Uma imponente catedral gótica já seria motivo suficiente para visitar Colônia (Koln), mas a uma das maiores cidades da Alemanha também é conhecida por seu efervescente cenário cultural e revela gratas surpresas aos visitantes. Se você pretende visitar a cidade alemã na sua próxima viagem à Europa, saiba o que fazer em Colônia em 1 a 3 dias de viagem.

Que tal já ir ensaiando um Danke e um Ein Prosit? Vamos lá?

O que fazer em Colônia?

Colônia é uma cidade que se adapta muito bem a uma passagem relâmpago ou uma estadia prolongada. Uma das grandes vantagens é que os principais pontos turísticos ficam a uma curta distância a pé da estação central, e você pode conhecer quase tudo caminhando.

Dá pra conhecer a cidade em 1 dia, mas se você tiver um pouco mais de tempo não deixe que os encantos locais passem despercebidos. Para isso nós te ajudamos a planejar um roteiro de 1 a 3 dias.

O que fazer em 1 dia em Colônia?

Colônia é uma cidade muito bem comunicada com a Holanda, a Bélgica e Luxemburgo, fazendo com que seja um ponto de passagem para os turistas que visitam Amsterdã, Bruxelas e Bruges, mas também querem ter um gostinho da Alemanha.

Se este é o seu caso e você tem apenas 1 dia para visitar a cidade, minha recomendação é iniciar o passeio pela magnífica Catedral de Colônia, localizada em frente à estação central, a Köln Hauptbahnhof.

Ao chegar em Colônia de trem, você já não vai conseguir tirar os olhos desta imponente construção gótica, pois ela é a igreja de torres gêmeas mais alta do mundo e está longe de passar despercebida na paisagem local.

fundos da Catedral de Colônia em um dia de sol
A Catedral de Colônia é um dos pontos turísticos mais visitados da Alemanha.

Com um exterior impressionante, a Catedral também guarda relíquias em seu interior, como uma arca com os restos mortais dos Três Reis Magos, trazidos de Milão para Colônia no século XII e a Cruz de Gero, considerada a mais antiga representação monumental de Cristo na Idade Média.

Cafés, fontes e centro histórico

Saindo da Catedral, você pode explorar a região caminhando pela rua Domkloster, recheada de lojas é o local ideal para fazer compras na Alemanha. Se a fome bater e quiser dar paradinha para comer um Pretzel ou um tradicional sanduíche alemão, não vai ser difícil encontrar uma boa opção por essa área da cidade, que é, na verdade, um calçadão.

Seguindo o roteiro, sugerimos então descer pela Rua Am Hof, em direção ao rio, passando pela Heinzelmännchenbrunnen. O nome parece complicado, mas a história encantadora é um marco cultural para Colônia. Construída entre 1896 e 1899, a “Fonte dos Duendes” está inspirada no folclore local sobre certos gnomos domésticos que, durante a noite, realizavam secretamente todo o tipo de trabalho para as pessoas, enquanto elas dormiam.

Descendo pela Rua Am Hof você vai chegar na Rua Bechergasse, que vai te levar em direção ao Alter Market, um dos locais mais populares de Colônia, pois abriga o famoso Mercado de Natal durante o inverno. Fora desta época, você vai encontrar uma praça repleta de casas coloridas, cafés, bares e restaurantes. Uma boa oportunidade para desfrutar da cerveja alemã.

Rio Reno e Ponte Hohenzollern

Saindo do mercado, vá em direção ao rio, passando pela Groß St. Martin ou Igreja de São Martinho, construída entre 1150 e 1250 e parcialmente destruída durante a Segunda Guerra Mundial. Se ainda estiver com tempo, aproveite para visitar o porão da Igreja, onde é possível ver as antigas fundações romanas sobre as quais a obra foi construída.

Aqui também vale a pena se perder pelas ruelas de uma Colônia antiga, apreciando a mistura de construções medievais originais e edifícios modernos reconstruídos após a guerra.

