Viena, a majestosa capital da Áustria, é uma cidade que combina história, cultura e beleza de maneira única. Neste guia exploraremos os pontos turísticos de Viena, desde os famosos palácios imperiais até os lugares menos conhecidos, mas igualmente fascinantes.

Se você é fã de construções suntuosas, palácios opulentos e uma cena musical lendária, Viena é um destino imperdível. Então vem comigo descobrir quais são os 10 pontos turísticos de Viena que você não pode deixar de visitar!

Pontos turísticos mais visitados de Viena

Viena é uma cidade que respira história e cultura em cada esquina. Para ajudar você a aproveitar ao máximo sua visita, listamos os dez pontos turísticos mais visitados de Viena.

É importante mencionar aqui que vai ser muito difícil conseguir visitar e aproveitar bem todos eles em apenas um ou dois dias. Por isso, se você vai ficar pelo menos três dias em Viena, preparamos um roteiro completo com o que fazer na capital austríaca para te ajudar a aproveitar o melhor que a cidade tem para te oferecer.

Para melhorar a sua experiência, criei este mapa onde destaquei 10 pontos turísticos de Viena. Você pode até mesmo baixá-lo em seu celular para te ajudar a organizar a ordem dos seus passeios durante a sua estadia na cidade.

1. Palácio de Schönbrunn

Visitei o Palácio 45 minutos antes de fechar, então acredito que não consegui aproveitar toda a sua beleza e tive que correr para conseguir ver vários cômodos e pinturas em um curto tempo.

Não queria deixar de visitar o espaço, pois é definitivamente o lugar que você deve visitar estando na cidade, mas por não ter muito tempo, não aproveitei o tanto que gostaria.

O Palácio de Schönbrunn tem uma história tão rica e fascinante quanto suas luxuosas salas e jardins bem cuidados. Sua história começa no final do século XVII, quando o imperador Leopoldo I encomendou a construção de uma residência de verão nos arredores de Viena. A área foi escolhida por sua beleza natural e sua proximidade com a cidade.

A construção do palácio começou em 1696 e continuou ao longo dos anos, passando por várias fases de expansão e renovação. O projeto arquitetônico inicial foi liderado pelo arquiteto Johann Bernhard Fischer von Erlach, que projetou o palácio no estilo barroco, que estava em voga na época.

Palácio de Schonbrunn a partir de um jardim
Patrimônio Mundial da Unesco, o Palácio atrai visitantes do mundo todo, transportando-os para a era época imperial

No entanto, foi sob o reinado da imperatriz Maria Teresa, no século XVIII, que o Palácio de Schönbrunn assumiu seu esplendor atual. Ao longo dos anos ainda foi palco de negociações políticas cruciais e encontros entre figuras ilustres, como Mozart e Napoleão Bonaparte.

Hoje, o Palácio de Schönbrunn é um Patrimônio Mundial da Unesco e um dos destinos turísticos mais visitados da Áustria. Ele é admirado não apenas por sua arquitetura deslumbrante, mas também por seu papel significativo na história europeia. Por isso é um lugar que com certeza vale a pena visitar e para onde eu irei voltar para desfrutar melhor da experiência por lá.

Como é visitar o Palácio de Schönbrunn?

Visitar o Palácio de Schönbrunn é uma experiência inesquecível que transporta os visitantes de volta à época da nobreza imperial. Ele oferece uma visão profunda da vida da corte dos Habsburgos e da riqueza de sua herança cultural. Por essa e outras tantas razões, é um dos principais pontos turísticos de Viena.

Ali dentro você encontrará: salas suntuosas, sala do salão de cerimônias, quartos reais, jardins privados e ainda poderá visitar os jardins externos que são igualmente impressionantes e abertos ao público gratuitamente.

Quero visitar o Palácio de Schönbrunn!

Antes de planejar sua visita ao Palácio de Schönbrunn, é importante verificar os horários de funcionamento, que podem variar ao longo do ano. Geralmente, o palácio abre suas portas todos os dias, exceto em determinados feriados. Os horários de visitação costumam ser das 8h30 às 17h30 para entrar no palácio e das 06h30 às 20h para visitar os Jardins.

O ingresso para visitar todo o palácio custa 29€ para adultos e 21€ para crianças e podem ser adquiridos diretamente no site oficial do Palácio.

