Mont Saint-Michel: conheça uma das maravilhas da França

Visitar França  / 

Cidade mais visitada da França depois de Paris, o Mont Saint-Michel encanta a todos que tem a oportunidade de conhecê-lo. É um lugar de peregrinação há séculos, e hoje não apenas religiosos visitam o Mont Saint-Michel, há gente do mundo todo querendo conhecer esse lugar único do planeta.

Encontre o melhor pacote de férias para a Europa

Pacotes de Viagem, Circuitos, Multi Destinos, Cruzeiros.

Confira as promoções na Logitravel e garanta sua viagem dos
sonhos para a Europa.

VER OFERTAS DE FÉRIAS »

Se você pensa em ir, esse post foi feito para você! Vamos contar sobre a história do Mont Saint-Michel, o fenômeno das marés, como chegar, onde ficar e mais!

O que é e onde está localizado o Mont Saint-Michel?

O Mont Saint-Michel está localizado na fronteira da Normandia com a Bretanha, a apenas 350 km de Paris.

Saint-Michel é um vilarejo medieval murado com uma linda Abadia. Uma viagem no tempo linda de se ver. Além disso, o espetacular fenômeno natural da mudança das marés (o maior de toda a Europa) atrai milhares de visitantes todos os dias.

Uma visita à Saint-Michel é garantia de belas paisagens, seja por suas ruelas, por sua Abadia, pela mudança das marés.

Veja dicas de como comprar passagem aérea barata para a França.

História do Mont Saint-Michel

A história do Mont Saint-Michel começa em 708 quando Aubert, bispo de Avranches, mandou construir um santuário em homenagem a São Miguel Arcanjo (Saint-Michel). Em 966, o duque da Normandia pediu que uma comunidade de beneditinos se mudasse para lá.

No século XI, a igreja da abadia românica foi fundada, assim como os primeiros edifícios do convento. Os edifícios conventuais românicos foram ampliados no século XII.

O Mont Saint-Michel sobreviveu à Guerra dos Cem Anos. Nesse período a Abadia foi protegida por um conjunto de construções militares.

Assim como Roma e Santiago de Compostela, o Mont Saint-Michel foi um dos mais importantes locais de peregrinações do Ocidente medieval. Por quase mil anos, homens, mulheres, crianças vieram, por caminhos chamados “caminho do Paraíso”, para buscar do Arcanjo do juízo.

Saiba mais sobre Caminho de Santiago de Compostela a partir de França.

Durante a Revolução e o Império, a Abadia virou prisão e grandes obras de restauração foram feitas a partir do final do século XIX.

Desde 1979, o Mont Saint-Michel é classificado como “Patrimônio Mundial da Humanidade” pela UNESCO, recebendo mais de 2,5 milhões de visitantes por ano.

Fenômeno das marés

Num mesmo dia, o Mont Saint-Michel pode ser uma ilha ou então fazer parte do continente. São duas paisagens muito diferentes e lindas de se ver. Isso acontece devido à enorme variação da maré. Essa variação da maré pode chegar a 15 metros entre as marés baixa e alta, alagando todo o entorno do Mont Saint-Michel.

fenomeno das mares em mont saint michel

A paisagem muda completamente, em menos de 2 horas, o Mont Saint-Michel passa de ilha para parte do continente e vice-versa. A maré sobe tão rápido que ficou conhecida como “correr à velocidade de um cavalo a galope”.

É um espetáculo que vale a pena ser visto. Não deixe de conferir a tábua das marés e garantir que você possa ver esse show único da natureza!

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

Quando ir ao Mont Saint-Michel

A melhor época do ano para ir é no verão, entre junho e agosto. Mesmo no verão venta muito e faz frio na região, portanto leve o seu casaco!

Porém se você não pode ir nesse época, se agasalhe e prepare-se para o vento. Mas não deixe de ir, pois é um destino impressionante, você não se arrependerá de visitá-lo. Se possível, marque sua viagem em algum dia em que consiga ver a mudança da maré.

Saiba mais sobre viajar para a França.

Quanto tempo ficar

Em 1 dia você consegue visitar a abadia e o monte. Por isso, muita gente aproveita os passeios em Paris para fazer um bate-volta.

Porém, um bate-volta de Paris é muito cansativo e devido aos horários você chegará junto com todo mundo e talvez perca a mudança das marés. Além disso, ver o monte à noite é muito bonito.

Meu conselho é dormir perto do Mont Saint Michel para poder aproveitá-lo melhor. Assim você poderá ver o pôr do sol na noite anterior e no dia seguinte terá a oportunidade de visitar o Mont Saint-Michel sem a enxurrada de turistas. Eu fiz isso e vale muito a pena!

