Helsínquia: descubra os encantos da incrível capital da Finlândia

Viajar pela Europa  / 

O que a terra do Papai Noel tem a nos mostrar, além do frio e das auroras boreais? Com certeza muitas coisas, a começar pela sua capital Helsínquia.

Encontre o melhor pacote de férias para a Europa

Pacotes de Viagem, Circuitos, Multi Destinos, Cruzeiros.

Confira as promoções na Logitravel e garanta sua viagem dos
sonhos para a Europa.

VER OFERTAS DE FÉRIAS »

Neste artigo, o Euro Dicas Turismo vai mostrar um dos países com o maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do mundo – a Finlândia. Contudo, o foco será em Helsínquia, a maior cidade do país.

Saiba tudo sobre Helsínquia neste artigo, onde vamos abordar os passeios, acomodações, gastronomia e diversas outras informações interessantes.

Conhecendo melhor Helsínquia

Helsínquia é a sede do governo finlandês e uma das principais cidades do país. Poucas pessoas sabem, mas ela sofreu terríveis bombardeios russos durante a Segunda Guerra Mundial, onde várias áreas foram destruídas.

A Finlândia conquistou a sua independência um pouco tarde, somente em 1917 e, em 1952, sediou os Jogos Olímpicos de Verão. Completamente recuperada da guerra e reconstruída, Helsínquia se tornou um destino para turistas do mundo inteiro, em função de suas inúmeras atrações.

Em 2018, de acordo com o Relatório Mundial da Felicidade , a Finlândia foi eleita o país mais feliz do mundo. Não é a toa que ele tem uma ótima qualidade de vida, que se reflete através da educação, segurança, políticas públicas, igualdade de gênero e outras referências, que fizeram desse país um dos melhores lugares do mundo para viver.

Melhor época para visitar Helsínquia

O melhor período para visitar Helsínquia é de abril a outubro, quando o clima está bem mais agradável, sendo possível curtir tudo o que a cidade oferece. Entretanto, se o interesse for pelo frio, o ideal é em dezembro, onde as opções serão esquiar e patinar no gelo, além é claro da atmosfera natalina.

  • Verão: apreciar o sol da meia noite, quando dá pra fazer um monte de passeios e atividades com o dia ainda claro, mesmo sendo noite;
  • Primavera: jardins floridos e parques arborizados com muitas pessoas;
  • Outono: frio chegando, folhas caindo e às vezes até os primeiros flocos de neve;
  • Inverno: muito frio e neve de novembro a março, com dias curtos e escuros.

finlandia

Dica: em janeiro e fevereiro a temperatura é muito baixa, menos 5°, podendo chegar até – 20°.

Descubra quais os melhores lugares para passar o Natal na Europa.

Como ir a Helsínquia

Infelizmente, não existem voos diretos do Brasil para a Finlândia. Contudo, o aeroporto de Helsinki-Vantaa (localizado em Vantaa, a cerca de 19 km ao norte de Helsínquia) está muito bem conectado com diversas cidades europeias, inclusive Lisboa.

Do aeroporto, basta pegar um trem para a região central de Helsínquia. O deslocamento é fácil. Saiba que também é possível chegar à cidade de balsa, principalmente partindo de Estocolmo (Suécia), Tallinn (Estônia), São Petersburgo (Rússia), podendo fazer o itinerário durante o dia ou mesmo à noite.

Porém, se o interesse for visitar Helsínquia e outras cidades finlandesas, é possível usar a companhia aérea Finnair, que voa para Tampere, Rovaniemi, Turku e outros locais.

O ideal é ficar pelo menos 2 dias na cidade, para conhecer Helsínquia de forma mais tranquila, sem correria.

Dica: passagem aérea do Brasil para a Finlândia não é barato, logo, uma boa alternativa é voar para Moscou ou mesmo para Itália ou Alemanha, finalizando o percurso em um voo low cost.

Como se deslocar em Helsínquia

O sistema de transporte público na cidade abrange metrô, ônibus, trens, bonde e a balsa com destino a Suomenlinna. E os bilhetes possuem um tempo limite, assim como ocorre em Praga, na República Tcheca, indo desde 80-110 minutos a 24 horas, e até mesmo bilhetes com duração de semanas ou meses.

Uma boa opção é o cartão Helsinki Card, que possibilita viagens ilimitadas de 1 a 3 dias, ideal para os turistas na cidade, até por que ele também oferece desconto em algumas atrações de Helsínquia. Você pode comprar o Helsinki Card com antecedência na Get Your Guide, a partir de 49€.

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

Porém, se o viajante ficar na região do centro histórico, poderá conhecer a maioria das atrações a pé. Todavia, se quiser usar o transporte público, esteja ciente que é possível comprar o ticket dentro do ônibus, nas máquinas automáticas antes de embarcar e até mesmo por meio de um aplicativo no celular. Basta baixar o app no site da HSL, empresa responsável pelo transporte.

