Está organizando a sua viagem para a cidade mais famosa da Holanda e buscando o que fazer em Amsterdam? Sem dúvida alguma, a cidade é linda e possui atrações para todos os gostos, dos que querem apenas curtir a agitação dos bares e coffe shops, aos que buscam uma programação mais calma e com a família.

Confira várias dicas do que fazer em Amsterdam para montar o seu roteiro e se apaixonar pela cidade. Vamos lá?

O que fazer em Amsterdam?

Amsterdam é cosmopolita e costumo dizer que é uma cidade a frente do tempo por quebrar muitos tabus com relação às drogas, sexo e prostituição. E claro, por utilizar a bicicleta como meio de transporte mais habitual. O que para nós pode parecer estranho ou até mesmo chocar em alguns momentos, para os seus moradores é tudo muito normal.

Caminhar por suas ruas, apreciar os seus canais e observar a vida dos cidadãos já vai te deixar apaixonado, mas conhecer os pontos turísticos de Amsterdam faz parte de qualquer roteiro de quem visita à cidade, seja pela primeira vez ou não.

Sendo uma cidade cosmopolita, posso afirmar que buscar o que fazer em Amsterdam se torna uma tarefa difícil diante de tantas possibilidades, mas tudo vai depender de quantos dias você terá para curtir a viagem. Por isso, estou aqui para te ajudar a montar a sua programação em uma das minhas cidades prediletas de toda a Europa.

O que fazer em 1 dia em Amsterdam?

Se pretende passar apenas 1 dia e busca o que fazer em Amsterdam, recomendo caminhar pela cidade para admirar a arquitetura de Amsterdam, os seus canais e as suas pontes. Para ter uma ideia são mais de 75 quilômetros de canais e mais de mil pontes.

Nessa caminhada, não deixe de passar pelo Red Light District para ver de perto a zona de prostituição da cidade e quebrar um tabu ao ver como ela é organizada. Para além da curtição, uma coisa que vale acrescentar na lista sobre o que fazer em Amsterdam é conhecer o Red Light Secrets, o Museu da Prostituição.

Ele está localizado em um antigo bordel e vai te fazer olhar de forma diferenciada para a profissão mais antiga do mundo. Sabia que essa é uma profissão regulamentada no país desde 2000? Isso mesmo, os proprietários dos bordéis devem pagar impostos, recolher a previdência social das suas profissionais do sexo. E elas, têm direito a seguro-desemprego, férias, e vários outros benefícios como qualquer outro trabalhador. Surpreendente né?

Na lista sobre o que fazer em Amsterdam, caminhar pelo Red Light District é obrigatório.
Na lista sobre o que fazer em Amsterdam, caminhar pelo Red Light District é obrigatório.

Além da caminhada, acredito que uma visita ao Museu Van Gogh vale muito a pena, afinal, o museu é a principal atração turística de Amsterdam. Conhecer a vida do pintor através das suas cartas, desenhos e pinturas, e poder admirar as suas obras de pertinho é algo impressionante!

O que fazer em 3 dia em Amsterdam?

Vai ficar entre 2 a 3 dias e quer saber o que fazer em Amsterdam? Vamos a uma lista!

Casa Anne Frank

Desconheço alguém que nunca tenha lido o Diário da Anne Frank sobre os tempos sombrios que ela e a família viveram durante a II Guerra Mundial em que estiveram no esconderijo localizado na parte de trás do armazém de seu pai, Otto Frank, na rua Westermarkt, número 20.

Hoje, o esconderijo é um museu biográfico e um dos mais visitados na cidade holandesa. É impossível não se comover ao estar ali, principalmente se você leu o livro. O ingresso para o Casa Anne Frank só é vendido no site oficial e com muita antecedência (explico melhor no final deste artigo).

E uma dica importante: se pretende visitar a Casa da Anne Frank, os ingressos são vendidos apenas no site oficial e são liberados todas as terças-feiras, às 10 horas, para uma visita 6 semanas depois. Ou seja, você precisa adquirir o seu ingresso cerca de 1 mês e meio antes da sua visita. Os ingressos são bem limitados e concorridos, principalmente na alta temporada de verão.

Rijksmuseum

Esse museu de nome estranho e impronunciável é um dos cartões postais da cidade, principalmente porque antigamente era em frente a ele que se encontrava a placa vermelha e branca de 2 metros de altura “I amsterdam” e que todo turista tirava uma foto. A placa ainda existe, mas hoje não tem um lugar fixo, ou seja, ela tem o seu lugar alterado de tempos em tempos para os bairros menos movimentados.

