Madrid: visite a cidade espanhola que respira arte e cultura

Visitar Madrid  / 

Misturando muita arte, cultura, tradição e, claro, boa gastronomia, a cidade de Madrid, capital da Espanha, tem sido destino de muitos viajantes, tanto brasileiros como de outros lugares do mundo.

Encontre o melhor pacote de férias para a Europa

Pacotes de Viagem, Circuitos, Multi Destinos, Cruzeiros.

Confira as promoções na Logitravel e garanta sua viagem dos
sonhos para a Europa.

VER OFERTAS DE FÉRIAS »

A maior cidade da Espanha, e a terceira da União Europeia, ainda é ponto de partida para outros locais no país. Com museus que oferecem algumas das maiores obras de arte do Velho Mundo e parques a céu aberto, tenha certeza que é destino certo para uma viagem especial.

Madrid: guia de visita em 1 minuto

Não há dúvidas de que vale a pena visitar a capital espanhola. Veja nosso Guia de Visita em 1 Minuto e inspire-se para começar a planejar sua viagem.

Venha conhecer um pouco mais.

Onde fica a cidade de Madrid

Localizada sobre o rio Manzanares, bem ao centro da Espanha, a cidade faz parte da Comunidade de Madrid, que compreende seu centro e uma área urbana, incluindo os subúrbios.

É, ainda, a capital do país. Em Madrid, está a sede do Governo, as Cortes e a residência oficial dos Reis da Espanha.

Sede de grande parte de empresas locais, nacionais e internacionais, Madrid tem sua fama mundial ligada à arte. Lá, estão dois dos maiores e melhores museus do mundo: o Museu Del Prado e o Reina Sofia.

Descubra nosso roteiro pela Espanha: 15 dias de paisagens, monumentos e gastronomia.

Como ir à Madrid

Como uma das grandes cidades europeias, chega-se facilmente à Madrid por voos diretos do Brasil. A principal porta de chegada é o Aeroporto de Barajas, um dos maiores da Europa e do mundo. Dele, facilmente chega-se ao centro da cidade através do metrô.

Saindo de diversas cidades brasileiras, companhias aéreas como Air Europa, Latam e Ibéria operam o trecho. Para facilitar a busca na melhor passagem, sugerimos fazer uma comparação utilizando o comparador do site Kayak.

Os viajantes terão acesso aos melhores preços, de acordo com as datas possíveis. Ainda é possível colocar alertas de passagens, para receber sempre a baixa ou o aumento dos preços.

Se estiver em outras cidades na Espanha, também é possível chegar através de trem. São duas as maiores estações dentro da cidade: Chamartín e Atocha. Veja os horários e preços no site da Renfe.

Como se locomover em Madrid

Madrid é daquelas cidades planas, feitas especialmente para quem gosta do melhor meio de locomoção nas férias: a caminhada. Porém, também é muito bem servida de transporte público, para distâncias maiores.

Metrô

O metrô de Madrid é um dos melhores meios para se transportar. O mais rápido e eficaz transporte da cidade conta com 13 linhas convencionais, com 301 estações, além de 3 linhas de metrô ligeiro.

Como um bonde, ele conecta o centro às zonas periféricas.

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

Ônibus

São mais de 10 mil pontos de ônibus em Madrid, o que significa que dá para rodar bastante a cidade utilizando esse meio de transporte. O horário de funcionamento vai das 6 h da manhã até 23h30.

À noite, funcionam as linhas noturnas, que vão desde 23h55 até 5h50, aproximadamente.

Outros meios de transporte em Madrid

Além de táxi, bicicletas e caminhar, sempre, se preferir os ônibus de turismo, Madrid oferece o modelo Hop-On Hop-Off, que você pode conferir em nosso artigo especial.

É possível adquirir os bilhetes para o ônibus turístico em Madrid, para 1 ou 2 dias, para 2 circuitos diferentes, que passam nos principais pontos turísticos da cidade. Custa a partir de 22€, por pessoa.

Conheça mais a história da cidade

Madrid já foi muçulmana. Pelos idos de 852 a 886, o emir Muhammad I mandou construir uma fortaleza às margens do rio Manzanares.

Neste local, hoje é possível conhecer o Palácio Real, construído estrategicamente com o objetivo de vigiar os passos de ataque surpresa contra os reinos cristãos do norte.

Todavia, a importância da cidade só surgiu bem depois, quando o rei Felipe II transferiu a corte para lá, em 1561. Foi por causa disso que Madrid tomou dimensões urbanísticas, crescendo tanto em tamanho como em número de habitantes.

