Amsterdam: um guia da capital que une juventude e liberdade

Visitar Amsterdam  / 

Uma cidade que respira juventude. Amsterdam é assim. Não necessariamente é uma viagem jovem, mas com tanta liberdade, animação, cultura e arte, é um dos lugares mais interessantes a se conhecer na Europa.

Vai viajar para a Europa? Saiba todos documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.


Aproveite o melhor da Europa sem qualquer preocupação.

RECEBER GRÁTIS »

A cidade que inspirou Van Gogh e outros pintores, inspira também os visitantes que por lá vão para apreciar a arquitetura, sua história e, principalmente, a arte. Amsterdam é, praticamente, uma pintura a olhos vistos.

Venha conhecer mais sobre a cidade.

Onde fica a cidade de Amsterdam

Localizada no litoral norte da Holanda, Amsterdam é a capital e a cidade mais populosa do chamado Reino dos Países Baixos. É a quinta cidade europeia em importância no mundo dos negócios, ficando atrás apenas de Londres e Frankfurt, e de suas vizinhas Paris e Bruxelas.

É também conhecida por ter um dos portos comerciais de maior destaque no mundo. E está entre os destinos mais procurados da Europa.

Famosa por seus canais e pelo Distrito da Luz Vermelha, a cidade oferece inúmeras atrações, para todos os gostos, contando com parques e museus renomados.

Como ir à Amsterdam

Existem várias maneiras de chegar até a capital holandesa.

Avião

Saindo do Brasil, existem alguns voos diretos, saindo de São Paulo, Rio de Janeiro e Fortaleza. De avião, o Aeroporto Schiphol é o ponto principal. É, também, o aeroporto mais importante do país.

Para encontrar o melhor preço, faça uma busca utilizando comparadores de passagens aéreas. Assim, você terá acesso aos melhores preços na época da sua viagem.

Sugerimos fazer uma comparação utilizando o comparador do site Kayak. Ainda é possível colocar alertas de passagens, para receber sempre a baixa ou o aumento dos preços.

Trem e ônibus

Se chegar na cidade de trem, a Estação Central recebe, diariamente, passageiros vindos de cidades vizinhas ou próximas, como Paris, Bruxelas e Berlim. Veja trechos e tarifas no site da Rail Europe. De ônibus, a Eurolines também faz diversos trajetos.

Como se locomover em Amsterdam

Duas são as melhores maneiras de se locomover em Amsterdam: a pé e de bicicleta. Sim, este último é o meio de transporte favorito dos holandeses.

São mais de 400 mil bicicletas circulando pela cidade, que conta com uma infraestrutura especial para elas. Ciclovias, estacionamentos e lojas de aluguel estão espalhadas pela cidade.

E andar a pé por Amsterdam é uma experiência a parte. A arquitetura da cidade vale muito a pena ser vista caminhando.

Os meios de transporte como metrô, ônibus e bonde, por exemplo, não circulam no centro. Eles são mais utilizados para ir à estação de trem, aeroporto ou para quem estiver hospedado fora do centro.

Metrô

A cidade conta com 4 linhas de metrô e mais de 100 trens. Porém, ele só é utilizado para chegar nas zonas mais periféricas de Amsterdam. O horário de funcionamento vai das 6h da manhã às 00h30.

Viaje sempre com internet no celular

Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia.

O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

VER PLANOS »

Ele é interessante sobretudo para ir e voltar da Estação Central de trem, caso chegue ou saia da cidade através da malha ferroviária.

Ônibus

Mais utilizados do que os trens de metrô, são os ônibus. O mais indicado, porém, é usar os bondes de dia e os ônibus à noite. Com 12 linhas de ônibus noturnos, eles operam das 00h30 às 6h da manhã e chegam a todos os pontos da cidade.

Durante o dia, eles circulam no período oposto: das 6h da manhã até 00h30.

Bondes ou Trams

Junto com as bicicletas, são o transporte público mais utilizado em Amsterdam. Os bondes, chamados lá de Trams, circulam em 14 linhas das 6h da manhã até 00h30.