Voltando ao foco sobre o que fazer em Amsterdam, uma visita ao Rijksmuseum vale entrar no roteiro para você conhecer melhor a cultura e a história dos Países Baixos, como a Holanda é oficialmente chamada. São 800 anos de história guardados no acervo, tanto que é considerado o maior e mais importante museu do país.

Passeio pelos canais

Não fazer um passeio pelos seus canais é até um pecado. Portanto, coloca isso na sua lista sobre o que fazer em Amsterdam. São muitas opções de passeios pelos canais, dos mais tradicionais aos mais badalados. Veja algumas opções:

O que fazer em 5 dia em Amsterdam?

Tem 5 dias para conhecer a cidade? Vai conseguir aproveitar muita coisa e para te ajudar, vale acrescentar na sua lista sobre o que fazer em Amsterdam os seguintes destaques para o quarto e quinto dia.

Heineken Experience

Seja você é um amante da cerveja ou não, a Heineken Experience é um tour muito procurado por turistas e que vale a pena entrar no roteiro de quem vai ficar mais tempo para curtir a cidade. Eu não dava nada por esse passeio, mas no final adorei!

Confesso que no início achei um pouco chato, passar pelos antigos barris de fermentação, ver o lúpulo e o malte da produção e as antigas garrafas. Até que chegamos na parte mais tecnológica e interativa, que me surpreendeu. Você pode gravar vídeos e tirar várias fotos instagramáveis e, no final, você chega no bar da Heineken e ganha duas cervejas para beber por lá.

Entrada da Heineken Experience em Amsterdam
A Heineken Experience é imperdível para amantes da cerveja

E antes de sair da experiência Heineken, você passa por uma loja de produtos da marca e com alguns produtos personalizáveis com o seu próprio nome, como uma garrafa long neck para guardar de recordação.

É legal, valeu a pena a minha visita, mas recomendo o passeio apenas para quem vai permanecer por mais de três dias em Amsterdam ou para quem está visitando a cidade pela segunda vez. Se vai ficar menos dias, mas ainda assim quer conhecer a antiga fábrica da cervejaria, uma boa opção é fazer a compra combinada de ingresso Heineken Experience e passeio de barco pelos canais.

Vondelpark

Fazer um passeio pelo Vondelpark é uma delícia. O parque tem uma linda área verde com lagoas e um ótimo lugar para observar a vida dos holandeses, que vão até lá para caminhar, correr, brincar com as crianças, andar de bicicleta ou simplesmente descansar.

The Upside Down Amsterdam

Está aqui uma pérola sobre o que fazer em Amsterdam se você gosta de redes sociais. O The Upside Down é o maior museu interativo de mídias sociais da cidade. É o local onde você pode ir para se divertir e tirar fotos diferentes para alimentar o seu Instagram durante todo o ano aproveitando os 25 quartos e instalações coloridas e com efeitos óticos. Inclusive, esse museu é um ótimo lugar para quem vai visitar Amsterdam com crianças.

Haarlem

Por último, que tal fazer um bate e volta de Amsterdam e conhecer a charmosa Haarlem? Basta pegar o trem na Estação Central e em 15 minutos você estará chegando na cidade vizinha.

Eu adoro Haarlem e sempre recomendo para todo mundo que me pergunta sobre o que fazer em Amsterdam. Apesar de ser outra cidade é tão pertinho que vale muito a pena conhecê-la. Confia e vai!

Se estiver viajando com amigos ou família, você pode até fazer um escape tour em Haarlem e conhecer a cidade de forma bem divertida!

Quantos dias são suficientes em Amsterdam?

Considero que de 3 a 5 dias são suficientes para conhecer a cidade com calma, mas é possível montar um roteiro em Amsterdam mais enxuto se você não tiver todo esse tempo disponível ou até mesmo vai fazer uma escala prolongada e deseja dar uma escapadinha do aeroporto.

A quantidade de dias vai depender do que você planeja fazer e do que você gosta de fazer. Você é o tipo de turista que adora frequentar museus e faz questão de passar em todos os pontos turísticos para conhecer e tirar aquela foto bonita para as redes sociais ou é do tipo de viajante que não gosta muito de programar e prefere seguir para onde o vento sopra?

