Já pensou em explorar duas culturas de uma só vez? Graças à proximidade geográfica, fazer um roteiro de Holanda e Bélgica em uma mesma viagem é totalmente possível. A facilidade de locomoção e as curtas distâncias minimizam os custos e o tempo, já que estamos falando de dois países vizinhos. E aliás, bem pequenos.

A Holanda, conhecida por suas pontes e canais, prédios de arquitetura característica, campos de tulipas, moinhos e muitas bicicletas, é um destino europeu visitado anualmente por milhões de pessoas atraídas por tanta beleza. Entre as principais cidades estão Amsterdam, Roterdã, Haia, Haarlem e Utrecht.

Já a Bélgica, sede da União Europeia, é famosa pelas cidades medievais dignas de filme e arquitetura renascentista. E o país também fisga o turista pelo estômago, pois há o chocolate, o waffle, a batata frita e, claro, a cerveja. Irresistível, não? As principais cidades belgas são Bruxelas, Bruges, Ghent e Antuérpia.

Com tanta beleza e facilidade envolvidas, por que não combinar estes dois destinos? Continue lendo e descubra como elaborar esta programação.

Como fazer o roteiro Holanda e Bélgica?

Há algumas opções para fazer o roteiro Holanda e Bélgica: a partir de Amsterdam, fazer bate e volta para outras cidades da Holanda. Depois, descer para a Bélgica, fazer Bruxelas de base e conhecer outras cidades do país. Termine a viagem em Bruxelas, de onde sai o voo para o Brasil.

Ou ao contrário, iniciando por Bruxelas, seguindo pelas cidades belgas, subindo até a Holanda e terminando em Amsterdam, fazendo-a como base. Estas opções, no entanto, são para quem pretende fazer tudo de transporte público.

Mas se a ideia é alugar carro, comece pela capital, conhecendo-a conforme os dias estipulados nos roteiros. No último dia na cidade, alugue o carro e parta para o próximo destino, até chegar no outro país e terminar na outra capital.

Desta forma, as pequenas viagens não serão bate e volta e você passará por todas elas de carro, ficando o tempo que melhor lhe convier.

E atenção, para fazer este roteiro, você deverá comprar uma passagem multidestinos, ou seja, que possibilita combinar, no mesmo bilhete, os voos Brasil/Holanda e Bélgica/Brasil ou Brasil/Bélgica e Holanda/Brasil.

Desta forma você otimiza seu tempo e não precisa retornar à cidade da chegada para pegar o voo com destino ao Brasil. Só lembrando que não há voo direto entre Brasil e Bélgica, ao contrário de Brasil e Holanda.

Seguindo este planejamento você tem tudo para fazer desta viagem um programa inesquecível. Ambos os países têm cidades belíssimas e são ricas em cultura, além de serem fáceis de percorrer.

Quantos dias são suficientes para fazer um roteiro Holanda e Bélgica?

Para aproveitar bem sua viagem entre Holanda e Bélgica tenha pelo menos 10 dias disponíveis. Tudo bem se tiver um pouco menos, mas saiba que a programação será limitada e muitas atrações ficarão de fora do roteiro, aguardando uma próxima oportunidade.

Além disso, ao se programar para uma viagem à Europa, leve em conta o valor da passagem aérea, um dos itens mais caros do roteiro. Em outras palavras: já que vai gastar com a passagem, tente ficar o maior tempo possível para conhecer bem pelo menos as principais atrações de cada país.

Roteiro de 7 dias na Holanda e Bélgica

O roteiro mais curto significa que será preciso otimizar a viagem para conhecer os principais pontos turísticos dos dois países. Fique três dias na Holanda e quatro na Bélgica.

3 dias na Holanda

Chegue por Amsterdam e fique por dois dias. A capital holandesa é linda e tem muitas atrações. Caminhe pela cidade e descubra as infinitas pontes. Faça um passeio de barco pelos canais e conheça a Museumplein, a Praça dos Museus de Amsterdam.

Aproveite e visite o Rijksmuseum, o maior museu da Holanda. Mais tarde, faça uma visita à fábrica da cervejaria Heineken, adquirindo o ingresso antecipadamente para a Heineken Experience.

No outro dia, visite a Casa de Anne Frank e tire um tempo para conhecer a história da menina judia que, com sua família, se escondeu dos nazistas neste lugar. Visite ainda a Praça Dam, Palácio Real e Red Light District.