A instalação da corte na cidade fez com que ela também se tornasse um local de alta vida artística e literária na Espanha, atraindo artistas locais e estrangeiros. Datam dessa época a construção de alguns locais de destaque, como a famosa Plaza Mayor.

Passou por guerras, como a da Sucessão e a Guerra Civil da Espanha, motins, como o de Esquilache, em 1766, e o Aranjuez, em 1808, onde as classes populares se revoltaram contra o governo. Já em meados de 1939, se viu em volta a uma ditadura, ao final da guerra civil espanhola, e o país ficou sob a liderança de Francisco Franco, até 1975.

A modernização veio depois da Segunda Guerra Mundial, e Madrid tornou-se uma das cidades mais importantes da Europa, com mais de seis milhões de habitantes.

Puerta Del Sol Madrid

Confira nosso guia de turismo na Espanha e saiba o que visitar no país.

Lista de 10 passeios que devem estar no seu roteiro em Madrid

Se você gosta de arte, cultura e boas histórias, Madrid é a viagem certa. Museus, parques, praças cheias de vida, bares e restaurantes, dão o tom para que a capital espanhola seja um dos destinos mais encantadores da Europa.

Veja 10 atrações em Madrid que não podem faltar na sua ida para lá.

1. Puerta del Sol

Uma das praças mais famosas de Madrid, a Puerta del Sol é quase que o coração da cidade. Foi nela que a segunda república foi proclamada, em 1931. É aqui que você já encontrará três símbolos conhecidos madrilenhos.

O primeiro é Estátua do Urso e do Medronheiro, bem na entrada da Calle Alcalá. Existe desde 1967 e se tornou um dos pontos de encontro da cidade.

O segundo é o Relógio da Casa dos Correios, que emite as badaladas de fim de ano desde 1962. O terceiro símbolo é o Quilômetro Zero, ponto onde começam as estradas radiais espanholas.

Faça uma excursão a pé guiada em Madrid, de 3 horas, com saída na Puerta del Sol e conheça mais sobre a história da cidade.

Localização: Puerta del Sol
Como chegar: Metrô: Sol, linhas 1, 2 e 3
Horário: todos os dias, 24 horas
Ingresso: gratuito

2. Plaza Mayor

Próximo à Puerta de Sol, o outro coração de Madrid é a Plaza Mayor. Com 129 metros de comprimento e 94 metros de largura, ali estão outros pontos da cidade.

Entre eles, estão a Estátua de Felipe III, o Arco de Cuteleiros e a Casa da Padaria, o edifício mais importante a ser construído na cidade.

No natal, a Plaza Mayor de Madrid fica cheia de barraquinhas natalinas. Ao redor, restaurantes, bares e cafés fazem uma gostosa combinação com o passeio.

Localização: Plaza Mayor
Como chegar: Metrô: Sol, linhas 1, 2 e 3
Horário: todos os dias, 24 horas
Ingresso: gratuito

3. Museu do Prado

O mais conhecido museu de Madrid, e um dos mais importantes do mundo, o Museu do Prado é visita obrigatória para quem gosta de arte. Inaugurado em 18919, ele guarda coleções de pinturas dos séculos XVI a XIX.

Entre os renomados pintores com obras expostas no Museu Del Prado estão: Velázquez, El Greco, Rubens, Hieronymus, Bosch e Goya. Gaste alguns minutos apreciando um dos quadros mais famosos do mundo: As Meninas, de Velázquez. É imperdível.

As filas para entrada costumam ser longas. Por isso, adquira o Ingresso Museu do Prado sem fila. A partir de 15,50€, por pessoa.

Localização: Calle de Ruiz de Alarcon, 23, 28014 Madrid
Como chegar: Metrô: Banco de Espanha, linha 2, Atocha, linha 1. Ônibus: 9, 10, 14, 19, 27, 34, 37 e 45
Horário:
De segunda a sábado: das 10h às 20h
Domingos e feriados: das 10h às 19h
Ingresso:
Adultos: 15€
Entrada geral + exemplar do Guia do Prado: 24€
Entrada reduzida: 7,50€
Gratuito: menores de 18 anos, estudantes até 25 anos
A entrada inclui o acesso à coleção e às exposições temporárias

museus de madrid prado

Veja mais dicas de ingressos para o Museu do Prado.