Você também pode aproveitar para fazer uma visita guiada ao Palácio e aos seus Jardins, assim você consegue aproveitar a visita para também aprender sobre este local que é tão importante para o turismo e para a história da Áustria.

2. Catedral de Santo Estêvão (Stephansdom)

A Catedral de Santo Estêvão, conhecida como Stephansdom em alemão, é um ícone de Viena, localizada no coração da cidade, na famosa praça Stephansplatz. As pessoas visitam essa majestosa catedral gótica por sua rica história, esplendor arquitetônico e importância religiosa.

Ela não só abriga tesouros artísticos e religiosos, como o famoso altar-mor, mas também oferece a oportunidade de subir até a Torre Sul para apreciar vistas panorâmicas de Viena. Além disso, a catedral desempenhou um papel significativo em eventos históricos da Áustria, tornando-se um local de grande interesse cultural e turístico.

A construção da catedral começou no início do século XII, por volta de 1137, sob a direção do Duque Riquardo da Baviera. Ela foi erguida no local de duas igrejas anteriores e rapidamente se tornou o centro espiritual de Viena. No entanto, a catedral original foi destruída durante um incêndio devastador em 1258.

Após o incêndio, a catedral foi reconstruída em estilo gótico, com uma altura impressionante e intrincados detalhes arquitetônicos. Sua nave central foi alongada, tornando-a uma das igrejas mais altas da Europa na época. A construção continuou por muitos anos, com várias adições e renovações ao longo dos séculos.

Praça da Catedral de Santo Estêvão, um dos pontos turísticos de Viena
É possível conhecer a catedral gratuitamente ou, ainda, optar por tours diferenciados e assistir a um concerto no local

A catedral testemunhou eventos históricos significativos, incluindo casamentos imperiais, funerais reais e missas importantes para a monarquia austríaca. Ela também desempenhou um papel vital durante os cercos de Viena, quando a cidade foi ameaçada por invasões otomanas. Durante esses períodos, a catedral serviu como um símbolo de resistência e unidade.

Durante a Segunda Guerra Mundial, Viena foi bombardeada, e a catedral sofreu grandes danos, porém foi restaurada meticulosamente após a guerra, alcançando sua glória original. Hoje, a Catedral de Santo Estêvão é um símbolo duradouro de Viena.

Como é visitar a Catedral de Santo Estêvão?

Ao explorar essa catedral impressionante, os visitantes têm a oportunidade de mergulhar na história fascinante de Viena e da Áustria. A subida à Torre Sul proporciona uma vista panorâmica de Viena que vale a pena.

No interior, você encontrará tesouros artísticos e religiosos, incluindo o famoso altar-mor.

Quero visitar a Catedral de Santo Estêvão!

A Catedral de Santo Estêvão está aberta ao público e oferece missas diárias. A entrada é gratuita, mas é possível fazer uma doação para apoiar a conservação da igreja.

Para subir à Torre Sul, é necessário adquirir ingressos separados. Você também pode participar de eventos que ocorrem dentro da Catedral, como assistir a um Concerto Clássico. Horários de funcionamento e informações atualizadas estão disponíveis no site oficial.

Ainda, outro tour bastante interessante e que foge do óbvio é o passeio para desvendar os segredos da Catedral de Santo Estêvão, com visita aos pontos menos explorados pelos turistas.

3. Palácio Belvedere

O Palácio Belvedere possui três espaços e 800 anos de história da arte. Ele possui uma coleção permanente no Belvedere Superior com destaques do Modernismo Vienense e do icônico Beijo de Gustav Klimt, as exposições especiais no Belvedere Inferior e a arte contemporânea no Belvedere 21.

O Palácio Belvedere, uma obra-prima da arquitetura barroca, foi construído no século XVIII como residência de verão para o príncipe Eugênio de Saboia. Hoje, abriga uma das galerias de arte mais importantes da Áustria e é famoso por sua arquitetura deslumbrante e pelos jardins espetaculares.

Como é visitar o Palácio Belvedere?

Visitar o Palácio Belvedere é uma experiência que combina história, arte e beleza arquitetônica em um cenário deslumbrante e precisa estar no seu roteiro de pontos turísticos de Viena. Ao entrar no complexo, os visitantes são imediatamente cativados pela grandiosidade da arquitetura barroca e pela atmosfera majestosa que permeia o local.