Geralmente, eu faço parte do segundo grupo e o vento acaba me levando para muitos pontos turísticos que não estavam pré-planejados. No entanto, quando visitei a Holanda pela primeira vez, estava com a minha mãe e acabamos por montar um roteiro mais robusto e bem programado para visitar o máximo de atrações turísticas.

O que não pode deixar de conhecer em Amsterdam?

Agora que você já tem uma boa lista sobre o que fazer em Amsterdam, três coisas que você não pode deixar de conhecer:

  • Museu do Van Gogh;
  • Casa Anne Frank;
  • Red Light District.

Esses três pontos são as principais atrações da cidade holandesa e os quais apresentei acima um panorama geral dos motivos de visitá-los. Passar por Amsterdam e não conhecer esses três pontos é a mesma coisa que ir em Londres e não ver o Big Ben.

O que fazer a noite em Amsterdam?

O que fazer em Amsterdam a noite? Acho que não preciso dizer mais uma vez que você deve ir até o Red Light District para frequentar os pubs e coffe shops da região, certo?

Mas quer uma dica preciosa? Vá para o bairro NDSM, localizado na Amsterdam Noord (norte). É um antigo bairro industrial que hoje é super cool com bares e restaurantes super descolados. Você vai amar! Inclusive, é lá que está a pintura de grafite da Anne Frank feita pelo artista brasileiro Kobra.

Outra região que vale a pena incluir na noite por ter boas cervejarias e restaurantes é o bairro Jordaan. Inclusive é nele que está a Casa da Anne Frank e a Museu Casa de Rembrandt, local onde o pintor viveu.

Qual a melhor época para conhecer Amsterdam?

Sem dúvida, a primavera e outono são as melhores épocas para conhecer Amsterdam. Assim, você foge da alta temporada do verão que deixa a cidade muita cheia; e no inverno, foge do frio extremo com as suas baixas temperaturas. Quando fui em novembro me senti em um freezer e ainda era outono.

O que fazer em Amsterdam no inverno?

Além de visitar os museus e locais fechados, as atrações bem comuns no inverno em Amsterdam são as pistas de patinação no gelo. A mais famosa delas é na Museumplein, a Praça dos Museus.

Se vai em dezembro, aproveite os mercados de Natal para fazer compras e conhecer as delícias da gastronomia holandesa. No inverno também acontece o Amsterdam Light Festival, o Festival das Luzes e a próxima edição já tem data marcada: 30 de novembro de 2023 a 21 de janeiro de 2024.

O canal da Talita Ramos fez um vlog de um dia de inverno – com neve – em Amsterdam, confira:

O que fazer em Amsterdam no verão?

Aproveite o verão em Amsterdam para fazer atividades ao ar livre. A cidade tem muitas áreas verdes e parques que valem a pena curtir o dia e fazer um piquenique. Também vale sentar na beira dos canais para fazer apreciar o pôr do sol.

Que tal uma praia urbana? Sim, Amsterdam tem ilhas artificiais como a Blijburg aan Zee onde os holandeses costumam curtir. E muitas vezes, ainda pega uma música ao vivo no fim da tarde.

E falar em verão e não citar os festivais de música, cinema, teatro e fotografia que acontecem não só em Amsterdam, mas em toda a Europa seria um pecado. Vale ficar de olho no calendário anual.

O que fazer além do óbvio em Amsterdam

A lista sobre o que fazer em Amsterdam já está grande né? Então, para finalizar, vamos fugir do roteiro básico e incluir dois pontos para além do óbvio?

STRAAT Museum

Sabe o bairro NDSM que citei ali em cima e que comentei sobre o gratife do Kobra? Pois é!

Museu Straat em Amsterdam, Países Baixos
Visitar o Straat vale muito a pena e você pode aproveitar para curtir os bares do bairro mais cool de Amsterdam.

Lá está localizado o STRAAT Museum, o maior museu de arte de rua do mundo. Ele reúne obras entre pintura, esculturas e instalações de artistas consagrados internacionalmente, incluindo o Kobra que tem a sua pintura logo na fachada do museu.

Bairro Rivierenbuurt

Esse é mesmo para quem quer fugir do óbvio. A Casa da Anne Frank é um dos pontos que não pode faltar no roteiro. No entanto, o museu foi apenas o local de esconderijo. A menina viveu no bairro Rivierenbuurt e por lá, há uma estátua em sua homenagem localizada na Praça Merwedeplein.