Eles passam por pontos turísticos como o Museu da Resistência, Casa da Anne Frank e os museus Rijksmuseum e Museu Van Gogh, além do maior parque da cidade, o Vondelpark.

Tram em Amsterdam

Outros meios de transporte em Amsterdam

Ainda é possível fazer o passeio pelo ônibus turístico da cidade, o Hop-On Hop-Off Amsterdam, com preços a partir de 21€ por pessoa.

Ou através dos canais da cidade, em um passeio de barco em Amsterdam com duração de pouco mais de 1 hora. A partir de 12,68€ por pessoa.

Conheça mais a história da cidade

A história de Amsterdam começa como um pequeno povoado de pescadores, desenvolvendo-se perto e por causa do mar. Seu nome vem de um dique (dam) construído sob o rio Amstel: Amsteldam.

Foi em 1358 que começou a se destacar como centro comercial do norte da Europa, quando Carlos V, da Espanha, herdou os Países Baixos de sua avó Maria. A dependência da Espanha, junto com o descobrimento do Mundo Novo, abriu a cidade e tornou-a o segundo maior porto do mundo.

Virou capital do país quando, em 1810, Napoleão invadiu os Países Baixos. Amsterdam ainda passou por algumas guerras. Em 1578, participou da Guerra dos 80 anos, quando os Países Baixos venceram os espanhóis e alcançaram sua independência.

Porém, a principal delas foi a Segunda Guerra Mundial, quando as tropas nazistas invadiram o país, em 1940, perseguindo os judeus.

Mesmo tendo perdido sua importância comercial, devido ao porto de Rotterdam, continuou sendo o centro intelectual do país. Tudo isso, no entanto, fez com que a cidade se tornasse esse exemplo de juventude, modernidade e liberdade.

Veja quais são os 5 melhores lugares para viajar na Europa.

Lista de 10 passeios que devem estar no seu roteiro em Amsterdam

Amsterdam é uma cidade muito interessante. Além dos edifícios com a arquitetura típica da tradição holandesa, a cidade oferece parques, ótimos museus e experiências como os Coffee Shops, onde é possível provar diversos tipos de cannabis, e o Distrito da Luz Vermelha.

Elencamos aqui as 10 principais atrações e diversões da cidade.

1. Red Light District ou Bairro Vermelho

Você pode até não concordar com essa liberdade, mas passear por Amsterdam é, também, se surpreender com outras realidades. Agora turístico, o Red Light District já foi tema de diversas discussões, mas tornou-se um dos locais mais visitados.

Ele fica situado na parte antiga da cidade. Apesar de ser um local de prostituição, os bordéis de Amsterdam existem desde a Idade Média, quando eram administrados pelo Xerife e seus homens de confiança.

Bairro da Luz Vermelha

Amsterdam é uma das treze cidades holandesas onde existe a prostituição nas vitrines: é legal desde 1911. Lá, é possível ver as mulheres em vitrines trabalhando, suas luzes neons vermelhas, além de bares e restaurantes nas redondezas.

Endereço: Bairro Vermelho, Amstersam
Como chegar: Bonde: Dam, linhas 4, 9, 24 e 25; Niewwmarkt, linha 51
Horário de funcionamento: espaço público aberto 24h por dia
Ingressos: entrada gratuita

2. Rijksmuseum

O Rijksmuseum é o Museu Nacional e é considerado o melhor da Holanda. Com uma coleção sobre o Século de Ouro Holandês, ele vem atraindo mais de 2 milhões de visitantes por ano.

Dentre as obras que estão expostas lá, destaque para o melhor quadro de Rembrandt, A Ronda Noturna, o clássico A Leiteira, de Johannes Vermeer, dentre outros.

Se for em uma época de alta estação, as filas para entrar no Rijksmuseum costumam ser grandes. Por isso, adquira o ingresso sem fila para o Rijksmuseum. Preços a partir de 21€ por pessoa.

Endereço: Museumstraat 1, 1071 XX Amsterdam
Como chegar: Bonde: Hobbemastraat, linhas 2 e 5; Concertgebouw, linha 12
Horário de funcionamento: todos os dias, das 9h às 17h
Ingressos:
Adultos: 19€
Jovens até 18 anos: entrada gratuita

Conheça também a Casa de Rembrandt, em Amsterdam.