Finalmente, aproveite o resto do dia para caminhar pela margem do Rio Reno, em direção à ponte Hohenzollern que você pode atravessar caminhando ou de bicicleta. Construída originalmente para o trânsito de trens, a ponte foi totalmente destruída durante a Segunda Guerra e hoje é um dos símbolos da cidade, conhecida como a ponte do amor. Você vai encontrar milhares de cadeados pelo caminho e pode deixar o seu também.

O dia termina do outro lado do rio! Chegou a hora de aproveitar a maravilhosa paisagem de Colônia, uma das mais bonitas da Alemanha, e ver com os seus próprios olhos a emblemática foto da cidade: o rio Reno, a ponte e a catedral ao fundo.

O que fazer em 2 dias em Colônia?

Como prometemos, Colônia é muito mais do que uma catedral gótica imponente. Prepare-se para explorar alguns detalhes desta cidade cheia de arte e história no segundo dia de muita caminhada. Preparados?

EL-DE Haus

Para os admiradores da história, esta é uma visita imperdível e impactante, afinal o EL-DE Haus foi o edifício sede da Gestapo de 1935 a 1945 em Colônia e hoje abriga o Centro de Documentação sobre o Nacional Socialismo, um museu e centro de pesquisa e educação sobre as vítimas do nazismo.

A construção foi alugada inacabada por um comerciante local à Gestapo, que depois construiu as celas para os prisioneiros no sótão. O espaço pode ser visitado, além da ala de abastecimento na parte traseira da prisão e um bunker também situado na parte superior do edifício. Há uma exposição permanente, e nas paredes das celas dos prisioneiros ainda é possível encontrar desenhos e escritos originais.

Farina Duftumuseum

O Museu do Perfume é outro ponto crucial da história de Colônia. O local já foi sede da mais antiga fábrica de perfumes do mundo, a Johann Maria Farina opposite Jülichs-Platz GmbH, fundada em 1709 e criadora da famosa Água de Colônia. Exatamente!

O nome não é mera coincidência, embora seu criador fosse um italiano radicado na cidade alemã. Até hoje, a fábrica é mantida pela oitava e nona geração da família.

O museu oferece visita guiada sobre a história do perfume e ensina como é o processo de fabricação. Você também poderá provar essências e entender melhor de onde vem o cheiro que conquistou a Europa e de que até mesmo Napoleão Bonaparte era um grande fã.

Museu Ludwig e Kölner Philharmonie

O site da cidade de Colônia descreve o museu Ludwig como a maior coleção de Pop Art fora dos Estados Unidos e a terceira maior coleção de Pablo Picasso do mundo. Só por isso já vale a pena a visita, não é mesmo? Além disso, você vai encontrar obras de Warhol, Mondrian, Klee, Pollock, Dali e outros nomes da Arte Moderna.

Para os amantes da fotografia, o Ludwig também é uma parada obrigatória, pois foi um dos primeiros museus de arte moderna a incluir a fotografia como parte do seu inventário de exibições, já em 1977. Hoje, são mais de 70.000 peças exibidas alternadamente.

Ao lado do museu está a Kölner Philharmonie, a belíssima sede da Orquestra Filarmônica de Colônia. Como ela fica na parte de baixo do edifício, se você estiver passando pelo lado de fora, preste atenção em algumas áreas onde não é possível caminhar, pois os passos interferem na acústica do local. E cuidado para não tomar uma atenção do guarda!

Brauhaus

Depois de um dia cheio e de muita caminhada, que tal terminar o tour de museus em uma das cervejarias mais tradicionais de Colônia? A Früh am Dom fica praticamente ao lado do Museu Ludwig e foi fundada em 1904. Você vai encontrar um ambiente rústico que mescla turistas e moradores numa atmosfera descontraída para desfrutar a cerveja e também a culinária alemã.

