Abadia de Cluny: entre num mundo medieval na França

Visitar França  / 

A Abadia de Cluny, localizada na região da Borgonha, França, atrai anualmente milhares de amantes de arte, cultura, sociologia e história. Ela teve seu auge de importância e conhecimento durante a Idade Média.

Encontre o melhor pacote de férias para a Europa

Pacotes de Viagem, Circuitos, Multi Destinos, Cruzeiros.

Confira as promoções na Logitravel e garanta sua viagem dos
sonhos para a Europa.

VER OFERTAS DE FÉRIAS »

Embora a Abadia de Cluny tenha sido desmantelada durante a Revolução Francesa, ela já foi a maior do mundo ocidental e as partes que permanecem ainda são bastante significativas e nos dão uma noção de sua da grandeza original.

Ainda existem partes dos transeptos, passagens entre áreas maiores e os campanários das igrejas da abadia. Enquanto que em outros edifícios, ainda é possível conhecer os celeiros e partes das torres que ficavam dos dois lados da entrada da Abadia de Cluny. Quer saber mais sobre esse local histórico e cultural? Leia esse artigo até o final.

História da Abadia de Cluny

Fundada em 910 por monges beneditinos, a Abadia de Cluny é um dos maiores monastérios já construídos pela humanidade, se dividindo arquitetonicamente em Abadia de Cluny I, Abadia de Cluny II e Abadia de Cluny III.

A construção, que durou até o ano de 1131, foi feita em uma reserva florestal doada pelo duque da Aquitânia, Guilherme I, o Piedoso.

Em Cluny, a liturgia era extensa e bonita em ambientes inspiradores, refletindo a nova onda de piedade do século XI. Naquele período, a intercessão monástica parecia indispensável para alcançar um estado de graça, e os governantes competiam para serem lembrados nas orações dos monges beneditinos de Cluny.

Para tal, doavam terras e generosas quantias de dinheiro que tornaram possível a Abadia de Cluny se tornar um centro cultural muito importante naquele período.

No auge de sua influência, no século XII, a Abadia de Cluny estava à frente de um “império” monástico de 10.000 monges. Os abades de Cluny eram quase tão influentes e poderosos quanto os papas, e quatro deles mais tarde se tornaram papas, inclusive.

Em 1098, o papa Urbano II, ele próprio um monge de Cluny, chegou a dizer que a Abadia de Cluny era a “luz do mundo”.

abadia de cluny em borgonha

Se quer fazer turismo religioso na França, confira os melhores pontos turísticos do país.

Perda de influência

No entanto, no início do século XII, a ordem começou a perder forças principalmente quando muitos de seus monges se tornaram bispos e cardeais em toda a França e Europa.

Na época da Revolução Francesa, já no século XVII, os monges da Abadia de Cluny foram identificados com o Antigo Regime, e por esse motivo, a ordem foi suprimida na França e o mosteiro de Cluny foi parcialmente demolido.

A abadia foi vendida como propriedade nacional e foi usada como pedreira, sendo sistematicamente desmantelada até 1823.

Atualmente, a Abadia de Cluny possui o selo de Patrimônio Europeu sendo, portanto, completamente preservada, principalmente por sua importância histórica, já que guarda dentro de seus portões um acervo gigantesco sobre a Idade Média.

Veja 10 cidades da França para visitar na sua viagem.

Como visitar a Abadia de Cluny: guia completo

Como chegar

Se você estiver procurando o aeroporto mais indicado até a Abadia, esse é o Aeroporto de Lyon. Em Lyon, você pode optar por seguir até Cluny por trem, táxi ou carro alugado e a viagem dura em torno de uma hora. O site Rome2Rio pode te auxiliar a escolher o melhor meio de locomoção.

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

Horário

A Abadia de Cluny permanece aberta à visitação todos os dias do ano, exceto em alguns feriados. Geralmente, as visitas duram cerca de duas horas, nas quais os turistas podem passear pelas ruínas da cidade medieval e explorar o interior das igrejas reconstruídas e seus anexos. A Abadia abre às 9h30 e fecha entre 18h00 e 19h00.