3. Museu Van Gogh

Este é o museu imperdível na cidade. Mesmo que não seja fã de Van Gogh, ou conhecedor da obra do pintor, o local é um dos principais pontos turísticos da cidade e, certamente, um dos mais impressionantes.

O Museu Van Gogh é, ainda, o museu mais visitado de Amsterdam e da Holanda. O pintor, que nasceu em Groot-Zundert, tem uma vasta obra e uma grande parte de seus quadros está espalhada pelos 3 andares do museu.

São mais de 200 pinturas, 500 desenhos e centenas de cartas do artista, contando sua história de vida e, principalmente, a evolução de sua arte.

Para conseguir visitar o museu todo, é preciso ir com tempo e paciência para enfrentar a fila. Para poder fugir da fila, o ideal é comprar o ingresso antecipado para o Museu Van Gogh.

Endereço: Museumplein 6, 1071 DJ Amsterdam
Como chegar: Bonde: van Baerlestraat, linhas 2, 3, 5 e 12
Horário de funcionamento
29 de abril a 20 de junho: das 9h às 18h (sextas das 9h às 21h)
21 de junho a 1º de setembro: das 9h às 19h (sextas e sábados das 9h às 21h)
2 de setembro a 27 de outubro: das 9h às 18h (sextas das 9h às 21h)
28 de outubro a 22 de dezembro: das 9h às 17h (sextas das 9h às 21h)
23 a 31 de dezembro: das 9h às 19 horas (sextas e sábados das 9h às 21h)
Ingressos:
Adultos: 19€
Menores de 18 anos: entrada gratuita

Veja mais informações sobre os ingressos para o Museu Van Gogh em nosso artigo.

4. Vondelpark

O maior parque de Amsterdam é um ótimo espaço para descansar entre um passeio e outro, ou para curtir um fim de tarde. Perfeito para caminhar, andar de bicicleta e relaxar, ele recebe mais de 10 milhões de visitantes ao ano.

Desde 1996, o Vondelpark é considerado Monumento Nacional, o que deu grande valor cultural e histórico ao parque. É um passeio bom, principalmente se for na primavera e no verão à cidade, ou se estiver com crianças.

Endereço: Vondelpark, Amsterdam
Como chegar: As linhas do bonde 1 e 2 percorrem os extremos norte e sul do parque
Horário de funcionamento: espaço público aberto 24h por dia
Ingressos: entrada gratuita

5. Coffee Shop

Os coffee shops de Amsterdam guardam uma diferença de outras cafeterias pelo mundo. São nas coffee shops que a venda da maconha é legalizada na cidade. Na maior parte delas, as que oferecem cannabis não podem vender bebidas alcoólicas e nem é permitido fumar tabaco.

Vale lembrar que apenas é liberado o consumo de maconha e haxixes. Você pode solicitar um cardápio com vários tipos e escolher como quer consumi-los. Ainda pode provar a cannabis de outras formas, como em bolo ou em chá.

Os coffee shops também vendem café, claro, e outros itens. Você irá encontrar vários espalhados pela cidade. Faça um tour pelo Red Light District e aproveite para conhecer um coffee shop.

Veja como funciona a Cannabis Tour em Amsterdam.

6. Casa de Anne Frank

Certamente você leu ou já ouviu falar do livro O Diário de Anne Frank, que conta a história de uma adolescente escondida durante a Segunda Guerra Mundial. Pois no coração de Amsterdam está a Casa de Anne Frank, um dos lugares mais significativos da história da cidade.

Foi nessa casa, que hoje é um museu, que a garotinha e sua família viveram durante a invasão nazista e a perseguição aos judeus.

Durante o passeio pelo local, é possível visitar o armazém dos pais de Anne, o escritório das pessoas que os ajudaram durante o tempo em que estiveram escondidos e outros detalhes curiosos.

É um dos locais com grande volume de visitantes e, por isso, as filas costumam ser enormes. Por isso, compre o ingresso antecipado no site do museu, com horário reservado.

Se tiver ainda mais curiosidade sobre a história, faça uma excursão a pé pela cidade para saber como viveu Anne Frank.