Aproveite o terceiro dia nos arredores para conhecer os moinhos de vento na cidade de Zaanse Schans. Para maior comodidade, há excursão disponível a partir de Amsterdam.

4 dias na Bélgica

No quarto dia de viagem, siga para a capital belga, Bruxelas, permanecendo dois dias. Comece na Grand Place, o centro histórico da cidade. Visite a famosa estátua Manneken Pis e o Palácio Real de Bruxelas.

Explore o Museu Real de Belas Artes, veja de perto a famosa escultura Manneken Pis e visite o Mini-Europa, um parque com réplicas em miniatura de famosas contruções europeias.

Outro ponto de interesse é o Atomium, uma escultura metálica que é um dos símbolos da capital belga. E não perca um passeio pelo Bairro Europeu, a zona que abriga instituições financeiras da União Europeia.

Estando na Bélgica, aproveite as inúmeras possibilidades de bate e volta a partir de Bruxelas. Uma delas é para conhecer a bela cidade de Bruges, a apenas 1 hora de trem de distância de Bruxelas.

Bruges é um bate e volta imperdível no roteiro Holanda e Bélgica
A visita a Bruges não está completa sem um passeio de barco para admirar a paisagem. Foto: Denise Döbbeck

Bruges é uma fantástica cidade medieval apelidada de Veneza do Norte por causa de seus canais e pontes. Caminhe sem destino, admirando a arquitetura dos edifícios e se perca nas charmosas ruas de paralelepípedo.

No outro dia, siga para Antuérpia, na Bélgica, e passeie pela cidade conhecida como a capital mundial dos diamantes. A segunda maior cidade belga é um dos mais importantes centros de comércio de diamantes desde o século XV.

Cidade dos diamantes, Antuérpia, na Bélgica também tem belos edifícios
Edifícios imponentes são a marca registrada de Antuérpia. Imagem: Denise Döbbeck

Além disso, tem belos edifícios históricos e sua estação de trem é considerada uma das mais bonitas do mundo.

Mas atenção: não deixe para fazer os roteiros de bate e volta no último dia, já que é preciso se programar para o voo de volta ao Brasil.

Roteiro de 14 dias na Holanda e Bélgica

Com o dobro de tempo disponível, será possível conhecer os pontos turísticos com mais calma e tranquilidade. Separe 7 dias para Holanda e 7 dias para Bélgica. Siga o roteiro acima e acrescente mais quatro dias na Holanda e três na Bélgica.

7 dias na Holanda

Fique mais um dia em Amsterdam e visite o Museu Van Gogh e o Mercado Flutuante das Flores (Bloemenmarkt) e explore o bairro Jordaan, com ruas estreitas e repleto de cafés, restaurantes, bares e lojas.

Embora a capital holandesa ofereça muito o que fazer, também é possível fazer vários roteiros de bate e volta. Aproveite um dia e vá até Haarlem, que fica a cerca de 15 minutos de trem de Amsterdã. É uma cidade encantadora, com ruas de paralelepípedo, casas em estilo holandês e edifícios históricos.

Se sua viagem for na primavera, no período de março a maio, dá para combinar Haarlem com o imperdível Jardim de Keukenhof para ver de perto os campos de tulipa que todos admiram pelas fotos. Esse é um dos maiores jardins de flores do mundo e fica na pequena cidade de Lisse, a cerca de 40 quilômetros de Amsterdam. Também é possível fazer um tour ao Keukenhof a partir da capital holandesa.

Mais um dia, mais um bate e volta. Desta vez, conheça Gouda, cidade famosa pelo queijo de mesmo nome e pelo delicioso Stroopwaffle, doce típico holandês, um waffle recheado com caramelo. Delicioso!

Ainda tem tempo sobrando na programação? Que tal visitar Delft? É a cidade das porcelanas azuis que todo turista quer levar para casa, sejam as canecas ou os pequenos tamancos e moinhos.

7 dias na Bélgica

Com mais algum tempo na Bélgica, conheça melhor o país. Fique mais um dia em Bruxelas e visite outros pontos como a maior igreja da cidade, a Catedral de São Miguel e Santa Gudula, construída antes do século IX; a igreja Notre-Dame de Bon Secours, construída no século XVII e a medieval St Nicolas, datada de 1152.

