Conhecer a capital espanhola sem gastar muito e com praticidade é o objetivo de muitos turistas. O Madrid Card era uma opção para visitar atrações turísticas de forma gratuita ou com descontos, mas ele foi descontinuado. E agora, como economizar nas atrações de Madrid e comprar os ingressos com antecedência e segurança?

Entenda o que era o Madrid Card e como visitar a cidade sem gastar muito. Vamos lá?

Como comprar o Madrid Card?

O Madrid Card, passe pré-pago que oferecia desconto ou gratuidade em atrações, era uma das opções para quem busca economizar tempo e dinheiro em uma viagem para Madrid.

O cartão mudou de nome ao longo dos anos: era Madrid Card até 2017, quando mudou de nome para Madrid City Pass, também conhecido como Madrid iVenture Card. Hoje em dia, o cartão de descontos não existe mais.

Porém, o iVenture Card ainda existe e está disponível para 17 outros destinos nos cinco continentes. Na Europa, opera em Atenas, Barcelona e Roma.

E agora? Como economizar nas atrações de Madrid?

Mesmo sem o Madrid Card dá para economizar muito na sua viagem: ter organização, adquirir antecipadamente os ingressos e comprar atrações combinadas são truques de como economizar em uma viagem.

Estar bem informado é essencial, assim conseguimos otimizar o tempo, planejar quanto custa viajar para Madrid e ainda evitar perrengues nas férias.

Confira algumas dicas de economia imperdíveis abaixo.

Organize seu roteiro

A capital espanhola é uma cidade com mais de três milhões de habitantes e a terceira maior da Europa (atrás apenas de Londres e Berlim). Para não perder tempo, é importante organizar o roteiro para Madrid.

Um bom truque é organizar as visitas por área da cidade, o que evita que você perca tempo com deslocamentos sem necessidade. Aqui vai uma sugestão bem resumida de roteiro para uma estadia de três dias completos.

Placa em frente a edifício emblemático de Madrid
Organizar o roteiro por regiões é essencial para aproveitar a cidade

Dia 1: centro histórico de Madrid

As atrações do centro histórico ficam muito próximas umas das outras, é possível fazer tudo andando. Nessa área, vale a pena visitar: o Palácio Real, a Plaza de la Villa, a Plaza Mayor e dar uma voltinha na Gran Vía.

Dia 2: museus e parques

Os museus de Madrid são algumas das atrações mais populares da cidade. Os principais são o Museu do Prado e o Reina Sofia, que estão a 700 metros um do outro. Ambos são enormes, então é comum que as visitas durem mais de duas ou três horas em cada um deles.

Visite o Museu do Prado e o Reina Sofia. Dá para combinar no mesmo dia uma visita ao Parque do Retiro e ao Palácio de Cibeles.

Dia 3: mercados e futebol

Caso você passe um domingo em Madrid, faça uma visita ao Mercado el Rastro. Se você é amante do futebol, aproveite o último dia para visitar o Museu interativo do Real Madrid.

Se nenhuma das duas opções faz o seu estilo, aproveite para caminhar a pé pelo bairro de La Latina, considerado o mais antigo de Madrid, de origem medieval, e pelo bairro Las Letras, onde viveram escritores famosos.

Termine seu último dia em Madrid no Templo Debod, uma obra egípcia do século IV, com entrada gratuita. É um ótimo lugar para fazer um pic nic e ver o pôr do sol.

Tem mais dias em Madrid?

Se você tem mais dias disponíveis, uma boa ideia é fazer um passeio bate-volta saindo de Madrid. A capital espanhola tem ligação por trem aos arredores, o que possibilita chegar com rapidez e conforto a várias cidades próximas.

Os melhores bate-voltas, na minha opinião, são para Toledo e Ávila. Também é possível ir à Segóvia ou fazer uma visita ao Palacio de Aranjuez, uma das residências oficiais da realeza espanhola, a 50km da capital.

Selecione as atrações que deseja visitar

Correr para dar check em tudo torna a viagem estressante e cara, já que muitas atrações são pagas. O ideal é saber um pouco sobre os pontos turísticos de Madrid antes de visitar e não ter medo de tirar da lista, caso não interesse a você. Confira um resumo rápido de cada atração, por categoria:

Museus

  • Palácio Real: construído em meados do século XVIII, foi residência da família real espanhola (que hoje vivem no Palácio da Zarzuela). O edifício tem 3500 quartos e uma decoração suntuosa;
  • Museu do Prado: o principal museu de Madrid exibe a coleção de arte da família real espanhola. As pinturas mais famosas em exposição são As Meninas, de Velázquez, as duas Maja, de Goya, e o Jardim das Delícias Terrenas, de Bosch;
  • Museu Reina Sofia: exibe obras de artistas das vanguardas europeias, como Miró, Picasso e Dalí. A grande atração do Reina Sofia é o quadro Guernica, de Picasso, que representa a Guerra Civil Espanhola;
  • Museu interativo do Real Madrid: os fãs do futebol europeu não podem perder essa atração. Além da sala de trofeus e a chance de conhecer as laterais do campo e o vestiário, o museu é super moderno, cheio de atrações interativas.