Além de sua impressionante coleção de arte austríaca, os jardins do Belvedere também merecem destaque. Eles são um exemplo impressionante de um jardim barroco formal, com fontes, esculturas e belos canteiros de flores. Você pode passear pelos jardins, desfrutando de vistas panorâmicas de Viena e explorando os diferentes níveis de terraços e terraços superiores.

Palácio Belvedere, um dos pontos turísticos de Viena
Além do impressionante Palácio, explorar os jardins de Belvedere é uma excelente atividade

Visitei Viena durante o inverno, infelizmente não tive tempo de explorar todo o Palácio, porém fui com duas amigas ao Christmas Market que estava montado nos arredores do Palácio. Se você estiver visitando Viena neste período, com certeza vai se encantar com as decorações mágicas do local!

Quero visitar o Palácio Belvedere!

Devido à popularidade do Palácio Belvedere, especialmente durante a alta temporada turística, pode haver filas para entrar. Portanto, é aconselhável chegar cedo ou considerar a compra de ingressos com antecedência para evitar esperas prolongadas.

Uma boa opção também é fazer um tour guiado por todo o Palácio e pelos Jardins, assim você pode tirar as suas dúvidas durante o passeio e evitar filas.

Você também consegue comprar tickets para visitar apenas uma área, duas, como é o caso do passeio pelo Belvedere Superior e para a coleção permanente.

4. Ópera Estatal de Viena (Wiener Staatsoper)

A Ópera Estatal de Viena (Wiener Staatsoper em alemão), é uma instituição de renome mundial e uma das principais casas de ópera da Europa. Localizada no coração de Viena, este magnífico edifício é tanto um marco arquitetônico quanto um templo da música clássica.

A história da Ópera Estatal de Viena é uma narrativa rica e fascinante que remonta ao final do século XVIII. Inaugurada em 25 de maio de 1869 com uma produção de “Don Giovanni” de Mozart, a ópera se tornou um farol cultural da Áustria.

Projetada pelo renomado arquiteto Eduard van der Nüll, a ópera é um exemplo magistral da arquitetura neorrenascentista, com elementos góticos e renascentistas em sua fachada.

Fachada da Ópera de Viena
Aproveite a estadia na cidade para assistir a um concerto de ópera na exuberante Ópera de Viena

Durante sua história, a ópera testemunhou estreias de óperas lendárias de compositores como Richard Strauss e Gustav Mahler. Além disso, a ópera passou por períodos de glória, reconstrução após a Segunda Guerra Mundial e reformas significativas. Hoje, continua a ser um ícone da música clássica e um dos principais locais para experienciar performances de ópera e balé de classe mundial.

Como é visitar a Ópera Estatal de Viena?

Mesmo que você não seja um aficionado por ópera, uma visita à Ópera Estatal de Viena é uma experiência cultural incrível.

Além das apresentações de ópera de classe mundial, o local também oferece visitas guiadas, permitindo que os visitantes explorem seus impressionantes interiores.

Quero visitar a Ópera Estatal de Viena!

Para assistir a uma apresentação, é aconselhável adquirir ingressos com antecedência, especialmente para produções populares. As visitas guiadas geralmente estão disponíveis diariamente, mas é recomendável verificar os horários atualizados no site oficial.

Os ingressos só podem ser comprados ou online no site oficial da atração, ou 30 minutos antes do próximo grupo sair. Como o número de pessoas por grupo é limitado, recomendamos a compra com antecedência para não perder a chance de conhecer este lugar magnífico.

Outra opção é fazer um passeio de carruagem com direito a jantar e um concerto de Mozart que pode acontecer na Ópera Estatal de Viena. São três atrações em uma única noite.

5. Palácio Imperial de Viena (Hofburg)

O Palácio Imperial de Viena, situado no centro da capital austríaca, é um dos mais impressionantes palácios imperiais da Europa e um tesouro de história e cultura austríacas. Por isso, não deixe de incluí-lo no seu roteiro de Viena!

Construída originalmente no século XIII, a Hofburg serviu como residência oficial dos Habsburgos, uma das famílias reais mais poderosas da Europa, por mais de seis séculos. Sua construção começou no século XIII e continuou ao longo dos anos, resultando em uma mistura de estilos arquitetônicos.