Perto da Grand Place está a Galeries Royales Saint-Hubert, um complexo de lojas e restaurantes. A bela construção tem teto de vidro que proporciona uma iluminação natural durante o dia. E no país do chocolate, se tiver tempo um programa diferente é fazer um workshop de chocolate belga.

Em outro dia, visite Ghent, cidade universitária muito linda que mantém suas características medievais. Esse é um passeio incrível e não deve ser deixado de lado.

Apesar da fama de Bruges, Ghent (ou Gent, Gante, dependendo do idioma) não fica atrás no quesito beleza. Para admirar melhor a paisagem, que tal fazer um passeio de barco?

Um castelo é uma das atrações da cidade medieval de Ghent
Do século XII, o Gravensteen, Castelo dos Condes em português, é aberto à visitação. Foto: Denise Döbbeck

Outra cidade que vale o passeio é Leuven, a cerca de 25 quilômetros de Bruxelas. É a sede da cervejaria Stella Artrois e também é lá que está localizada uma das universidades mais antigas da Europa, de 1425.

Roteiro de 20 dias na Holanda e Bélgica

Se você tem 20 dias disponíveis para sua viagem, saiba que terá tempo suficiente para explorar várias cidades e regiões dos dois países. Dedique dez dias para cada um e aproveite esta oportunidade! Siga os roteiros apresentados e acrescente mais algumas atividades.

10 dias na Holanda

Fique mais um dia na capital e aprecie a beleza da cidade. Gosta de pedalar? Alugue uma bicicleta e faça como os holandeses! É super seguro pedalar pela cidade, não precisa ter medo dos motoristas, pois todos respeitam os ciclistas, que são muuuuitos, diga-se de passagem. Se ainda não fez um passeio de barco pelos canais de Amsterdam, este é o momento: aproveite um cruzeiro com opção de queijos e vinhos. 

Explore mais algum museu do seu interesse e, faça um tour pelo bairro judeu e descubra a relação de Amsterdam com o regime nazista. Visite os cafés, se gosta de bares, experimente as baladas da capital holandesa! Ou um restaurante diferente!

Outras cidades próximas de Amsterdam

Inclua no roteiro um bate e volta para Roterdã, cidade super moderna cujo porto é o maior da Europa e um dos maiores do mundo. Também é uma das cidades mais verdes e sustentáveis da Holanda.

Caminhe e contemple a arquitetura futurista que está presente, entre outros lugares, no mercado municipal, nas casas em formato de cubo e em pontes.

Outra atração é a famosa Haia (ou The Hague). Terceira maior cidade da Holanda, é sede do governo e da monarquia holandesa. Tem ainda importância mundial, pois abriga a Corte Internancional de Justiça (órgão da ONU Organização das Nações Unidas) e a sede do Tribunal Penal Internacional.

A cidade tem praias, monumentos, bela arquitetura (como em todo o país, aliás) e uma vida cultural intensa.

Se ainda sobrar tempo no roteiro e quiser conhecer um pouco mais da Holanda, aqui estão mais duas indicações de bate e volta que valem a pena:

  • Utrecht, sede da maior universidade da Holanda, com ruas estreitas, prédios históricos e muitos canais;
  • Maastrich, cidade histórica perto das fronteiras da Bélgica e da Alemanha. Entre tantos monumentos, chamam a atenção a ponte St Servatius, do século XIII, a mais antiga da Holanda que ainda existe, e uma igreja gótica dominicana transformada em livraria. Linda, linda!

10 dias na Bélgica

Faça um bate e volta para Liège, terceira maior cidade da Bélgica, localizada perto da fronteira com Holanda e Alemanha.

A cidade tem edifícios medievais e um maravilhoso centro histórico, um contraste com a estação de trem futurista, uma das mais modernas da Europa. Ande pela praça principal, Het Plein, caminhe até o Palácio Real e desbrave a cidade.

Nos dois dias restantes, você pode escolher mais algumas cidades do interior para fazer bate e volta: Namur, cidade universitária que já foi uma poderosa fortaleza da Europa ou Dinant, localizada às margens do rio Meuse, tem cavernas com estalactites e estalagmites para visitar.

Quer fazer um tour guiado? Escolha a excursão a Luxemburgo com visita a Dinant e conheça mais um país nas redondezas!

Outra sugestão é se programar e ficar mais tempo em uma das cidades medievais fantásticas da Bélgica como Bruges ou Ghent que, certamente valem mais do que apenas algumas horas. Hospede-se em alguma delas (ou em ambas) e experimente a sensação de passear em uma cidade de conto de fadas.

