

Confira nossas dicas para circular pelos principais pontos turísticos de Barcelona, e em outros lugares de da cidade, com segurança.

  • Tenha cuidado com os batedores de carteira, especialmente nos metrôs e lugares com aglomeração turística, como ao redor da Sagrada Família e na Rambla;
  • Se a sua chegada na Europa vai ser por Barcelona ou outra cidade espanhola, fique atento às exigências para imigração – a extrangería espanhola tem fama de ser rigorosa;
  • A capital catalã não é uma cidade barata, faça seu planejamento financeiro e confira quanto custa viajar para Barcelona;
  • Fuja das filas, que podem ser enormes, comprando seus ingressos no Get Your Guide.

Se quiser fazer um bate e volta de Barcelona, veja a lista com as nossas sugestões de cidades parar conhecer.

Prepare sua viagem a Barcelona

Para ter uma viagem sem perrengue e curtir muito Barcelona, é necessário um pouquinho de planejamento. Confira algumas dicas:

  • O seguro viagem Barcelona é obrigatório para todos os turistas brasileiros e para encontrar a opção que mais atende às suas necessidades, com o melhor preço, indicamos a Seguros Promo;
  • Se você precisa de um chip de celular internacional, confira as ofertas da America Chip, que oferece internet ilimitada em toda a Europa a preços competitivos.
  • Para fazer a conversão entre reais e euros (ou outras moedas europeias, como a libra), solicite o cartão de débito Wise.

Agora que você já conhece os principais pontos turísticos da capital catalã, é hora de programar o que fazer em Barcelona. Bon viatge!