Logo na rua paralela a praça, você pode visitar a livraria Jimmink, local onde o Otto Frank comprou o diário que daria espaço a triste história da sua família. A livraria funciona até hoje. E para aproveitar o passeio e mergulhar na história da II Guerra Mundial e da comunidade judaica holandesa, vale a pena fazer um tour a pé e guiado.

Quanto custa viajar para Amsterdam?

Viajar para Amsterdam custam em cerca de R$ 7.306 considerando uma viagem de 5 dias, mas indicar certinho quanto custa viajar para Amsterdam não é uma matemática simples porque existem diferentes perfis de viajantes e de viagem. Para te dar uma noção de quanto custa, listei alguns preços médios.

Item Preço médio
Hospedagem em hotel 3 estrelas 750€ (R$ 4.140)
Atrações turísticas 250€ (R$ 1.380)
Alimentação 300€ (R$ 1.656)
Seguro viagem R$ 130
Total R$ 7.306

*Cotação realizada no dia 20 de fevereiro de 2023, com 1€ = R$ 5,52.

Lembrado que esses são apenas gastos médios. Uma viagem para Amsterdam pode ser mais econômica ou mais cara, a depender do seu estilo de viagem e do seu perfil. São vários fatores que podem influenciar os gastos, como quantidade de dias na cidade holandesa, tipo de hospedagem, quais as atrações turísticas estão no roteiro, que tipo de restaurante gosta de frequentar, etc.

Quantos euros levar para Amsterdam?

O gasto diário em Amsterdam é entre 80€ a 150€ por dia de viagem, sem incluir a hospedagem. No entanto, esse é um valor médio, pois depende do seu perfil de consumo e o que pretende fazer. Uma boa forma de levar esse dinheiro e sem a necessidade de ser em espécie é através do cartão Wise, um cartão multimoedas aceito em toda a Europa.

Ele é uma espécie de cartão pré-pago, onde você pode depositar mais de 50 tipos de moeda, incluindo o Euro. Uma das suas vantagens é a utilização do câmbio comercial e não o turístico. Se você não sabe, há uma diferença de valores, sendo o câmbio de turismo sempre mais caro.

O uso do cartão é até mais seguro, pois assim, você evita andar com grandes quantias ou de ter que deixar o dinheiro no quarto de hotel ou hostel.

Praticamente todos os lugares em Amsterdam aceita cartão, até mesmo para comprar a passagem no transporte público. Para ser bem sincera, não lembro de ter usado dinheiro em espécie da última vez que estive por lá, em novembro de 2022.

Qual o gasto diário em Amsterdam?

Se você vai está programando a sua viagem e já pretende comprar alguns ingressos das atrações turísticas com antecedência pela internet (recomendo fazer isso pela Get Your Guide), e optar por comer em restaurantes mais baratos, terá um gasto médio de 90€ por dia, sem contar com a hospedagem.

Por exemplo, da última vez que visitei Amsterdam, gastei uma média de 85€ por dia, sendo a maior parte gasta nos coffe shops e pubs, excluindo qualquer visita em atrações turísticas e optando por comer pizzas e lanchinhos de supermercados.

Por outro lado, se você deixar para comprar os ingressos das atrações nas bilheterias, optar por comer em restaurantes mais legais, recomendo considerar ao menos 130€ por dia. Vai ter dia que vai gastar mais e outros menos, mas esse é um bom valor a ser considerado em Amsterdam. E por último, se deseja fazer compras na cidade, pode aumentar esse valor diário.

O que não deixar de comer em Amsterdam?

Como uma boa mineira que sou, indico comer os queijos holandeses. Eles são simplesmente perfeitos e só de lembrar, me dá água na boca!

Inclusive, se está buscando o que fazer em Amsterdam, está aí outra programação para colocar no roteiro: frequentar as várias lojas de queijos holandeses. Você pode experimentar vários tipos diferentes, o que por um lado é ótimo, mas por outro nem tanto, pois, para uma pessoa indecisa como eu, escolher qual de fato vai comprar se torna uma tarefa árdua!

Além dos queijos, experimente a Appeltaart, uma torta de maçã bem tradicional na Holanda. Quer saber onde comer em Amsterdam a Appeltaart mais famosa e saborosa? Então, enfrente a fila no café Winkel 43, localizado na rua Noordermarkt 43.