Como viajar entre as cidades no roteiro Holanda e Bélgica

A resposta é depende do tipo de viagem que você quer fazer. Exitem pelo menos 2 alternativas.

A primeira alternativa é manter as duas capitais como base e fazer viagens de bate e volta, tanto na Holanda como na Bélgica. É perfeitamente possível fazer todos os percursos de trem, já que todas as distâncias são bem curtas. As viagens de trem são muito agradáveis e rápidas e as passagens são em conta e você pode encontrar todas as passagens na Omio.

Só para ter uma ideia, para ir de Amsterdam para Bruxelas, são 3 horas de carro e apenas 2 horas de trem direto. Isso significa que no roteiro Holanda e Bélgica não é necessário utilizar avião no percurso interno.

Porém, se quiser maior comodidade e pretende fazer tudo ao seu tempo, parando nas cidades, é melhor utilizar um carro. Financeiramente, também fica mais acessível alugar um carro se tiver com uma família maior ou um grupo de amigos. Neste caso, considere a alternativa 2

Chegar por Amsterdam e ficar o tempo necessário de acordo com o roteiro escolhido. Depois pegar o carro e seguir a programação, parando em cada cidade holandesa escolhida. Em seguida, descer para as pequenas cidades da Bélgica, também parando em cada uma, e terminar em Bruxelas.

É possível ainda fazer o contrário, chegar pela Bélgica e terminar na Holanda. Em ambos os casos, você pode alugar o carro pela DiscoverCars, uma plataforma que reúne as principais locadoras pelos países.

Qual a melhor época para fazer o roteiro Holanda e Bélgica?

Se a intenção é ver as cidades floridas e os campos de tulipa na Holanda, sem dúvida, a melhor época é durante a primavera, quando as temperaturas estão mais amenas e os dias começam a ficar mais longos.

Ver as tulipas florescerem é um ótimo programa para fazer na Holanda
Primavera é a época ideal para quem quer ver as plantações de tulipa na Holanda

O outono europeu, por sua vez, sempre tem seu encanto, com as folhagens, tanto nas árvores como no chão, traze um colorido especial à paisagem.

Mas, novamente, a melhor época depende do seu objetivo. Quer ver neve? Vá no inverno, mas prepare-se para enfrentar bastante frio e dias bem curtos. Procura calor e dias ensolarados? Escolha o verão, porém, não esqueça que agosto é período de férias para os europeus, então tudo fica cheio e os preços são inflacionados.

Escolha a melhor época para você e faça seu planejamento.

Quanto custa um roteiro Holanda e Bélgica?

Um roteiro Holanda e Bélgica custa aproximadamente R$ 27 mil para duas pessoas durante 7 dias; R$ 44 mil para 14 dias de viagem e R$ 60.500 para 20 dias.

Claro que este é um gasto aproximado e pode variar bastante de acordo com a época do ano, o tipo de acomodação escolhida, a quantidade de atrações, etc.

O cálculo foi feito com três meses de antecedência e os hotéis pesquisados levam em consideração que o turista faça base nas cidades de Amsterdam e Bruxelas. A alimentação foi calculada como um gasto diário de 60 € por pessoa e as atrações turísticas podem custar cerca de 50 € por pessoa, por dia.

Está em dúvida entre carro e transporte público? Os trens são uma ótima opção para fazer bate e volta e as cidades são bem próximas, tanto de Amsterdã como de Bruxelas, sendo que os percursos demoram por volta de 1 hora.

Dias *Passagem aérea **Transporte interno ***Hospedagem Alimentação Seguro viagem Atrações turísticas
7 R$ 9.000 R$ 3.465 (carro); R$ 1.113 (trem) R$ 7000 R$ 4.477 R$ 240 R$ 3.731
14 R$ 9.000 R$ 4.839 (carro); R$ 2.918 (trem) R$ 14.500 R$ 8.954 R$ 400 R$ 7.462
20 R$ 9.000 R$ 5.246 (carro); R$ 3.947 (trem) R$ 20.500 R$ 12.792 R$ 500 R$ 10.660

Cotação do euro – 1 € = R$ 5,33 (30/01/24)

*Valor de passagem aérea para duas pessoas, com 3 meses de antecedência; empresa KLM, SP/AMS – BRU/SP, com conexão em Amsterdã na volta Bruxelas/SP

** Cotação de aluguel de carro econômico pela DiscoverCars x passagem de trem para duas pessoas; na soma geral, foi utilizada uma média entre carro e trem

***Hospedagem em quarto duplo, em hotéis 3 estrelas, localizados no centro de Amsterdam e no centro de Bruxelas; pesquisa feita no site do Booking.