Outra opção, alguns passos mais distante do museu, é a Peter Brauhaus. Também muito tradicional, o pub está localizado em um edifício restaurado que serviu como sede de uma das cervejarias mais antigas de Colônia durante séculos.

O que fazer em 3 dias em Colônia?

Para o terceiro dia em Colônia reservamos alguns pontos que ficam um pouco mais distantes do centro, mas isso não significa que o passeio não possa ser feito a pé, explorando diferentes áreas da cidade, como a Rheinboulevard, um passeio na margem contrária do rio.

Museu do Chocolate

Uma fonte de chocolate de 3 metros de altura, decorada com 80 peças de ouro que representam a fruta do cacau. Esse é o cartão de visitas do Schokoladenmuseum, localizado às margens do Rio Reno.

O museu oferece tours guiados pela fabricação do chocolate, exibições, uma linha de produção em miniatura e a oportunidade de conhecer um sommelier, que vai te orientar na degustação da especiaria com um toque de conhecimento. Você vai poder, é claro, terminar a visita no café do museu. Vale destacar que a Lindt é uma das empresas parceiras que mantém o estabelecimento.

Parque Rheinpark

Com aproximadamente 48 hectares, o parque Rhein também está às margens do rio Reno e oferece uma vista espetacular de Colônia, especialmente a parte antiga da cidade. A visita se torna ainda mais interessante pelo fato de que o parque foi construído em 1957 sobre escombros da guerra, representando literalmente um lugar de florescimento e renascimento.

Para quem já caminhou demais, dá para conhecer o parque de trem. Há 3 estações disponíveis e o passeio dura cerca de 20 minutos. Além disso, há uma conexão por teleférico que liga o Rheinpark ao Zoológico de Colônia.

Rio Reno de Barco

Se sobrar tempo e o clima colaborar, minha última dica é curtir um passeio de barco pelo rio Reno, revendo os principais pontos turísticos da cidade desde uma nova perspectiva.

rio e barco de passeio a frente, ao fundo as tradicionais casinhas locais
Visitar Colônia no verão é uma ótima oportunidade para aproveitar os passeios de barco e as atrações do Rio Reno

Há uma infinidade de opções disponíveis, especialmente no verão: desde passeios guiados até uma navegação tranquila ao pôr do sol, acompanhada apenas de boa música.

Quantos dias são suficientes em Colônia?

1 dia é suficiente, mas 3 dias é o ideal.

Acho que até aqui já deu para entender que essa resposta é relativa, não é mesmo? Para quem está de passagem, 1 dia em Colônia é mais do que suficiente. Como todas as atrações estão localizadas na mesma região, vai dar pra conhecer tranquilamente o essencial da cidade.

Porém, para se deixar perder pelos encantos escondidos desta cidade, 3 dias é o ideal, especialmente se você visitar a cidade no período do Natal, assim vai ser possível aproveitar com mais calma os charmosos e tradicionais mercados da cidade.

O que não pode deixar de conhecer em Colônia?

Um dos pontos turísticos mais visitados da Alemanha, a Catedral de Colônia, sem dúvida, é imperdível. Dada a sua imponência, vai ser praticamente impossível passar pela cidade sem notá-la: a construção se destaca às margens do rio e, ao lado da Ponte Hohenzollern, compõe um destes cenários de viagem inesquecíveis.

O Museu do Perfume e as ruelas da parte antiga da cidade são outros dois lugares que não dá pra deixar de fora se a sua intenção for conhecer aquilo que Colônia tem de único e especial. Sem falar, é claro, dos Mercados de Natal.

O que fazer a noite em Colônia?

Colônia tem uma vida noturna agitada e oferece diversas opções além, é claro, das cervejarias.

Uma das regiões mais legais é o Belgian Quarter, repleta de bares e cafés. Sempre tem algo acontecendo por ali, principalmente no verão. A região fica a mais ou menos 20 minutos a pé do Alter Markt, e todas as ruas levam nomes de cidades belgas.