Outra coisa que não pode deixar de comer em Amsterdam é o croquete. Sim, ele mesmo, aquele salgadinho frito que também conhecemos no Brasil. Na verdade, ele é um prato típico da Holanda e um dos locais mais atrativos é o FEBO, uma lanchonete que no primeiro momento pode parecer estranha ou tecnológica por ser tudo em máquinas onde você coloca a moeda e o salgado é preparado, mas ele é realmente muito bom!

Stroopwafel, o biscoito holandês.
O biscoito holandês é delicioso, seja puro ou acompanhado de um café.

Não posso deixar de fora o meu preferido. Um café acompanhado de um Stroopwafel, uma bolacha recheada de caramelo muito típica. Vende tanto em cafés quanto nos mercados. O segredo é colocar a bolacha em cima da xícara de café quente para que o vapor derreta o caramelo. É simplesmente delicioso!

E por último, para os adeptos da Cannabis, não pode deixar de comer o Space Cake — o bolinho mágico vendido nos coffe shops.

Saiba como comprar e quanto custa a passagem aérea para Amsterdam.

Qual o melhor transporte para aproveitar Amsterdam?

O transporte público em Amsterdam é bem eficiente. Há opções linhas de trams e ônibus que podem te levar para os principais pontos da cidade. Também tem os metrôs, mas eles são mais utilizados para as regiões mais periféricas e também as barcas.

As passagens devem ser adquiridas nas máquinas presentes em cada ponto de parada e você deve aproximar o bilhete tanto na entrada quanto na saída do veículo. Você também pode adquirir o bilhete com antecedência para viagens ilimitadas.

E se você quiser arriscar, pode alugar uma bicicleta e se aventurar. No entanto, diferente de nós, que consideramos a bicicleta como um lazer, em Amsterdam é o meio de transporte mais utilizado e as regras no trânsito devem ser seguidas a risca. Atente-se para as faixas de pedestre, as placas de sinalização, o sentido correto da ciclovia e os sinais de trânsito.

Menina anda de bibicleta em Amsterdam, Holanda
Também vale a pena acrescentar na lista sobre o que fazer em Amsterdam, um passeio de bicicleta

Outra alternativa é optar pelo passeio no ônibus hop-on hop-off. Inclusive, para quem tem pouco tempo na cidade e vai fazer um roteiro enxuto, o hop-on hop-off Amsterdam é uma ótima escolha para visitar as principais atrações da cidade de maneira rápida.

Por último, se o roteiro da Holanda inclui visitas em outras cidades, você tem duas opções: utilizar os trens saindo da Estação Central, que são muito bons e pontuais; ou alugar um carro em Amsterdam para ter mais autonomia.

Como se planejar para visitar Amsterdam?

Acho que com todas essas informações sobre o que fazer em Amsterdam, você vai conseguir montar um ótimo roteiro e curtir ao máximo essa cidade que tanto amo. Para te ajudar mais um pouquinho, separei outras dicas para você e, dessa vez, relacionadas ao planejamento da viagem e não o roteiro em si. Alguns pontos que valem a pena destacar:

Seguro viagem

A Holanda faz parte do Tratado Schengen e como tal, exige a contratação do seguro viagem que tenha cobertura mínima de 30 mil euros para as despesas médicas e hospitalares (DMH).

Além da obrigatoriedade, o seguro é um item que deve fazer parte de qualquer planejamento, afinal, imprevistos acontecem e contar com uma assistência e em português faz toda a diferença. Você pode utilizar o Seguros Promo para fazer uma cotação. O comparador de seguro viagem reúne diversos planos e diferentes seguradoras.

Chip internacional

Atualmente, viajar e não ter conexão de internet para acessar redes sociais, aplicativos de mapas ou qualquer outro, é praticamente inadmissível, né? E cá entre nós, ficar dependente de wi-fi também não rola. Uma alternativa é contratar um chip internacional e ter conexão desde o momento que desembarcar em Amsterdam.

Existem muitas empresas que oferecem esse tipo de serviço, mas a nossa indicação é a America Chip. A empresa envia o chip para a sua casa no Brasil em até 15 dias e oferece uma ótima cobertura não só em Amsterdam como em toda a Europa.

Ingressos para atrações turísticas

Para evitar filas ou até mesmo não correr o risco de não ter ingresso disponível para determinada atração turística, vale pensar em adquirir com antecedência. O Get Your Guide é o maior site de venda de ingressos da Europa e permite cancelamentos em caso de contratempo com a viagem. Além disso, você consegue fazer compras combinadas.

E aí, já sabe o que fazer em Amsterdam? Então, só me resta desejar goede reis – boa viagem!