Com sua arquitetura imponente e uma série de salas suntuosas, incluindo a Capela Imperial e a Sala de Prata, o palácio é um testemunho do esplendor da monarquia austríaca.

Hoje, a Hofburg abriga vários museus, incluindo o Museu Sissi, que homenageia a Imperatriz Elisabeth da Áustria, e a Biblioteca Nacional Austríaca. Além disso, ainda é usado para eventos oficiais, como recepções presidenciais e cerimônias de estado.

Como é visitar o Hofburg?

Visitar o Hofburg é uma experiência que transporta os visitantes para os gloriosos dias da monarquia austríaca. Ao adentrar este imponente palácio imperial, você se encontra imerso em um mundo de esplendor arquitetônico e história fascinante.

Uma das primeiras coisas que chama a atenção ao explorar o Hofburg são suas deslumbrantes salas cerimoniais. A Sala de Prata, decorada com lustres de cristal e espelhos, é um exemplo brilhante do luxo imperial. A Capela Imperial, com sua beleza sacra, é outro destaque. É aqui que muitas cerimônias de casamento e coroações reais ocorreram ao longo dos séculos.

Palácio Hofburg na Michaelerplatz, um dos pontos turísticos de Viena
Hoje, o Hofburg abriga um complexo de museus, incluindo o Museu Sissi e a Biblioteca Nacional

O Museu Sissi é uma parte significativa da visita ao Hofburg e, além disso, ele ainda abriga a Biblioteca Nacional Austríaca, que possui uma coleção impressionante de manuscritos e livros raros. Os amantes da literatura e da história encontrarão este local especialmente fascinante.

Também é possível explorar os belos jardins do Hofburg, que oferecem um refúgio sereno no coração de Viena. É possível passear pelos jardins bem cuidados e apreciar vistas espetaculares do palácio.

Quero visitar o Hofburg!

O Hofburg oferece diferentes tipos de ingressos, dependendo de quais áreas você deseja visitar. Recomendamos a compra de ingressos com antecedência, especialmente em épocas movimentadas e para fazer uma visita guiada do Palácio completo, incluindo o Museu da Imperatriz Sisi.

O ingresso custa a partir de 42€ cada pessoa, mas vale muito a pena, pois visitar o Hofburg é como fazer uma viagem no tempo à era dos Habsburgos e à grandeza da monarquia austríaca.

Outra opção popular entre os visitantes é o passeio pelo Museu Sisi sem filas, Hofburg e excursão aos jardins.

6. Museu de História da Arte (Kunsthistorisches Museum)

O Kunsthistorisches Museum, ou Museu de História da Arte, está localizado no coração de Viena e é um dos mais renomados do mundo, abrigando uma coleção impressionante de obras-primas da arte ocidental.

O Museu de História da Arte de Viena é uma das mais importantes instituições de arte do mundo. Foi fundado pelo Imperador Francisco José I em 1891, como parte de sua visão de criar uma instituição que celebrasse a herança artística e cultural da Áustria.

Para abrigar esta coleção monumental, foi construído um palácio de arte espetacular, com uma fachada impressionante e interiores ricamente decorados.

Fachada do Museu de História da Arte
Prepara-se para apreciar obras de artistas renomados no Museu de História da Arte, como Rembrandt e Vermeer

O museu foi projetado para refletir a grandeza da monarquia austríaca e seu compromisso com as artes. Seu acervo foi construído ao longo de séculos, graças à paixão colecionadora dos Habsburgos, uma das famílias reais mais influentes da Europa. Desde então, o museu tem sido uma instituição líder na preservação e promoção da cultura austríaca e europeia.

Hoje, o Kunsthistorisches Museum é uma referência mundial em arte e história. Sua coleção inclui obras-primas de mestres como Rembrandt, Vermeer, Rafael e muitos outros.

Como é visitar o Museu de História da Arte?

Uma visita ao Kunsthistorisches Museum é uma jornada pela história da arte. Seus salões majestosos e interiores suntuosos proporcionam o cenário perfeito para admirar uma vasta gama de arte, desde pinturas icônicas até esculturas magníficas.

