Ilhas de Veneza: 3 paraísos incríveis para visitar

Visitar Veneza  / 

Ela já foi eleita diversas vezes a cidade mais bela do mundo. Visitar Veneza é mergulhar em uma atmosfera diferente, por meio de seus canais, ruelas, igrejas, monumentos, museus, construções e palácios que remontam a centenas de anos atrás. E com as ilhas de Veneza não é diferente.

Encontre o melhor pacote de férias para a Europa

Pacotes de Viagem, Circuitos, Multi Destinos, Cruzeiros.

Confira as promoções na Logitravel e garanta sua viagem dos
sonhos para a Europa.

VER OFERTAS DE FÉRIAS »

Não é a toa que o número de turistas que visitam Veneza quase se iguala ao número de habitantes da cidade. Uma soma que impressiona em relação a qualquer destino no mundo.

Mas, neste artigo, vamos dar um enfoque especial nos arredores, conhecendo as belezas das ilhas de Veneza, com destaque para as ilhas de Murano, Burano e Torcello, que pertencem à lagoa de Veneza, sendo as mais visitadas por turistas do mundo inteiro.

Conheça as principais ilhas de Veneza

São mais de 118 ilhas no arquipélago, separadas por canais e interligadas por mais de 400 pontes. As ilhas de Veneza atraem turistas de todos os cantos do planeta. Entretanto, três delas se tornaram as mais conhecidas e visitadas dentre todas elas.

Antes de mais nada, reserve pelo menos 1 dia inteiro para visitar as 3 ilhas principais. Dessa forma poderá conhecer melhor as belezas de cada uma delas.

Dica: faça uma excursão de barco às ilhas da Lagoa de Veneza e visite a ilha do vidro de Murano, a ilha dos pescadores de Burano e a bela Torcello. A partir de 20€, no Get Your Guide.

Murano

Murano é a ilha mais famosa e próxima de Veneza. É pequena, charmosa e dona de inúmeras belas paisagens. É formada por um conjunto de 7 ilhas pequenas interligadas por pontes e é a ilha que recebe o maior movimento de turistas.

Em termos de souvenirs, a dica são os objetos decorativos, joias de vidro e artesanatos feitos pelos artesãos de Murano.

Conhecida mundialmente pela produção de vidros (uma das tradições mais antigas), os turistas podem conferir de perto através de um tour até uma das fábricas para conhecer as técnicas de produção do melhor vidro artesanal do mundo.

Ilha de Murano em Veneza

Outros passeios imperdíveis em uma das ilhas de Veneza mais graciosas são:

  • Caminhar sem pressa pelas diversas pontes;
  • Visitar a Basílica di Santa Maria e Donato, erguida no século VII;
  • Visitar a Igreja di San Pietro de Martire;
  • Tours de barco;
  • Visita guiada a uma fábrica de vidro, por 10€, no Get Your Guide;
  • Conhecer o Museu do Vidro, que reúne belas peças e também conta a tradição do vidro na região.

Burano

Burano está localizado ao norte de Veneza e possui aproximadamente 4000 mil habitantes. Para conhecer essa simpática ilha de casas coloridas, pegue um barco de Murano, cujo trajeto leva um pouco mais de 30 minutos.

Ao chegar, as cores quentes das casas à beira-mar chamam atenção na pequena e pacata ilha que se destaca pela gastronomia e construções antigas.

Burano compõe uma das centenas ilhas de Veneza, tendo atrações fantásticas como a Torre Inclinada de Bell (datada do século XVII), a Piazza Galuppi que se trata de uma área movimentada, repleta de comércio e restaurantes e ainda a Igreja de San Martino.

Piazza Galuppi em Burano

Se Murano se destaca pela fabricação de vidros, em Burano o destaque fica por conta da famosa renda produzida no local, sendo possível visitar o Museu da Renda, na praça Galuppi.

Outro passeio interessante é fazer um tour de barco por Burano e algumas ilhas de Veneza situadas nos arredores. Ou uma excursão guiada da ilha de Burano, a partir de 18€, no Get Your Guide.

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

Como a gastronomia local é um dos atrativos da ilha, cabe ressaltar que a base da culinária são peixes e frutos-do-mar. Contudo, não deixe de conhecer uma das 3 padarias do local que vende doces fabulosos.

Torcello

Em apenas 1 dia, é possível visitar as 3 ilhas de Veneza mencionadas acima. Para isso, basta pegar o barco novamente (vaporetto), em uma viagem de aproximadamente 5 minutos para chegar até Torcello.

O mais interessante é que não há habitantes nesta ilha e o grande barato aqui é caminhar pela avenida ao lado do rio em direção a área principal. Ao longo do trajeto, o visitante vai passar pela Ponte do Diabo a caminho da praça central.

Assim como nas outras ilhas de Veneza, Torcello tem várias atrações interessantes, como a Basílica de Santa Maria Assunta, erguida em 639, com uma arquitetura incrível de estilo Bizantino Veneziano e mosaicos em seu interior.