Endereço: Westermarkt 20, 1016 GV Amsterdam
Como chegar: Bonde: Westermarkt, linhas 13 e 17. Ônibus: linhas 170, 171 e 172
Horário de funcionamento:
De 1º de abril a 1º de novembro: todos os dias, das 9h às 22h
30 de maio a 1º de setembro: todos os dias, das 8h30 às 14h
De 1º de novembro a 1º de abril: todos os dias das 9h às 19h (sábado até às 22h)
Ingressos:
Adultos: 10,50€
Crianças de 10 a 17 anos: 5,50€
Crianças menores de 9 anos: 0,50€

casa de anne frank

Saiba tudo sobre os ingressos para a Casa da Anne Frank.

7. Canais

Os canais de Amsterdam fazem parte da cidade assim como a arquitetura das casas e suas ruelas. São símbolos e atrações turísticas. Sempre vai ter um canal no meio do seu caminho. Aproveite, e tire muitas fotos.

Além disso, são nos canais que você verá as casas flutuantes, onde vivem milhares de famílias. São mais de 2.500 casas que servem não só de moradia: também é possível hospedar-se nelas.

É possível fazer passeios de barco, como o cruzeiro no canal de Amsterdam com guia de áudio e percorrer grande parte da cidade.

Existem diversas empresas que oferecem vários tipos de passeios, uns até com jantar e vinho, é só escolher o que você prefere. Saiba mais sobre o passeio pelos canais de Amsterdam.

8. Praça Spui

Um dos locais mais agradáveis da cidade é a Praça Spui. É nela que fica a famosa estátua Het Lieverje, que representa a juventude de Amsterdam.

A história do local é interessante: esta zona era um corpo de água que marcava o limite de onde terminava a cidade. Em 1882, a zona foi preenchida, tornando-se a praça.

Por lá, é possível passear, comprar obras de arte, livros, tomar um café ou, simplesmente, relaxar. Na Praça Spui também ficam os mercados ao ar livre.

Endereço: Praça Spui, Amsterdam
Como chegar: Bonde: Spui, linhas 1, 2 e 5
Horário de funcionamento: espaço público aberto 24h por dia
Ingressos: entrada gratuita

9. Heineken Experience

É uma das experiências mais visitadas da cidade. A Heineken Experience é uma exposição interativa dedicada a contar a história da famosa marca de cerveja.

O local fica onde antes funcionou a primeira fábrica usada pela empresa, construída em 1867. Durante a visita, é contada a história sobre o processo de fabricação da cerveja e a evolução da marca criada pela família Heineken.

É um passeio recomendado para quem gosta da cerveja, ou tem interesse por esse mundo. Compre o ingresso para a Heineken Experience com antecedência, pois esgota rápido.

Endereço: Stadhouderskade 78, 1072 AE Amsterdam
Como chegar: Bonde: linhas 7, 10, 16, 24, 25 e 78
Horário de funcionamento: todos os dias, das 11h às 19 horas. Pode fechar em feriados
Ingressos:
Adultos: 18€
Jovens de 12 a 17 anos: 14,50€
Crianças até 11 anos: entrada gratuita

10. Praça Dam

A praça que marca em que ponto estava a primeira represa do rio Amstel, durante o século XIII, também é a mais importante de Amsterdam.

Rodeada de monumentos e prédios históricos, é na Praça Dam que fica o Monumento Nacional, um obelisco de 22 metros de altura, construído em homenagem aos soldados holandeses falecidos na Segunda Guerra Mundial.

É lá que também está o Palácio Real de Amsterdam, construído entre 1648 e 1655, e o Museu Madame Tussaud. Fica localizada bem no centro da cidade.

Localização: Praça Dam, Amsterdam
Como chegar: Bonde: Dam, linhas 4, 9, 16, 24 e 25
Horário de funcionamento: espaço público aberto 24h por dia
Ingressos: entrada gratuita

Canais de Amsterdam

Veja mais dicas de o que fazer em Amsterdam.

Mini roteiro de Amsterdam: o que fazer em 2 dias

Por ser uma cidade relativamente pequena, é fácil ter bastante opção para um mini-roteiro de 2 dias. No entanto, se tiver mais tempo, não hesite ficar mais 1 ou 2 dias em Amsterdam e fazer tudo com mais calma.