Além disso, o museu também oferece exposições especiais e programas educacionais, tornando-o um destino obrigatório para amantes da arte e da história que visitam Viena.

O museu abriga uma coleção impressionante de obras de arte, incluindo pinturas de mestres renomados como Rembrandt, Vermeer, Rafael e muitos outros.

Quero visitar o Museu de História da Arte!

O Museu de História da Arte de Viena oferece ingressos com preços variados, dependendo de quais exposições e áreas você deseja visitar.

Se você é amante da arte, recomendamos comprar o ingresso de um dia de visita ao museu que custa a partir de 21€ e a também adquirir um guia em áudio que torna a experiência mais completa. Um guia sai por 5€ e dois saem por 7€.

Você também pode optar pelo passeio combinado pelo Museu de História da Arte e Tesouro Imperial, com ingressos a partir de 27€ por pessoa.

7. Galeria Albertina

A Galeria Albertina é um museu de renome internacional que abriga uma coleção impressionante de obras-primas que abrangem desde a arte gráfica até a pintura e a escultura.

Com sua localização privilegiada, à beira do rio Danúbio e perto da Ópera Estatal de Viena, a Galeria Albertina é outra parada obrigatória para aqueles que desejam explorar o rico patrimônio cultural da cidade.

A história da Galeria Albertina é tão fascinante quanto as obras que ela abriga. O museu foi originalmente construído no século XVIII, em 1776, como uma residência aristocrática pelo Duque Alberto de Saxe-Teschen e sua esposa, a Arquiduquesa Maria Cristina, filha da Imperatriz Maria Teresa da Áustria.

Fachada da Galeria Albertina
Além de famosos artistas renascentistas, você também encontrará obras de artistas contemporâneos na Galeria

No entanto, seu destino artístico começou a tomar forma quando o Duque Alberto e a Arquiduquesa Maria Cristina começaram a colecionar arte. A coleção cresceu ao longo dos anos e se tornou uma das maiores do mundo em sua categoria.

A história do museu está intrinsecamente ligada à paixão pela arte de seus fundadores e ao desejo de compartilhar essa riqueza cultural com o mundo. A Galeria Albertina continua a ser uma instituição que celebra a criatividade e a expressão artística e enriquece a experiência cultural de todos que a visitam.

Como é visitar a Galeria Albertina?

Uma visita ao Museu Albertina oferece uma oportunidade única de explorar a arte gráfica em sua forma mais pura. Você encontrará obras-primas de artistas como Albrecht Dürer, Egon Schiele e Gustav Klimt.

Ela também possui uma impressionante coleção de pinturas, incluindo obras de Monet, Picasso, Klimt e Schiele, entre outros mestres renascentistas e artistas contemporâneos.

Quero visitar a Galeria Albertina!

O Museu Albertina oferece diferentes tipos de ingressos, alguns até já incluem uma visita guiada em inglês, francês e até italiano. A experiência de visitar as exposições da Galeria Albertina custa a partir de 18,90€.

8. MuseumsQuartier (MQ)

Como você já deve ter percebido, Viena é um importante celeiro artístico e cultural. O MuseumsQuartier também está localizado em uma região central de Viena e este complexo cultural extraordinário contém uma área de 90 mil metros quadrados, o que o torna a oitava maior área cultural existente no mundo.

Ele ainda abriga uma impressionante variedade de museus, galerias de arte, instituições culturais e espaços públicos que tornam o bairro um ponto focal para a arte contemporânea, a música, a dança, o teatro e a criatividade em geral.

MuseusQuartier e MUMOK, pontos turísticos de Viena imperdíveis para amantes de arte contemporânea
Atração imperdíveis para os amantes da arte contemporânea, o MuseumsQuartier já abrigou os estábulos imperiais

Originalmente, a área abrigava os estábulos imperiais, construídos no século XVIII para abrigar os cavalos da corte dos Habsburgos. No entanto, em meados do século XX, a visão de transformar este espaço em um centro cultural contemporâneo começou a tomar forma.

Em 2001, o projeto foi finalizado, resultando em uma série de edifícios reformados e novas estruturas que se tornaram lar de instituições culturais de destaque.

Hoje, o MuseumsQuartier abriga museus dedicados à arte contemporânea, design, arquitetura e fotografia, bem como espaços de exposição temporária e instituições culturais, incluindo o Leopold Museum, o MUMOK (Museu de Arte Moderna de Viena) e o quartier21, um espaço de criação artística e intercâmbio cultural.