Atrações ao ar livre

  • Plaza de la Villa: é uma das áreas mais bonitas de Madri, com ares de vila medieval e construções dos séculos 15 a 17;
  • Plaza Mayor: uma das principais atrações turísticas de Madri;
  • Gran Vía: percorrer uma das principais avenidas de Madrid a pé é excelente para ver os lindos edifícios históricos da área;
  • Parque do Retiro: uma ótima opção – gratuita – para terminar o dia com um picnic. O parque tem uma enorme área verde e um lago, onde dá para alugar barcos a remo e pedalinhos;
  • Mercado El Rastro: a feira de rua existe há mais de 400 anos e ocorre aos domingos no Bairro La Latina. É vendido de tudo um pouco, desde roupas usadas, antiguidades, artesanato e decoração.

Garanta com antecedência os ingressos

Você deve ter percebido que Madrid tem muitas atrações interessantes, além de uma cena gastronômica relevante e uma noite animada. Ou seja, não falta o que fazer na capital espanhola.

Numa cidade tão vibrante, não faz sentido perder tempo comprando ingressos e em fila de bilheteria. Ou pior, deixar de visitar algo porque as entradas esgotaram.

Por isso, o melhor é comprar os ingressos com antecedência – e você ainda pode conseguir descontos.

Dicas para economizar em Madrid

Além das atrações, é possível economizar em passagens, hospedagem, transporte e alimentação. Fique de olho em dicas locais que ajudam a fazer uma viagem mais interessante e econômica:

  • Além das atrações, compre as passagens de avião, trem e ônibus com antecedência;
  • Utilize o transporte público em Madrid, eles são eficientes, barato e cobrem a cidade e seus arredores;
  • As comidas prontas nos supermercados são mais econômicas que os restaurantes e muitas são deliciosas – experimente, você vai se surpreender;
  • A Reina Sofia e o Prado (os dois principais museus de Madrid) possuem horário gratuito de visita. Outras atrações também oferecem entrada grátis – procure no site das atrações.

Onde comprar ingressos para atrações em Madrid?

O Madrid Card acabou, porém você pode comprar ingressos com segurança e comodidade pelo Get Your Guide ou no site das atrações.

No Get your Guide

O Get Your Guide é a maior plataforma online de reservas de ingressos, excursões e passeios do mundo. Destaca-se por oferecer mais de 30 mil atividades em quase 8 mil destinos – entre eles, Madrid.

No site do GYG é possível encontrar ingressos para as principais atrações de Madrid. Você compra tudo em um só lugar, com segurança e o melhor preço.

Vantagens de comprar ingressos pela GYG

  • Cancelamento da reserva com até dois dias de antecedência;
  • Assistência em português, 24 horas por dia, 7 dias por semana;
  • Site com versão em português;
  • Garantia de melhor preço (se você encontrar um valor menor, o Get Your Guide reembolsa a diferença);
  • Segurança, pagamentos realizados de forma segura e o site possui excelente avaliação no TrustPilot;
  • Recurso “na frente da fila”;
  • Conferir a avaliação de outros clientes para cada atração.

Nos sites oficiais de cada atração

A grande maioria das atrações de Madrid oferece a opção de compra dos ingressos pelo próprio site. Por exemplo, é possível comprar ingressos para o Museu do Prado no seu site oficial.

As vantagens são que você pode comprar o seu ingresso com antecedência e não perde tempo com filas. A desvantagem é que o processo pode ser meio burocrático: é necessário entrar no site de cada atração e comprar individualmente.

Muitas vezes, o site não tem versão em português, o que é um problema para quem não fala outros idiomas e, em geral, não há a opção de cancelamento.

entrada do Palácio Real em Madrid
O Palácio Real de Madrid é uma das atrações mais visitadas da cidade
Ficar conectado na Europa nunca foi tão fácil

Com a America Chip você tem internet 4G ilimitada durante toda a viagem. Escolha entre o chip e o eSIM e aproveite a Europa com a melhor conexão a partir de USD 40.

Ver Planos →

Melhores packs das atrações de Madrid

Uma boa ideia para aproveitar o tempo e curtir tudo que a cidade pode oferecer é comprar tours e passeios combinados. Confira alguns packs interessantes em Madrid.

Show de Flamenco ao vivo + jantar

Show de música e da dança flamencas em um lendário tablao de Madrid. O passeio custa a partir de 25€ e tem a opção de incluir jantar e bebidas. É uma boa ideia para quem quer conhecer uma das principais tradições espanholas, em um local inspirado nas torres Bermejas da Alhambra de Granada.

Ônibus hop-on hop-off para 1 ou 2 dias

O circuito hop-on hop-off em um ônibus de dois andares com vista panorâmica passa pelos principais pontos turísticos de Madrid, como o Palácio Real, pelos bairros tradicionais e até arranha-céus modernos. O passeio custa a partir de 23€.