Separamos aqui o que é imperdível na cidade.

Amsterdam: Primeiro dia

Comece o passeio pelo coração da cidade: a Praça Dam. Observe os monumentos ao redor da praça e o movimento da cidade. Depois, siga pela cidade, passeando por seus canais. Se quiser, faça o passeio de barco, senão continue caminhando para curtir.

Siga para a Casa de Anne Frank. Não esqueça de comprar o ingresso antecipado, para evitar as filas. De lá, passe pela Oude Kerke, uma igreja construída em 1302 e que leva o título de edifício mais antigo da cidade.

Passe pela Praça Spui para um café. Se tiver curiosidade, conheça alguma das coffee shops da cidade. Você pode ir conhecer o Red Light District na parte da noite e aproveitar a animação da região.

Amsterdã: Segundo dia

Reserve o segundo dia para passar parte da manhã, ou ela inteira em algum dos principais museus da cidade. Sugerimos que seja o Museu Van Gogh, o mais representativo do pintor e um dos mais interessantes.

Saia do museu, cruze o parque Museumplein e chegará ao Rijksmuseum, que você pode entrar também ou só passear na região. De lá, siga para o Vondelpark e aproveite o espaço verde bastante frequentado por moradores e por turistas.

Depois, saia de lá e vá conhecer o Red Light District, ou De Wallen (como chama em holandês) de dia. É uma experiência também interessante ver a região nesse horário.

Conheça alguns dos mais famosos pontos turísticos da Holanda.

Quando ir à Amsterdam?

Como qualquer país da Europa, a Holanda possui as 4 estações do ano bem marcadas. Amsterdam é uma cidade que faz muito frio no inverno. As temperaturas podem cair para baixo de 0ºC. Alguns canais chegam a congelar nessa época.

Já no verão, entre os meses de junho e agosto, as temperaturas são bem agradáveis. O clima menos frio, e um pouco mais ameno, começa em meados de abril e maio, com o início da primavera. No outono pode ser um pouco mais frio, porém bem menos que no inverno.

Qual a melhor época do ano para visitar Amsterdam?

As melhores épocas para visitar a cidade são nas estações de primavera, verão e outono, entre abril e outubro. Todavia, saiba que no verão, assim como a maior parte das capitais europeias, a cidade estará bem cheia.

Primavera

Se você for na primavera (de março a maio), você vai encontrar uma cidade florida, e poderá ver as tulipas, que são um símbolo da região.

Keukenhof: aproveite o passeio pela Holanda para conhecer o maior e mais bonito parque de flores do mundo.

Outono

No outono (de setembro a novembro), a cidade estará cheia de folhas caindo das árvores e espalhando pelo chão. Para quem nunca viajou no outono para a Europa, vai se surpreender com a beleza das folhas caídas no chão.

Verão

No verão (de junho a agosto) a cidade ficará um pouco mais quente, podendo chegar aos 20ºC, e para quem gosta de turistar até tarde, essa é uma boa época do ano, pois os dias são mais longos, e o sol demora a se pôr (tem sol até as 22h).

vondelpark amsterdam

Inverno

O inverno (de dezembro a fevereiro) é marcado por temperaturas baixas, por volta de 1ºC a 7ºC (podendo ser bem menor algumas vezes) e dias menores, ou seja, escurece bem mais cedo do que estamos acostumados.

Confira mais dicas sobre as melhores épocas do ano para visitar cidades europeias e poupar dinheiro.

Quanto custa uma viagem para Amsterdam?

Amsterdam não é uma cidade barata. Mas existem boas maneiras de economizar, e a principal delas é fazer um planejamento da sua viagem.

Separamos aqui os principais custos, para que você tenha uma média de quanto sai viajar para a capital holandesa.

Passagens aéreas

Ter voos direto para Amsterdam facilita bastante a ida para a cidade, que pode ser, ainda, um ponto de início para uma viagem pela Europa e por países vizinhos.