Como é visitar o MuseumsQuartier?

Com suas praças animadas e arquitetura intrigante, o MuseumsQuartier é um lugar onde o passado e o presente se fundem de maneira harmoniosa, proporcionando uma experiência cultural enriquecedora para moradores e visitantes de Viena.

Você pode explorar os museus e galerias, relaxar nos pátios internos, ou simplesmente desfrutar do ambiente artístico. É, realmente, um dos pontos turísticos de Viena mais interessantes e imperdíveis!

Quero visitar o MuseumsQuartier!

O MuseumsQuartier representa a evolução de Viena como um centro cultural dinâmico e inovador, um local onde as artes contemporâneas são celebradas e onde a criatividade floresce. É uma parte essencial da paisagem cultural de Viena e uma visita imperdível para aqueles que buscam uma experiência artística enriquecedora na capital austríaca.

A entrada no MuseumsQuartier é gratuita, mas os preços de ingressos para museus e exposições individuais variam. Por isso recomendamos acompanhar no site oficial quais exposições estarão disponíveis durante sua visita à Viena.

9. Escola Espanhola de Equitação

A Escola Espanhola de Equitação, ou Spanische Hofreitschule em alemão, é um local onde a tradição e a elegância se encontram, e onde a arte da equitação é celebrada com reverência.

Com raízes profundas na tradição equestre europeia, a Escola Espanhola de Equitação é um destino único e fascinante que atrai amantes de cavalos e apreciadores da cultura austríaca de todo o mundo.

A Escola Espanhola de Equitação, localizada no Palácio de Hofburg, é uma das mais antigas escolas de equitação do mundo. Foi fundada em 1572 quando o imperador Maximiliano II trouxe a arte da equitação espanhola para a Áustria.

Interior da Escola de Equitação Espanhola
Além da possibilidade de assistir ao treinamento dos famosos cavalos Lipizzaner, é possível visitar o interior da atração

No entanto, foi sob o reinado do imperador Carlos VI, no século XVIII, que a escola encontrou seu lar no belo edifício barroco conhecido como Winterreitschule, ou Picadeiro de Inverno.

A Escola Espanhola de Equitação é famosa por seu treinamento meticuloso e pela preservação das tradições da equitação clássica. Os cavalos Lipizzaner, uma raça originária da Eslovênia, são as estrelas do espetáculo, conhecidos por sua elegância e habilidade.

Os cavalos são treinados ao longo de muitos anos para executar movimentos incríveis, como os saltos de alta escola e a quadrilha, em uma exibição de equitação que é verdadeiramente de tirar o fôlego.

Como é visitar a Escola Espanhola de Equitação?

Este local magnífico, com sua arquitetura impressionante e interiores majestosos, tornou-se o cenário perfeito para exibir a equitação clássica em toda a sua glória.

Uma visita à Escola Espanhola de Equitação oferece a oportunidade de assistir ao treinamento dos famosos cavalos Lipizzaner. Os espetáculos de adestramento são uma verdadeira demonstração de habilidade e graciosidade.

Quero visitar a Escola Espanhola de Equitação!

Os horários dos espetáculos variam ao longo do ano, mas você pode tanto adquirir um ingresso para assistir à apresentação de Lipizzaners que custa a partir de 35€, como também fazer o tour dos estábulos aos andares do sótão custa a partir de 23€.

10. Roda-gigante de Viena (Wiener Riesenrad)

A Wiener Riesenrad, ou Grande Roda de Viena, se ergue majestosamente no horizonte vienense e é um símbolo de encanto e nostalgia que remonta a uma era passada.

Ao visitar Viena, uma experiência que não pode faltar é um passeio na Wiener Riesenrad, que oferece vistas panorâmicas incomparáveis da cidade e uma oportunidade única de mergulhar na história e no romantismo de Viena.

Roda-gigante de Viena
A roda-gigante de Viena oferece uma das vistas mais privilegiadas da cidade

A Roda-gigante de Viena, localizada no parque de diversões Prater, é uma das mais antigas do mundo. Foi construída em 1897 como uma atração para a Exposição Mundial de Viena, celebrando o auge da Belle Époque.