Ingressos

Em Cluny, há quatro tipos diferentes de visitas: tour guiado, tour guiado por áudio, visita guiada e excursão em grupo. O ingresso normal custa 9,50€, o ingresso com preço reduzido custa 7,50€ e o ingressos para menores de 18 anos é gratuito. Os ingressos podem ser adquiridos diretamente pelo site Monuments Nationaux.

O que ver na Abadia de Cluny

Muito embora a maior parte Abadia de Cluny esteja em ruínas, essas mesmas as ruínas sugerem o tamanho e a glória da abadia em seu auge. Imaginá-la como era antigamente é, certamente, parte da atração majestosa que possuía quase 187 metros de altura.

Inicie a sua a visita pela Porte d’Honneur, a entrada para a Abadia e sua aldeia. Sua arquitetura clássica é refletida nas pilastras e colunas de estilo romano no majestoso Clocher de l’Eau-Bénite, que coroa o transepto sul.

Um fato interessante é que de um lado do transepto sul encontra-se um centro de criação de cavalos, fundado em 1806 pelo próprio Napoleão Bonaparte e construído com materiais da abadia destruída durante a Revolução Francesa. Enquanto que do outro lado desse transepto, há um elegante pavilhão construído pelos próprios monges arquitetos.

Na Abadia de Cluny também está uma construção gótica, datada do século XIII, que serviu como uma adega no nível inferior e uma loja de farinhas em seu nível superior.

Atualmente, essa loja de farinhas funciona como um pequeno museu, exibindo modelos da Abadia e vários artefatos medievais. De fato, na Abadia de Cluny, a arquitetura românica está em todas as partes.

Os temas são geralmente refinados e simbólicos, assim como convém a uma abadia tão sofisticada, tais como as estações do ano, os quatro ventos, os quatro rios do paraíso, as árvores do paraíso e as virtudes teológicas. Adão e Eva, o sacrifício de Isaque e alguns animais mitológicos também adornam a Abadia.

Fechando a visita, está o Musée Ochier, no castelo da Abadia que contém obras-primas de esculturas românicas, restos da Abadia e da aldeia conservados, bem como parte da Bibliothèque des Moines (a Biblioteca dos Monges).

Visitar a Abadia de Cluny é realmente fazer uma viagem no tempo e conhecer de perto uma parte do que foi o mundo medieval.

O que ver por perto da Abadia de Cluny

Entre as atrações mais procuradas próximas da Abadia de Cluny estão o Chateau at Cormatin e a aldeia de Brancion, bem como a cidade de Mâcon, ao sudoeste de Cluny, maior e com vários pontos interessantes para se conhecer.

Onde ficar

A variedade de locais para se hospedar próximo à Abadia de Cluny é vasta por se tratar da região da Borgonha. Existem hotéis para todos os gostos e bolsos à sua disposição. A Kayak pode te auxiliar a encontrar a melhor acomodação para essa viagem que com certeza ficará na sua memória por muito tempo.

Portanto, planeje-se para conhecer essa verdadeira joia medieval preservada na França e mergulhe em um mundo completamente diferente do que conhecemos hoje.

Nunca é demais lembrar: é obrigatório ter seguro de viagem para visitar a França. Sugerimos que faça uma simulação no comparador de seguro viagem do Euro Dicas Turismo para conferir as várias opções de seguro para a sua viagem à Europa.

Confira nosso roteiro na França e confira os principais pontos turísticos a conhecer na sua viagem.

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autor

Alexandre Nogueira é brasileiro, jornalista e especialista em comunicação esportiva. Possui ainda pós-graduação em Jornalismo Esportivo e especialização em marketing digital. Tem prazer em dar dicas de roteiros turísticos europeus e recomendar os melhores passeios. Ama jornalismo, cinema, viajar, escrever, o futebol e o Santos, não necessariamente nessa ordem.