4. Gran Vía

A avenida mais conhecida de Madrid. Hoje chamada de Gran Vía, já teve outros nomes ao longo da história da cidade, como Avenida de Rússia e Avenida de Quinze.

Seu projeto de construção durou várias décadas até, finalmente, ser finalizada em 1929. Nela estão restaurantes, bares, muitos hotéis, lojas da moda e cinemas. Fica bem próximo à Puerta del Sol.

Localização: Gran Vía
Como chegar: Metrô: Gran Vía, linhas 1 e 5; Callao, linhas 3 e 5
Horário: todos os dias, 24 horas
Ingresso: gratuito

5. Plaza de Cibeles

A praça e, principalmente, o monumento junto à fonte de mesmo nome, está situada bem ao centro da cidade e você certamente vai vê-la durante o passeio. Fica entre o cruzamento do Paseo del Prado e da Calle Alcalá.

Ao seu redor, estão alguns dos edifícios mais representativos da cidade, construídos entre o final do século XVIII e início do século XX. São eles: o Palácio de Cibeles, o Palácio de Buenavista, o Banco de Espanha e o Palácio de Linares.

Mas o mais especial é a Fonte de Cibeles. Desenhada pelo arquiteto Ventura Rodríguez em 1782, ela representa a deusa Cibeles sobre uma carroça puxada por leões. É outro dos símbolos de Madrid e lugar de celebrações.

Localização: Plaza de Cibeles
Como chegar: Metrô: Banco de España, linha 2. Ônibus: linhas 1, 2, 9, 10, 15, 20, 34, 51, 52, 53, 74, 146, 202 e 203
Horário: todos os dias, 24 horas
Ingresso: gratuito

6. Museu Reina Sofia

Você certamente já ouviu falar no enorme quadro Guernica, de Picasso. Pois é aqui que ele está: no Museu Reina Sofia. Além dele, estão obras de outros pintores espanhóis como Salvador Dalí e Joan Miró.

A coleção do Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia dá seguimento aos do Museu Del Prado, com obras produzidas a partir de 1881.

Se for visitar mais de dois museus, veja o Bilhete Madrid Art Walk, com os 3 principais da cidade: Museus Prado, Reina Sofia e Thyssen. A partir de 30,40€, por pessoa.

Também é possível fazer um Tour Particular no Museu Reina Sofia, com um guia especialista em história da arte.

Localização: Calle de Santa Isabel, 52, 28012 Madrid
Como chegar: Metrô: Atocha, linha 1
Horário:
Segundas, quartas, quintas, sextas e sábados: das 10h às 21h
Domingos: das 10h às 19h (a partir das 14h15, apenas a Coleção 1 está aberta)
Fechado: às terças e nos dias 1 e 6 de janeiro, 2 e 16 de maio, 9 de novembro, 24, 25 e 31 de dezembro
Ingresso:
Entrada geral: 10€
Estudantes, carnê jovem, menores de 18 anos e maiores de 65 anos: entrada gratuita
Entrada gratuita:
Segundas, das 19h às 21h
De quinta a sábado, das 19h às 21h
Domingos, das 13h30 às 19h

7. Palácio Real de Madrid

Se você gosta de conhecer como viviam as famílias reais em outros tempos, separe um tempinho para ir ao Palácio Real de Madrid.

Ele hoje é utilizado apenas para recepções, cerimônias e atos oficiais, mas já foi residência da monarquia. Os atuais reis da Espanha moram, hoje, no Palácio da Zarzuela.

O Palácio Real começou a ser construído em 1738 e só ficou pronto 17 anos depois. A visita inclui ver os salões oficiais, o Arsenal Real e a Farmácia Real.

Você ainda pode ver a Troca da Guarda, todas as quartas-feiras, de outubro a julho, às 11 horas da manhã. Faça uma visita guiada ao Palácio Real e conheça todos os detalhes da atração. A partir de 35€, por pessoa.

Se preferir, escolha o ingresso para Palácio Real com acesso antecipado e sem fila.

Localização: Calle de Bailén, s/n, 28071 Madrid
Como chegar: Metrô: Ópera, linhas 2 e 5. Ônibus: 3, 25, 39 e 148
Horário:
Outubro a março: diariamente, das 10h às 18h
Abril a setembro: diariamente, das 10h às 20h
Ingresso:
Adultos: 11€. (Visita guiada 14€)
Estudantes, carnê jovem, maiores de 65 anos e menores de 16 anos: 6€
Excursão e Acesso Sem Fila Palácio Real de Madrid: 39€

Parque El Retiro Madrid

Também vale a pena conhecer o Templo de Debod em Madrid.