Durante mais de um século, esta roda-gigante testemunhou eventos históricos e mudanças na paisagem vienense. Sobreviveu à Primeira e à Segunda Guerras Mundiais e continua a girar nos dias de hoje.

Como é visitar a Roda-gigante de Viena?

A roda-gigante é uma estrutura impressionante, com uma altura de 64,75 metros e 15 gôndolas que oferecem vistas espetaculares de Viena e do Prater, o parque de diversões que fica ao lado. O passeio oferece uma visão única de marcos icônicos, como a Catedral de Santo Estêvão e o Palácio de Schönbrunn.

Além da perspectiva panorâmica, a Wiener Riesenrad também é uma parte integrante do imaginário romântico de Viena. Ela apareceu em filmes famosos, incluindo “O Terceiro Homem” de Carol Reed, estrelado por Orson Welles, e é um local popular para pedidos de casamento e ocasiões especiais.

Hoje, a Wiener Riesenrad é mais do que uma atração turística; é um símbolo de Viena, uma testemunha da história e uma fonte de nostalgia para todos que têm a sorte de dar uma volta em suas gôndolas.

Quero visitar a Roda-gigante de Viena!

A Roda-gigante de Viena está aberta durante a maior parte do ano, mas os horários de funcionamento podem variar.

Para não perder tempo em filas desnecessárias, você pode comprar o ingresso sem fila da bilheteria para roda-gigante de Viena antecipadamente por apenas 13,50€, então vale muito a pena!

11. Casa de Mozart

A Casa de Mozart (Mozarthaus) é um local sagrado para os amantes da música clássica e uma janela para a vida e a genialidade de um dos maiores compositores da história. Para aqueles que desejam mergulhar na vida e obra de Wolfgang Amadeus Mozart, este é um dos pontos turísticos de Viena em que a parada é obrigatória.

Breve história da Casa de Mozart

A história da Casa de Mozart remonta ao final do século XVIII, quando Mozart viveu neste endereço, agora transformado em museu, entre 1784 e 1787. Durante esse período, ele compôs algumas de suas obras mais famosas, incluindo “As Bodas de Fígaro”.

A casa em si é um exemplo notável de arquitetura vienense do século XVIII e oferece uma visão autêntica do ambiente em que Mozart e sua família viveram.

Ao visitar a Casa de Mozart, os visitantes têm a oportunidade única de explorar os aposentos onde Mozart viveu e compôs algumas de suas obras-primas imortais, bem como aprender sobre sua vida, sua família e seu impacto duradouro no mundo da música.

Fachada da Casa de Mozart, um dos pontos turísticos de Viena
Ponto de parada obrigatória para amantes da arte e da música, também é possível assistir a um concerto clássico no local

O museu é uma celebração da vida e da música do compositor, com exposições que incluem manuscritos originais, instrumentos musicais da época e retratos da família Mozart.

Uma das características mais fascinantes é a reconstrução do apartamento de Mozart, onde os visitantes podem ver os quartos em que ele e sua família viveram, bem como uma série de artefatos pessoais.

Quero visitar a Casa de Mozart!

Como dito antes, a Casa de Mozart é uma parada obrigatória para qualquer pessoa que deseja compreender o gênio musical de Mozart e a Viena do século XVIII. É um tributo duradouro a um dos maiores compositores de todos os tempos e uma janela para a Viena clássica que inspirou suas composições imortais.

O ingresso para visitar a Casa de Mozart custa a partir de 12€ e ainda inclui um guia de áudio em treze idiomas. Infelizmente português não está incluso na lista de idiomas, mas espanhol e inglês, sim.

Outra opção de passeio bastante popular entre quem pretende visitar a atração é o exclusivo concerto clássico na Casa de Mozart a partir de 59€ por pessoa.

Pontos turísticos de Viena menos comuns

Embora os pontos turísticos mencionados acima sejam imperdíveis, Viena oferece uma variedade de atrações menos conhecidas, mas igualmente fascinantes.