Torcello Ilhas de Veneza

Para os visitantes que preferem museus, não podem deixar de visitar o Museu di Torcello, que reúne uma vasta coleção de achados arqueológicos das eras Bizantina e Medieval.

Torcello também possui um outro atrativo: as refeições nos restaurantes costuma ser mais em conta do que em Veneza, logo deixe para almoçar neste local. Boatos afirmam que Torcello era um dos lugares favoritos do escritor Ernest Hemingway (1899-1961).

Dica: existem turistas que adoram conhecer a história do local, a localização dos principais pontos turísticos, etc. Para isso recomendamos uma excursão autoguiada às ilhas da Lagoa de Veneza com a Get Your Guide. Por 5€ pode, além de admirar as paisagens, conhecer o passado histórico das ilhas.

Além das 3 famosas ilhas de Veneza

Ilha de San Giorgio Maggiore

Menos famosa e também menos visitada do que Murano, Burano e Torcello, a Ilha de San Giorgio Maggiore está localizada a menos de 10 minutos de vaporetto de Veneza.

Algumas pessoas escolhem visitar essa ilha para ter uma vista, ou melhor dizendo, um outro ângulo melhor de Veneza, tendo em vista que a ilha é pequena e sem muitas atrações para se conhecer.

E por falar em atrações e passeios, a Ilha de San Giorgio Maggiore tem uma igreja de mesmo nome (Basílica de São Jorge Maior) que, além de ser bonita, também possui uma torre alta do sino.

Igreja de San Giorgio

Ilha de São Miguel

Entretanto, se o viajante for do tipo que prefere lugares inusitados, onde turistas de modo geral mantêm distância, uma boa sugestão é visitar a Ilha de São Miguel. O motivo? É onde está localizado o cemitério da cidade.

A Ilha de São Miguel está situada entre Veneza e Murano e, desde 1807, se tornou um cemitério. Ou seja, quando alguém morre, é transportado através de gôndolas funerárias até lá. A quem interessar, existem alguns passeios turísticos para o local.

Lido

Já Lido é um balneário de verão, com praias tranquilas e clima ameno, ideal para quem quer fugir da multidão de turistas de Veneza.

Na baixa temporada, os preços são bons e há belos palácios para serem visitados.

Chioggia

Chioggia, chamada também de pequena Veneza, vale uma visita e os passeios incluem canais, mercado de peixe, restaurantes e palácios.

Saiba o que visitar em Veneza e qual a melhor época para marcar sua viagem.

Como ir às ilhas de Veneza

Vaporetto

O principal meio de transporte para visitar as 3 principais ilhas de Veneza vai ser o barco, conhecido como vaporetto (ônibus aquáticos).

A primeira parada do roteiro será a ilha de Murano. Sendo assim, basta ir até a Fondamente Nove, em Veneza, de onde saem as linhas 4.1 e 4.2 (murais eletrônicos indicam o local exato).

O ticket de embarque pode ser adquirido em uma das máquinas automáticas (disponível em vários idiomas), ou mesmo ir ao guichê de atendimento.

Vaporetto em Veneza

Conforme mencionamos, o recomendado é reservar pelo menos um dia inteiro de passeios pelas ilhas (se for 2 dias melhor ainda). Neste caso, o ideal é o bilhete 1 Day Travelcard com viagens ilimitadas por um período de 24 horas (48h e 72h também se preferir).

O ticket custa 20€ (24h) e sai mais barato do que pagar os trechos de forma separada que custam 7,50€ (está entre um dos meios de transportes mais caros do mundo).

Como é de praxe em muitos transportes públicos na Europa, aqui também é necessário validar o ticket na catraca antes de entrar na balsa e assim sucessivamente ao visitar as outras ilhas.

Saiba tudo sobre os passeios pelo Grande Canal de Veneza.

Táxi Aquático

Existe também uma outra alternativa para se locomover em Veneza: os táxis aquáticos. Trata-se de lanchas pequenas que transportam até 6 passageiros.

De todo modo, é o meio de locomoção mais caro da ilha. Porém, se tiver dinheiro sobrando e estando em grupo pode ser uma boa escolha. Há também os táxis aquáticos compartilhados, que são mais baratos do que o mencionado anteriormente.

Avião

Ir para Veneza de avião não tem mistério. O aeroporto da cidade chama-se Marco Polo e uma vez estando no local, uma boa opção é pegar o ônibus da ACTV (8€) e descer na rodoviária de Veneza (Piazzale Roma). Em seguida, se o hotel for próximo, pode ir a pé ou pegar o vaporetto ou táxi aquático (mais caro).

Uma outra opção é pegar um transporte (marítimo) tradicional do local. Os barcos são da empresa Alilaguna, que possui 4 linhas. Porém, será necessário desembolsar 15€ pelo bilhete, sendo possível comprar online ou no próprio aeroporto se preferir.

Confira nosso roteiro em Veneza e saiba o que é imperdível de 3 a 5 dias na cidade.