Outro ponto clássico da noite em Colônia é o Joe’s Jazz Bar, em Streckstrump, localizado na parte antiga da cidade. O local é todo decorado com bonecos e instrumentos musicais e oferece uma mescla de música ao vivo e cabarés, entre outras performances artísticas.

A região chamada Friesenviertel, perto do Belgiam Quarter, também conta com uma variedade interessante de pubs, bares e clubes, como a Cervejaria Päffgen, Goldfinger e o Jameson Irish Pub.

Finalmente temos o famoso Triângulo das Bermudas, conhecidíssimo por ser o ponto da cena LGBTQIA +. O local se chama, na verdade, Schaafenstraße, e é uma rua repleta de bares, restaurantes, saunas e clubes.

Na entrada da rua há uma chapelaria central, onde você pode deixar o casaco e curtir a noite sem se preocupar. O propósito aqui é ir saltando de bar em bar e conhecer a diversidade do local.

Qual a melhor época para conhecer Colônia?

Depende. Para quem não gosta de frio intenso, a melhor época para visitar Colônia é na primavera e outono, quando as temperaturas são amenas e os preços mais atrativos. Porém, novembro e dezembro são épocas clássicas na cidade natalina. Os mercados de natal geralmente abrem na última semana de novembro e funcionam até duas semanas após o Natal.

Tenha em mente que nesta época, assim como no carnaval e verão, os preços tendem a subir um pouco.

O que fazer em Colônia no inverno?

Apesar do frio durante os meses de novembro e dezembro, Colônia atrai muitos visitantes nesta época, pois seus mercados de natal são bastante famosos na Alemanha. Espalhados por vários pontos da cidade, que fica completamente decorada com luzes, os mercados vendem objetos de decoração, comidas típicas e principalmente o Glühwein, um tradicional vinho quente com especiarias que mantém todos aquecidos durante o passeio e shows ao livre.

Geralmente, ao vender o Glühwein, as tendas também oferecem canecas de cerâmica personalizadas com temas natalinos, que os turistas podem devolver ao final do passeio ou comprar como lembrança. Além da bebida típica, esta é uma excelente oportunidade para provar algumas comidas típicas alemãs, como o Bratwurst, ou pão com linguiça (pode parecer simples, mas tem o seu valor!).

Para fechar com chave de ouro, Colônia recebe uma roda gigante na época do Natal, com vista panorâmica da cidade e do rio Reno. Imperdível.

Um pouquinho mais adiante, em fevereiro, outra atração estremece a cidade da Catedral: o Carnaval. Apesar do frio, já mais ameno do que no Natal, o clima não impede que milhares de pessoas fantasiadas invadam as ruas de Colônia para celebrar.

São cinco dias de festa, quase ininterrupta, que inicia em uma quinta-feira, conhecida como Weiberfastnacht (quinta-feira das mulheres) e termina na terça, ou Veilchendienstag (terça violeta). A cidade simplesmente para e dá lugar a desfiles com carros alegóricos, muita dança, música, teatro…como um bom carnaval.

O que fazer em Colônia no verão?

O Rio Reno é um charme à parte em Colônia e no verão fica ainda melhor. Os passeios ao ar livre são a melhor opção nesta época, já que o calor não chega a ser tão intenso. Além de praias montadas às margens do rio, a cidade oferece diversos festivais de música como o Eat, Play Love e o Summerjam.

Margens do Rio Reno em dia de sol
Caminhar pelas margens do rio Reno é uma ótima opção para quem visita Colônia no verão

Esta também é uma boa época para explorar outras cidades da região que ficam às margens do rio, como Koblenz e Cochem.

Em julho, a Colônia celebra o Christopher Street Day com um evento que dura três dias e tem como ponto alto a Parada do Orgulho LGBTQIA+, a maior da Europa. Shows de música, performances artísticas, desfiles e debates políticos transformam a cidade num grande palco para a diversidade e a luta contra à discriminação.