Belezas naturais na França: 10 paisagens de tirar o fôlego.

Como ir ao Mont Saint-Michel

Como dito anteriormente, muita gente faz um bate-volta de Paris. Se você não tiver muito tempo, essa pode ser uma opção. Veja como agendar seu bate-volta para o Mont Saint-Michel.

Outra opção para quem tem mais tempo é ir de carro. Uma viagem de carro além de te deixar mais livre com relação aos horários, te permite parar nos lindos vilarejos franceses no caminho.

Veja como funciona o aluguel de carro em Paris.

Além disso, há opção de ir de ônibus e de trem. Caso deseje ir de trem você pode comprar direto no site da SNCF o trem Paris – Mont Saint-Michel que dura 3 horas e 40 minutos e tem 5 horários por dia.

Ou então, sugiro fazer o que fiz e não me arrependi. Pegue um trem de Paris para Rennes, passe o dia conhecendo a capital da Bretanha e depois pegue um ônibus para o Mont Saint-Michel no mesmo dia. Assim você conhece Rennes e ainda chega ao Mont Saint-Michel antes do pôr do sol. Para voltar para Paris você pode comprar o trajeto Mont Saint-Michel – Paris no site da SNCF.

Veja também sobre o trem Paris-Londres.

Onde se hospedar

Ficar dentro do Mont Saint-Michel é um privilégio para poucos. Caso o seu orçamento permita, escolha um hotel dentro do Mont Saint-Michel como por exemplo:

Outra opção é ficar próximo do Mont Saint-Michel. Nessa região há diversos hotéis e restaurantes. Além disso é possível ir a pé ao Mont  ou então pegar o ônibus gratuito que leva e trás durante o dia todo as pessoas da região dos hotéis até Saint-Michel. Alguns hotéis nessa região que indicamos são:

O que visitar no Mont Saint-Michel

As principais atrações do Mont são:

Abadia

É a principal atração do Mont Saint-Michel. Aliás, todo o vilarejo se formou graças à Abadia.

Para se chegar à Abadia será necessário subir diversos lances de escada. Você pode seguir o fluxo normal como milhares de turistas ou então ir por caminhos alternativos. Não se preocupe, basta subir que todos os caminhos te levaram à Abadia.

Garanta o seu ingresso para a Abadia do Monte Saint-Michel com tour guiado e evite filas.

ábadia de mont saint michel

Você também pode:

  • Andar pela ruelas e viajar no tempo. Permita-se se perder e andar pelas suas ruelas;
  • Ver a mudança das marés: atenção para o horário da mudança das marés;
  • Assistir ao pôr-do-sol na Place du barrage;
  • Ver Saint-Michel iluminado à noite;
  • Tour pela Baía.

Veja também outras cidades da França para visitar.

Atenção: faça os passeios somente com um guia

Há areias movediças por todo lado, além do perigo que a mudança da maré repentina oferece. A maré sobe muito rápido e pode pegar quem não conhece desprevenido correndo risco de se afogar.

Portanto não faça esse passeio sozinho! Só um guia especializado poderá garantir sua segurança.

Um dos mais procurados é a caminhada que dura em média 4 horas e vai até Tombelaine. Há também passeios próprios para crianças. Você deve verificar com o guia os horários e se haverá o passeio pois isso depende da natureza.

Sugestão de Guia turístico

Sugiro o passeio a pé com Guia turístico pela Baía.

Outros passeios

Se você estiver com tempo disponível, pode aproveitar sua viagem ao Mont Saint-Michel e também conhecer:

  • Rennes: capital da Bretanha;
  • Praias do Dia D: praias do Desembarque na 2ª Guerra Mundial, localizadas na Normandia;
  • Giverny: casa e jardins de Monet;
  • Rouen: capital da Normandia e cidade onde Joana D’Arc foi executada;
  • Falésias de Étretat: paisagem que encantou tantos artistas impressionistas;
  • Honfleur: linda cidade portuária que foi retratada por diversos artistas.

Comidas típicas

Aproveite e prove os famosos: “Omelette de la mère Poulard“ e “Agneau de pré-salé” (carne de cordeiro). E claro não deixe de comprar os biscoitos do Mont Saint-Michel.

Que tal conhecer mais sobre a comida francesa?

Gostou de conhecer sobre Saint-Michel?

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autor

Elaine é brasileira e mora em Paris há dois anos. Completamente apaixonada por Paris desde pequena, sempre sonhou em  morar na cidade Luz. Adora viajar, fazer novos amigos, conhecer novas culturas e descobrir cada vez mais sobre França e a cultura francesa.