Visita guiada ao Museu do Prado

O passeio, que inclui tour guiado ao Museu do Prado e o bilhete de entrada para o museu, custa a partir de 75€ por pessoa. É uma oportunidade de conhecer as histórias por trás das obras de um dos principais museus do mundo, como os quadros de Velázquez, Goya e El Greco.

Ingresso para o Museu interativo do Real Madrid

Ingresso para o Estádio Santiago Bernabéu, do Real Madrid, com acesso ao museu, estádio e áreas exclusivas.

É possível cancelar com até 24 horas de antecedência, com reembolso integral. A partir de 15€ por pessoa. A visa ao Santiago Bernabéu é realmente imperdível.

Bate-volta a Ávila e Segóvia com ingressos

Passeio nas cidades históricas de Segóvia e Ávila em uma viagem de um dia a partir de Madrid. O tour custa a partir de 61,60€ por pessoa e inclui, além da visita guiada aos monumentos mais emblemáticos, os ingressos para:

  • Basílica de San Vicente de Ávila;
  • Catedral de Segóvia;
  • Alcazar de Segóvia.

Walking tour de vinhos e tapas

A excursão gastronômica por Madrid visita quatro bares de tapas, alguns com mais de 100 anos de idade, com comidas e bebidas incluídas. O tour custa a partir de 80€ por pessoa e está disponível em inglês e espanhol.

Preparando sua viagem para Madrid

Antes de começar a preparar a viagem para Madrid, existem algumas dicas que podem ajudar:

Onde se hospedar?

Madrid é uma grande metrópole, com muita diversidade. Cada bairro tem a sua personalidade, o que vai além da sua posição geográfica. É possível encontrar hotéis em Madrid bem localizados em diversos bairros da cidade, com estilo e faixa de preço diferentes.

Bairro Sol

Situado no centro histórico, o bairro Sol é onde está a Puerta del Sol, quilômetro zero das estradas espanholas. Apesar de ter um valor mais caro entre as hospedagens, está próximo dos restaurantes, bares e principais pontos turísticos.

Bairro Callao e Salamanca

Fica na zona da Gran Via, sendo considerado um local muito turístico e movimentado principalmente para compras. Quem busca tranquilidade pode optar pela zona de Salamanca, mas os preços de hospedagem costumam ser bastante altos.

Las Letras e La Latina

Os bairros de La Latina e Las Letras oferecem hospedagens atraentes com preços intermediários. O bairro La Latina é boêmio, indicado para quem gosta de viver o tapeo madrileño – costume de andar de bar em bar tomando algo e provando os deliciosos aperitivos, as tapas.

O bairro de Las Letras tem esse nome porque foi a moradia de escritores famosos, como Miguel de Cervantes, autor de Dom Quixote. Além de restaurantes e barzinhos charmosos, o bairro conta com muitas livrarias, antiquários e galerias de arte.

Quando ir

O melhor período para visitar a capital espanhola é na meia estação: primavera ou outono. O inverno não é rigoroso em Madrid, não chove muito e neva muito raramente, embora os dias sejam curtos, o que atrapalha alguns passeios.

turistas em frente ao Palácio em dia de calor em Madrid
No verão as temperaturas podem chegar aos 40ºC em Madrid

Durante o verão europeu, de junho a agosto, o calor pode ser extremo em Madrid. Mesmo quem está acostumado com o verão brasileiro pode se incomodar: a temperatura costuma passar dos 40°C, o tempo é muito seco e o sol não se põe antes das nove da noite.

Quanto tempo ficar?

O ideal é ficar pelo menos três dias inteiros em Madrid, sem contar o dia da chegada e de deixar a cidade. Se puder esticar a estadia, vale a pena fazer um bate e volta de um dia para cidades como Toledo ou Ávila.

Use e abuse do transporte público

Os principais pontos turísticos são próximos de estações de metrô, por isso, vale a pena usar o sistema público de transportes em Madrid, que é eficiente e cobre grande parte da cidade e arredores.

Não esqueça o seguro viagem

O seguro viagem Madrid é obrigatório para visitar a Europa e o documento pode ser cobrado ainda no aeroporto, durante a imigração.

Uma dica para economizar na compra do seguro é comparar os valores no site do Seguros Promo. O comparador ajuda você a escolher a melhor opção de seguro, de acordo com a sua necessidade.

Compre atrações combinadas

Comprar atrações combinadas otimiza o tempo durante a viagem e ainda te ajuda a economizar uns euros, por meio dos descontos. O Get Your Guide tem várias opções de compras combinadas, com cancelamento grátis e assistência 24 horas.

Chip internacional

Para ter internet ilimitada assim que chegar na Europa, sem ter que ir atrás de comprar o cartão SIM e escolher planos, nós indicamos o chip internacional da America Chip.

O Madrid Card acabou, mas com essas dicas, você vai conseguir economizar muito na sua viagem a Madrid. Boa viagem!