O que fazer além do óbvio em Colônia?

A arte é tão marcante em Colônia como a sua Catedral. Há inúmeras opções a serem exploradas e a cidade celebra e enaltece essa característica, com uma quantidade expressiva de museus e eventos durante todo o ano. Confira mais duas dicas imperdíveis se você quiser aproveitar ainda mais essa veia artística.

Street Art Tours

Colônia é uma cidade colorida e muito se deve à arte de rua. A cidade oferece diversos passeios guiados por algumas regiões emblemáticas, como o distrito de Ehrenfeld ou o Distrito Belga. Para contextualizar os visitantes sobre as pinturas urbanas, há um mapa virtual com a localização e explicação sobre as obras.

Museu de Artes Aplicadas de Colônia

Também conhecido como MAKK, este museu é uma ótima opção para os amantes da arte e do design. Móveis, cerâmicas, peças têxteis e de design gráfico formam uma coleção de mais de 100.000 objetos, englobando desde a Idade Média até os dias atuais. Além das exposições, a parte interna do edifício lembra a arquitetura de uma catedral, com vitrais coloridos. Espetacular!

Quanto custa viajar para Colônia?

Viajar para Colônia custa cerca de 521€ por 3 dias, por pessoa para uma viagem confortável, em um bom hotel, incluindo o ingresso para todas as atrações sugeridas, alimentação sem muitas restrições e é claro, um extra para a cerveja. Considere que se você fizer quase tudo a pé, o transporte pode ser até mesmo riscado desta lista.

Caso contrário, geralmente você pode adicionar esta opção por cerca de 13 euros por pessoa. Considere uma refeição muito bem servida, com variedade. Talvez você possa até pular o almoço e só comer um lanche baratinho pela rua, caso o objetivo seja economizar.

A cidade é considerada um destino relativamente barato quando comparado com outras cidades famosas da região, como Amsterdã. A maioria dos hotéis com diárias ao redor dos 80 euros por pessoa, já inclui o café da manhã.

Veja os principais gastos de uma viagem a Colônia durante 3 dias, por pessoa:

Item Valor médio por pessoa durante 3 dias
Acomodação em hotel 3 estrelas 250€
Atrações turísticas 74€
Transporte (KölnCard) 27€
Alimentação 170€
Total 521€ = R$ 2,836.18

Qual o gasto diário em Colônia?

Para quem gosta de uma viagem mais confortável, investindo em passeios guiados e aproveitando as delícias culinárias locais, considero que 65 euros é o gasto médio diário ideal para uma pessoa em Colônia, incluindo transporte, alimentação e ingressos. Mas o gasto diário pode variar muito dependendo do seu estilo e preferências para turistar.

É possível economizar cerca de 9 euros por dia se você decidir fazer tudo a pé. Este é o custo do Köln Card para 24 horas utilizando todos os meios de transporte disponíveis na cidade.

Quantos euros levar para Colônia?

Considerando que você gastará em média 65 euros por dia, deverá levar aproximadamente 195 euros por pessoa para uma estadia de 3 dias em Colônia.

Para ter ainda mais flexibilidade no orçamento da viagem, sugiro utilizar o Cartão Wise. Com ele, você se sentirá mais seguro ao não precisar carregar dinheiro em espécie. Além disso, poderá pagar na moeda local e economizar cerca de 1,1% de IOF ao fazer a conversão de reais para Euro.

Embora alguns locais da Alemanha, especialmente no interior, sejam um tanto restritivos quanto ao uso de cartões de crédito e débito (sim, acredite!), certamente não terá nenhum problema ao utilizar o Cartão Wise em Colônia.

O que não deixar de comer em Colônia?