Quando visitar as ilhas de Veneza

A melhor forma de conhecer as ilhas de Veneza é a pé, então use calçados confortáveis e explore todas as belezas desses lugares. Em se tratando de período do ano, isso é muito relativo, mas vamos às dicas:

De junho a agosto: é uma das épocas mais quentes, cheias de turistas e também é quando a hospedagem encarece. Se ainda assim quiser ir nesse período, reserve acomodação com bastante antecedência;

Setembro: Veneza está mais vazia, mas nem tanto assim, muito em função do conhecido Venice Film Festival (Festival Internacional de Cinema), logo os preços dos hotéis tendem a subir, assim como refeições também;

Outubro: costuma ocorrer uma transição climática na cidade, em outras palavras alagamentos. Mas calma, não é algo sério e só ocorre em algumas áreas. De todo modo, a temperatura já estará um pouco mais fria;

Poucos são os turistas que apreciam viajar no inverno, mas há exceções, principalmente se o intuito é economizar. A cidade estará menos cheia e também mais barata, então se a ideia é curtir o frio, escolha os meses de dezembro, janeiro e fevereiro (e prepare os agasalhos).

Dica: o famoso e tradicional carnaval de Veneza ocorre no mês de fevereiro.

Quanto custa viajar para Veneza e suas ilhas

Há 2 tipos de viajantes: aqueles que organizam a viagem inteira por conta própria e aqueles que não querem ter trabalho e optam por um pacote fechado.

Se esta última opção soa mais agradável, saiba que será um pouco mais caro em função da comissão da agência de turismo. Contudo, seguem alguns exemplos de pacotes partindo do Brasil:

  • Pacote terrestre (sem aéreo): 3 noites em Veneza, em quarto duplo, com café da manhã e 2 refeições. Inclui passeios e guia, a partir de US$953*;
  • Pacote terrestre: 3 noites em Veneza e Como, na Venice, com 2 noites em Veneza e 1 em Como, em quarto duplo com café da manhã e 2 refeições, incluindo passeios com guia, a partir de US$1.906*.

* os preços estão atualizados até a data de publicação deste artigo e podem sofrer alterações, sendo apenas um valor médio informado.

Como calcular os custos

Calcular os custos de uma viagem a Veneza não é uma tarefa fácil, pois existem diferentes tipos de viajantes conforme mencionamos.

Tem aqueles que só se hospedam em hotéis de boa categoria, e outros que preferem guesthouses ou mesmo hostels, há também aqueles que preferem comer em restaurantes e os que preferem apenas lanchar.

Confira nossas dicas de onde se hospedar em Veneza.

Grande Canal em Veneza

No entanto, tendo como base uma viagem econômica, podemos dizer que a média de gastos por dia e por pessoa seria a partir de 60€, se hospedando em uma acomodação simples.

Em relação a passeios e gastronomia, são também outros itens bastantes relativos, pois existe uma grande diferença entre comer em uma área turística e fora dela.

Sendo assim, podemos dizer que com um orçamento de 100€ por dia, é possível curtir Veneza e suas ilhas principais sem grandes sustos, mas esqueça o passeio de gôndola.

Partindo de Portugal, será bem mais em conta em função do aéreo ser mais barato, além da opção de companhias aéreas de baixo custo.

Se vai viajar para a cidade italiana, confira quanto custa viajar para Veneza e veja os gastos detalhados.

Dicas úteis

1. Evite visitar em janeiro que é o mês mais frio, exceto se amar o inverno;

2. Evite visitar em julho por 2 motivos: lotado de turistas e é o mês mais caro por ser alta temporada;

3. O famoso passeio de gôndola, símbolo de romantismo, é caro e não adianta pesquisar por uma gôndola mais barata, porque os preços são tabelados e custam 80€ por pessoa;

4. Em função do turismo massivo Veneza se tornou uma cidade cara, com diversos restaurantes cobrando valores abusivos. Fuja da parte mais turística do local;

5. Taxa de Coperto: entrou em um restaurante ou café e sentou-se em uma mesa, é cobrado uma taxa. Isso soa absurdo, mas é algo “normal” na Itália.

Veneza em números (2018)

  • 53.986 habitantes no centro histórico;
  • 262.174 habitantes em toda a Comuna de Veneza;
  • 50 anos é a idade média da população;
  • 35.000 visitantes por dia com picos de até 150.000 (dependendo da época);
  • 125 ilhotas;
  • 178 canais internos;
  • 439 pontes;
  • 405 gôndolas na cidade;
  • 148 igrejas;
  • 170 campanários;
  • 535 palácios e edifícios de caráter cultural;
  • 142 fontes.

Se conhecer a Itália e seus encantos está nos seus planos, não esqueça que o seguro viagem é essencial. Para que encontre um plano que seja ideal pra você, sugerimos que utilize nosso comparador de seguro viagem.

Assim, você compara planos das principais seguradoras do mercado e ainda garantimos os melhores preços aos leitores do Euro Dicas Turismo. Confira mais pormenores sobre o Seguro Viagem Itália no nosso artigo.

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autor

Jornalista, vive no Brasil e ama Portugal, tem passagens pela África, Europa e América do Norte/Sul. Além da paixão por viagens, também adora animais e apoia projetos de conservação de vida selvagem na África do Sul e Brasil.