8. Parque El Retiro

O Parque El Retiro é o mais importante de Madrid e não é difícil adivinhar por quê. Com o nome de Parque del Buen Retiro, ele é muito bonito, grande, e cheio de passeios e atividades.

É o lugar mais procurado em dias de sol. Com um lago artificial dentro do parque, é possível alugar barquinhos com remos e fazer passeios, aproveitando o bom clima.

Lá dentro, ainda estão o Monumento a Alfonso XII, o Passeio das Estátuas, com diversos reis da Espanha, e o Palácio de Cristal.

E um ótimo passeio para crianças. Ou para um Tour de Segway no Parque do Retiro, que ainda inclui o centro da cidade. A partir de 24,96€ por pessoa.

Localização: Plaza de la Independencia, 7, 28001 Madrid
Como chegar: Metrô: Retiro, linha 2. Ônibus: linhas 1, 2, 15, 19, 20, 26, 28, 51, 52, 61, 63, 68, 74 e 146
Horário:
Outubro a março: diariamente, das 6h às 22h
Abril a setembro: diariamente, das 6h às 24h

9. Museu Thyssen-Bornemisza

O terceiro da tríade de museus mais importantes de Madrid, o Museu Thyssen-Bornemisza complementa as coleções dos outros dois: Prado e Reina Sofia.

Sua coleção é formada por cerca de 1000 obras, ao longo de 3 andares. Foi comprada da família que dá nome ao local, em julho de 1993.

O edifício é uma obra a parte: fica localizado no Palácio de Villahermosa, construído no século XVIII. Entre os artistas expostos, estão Van Eyck, Van Gogh, Caravaggio e Edvard Munch.

Ele fica bem próximo do Museu do Prado e pode ser uma boa dobradinha se você quiser passar o dia entre museus. Compre os ingressos antecipados para o Museu Thyssen-Bornemisza. A partir de 13€, por pessoa.

Localização: Paseo del Prado, 8, 28014 Madrid
Como chegar: Metrô: Banco de España, linha 2
Horário:
Segundas: das 12h às 16h
De terça a domingo: das 10h às 19h
Ingresso:
Adultos: 13€
Maiores de 65 anos e estudantes: 9€
Menores de 12 anos e desempregados: entrada gratuita
Segunda das 12h às 16h: entrada gratuita

10. Puerta de Alcalá

Outro dos grandes monumentos representativos de Madrid. Fica bem no início da Calle Alcalá, na Plaza de la Independencia. Próximo à Plaza de Cibeles e ao Parque El Retiro.

A Puerta de Alcalá foi inaugurada em 1778 pelo arquiteto italiano Francesco Sabatini. Seu nome se dá por conta de sua origem: a Alcalá foi uma das cinco portas que davam acesso à Vila de Madrid, tornando-se praça em 1889.

Localização: Plaza de la Independencia, s/n, 28001 Madrid
Como chegar: Metrô: Retiro, linha 2
Horário: todos os dias, 24 horas
Ingresso: gratuito

Plaza Mayor Madrid

E se gostar de futebol, saiba mais sobre o Estádio do Atlético de Madrid e sobre o Santiago Bernabéu.

Mini roteiro de Madrid: o que fazer em 2 dias

Passar apenas dois dias em Madrid é pouco: a cidade oferece muitas atrações e vale a pena passar mais tempo. Porém, se isso for o possível para você, veja um mini-roteiro de 2 dias na cidade e aproveite o melhor que ela oferece.

Primeiro dia em Madrid

Comece sua jornada por Madrid no quilômetro zero, na Puerta Del Sol, e ainda admire um dos grandes símbolos da cidade: o Urso. Siga pela Calle Arenal, passe pelo Teatro Real e chegue ao imponente Palácio Real. Faça uma visita, guiada ou por conta própria nesse monumento.

Na saída, você ainda irá passar pela Catedral da Almudena, bem em frente ao Palácio. Siga pela Calle Mayor e chegue à Plaza Mayor. Já será tarde. Aproveite para apreciar a gastronomia madrilenha com um bom vinho e tapas.

À noite, aproveite para passear pela Gran Via, com boa programação noturna. Não deixe de ver um belo show de flamenco, típica música e dança espanholas. Você pode fazer um passeio com Show de Flamenco ao Vivo e Opções de Comida e Bebida.