Planejando seu roteiro Holanda e Bélgica

Separamos mais algumas dicas que podem ajudar a colocar em prática o roteiro, confira:

Escolha a hospedagem com base no tempo que vai ficar na cidade

As melhores cidades para servir como base em uma viagem para Holanda e Bélgica são:

  • Amsterdam;
  • Roterdã;
  • Bruxelas.

Escolha o melhor transporte para o período

Se a ideia é fazer um percurso no seu próprio ritmo e descobrir cidadezinhas entre um destino e outro, a melhor opção é o carro.

Assim você terá liberdade de horários e mais comodidade. Para o aluguel do carro indicamos a DiscoverCars, um comparador com os melhores serviços e custo-benefício.

Mas se preferir viajar sem a preocupação de dirigir e apenas aproveitar a paisagem da janela, vá de transporte público, no caso trem ou ônibus. Para pesquisar a melhor alternativa, fazer comparações e comprar passagens, pode-se utilizar o site Omio.

Programe os passeios com antecedência

Assim que começar o planejamento da viagem, anote os passeios que gostaria de fazer e já compre os ingressos com antecedência. O mesmo vale para museus e outras atrações. A Casa da Anne Frank, por exemplo, costuma esgotar os ingressos muito rapidamente.

Além disso, dependendo o tempo que ficar na cidade que servir como base, você pode economizar ao adquirir o cartão de desconto.

Em Amsterdã, há o I Amsterdam City Card que inclui mais de 70 museus e atrações turísticas, além de transporte público, cruzeiros pelos canais e aluguel de bicicleta. Na hora da compra, deve-se escolher a duração do cartão: 24 horas custa 60€; 48 horas, 85€; 72 horas, 100€, 96 horas, 115€ e 120 horas por 125€.

Para a Bélgica existe o Brussels Card, que dá admissão gratuita a 49 museus e desconto em diversas atrações, lojas, restaurantes, bares e transportes. Há opções de 24, 48 ou 72 horas ao preço de 32 €, 42 € e 49 € respectivamente.

Fique conectado durante a viagem

Hoje em dia é impensável viajar sem ter internet disponível, seja para acessar informações do roteiro, fazer pesquisas, conversar com a família ou postar nas redes sociais. Ou seja, é imprescindível ter um chip internacional.

Neste caso, nossa recomendação é a America Chip, que tem plano de internet ilimitada para toda a União Europeia custando a partir de 40 dólares.

Ficar conectado na Europa nunca foi tão fácil

Com a America Chip você tem internet 4G ilimitada durante toda a viagem. Escolha entre o chip e o eSIM e aproveite a Europa com a melhor conexão a partir de USD 40.

Ver Planos →

O que saber antes de viajar para a Holanda e Bélgica?

Antes de viajar para Holanda e Bélgica é preciso tomar uma série de providências, principalmente em se tratando de uma viagem internacional. Confira sempre se os documentos exigidos estão em ordem. Veja a checklist:

  • O passaporte deve estar válido por pelo menos seis meses além da data do término da viagem;
  • Leve também comprovante de hospedagem, passagem de volta, seguro viagem e dinheiro suficiente para todo o período da viagem;
  • O seguro viagem é obrigatório para entrar na Europa. E como descobrir qual a melhor opção para você? Nossa dica é o Seguros Promo, um comparador pelo qual se faz a cotação e já contrata o serviço;
  • Não corra risco desnecessário levando apenas dinheiro em espécie. Faça um cartão Wise, para pagar com moeda local em todos os seus destinos. E com o cartão de débito internacional você ainda economiza e não precisa pagar IOF;
  • Se o roteiro for feito de carro, não se esqueça de levar a PID, a Permissão Internacional para Dirigir.

Vale a pena fazer um roteiro Holanda e Bélgica?

Sim, vale muito a pena fazer um roteiro Holanda e Bélgica. Os dois países são pequenos e lindíssimos, com muitas atrações, e a facilidade de locomoção em um curto espaço de tempo faz com que você não precise de tanto tempo para conhecê-los.

Todas as dicas anotadas? Agora é só esperar a hora do embarque. Boa viagem!