Além do clássico pão com linguiça e dos queridos pretzels, separamos algumas dicas sobre o que provar durante o seu passeio pela cidade alemã:

Pães

Pela variedade de opções disponíveis nas padarias, eu diria que os alemães são mesmo apaixonados por pão. Salgados, doces, recheados. Aproveite para experimentar algo diferente, mas já adianto que todos são muito bons, com a casquinha crocante e o miolo bem macio.

Schnitzel

Geralmente preparado com carne de porco, o Schnitzel é um empanado crocante de carne, acompanhado por batata frita ou pão. Um clássico que vale a pena.

Himmel au Aad

A tradução significa paraíso e terra, já que o prato é preparado com maçãs (do céu) e batatas (do chão), lembrando um purê de batata, mas com toque adocicado pelo sabor da maçã. Geralmente é servido com linguiça. Uma boa oportunidade para experimentar duas relíquias da Alemanha, com uma boa cerveja, é claro.

Onde se hospedar em Colônia?

Se você quer praticidade, a melhor região é, sem dúvida, a Altstadt-Nord, onde está localizada a Catedral e a estação de trem central. Você vai estar próximo dos pontos turísticos mais importantes e também do principal meio de transporte. Qualquer hotel nesta área – da Catedral até o Alter Markt – é ótimo para fazer praticamente tudo a pé.

Agora se o foco for mais a vida noturna, recomendo que se hospede no Distrito Belga. Já o Ehrenfeld é o local perfeito para quem está mais interessado no lado artístico e underground de Colônia.

Qual o melhor transporte para conhecer Colônia?

Como já comentamos, chegar de trem à Colônia é uma ótima opção, pois a estação central fica muito bem comunicada com os demais pontos turísticos. Além disso,

A linha de trem oferece boas opções de trajeto entre Colônia e Amsterdã (Holanda), Antuérpia (Bélgica) e a capital de Luxemburgo, permitindo que você inclua a cidade como um bate e volta.

Em Colônia, se caminhar não for um problema, você poderá fazer praticamente tudo a pé. Porém, se a sua estadia na cidade for curta, outra ótima opção é o ônibus hop-on hop-off. Há duas rotas disponíveis, a amarela e a vermelha, saindo a cada 30 minutos. O primeiro horário é às 10h da manhã e o último às 5h da tarde. O valor por pessoa é 20€.

Como se planejar para visitar Colônia?

Embora os pontos turísticos de Colônia não sejam tão concorridos, sem a necessidade de comprar ingressos com antecedência, dois períodos merecem especial atenção ao planejar a sua viagem para a cidade alemã: natal e carnaval. Nesta época, a busca por hotéis pode ser bem concorrida, então é bom reservar com bastante antecedência.

Se você for optar por passeios guiados, também recomendo dar uma olhada com antecedência, pois é possível que em algumas datas ou períodos do ano, eles não estejam disponíveis. O GetYourGuide é uma ótima plataforma para reservar o seu tour em Colônia, seja pelas cervejarias, pelo rio Reno ou pela arte urbana da cidade.

Além disso, fique atento à algumas dicas sobre como viajar preparado e sem sustos para a Colônia:

Seguro viagem

Este é um requisito obrigatório para a sua viagem à Alemanha ou a qualquer outro país do Espaço Schengen e deve ter cobertura mínima de 30 mil euros em despesas médicas hospitalares.

É possível que você seja solicitado a apresentar o comprovante do seguro viagem ao passar pela imigração, mas além de uma exigência, ele será uma garantia a mais de tranquilidade para a sua viagem.

Utilize o Seguros Promo para fazer a simulação de preço do seguro, informando o seu destino e as datas previstas.

Chip internacional

Viajar sem internet? Melhor não, né? Afinal você vai querer se comunicar com a família e amigos a qualquer hora e poder postar suas fotos maravilhosas de Colônia. Recomendo ativar o America Chip, que oferece variedade de planos e um bom custo-benefício.

Com o planejamento em mãos, a próxima parada é aproveitar ao máximo tudo o que Colônia tem a oferecer. Boa viagem!