Segundo dia em Madrid

Dedique o segundo dia para a arte. Vá direto para a Plaza de Cibeles e veja a fonte, mais um dos símbolos representativos de Madrid.

Continue caminhando pelo Paseo Del Prado, até chegar ao Museu do Prado, o mais importante da cidade. Nossa sugestão é que, mesmo passando pouco tempo, você entre no Museu e aprecie as principais obras.

Na saída, vá ao Parque El Retiro e, no caminho, veja a Puerta de Alcalá. Basta caminhar pelo Paseo del Prado. A Puerta fica logo depois da Plaza de Cibeles e ao lado do parque.

Para terminar o dia, escolha ir à mais um museu. Recomendamos o Reina Sofia, pois a obra Guernica, de Picasso, é imperdível em uma viagem à Madrid.

Conheça os melhores museus de Madrid.

Quando ir à Madrid?

Apesar de fazer bastante frio no inverno, não chega a temperaturas tão baixas como outras capitais europeias, tipo Paris e Londres. Os meses mais chuvosos são abril, maio, novembro e dezembro.

O verão é a época em que a cidade está mais cheia e agitada. A partir de junho, os termômetros começam a subir, chegando a 30ºC, ou mais. A melhor época para ir à cidade, portanto, seria nas meias estações, primavera e outono.

Maio e junho são os melhores meses, para quem prefere o calor. E outubro e novembro para quem está mais para o frio.

Se você gosta de aventura e diversão, coloque o Parque Warner Madrid em sua lista de atrações a visitar.

Quanto custa uma viagem para Madrid?

São muitas as atrações abertas na cidade. Isso já diminui bastante o valor de uma viagem para Madrid, pois ela foi feita para caminhar e apreciar.

No entanto, por ser uma capital europeia, tendo o Euro como moeda, acaba saindo um pouco mais caro para brasileiros.

Vamos ver quanto custa uma viagem para Madrid nos principais itens:

Passagens aéreas

Como já avisamos, algumas companhias aéreas fazem voos direto, saindo do Brasil para Madrid. Outras opções com escala também são possíveis.

Para ver o custo, fizemos uma simulação, utilizando a área de voos do site Kayak. Colocamos o mês de maio de 2020 como previsão: ótimo mês para conhecer a cidade e ainda é baixa temporada na Europa.

Saindo de São Paulo a passagem mais barata, sem escalas, com ida e volta via Air Europa, com escala em Madrid, sai por R$3.459. Se não tiver problemas em fazer escala, a Royal Maroc tem um voo mais barato, por R$ 2.900, fazendo escala em Casablanca.

Confira mais dicas de como comprar diversos trechos em nosso artigo de passagens aéreas na Kayak.

Seguro Viagem

Você sabia que a Espanha faz parte do Tratado de Schengen? Isso quer dizer que para entrar em Madrid, é obrigatório ter um seguro viagem em mãos, com cobertura mínima de 30 mil euros.

Em uma simulação de custos, utilizamos o nosso comparador seguro viagem, uma parceria com o Portal Seguros Promo. É possível encontrar planos de seguro viagem para Espanha com valores desde R$12 a R$60, por dia.

Hospedagem

Encontre hospedagem em Madrid de todos os preços, desde o super luxo a partir de 400 euros, até hostel bem localizado por 50 euros. Confira preços de hospedagem na área de hotéis do site Kayak.

Alimentação de rua

A alimentação de rua em Madrid tem preços variados. Depende se você vai comer um prato mesmo ou tapas, por exemplo. Muitos restaurantes oferecem o menu do dia, que inclui: entrada, prato principal e sobremesa. Algumas vezes, ainda inclui o cafezinho e uma taça de vinho.

Veja uma média de valores dos principais itens em restaurantes da cidade:

Alimentação de rua Preço
Cerveja (570ml) 3€
Almoço em restaurante barato 11€
Refeição para 2 pessoas, em restaurante mediano, com 3 pratos 40€
Cappuccino 1,78€
Água 1,37€

Supermercado

Se quiser economizar em sua viagem, compre itens básicos no supermercado. Vale a pena para algumas coisas. Veja o preço médio de alguns produtos:

Item Preço
Garrafa de vinho 6€
Água (garrafa de 1,5 litro) 0,62€
Sanduíche de frango 6,39€
Cerveja local 0,89€

Transporte

Para utilizar os transportes públicos da cidade, é preciso adquirir o cartão Multi. Ele é recarregável e custa 2,50€. Valem para ônibus e metrô. As passagens custam:

  • Simples: 1,50€;
  • 10 viagens: 12,20€;
  • Com destino ao aeroporto: 4,50€.