Para entender os valores, fizemos uma simulação de passagens aéreas, utilizando a área de voos do site Kayak. Colocamos o mês de junho de 2020 como previsão, por ser uma das melhores épocas para conhecer a cidade.

A melhor passagem, com voo direto, seria com a companhia aérea KLM. Saindo de São Paulo, a passagem ida e volta está custando R$ 4.175.

Saiba quais são as dicas para comprar passagens aéreas na Kayak.

Seguro Viagem

Amsterdam está na Holanda, um dos destinos parte do Tratado de Schengen. Isso quer dizer que, para entrar na cidade, é obrigatório ter um seguro viagem em mãos, com cobertura mínima de 30 mil euros.

Com os melhores valores e custos benefícios, utilizamos o nosso comparador seguro viagem, uma parceria com o portal Seguros Promo. É possível encontrar planos com valores desde R$12 a R$60, por dia.

Hospedagem

A hospedagem em Amsterdam não é das mais baratas. Desde hotéis mais caros, até barcos, é possível encontrar hospedagem desde 80€.

Compare preços de hospedagem na área de hotéis do site Kayak.

Alimentação de rua

A alimentação de rua em Amsterdam tem preços variados, desde lanches rápidos mais baratos a restaurantes mais requisitados. O valor, é claro, vai depender das suas prioridades.

Veja o custo de alguns itens:

Alimentação de rua Preço
Cerveja (570ml) 4,50€
Almoço em restaurante barato 15€
Refeição para 2 pessoas, em restaurante mediano, com 3 pratos 60€
Cappuccino 3,05€
Água 1,95€

Supermercado

Uma boa dica para economizar em viagens é fazer idas ao supermercado e adquirir alguns itens básicos. Com muitos espaços ao ar livre em Amsterdam, você pode sempre levar pequenas refeições na mochila e fazer paradas estratégicas para comer.

Veja o preço médio de alguns produtos de supermercados da cidade:

Item Preço
Garrafa de vinho 6€
Água (garrafa de 1,5 litro) 0,92€
Sanduíche de frango 9,11€
Cerveja local 1,29€

Transporte

As passagens do transporte público em Amsterdam valem para os bondes (trams), ônibus e metrô. Veja quanto custa:

  • Passagem simples: a partir de 2,90€ (varia de acordo com a distância);
  • Ida e volta: a partir de 4,40€;
  • Passagem para 1 dia: 8€;
  • Para 2 dias: 13,50€;
  • Para 3 dias: 19€.

Você pode também pode adquirir para mais dias o Bilhete de Transporte Público, disponível no Get Your Guide.

Atrações

Outra opção é juntar um cartão de transporte com descontos e entradas nas atrações. O I Amsterdam City Card – com preços a partir de 65€ (24 horas) por pessoa, até 130€ (120 horas) – dá entrada gratuita em 44 museus e atrações da cidade e descontos em restaurantes e cafés.

Para aproveitar o nosso mini-roteiro de 2 dias, sugerimos que adquira o Amsterdam City Card para 48 horas e economize na entrada das atrações e no transporte. Para esse período, custa 80,75€ por pessoa.

Outra opção, para quem quiser comprar os cartões válidos somente para museus é o Holland Card, que dá acesso a 100 atrações e museus, tanto em Amsterdam como em outras cidades do país. O valor muda de acordo com a quantidade de atrações a serem visitadas. Custa a partir de 45€, por pessoa.

bicicletas em Amsterdam

Confira as atrações incluídas no I Amsterdam City Card em nosso artigo.

Onde ficar em Amsterdam?

Amsterdam possui vários bairros bons para se hospedar. Mas para encontrar boas hospedagens em Amsterdam é preciso pesquisar. Sim, os preços dos hotéis na cidade não costumam ser baratos, e alguns locais não oferecem tanto conforto.

Quando for buscar, veja opções próximas às Praças Dam, Spui e Leidseplein. Será um ambiente animado durante todas as horas do dia. Em outras regiões, procure hospedagem perto de transporte público, para que você não precise se deslocar muito a pé quando for fazer os seus passeios.

Ao redor da estação central de trem de Amsterdam existem hotéis de redes famosas, mas que esgotam muito rápido, devido à localização. Outra opção boa é o bairro Jordaan, que é muito típico.