Outra forma de conhecer Helsínquia é através dos populares ônibus turísticos vermelhos de dois andares (hop on hop off), muito comum na Europa e também na África do Sul. Você pode comprar o seu bilhete para esse hop on hop off no Get Your Guide. O bilhete tem validade de 24 horas e o turista pode embarcar/desembarcar quantas vezes desejar.

finlandia helsinquia

Observação: caminhar pelo centro à noite é um bom programa e sem preocupações, pois a cidade é muito segura.

Dicas

1. Na estação de trem de Helsínquia, tem armários automáticos para guardar a bagagem por um período de 24 horas. Ideal para quem tem um voo de partida à noite e quer aproveitar o último dia, sem precisar carregar a bagagem;

2. Comprar o ticket pelo app para usar o transporte público é mais barato, porém se comprar com o motorista na hora, será um pouco mais caro;

3. É permitido baldeações ilimitadas dentro do tempo de validade do ticket.

O que ver em Helsínquia

A cidade está repleta de atrações, principalmente no centro de Helsínquia, que possui muitos parques de área verde e uma badalada área portuária. Listamos abaixo algumas atrações imperdíveis nesta cidade que transpira qualidade de vida:

1. Tuomiokirkko: Catedral de Helsínquia;

2. Catedral Ortodoxa Uspenski: um símbolo na cidade, com suas paredes de tijolo avermelhado;

3. Esplanade Park: parque de área verde muito popular no verão;

4. Kiasma: museu de arte moderna;

5. Kansallismuseo: museu nacional;

6. Finlandia Hall: famosa casa de concertos;

7. Estádio Olímpico: sede das competições de atletismo em 1952;

8. Ateneum: galeria de arte mais antiga da Finlândia;

9. Praça do Senado: diversos eventos ocorrem neste local, como shows, exposições, etc;

10. Praça do Mercado: é o mais conhecido de Helsínquia; além de comida, também tem artesanato e funciona mesmo em épocas mais frias, pois possui tendas climatizadas;

11. Old Market Hall: é o mercado (fechado) central de Helsínquia mais antigo da cidade, cujo foco é na gastronomia finlandesa;

12. Suomenlinna: fortaleza construída pelos suecos no século XVIII, com o objetivo de proteger das invasões russas. É considerada Patrimônio Mundial da Unesco desde 1991;

13. Teatro Nacional Finlandês: o mais antigo espaço dedicado a cultura finlandesa;

14. Igreja de Pedra: literalmente escavada na rocha, é uma das principais atrações de Helsínquia. A igreja luterana é quase subterrânea e, na superfície, somente parte da cúpula é visível, por dentro o local é fascinante;

15. Helsinki Music Center: local onde ocorre concertos de todos os estilos musicais.

Sendo um país que está longe de ser barato, como Portugal, existem opções para atenuar os gastos do dia a dia, principalmente em relação a passeios. Uma ótima opção é fazer o Free Walking Tour (tour guiado “gratuito”), onde no final do passeio, cada um colabora com a quantia que quiser.

O tour guiado dura entre 2h a 3h e parte da Praça do Senado. De todo modo, é melhor verificar antes os dias e horários na página de Facebook do Free Walking Tour Helsinki.

catedral uspenski em helsínquia

Outras atrações interessantes na cidade são: a roda gigante Skywheel, com cabines fechadas de madeira e também o complexo Allas, que possui sauna e duas piscinas ao ar livre no verão.

Os finlandeses adoram sauna, logo, uma boa sugestão é visitar a sauna pública Loyly, que conta também com bar e sauna a lenha e a vapor.

Muitos (corajosos), após usarem a sauna, dão um mergulho no mar báltico que fica junto ao local. Mesmo no verão, a água é gelada. Outra opção interessante é visitar o Monumento Sibelius em homenagem ao compositor Jean Sibelius.

Trata-se de uma escultura feita com vários canos ocos de metal, onde é possível interagir provocando sons. Um outro passeio bem legal é fazer um mini cruzeiro pelos canais de Helsínquia, que você pode comprar no Get Your Guide. É possível fazê-lo durante o dia ou à noite, porém o tour só ocorre entre maio e setembro.

Dica: não pense que irá ver a aurora boreal em Helsínquia, será necessário se deslocar uns 700 quilômetros ao norte da capital.

Ilhas em Helsínquia

Ilha Valli Saari: aberta ao público em 2016, é uma ilha mais “selvagem” em comparação às outras;

Ilha Lonna: lugar pequeno, no entanto ótimo para almoçar ou jantar;

Ilha Seurasaari: possui um museu a céu aberto com diversas e diferentes casas que representam diferentes épocas da Finlândia.

Arredores de Helsínquia

Se o viajante tiver tempo de sobra, vale a pena visitar Espoo, considerada a segunda maior cidade do país, estando localizada pertinho de Helsínquia. Um dos passeios interessantes lá é visitar a ilhota Pentala, que possui um museu a céu aberto que retrata a vida dos populares pescadores locais.