Se preferir, compre o cartão turístico de transportes da cidade. Ele pode ser utilizado de 1 a 7 dias, e o valor varia pela quantidade de tempo que você irá usar. O de 1 dia, para circular na Zona A, custa 8,40€. O de 7 dias, para a mesma zona, custa 35,40€.

Por ser de uso ilimitado, se for fazer o nosso roteiro de 2 dias, sugerimos que você adquira o cartão turístico de 2 dias: 14,20€ (Zona A) ou 28,40€ (Zona T).

Atrações

Caso decida ir nas atrações que sugerimos em nosso mini-roteiro de 2 dias, o valor médio para um adulto, com entradas simples, sairia por 36€.

Uma outra sugestão é o Cartão iVenture Madrid. Ele dá acesso a museus, excursões, tours e shows na cidade. Você escolhe de 3 a 5 atividades, em uma lista de 27 atrações. Custa a partir de 78€, por pessoa.

Se estiver em Madrid num domingo, não deixe de visitar El Rastro, um mercado de rua imperdível.

Onde ficar em Madrid?

Para aproveitar bem a sua estadia na cidade, o ideal é ficar pelo centro. Assim, é possível ir caminhando para diversas atrações. Busque hospedagem próximo a localizações como Puerta del Sol, Plaza Mayor, Gran Via e El Retiro.

O bairro de Malasaña está no centro e costuma ser uma região animada, com hospedagem para todos os tipos de preço.

Outros bairros interessantes são: o La Latina, com muitos bares nos arredores, e o Barrio de las Letras, um pouco mais afastado de metrô. Chueca é conhecido como o bairro LGBT da cidade e, por isso, se você busca agitação do tipo, é uma ótima zona para se hospedar.

Veja uma lista de hotéis bem localizados em Madrid e mais algumas sugestões aqui:

Hotel Categoria Estrelas Localização Preço médio
Hotel Villa Magna Luxo (melhor hotel) 5 estrelas Castellana (Próximo ao Parque El Retiro) 457€
Only YOU Boutique Hotel Madrid Melhor custo benefício 4 estrelas Plaza de Cibeles / Centro 185€
7 Islas Hotel Mais barato 2 estrelas Centro de Madrid 64€
Hostal Ana Belen Hostel 2 estrelas Centro de Madrid 90€
Thc Gran Via Hostel Pousada 1 estrela Centro de Madrid 58€

Onde comer?

Vá preparado, pois comer é uma das melhores coisas a se fazer em Madrid. A gastronomia madrilenha mistura os pratos de diversos lugares da Espanha.

Em primeiro lugar, aproveite as tapas: são pequenas porções de comida, que podem vir acompanhadas de bebidas como cerveja e vinho. Ou, você pode ir pedindo a parte para provar os diversos tipos.

Se quiser ajuda de especialista, faça a Excursão a Pé em Madrid com Degustação de Tapas: uma jornada por restaurantes da cidade, para conhecer a culinária espanhola, além da origem das tapas e como elas são feitas. A partir de 20€, por pessoa.

Dentre outros pratos típicos da cidade, prove: o Cocido Madrileño, uma sopa de grão de bico e carne, as tortilhas e o gazpacho, uma sopa de tomate, servida gelada.

Veja onde provar isso e muito mais:

Saiba mais sobre o Mercado San Miguel.

Planejando sua viagem para Madrid

Você já sabe que para entrar em Madrid é obrigatório estar com um seguro viagem em mãos. Recomendamos que você confira os valores no comparador de seguro viagem do Euro Dicas Turismo e escolha as melhores opções de seguro para a sua necessidade.

Ganhe desconto. Para pagar menos 10% do valor do seu seguro viagem, insira o nosso cupom de desconto EURODICASTURISMO (para ganhar 5% de desconto) na hora do pagamento e pague por boleto bancário (para ganhar mais 5%).

Confira mais dicas em nosso artigo sobre como preparar viagem para Espanha. Boa viagem!

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autor

Denise Mustafa é jornalista, fotógrafa e especializada em conteúdo e gerenciamento de marcas. Já passou uma temporada em Portugal, viajou bastante por aí e, agora vivendo no Brasil, escreve para grandes sites brasileiros de viagem, sempre à frente da sua Travessia Conteúdo & Branding, atravessando oceanos e contando suas experiências para outros viajantes.