Dentre as opções, não esqueça dos barcos: ficar hospedado em cima dos canais também pode ser uma boa experiência. Veja algumas sugestões de onde ficar em Amsterdam:

Hotel Categoria Estrelas Localização Preço médio
Zoku Amsterdam Luxo (melhor hotel) 4 estrelas Centro 451€
Delta Hotel City Melhor custo benefício 3 estrelas Centro 136€
Rembrandt Square Hotel Mais barato 4 estrelas Centro 103€
Hans Brinker Hostel Amsterdam Hostel 1 estrela Centro 89€
Houseboat Little Amstel Barco 2 estrelas Centro 98€

 

Veja mais opções de hotéis em Amsterdam.

Onde comer?

Você vai notar que a cidade oferece muitos restaurantes de outras nacionalidades. Principalmente de lugares exóticos como Tailândia, Indonésia e China. Porém, não deixei de provar alguns dos pratos típicos da cozinha holandesa.

Viajar para outro país e não provar as comidas típicas é um erro que não deve cometer! Faz parte da viagem você perceber um pouco da cultura e arquitetura local, ver os costumes das pessoas e é claro, provar os pratos típicos.

Veja dicas de onde comer na cidade:

Comidas típicas de Amsterdam

Não dá para citar todos os pratos, pois é claro, são muitos, mas vamos ver alguns mais comuns.

Patat

O Patat, comum em barracas de rua, são as famosas batatas fritas acompanhadas de molho. Não é qualquer batata frita, essa é especial! Ela é servida em uma espécie de cone, e vem com muito molho. Você pode escolher o molho que você preferir, tem maionese, queijo, amendoim, ou seja, tem para todos os gostos.

Kaas

Kaas, queijos holandeses, que por aqui conhecemos como Gouda e Edam.

Stroopwafel

O Stroopwafel (waffle com calda em neerlandês) é uma espécie de biscoito super fino recheado por alguma coisa que parece um caramelo. Não dá pra explicar o sabor desse doce! É uma delícia, e muito consumido acompanhando uma xícara de chá.

Dica: é uma ótima ideia comprar uns pacotinhos a mais no mercado para levar na mala!

Appeltaart

Podendo ser encontrada em quase todos os cafés e restaurantes, a torta de maçã é uma das mais típicas de Amsterdam, e pode ser servida com ou sem chantilly.

Bitterballen

É um bolinho de carne frito (tipo almôndega), que vem acompanhado de um delicioso molho de mostarda. Normalmente é consumido nos bares, para acompanhar uma cerveja.

Claro, as cervejas. Na Holanda, duas das mais conhecidas são a Pils e a Witbier.

Cerveja na Europa: saiba onde pode experimentar as melhores.

Planejando sua viagem para Amsterdam, na Holanda

Para entrar na Holanda, é necessário e exigido estar com um seguro viagem em mãos. Por isso, quando for à Amsterdam, recomendamos que confira os valores de seguros de viagem no comparador do Euro Dicas Turismo. Escolha as melhores opções de seguro para a sua necessidade.

Ganhe desconto. Para pagar menos 10% do valor do seu seguro viagem, insira o nosso cupom de desconto EURODICAS5 (para ganhar 5% de desconto) na hora do pagamento e pague por boleto bancário (para ganhar mais 5%).

Amsterdam é uma das cidades mais bonitas da Europa. Desfrute da viagem!

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
COMPARTILHE
Autores

Denise Mustafa é jornalista, fotógrafa e especializada em conteúdo e gerenciamento de marcas. Já passou uma temporada em Portugal, viajou bastante por aí e, agora vivendo no Brasil, escreve para grandes sites brasileiros de viagem, sempre à frente da sua Travessia Conteúdo & Branding, atravessando oceanos e contando suas experiências para outros viajantes.

Julia é brasileira, formada em Turismo e mora em Portugal há 6 anos. Tirou o mestrado em Empreendedorismo na Universidade da Beira Interior e atualmente está terminando o doutorado em Gestão. Apaixonada por viagens, baladas e por fazer novas amizades, gosta de usar o tempo livre para conhecer novos países e culturas.