Além disso, é possível caminhar pelo local, conhecer o lago (dentro de uma ilha), visitar casas antigas da década de 80 e presenciar uma atmosfera mais rural diante de animais como ovelhas, patos, etc.

Ainda sobre opções nos arredores, quem tal visitar Tallinn, a capital da Estônia? De ferryboat o trajeto dura apenas 2 horas, mas existem outros barcos que são mais lentos. De todo modo, está pertinho e vale a pena ir.

Uma grande vantagem é que Tallinn é mais barata do que Helsínquia, e se tiver dias sobrando, vale a pena ficar por umas 2 noites na cidade, para conhecê-la melhor.

Comidas comuns da Finlândia

A gastronomia finlandesa pode parecer para alguns exótica, isso depende do tipo de comida que o viajante irá escolher. Algumas refeições levam bastante champignon e pescoço de porco, mas há também ostras, salmão, bolinhos de bacalhau, sopas, peixes defumados (Hering) e paellas.

O exotismo vem de algumas carnes que o turista pode degustar na Finlândia, como carne de urso e alce. Uma boa dica para conhecer a cultura local é comer nas feiras e mercados da cidade, sendo um lugar onde os moradores costumam ir.

Observação: comida não é algo barato em Helsínquia, sendo comum uma refeição sair por 20 a 25€.

Em termos de bebidas, os finlandeses apreciam o licor de Cloudberry, Salmiakki e Valhalla. Contudo, se a culinária finlandesa não atrair o paladar do viajante, é possível encontrar restaurantes japoneses, russos e italianos na cidade.

Atenção: a venda de bebidas alcoólicas em supermercados em Helsínquia é proibida após as 21 horas, mesmo se a pessoa for maior de 18 anos. A alternativa é ir em um bar ou restaurante.

Curiosidade: é comum ver pessoas do lado de fora de um bar, bebendo enroladas em cobertores do próprio local. Os moradores não deixam de fazer nada em função do frio, até por que é uma rotina as baixas temperaturas.

Onde dormir em Helsínquia

Easyhomes Erottaja Helsinki

O Easyhomes Erottaja Helsinki oferece um apartamento clean de um quarto, com cozinha compacta equipada e situado em uma região com mercados, bares, cafés e restaurantes.

Ingresso: em torno de 121€ (julho/19).

The Yard Hostel

Hostel bem localizado, a 5 minutos da estação de trem de Helsínquia, com quartos privativos e coletivos e rede wi-fi liberada. As acomodações do The Yard Hostel têm uma linha moderna e jovial.

Ingresso: em torno de 50€ por pessoa (julho/19).

Hostel Diana Park

Situado a 600 metros do parque Esplanade, o Hostel Diana Park tem acomodações mais simples em relação ao anterior citado, de todo modo desfruta também de uma boa localização. Os banheiros são compartilhados e alguns quartos tem TV.

Ingresso: em torno de 33€ por pessoa (julho/19).

Forenom Aparthotel Helsinki Kamppi

Apartamento clean, com cozinha equipada, localizado a 300 metros da estação rodoviária. O sistema de porta do Forenom Aparthotel Helsinki Kamppi é simples e não utiliza chaves, estando próximo também do shopping center Kamppi.

Preço: 165€ por pessoa (julho/19).

atrações de helsínquia

Aviso: os valores oscilam de acordo com a época do ano, sendo julho alta temporada.

Veja quanto custa viajar para a Finlândia e confira a lista de gastos.

Curiosidades sobre a Finlândia

1. Os finlandeses são campeões mundiais no consumo de café;

2. Muitas crianças nascem sem ter ainda o nome, sendo possível fazer isso 2 a 3 meses após o nascimento;

3. As gestantes recebem um kit enxoval do Governo, conhecido como babybox;

4. Tem saunas em todo lugar, pois os finlandeses amam saunas e é muito comum ter em casa;

5. O país tem o maior número de bandas de Heavy Metal do mundo;

6. A Finlândia tem 188.000 lagos.

Ponto positivo: muito seguro.
Ponto negativo: a culinária não é grande coisa, ainda mais se for sorvete.

Raio X da Finlândia

Site: www.visithelsinki.fi
População: 632.000 habitantes
Idioma: finlandês e o sueco, mas a maioria da população fala bem inglês. O alemão também é usado por algumas pessoas.
Moeda: Euro.
Visto: brasileiros não precisam de visto para visitar a Finlândia, entretanto é obrigatório ter um seguro saúde de 30.000 euros.
Fuso horário: +5h (horário de Brasília).

Dica: se está planejando viajar para a Finlândia, é importante saber que é obrigatório ter um seguro viagem. Faça uma cotação no nosso comparador de seguro viagem e descubra qual o melhor e mais barato para você.

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autor

Jornalista, vive no Brasil e ama Portugal, tem passagens pela África, Europa e América do Norte/Sul. Além da paixão por viagens, também adora animais e apoia projetos de conservação de vida selvagem na África do Sul e Brasil.