Para quem visita a cidade mais de uma vez ou busca experiências autênticas, separei alguns pontos turísticos menos comuns que valem muito à pena serem explorados:

  1. Secession Building (Secession): a galeria de arte moderna é famosa por seu design arrojado e abriga exposições de arte contemporânea;
  2. Palácio de Liechtenstein (Liechtenstein Palais): o palácio barroco é muitas vezes esquecido pelos turistas, mas abriga uma coleção impressionante de arte;
  3. Vindobona (Altes AKH): um antigo hospital transformado em uma área vibrante com restaurantes, bares e atividades culturais;
  4. Museu das Marionetes (Puppentheatermuseum): um museu encantador dedicado ao mundo das marionetes e teatro de bonecos;
  5. Cripta Imperial (Kaisergruft): local de descanso final para muitos membros da família imperial Habsburgo, é possível visitar a Cripta Imperial, é um lugar repleto de história;
  6. Museu do Relógio (Uhrenmuseum): uma coleção incrível de relógios antigos e modernos que irá encantar os amantes da relojoaria.

Essas são apenas algumas das joias menos conhecidas que Viena tem para oferecer.

Uma coisa que amo fazer quando viajo mais de uma vez para um lugar, ou quando tenho tempo livre, é sair sem rumo pelas ruas da cidade, explorando cafés, restaurantes, ruas e pontos que não são turísticos para ter uma experiência mais íntima e diversificada da cidade.

Ficar conectado na Europa nunca foi tão fácil

Com a America Chip você tem internet 4G ilimitada durante toda a viagem. Escolha entre o chip e o eSIM e aproveite a Europa com a melhor conexão a partir de USD 40.

Ver Planos →

Dicas e cuidados para visitar os pontos turísticos de Viena

Ao visitar os pontos turísticos de Viena, é importante ter alguns cuidados. Por isso, listei algumas dicas importantes a serem consideradas para tornar sua experiência mais agradável:

  • Considere o Vienna Pass, adquirindo o cartão turístico da cidade é possível visitar todas as principais atrações durante 3-6 dias. Você encontra opções do cartão turístico no Get Your Guide;
  • Verifique os horários de funcionamento das atrações no Get Your Guide, ou no site oficial da atração, pois eles podem variar ao longo do ano;
  • Algumas atrações podem fechar ou ter horários reduzidos em feriados nacionais, então planeje sua visita com antecedência;
  • Observe as regras e regulamentos locais, especialmente em locais religiosos e culturais;
  • Planeje bem onde comer em Viena, para experimentar pratos tradicionais austríacos em restaurantes locais e vivenciar a cultura culinária da cidade;
  • Viena é uma cidade excelente para caminhadas, então use calçados confortáveis e explore as áreas a pé sempre que possível. Para quem gosta de andar de bicicleta, também é possível ter experiências incríveis;
  • Durante os meses de verão, lembre-se de se manter hidratado, pois o clima pode ser quente. Então, para não passar mal, ou deixar de aproveitar seus dias por estar com dor de cabeça, ande sempre com uma garrafinha d’água.

Prepare sua viagem para Viena

Antes de embarcar em sua jornada para Viena, lembre-se de preparar alguns aspectos importantes da sua viagem:

Seguro viagem

O seguro viagem, além de proporcionar tranquilidade e proteção em caso de emergências médicas, cancelamentos de voos e outras situações imprevistas, é obrigatório para entrar na Áustria, uma vez que o país pertence ao Espaço Schengen.

Faça uma cotação no Seguros Promo para comparar as opções de planos e escolher o seguro viagem que atenda às suas necessidades e à cobertura mínima exigida pelo destino, de 30 mil euros para as despesas médicas.

Chip internacional

Garanta que você tenha acesso à internet durante sua estadia em Viena para se manter conectado e utilizar aplicativos de navegação, tradução e postar suas fotos e vídeos.

Os chips internacionais da America Chip oferece a vantagem de funcionar em toda a Europa, internet ilimitada e preços acessíveis.

Compre ingressos com antecedência

Para evitar filas e garantir o acesso a atrações populares, compre ingressos com antecedência, especialmente durante a alta temporada. A nossa recomendação é o GetYourGuide que te permite analisar preços de diferentes atrações e decidir quais são os melhores passeios para fazer na cidade.

Agora que você tem todas as informações necessárias sobre os principais pontos turísticos de Viena e dicas para aproveitar ao máximo sua visita, é hora de explorar esta cidade encantadora e rica em história e cultura. Viena aguarda para proporcionar uma experiência inesquecível!