Palácio Ducal: planeje a visita ao maior símbolo de Veneza

Visitar Veneza  / 

Cidade dos românticos e apaixonados, conhecer Veneza é sonho de muita gente. Repleta de atrações, um dos maiores símbolos da cidade – se não o maior – é o Palácio Ducal, também conhecido como Palácio do Doge.

Encontre o melhor pacote de férias para a Europa

Pacotes de Viagem, Circuitos, Multi Destinos, Cruzeiros.

Confira as promoções na Logitravel e garanta sua viagem dos
sonhos para a Europa.

VER OFERTAS DE FÉRIAS »

Considerado uma verdadeira obra-prima da arquitetura gótica veneziana, hoje você vai conhecer mais sobre o Palácio Ducal, que com certeza fará parte da sua lista de coisas a fazer em Veneza.

Informações sobre o Palácio Ducal

Endereço: Piazza San Marco, número 1, Veneza

Como chegar: Vaporetto: 1, 2 ou N, no Terminal de Balsas San Zaccaria ou San Marco

Horário de funcionamento: das 8h30 às 19h, no verão, e até 17h30, no inverno

Ingressos: inteiro: 25€; reduzido: 13€ (crianças até 14 anos, estudantes até 25 anos e pessoas de mais de 65 anos) [Compre online]

História do Palácio Ducal

Visitar Veneza sem conhecer o grandioso Palácio Ducal é como visitar Paris e não conhecer a Torre Eiffel.

Com uma história tão incrível quanto sua arquitetura, ele começou como um castelo fortificado, no século IX. Depois de um incêndio, acabou sendo transformado em fortaleza e prisão e, com o passar dos quase mil anos de sua existência, o Palácio Ducal foi residência de mais de 120 doges.

Quem eram os doges?

Nos primeiros anos da República, o sistema político de Veneza era autocrata, sendo que o ‘Doge’ (do latim dux, “chefe”) era o símbolo máximo do poder, o representante absoluto da República de Veneza.

Seus atributos, mais simbólicos do que efetivamente políticos, eram a herança do Império Bizantino. Foi somente com a invasão de Napoleão Bonaparte, em 1797, que o último doge, Ludovioco Manin, abdicou.

O que encontrar lá dentro?

Além de abrigar quadros famosos dos principais pintores italianos, como Tiziano, Tintoretto e Bellini, o Palácio Ducal combina elementos bizantinos, góticos e renascentistas, sendo um verdadeiro paraíso para quem gosta de arquitetura e história da arte.

Pálacio Ducal no verão

Cidades italianas mais bonitas: conheça o nosso top 10.

O que ver no Palácio Ducal

Reserve no mínimo duas horas para conhecer o Palácio. Não basta dizer que foi, a melhor parte da visita é mergulhar em todas as obras de arte espalhadas pelo museu e conhecer a história daquele lugar. Não deixe de pesquisar antes de ir, assim será mais fácil de compreender tudo que você irá encontrar por lá.

No Palácio Ducal, é possível entrar nas salas onde os doges residiam, assim como as salas de votações, o depósito de armas, os pátios e a icônica prisão.

O suntuoso ‘Apartamento do Duque’ impressiona pelas tapeçarias e obras de arte, assim como a Sala do Maggior Consiglio, uma das mais famosas. É nela que está a obra “O Paraíso”, o maior quadro do mundo, feito pelo artista italiano Tintoretto.

A sala das armas é uma verdadeira aula de história das guerras, com armas de todos os tipos e tamanhos. A visita termina na prisão, um ambiente pouco acolhedor, mas também impressionante.

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

O ponto alto é quando atravessamos a famosa Ponte dos Suspiros, construída em estilo barroco no século XVII, que dá acesso aos calabouços do palácio.

Grande Canal de Veneza: saiba como visitar e quanto custam os passeios.

Onde fica o Palácio Ducal

Sede do governo e do tribunal, o Palácio Ducal está localizado bem no centro de Veneza, mais especificamente na Piazza San Marco, próximo ao cais.

O endereço não poderia ser mais simples: Piazza San Marco, número 1.

Conheça as Ilhas de Veneza: três paraísos incríveis para visitar.

Como chegar no Palácio Ducal

Veneza é uma cidade tão pequena, que conseguimos atravessar de uma ponta a outra em apenas meia hora. No entanto, se você estiver hospedado mais distante ou simplesmente quiser experimentar o transporte público, você pode pegar o famoso Vaporetto, o ônibus aquático de Veneza.

Também existem os Traghettos, as gôndolas usadas para atravessar o canal nas áreas onde não existem pontes.

Isto sem falar nas gôndolas, que hoje funcionam muito mais como um passeio turístico do que meio de transporte. Veja como fazer um passeio de gôndola na cidade.

Diante destas opções, se você não quiser ir a pé, a melhor – diga-se mais barata e prática – maneira de chegar ao Palácio Ducal é de Vaporetto. Basta pegar o San Zaccaria ou San Marco, nas linhas 1, 2, 41, 42, 51, 52, N e LN.

Ingressos para o Palácio Ducal

Veneza é uma das cidades que mais recebe turistas no mundo e, visto que o Palácio Ducal é uma das atrações mais visitadas, não deixe de comprar seu ingresso antes. Além de permitir um melhor planejamento da viagem, você irá economizar um tempo precioso de fila.

Os ingressos podem ser comprados no site oficial do Palazzo Ducale e custam 25€. Não se esqueça da regra, válida em praticamente toda Europa, que crianças até 14 anos, estudantes até 25 anos e pessoas de mais de 65 anos pagam tarifa reduzida, que no caso do Palácio Ducal é de 13€. Residentes de Veneza têm entrada gratuita.

No entanto, se você estiver viajando na alta temporada e não quiser enfrentar as possíveis longas filas, fique sabendo que o bilhete especial do Get Your Guide permite entrar sem pegar fila. Isto por um valor adicional de 3€. Os ingressos incluem audioguia.

Também é possível pagar um valor adicional de 3€ (quando os ingressos são comprados no site oficial) e fazer a visita com itinerários secretos. Através dela, você poderá conhecer lugares que os visitantes comuns não têm acesso.

Horário de funcionamento

De abril a outubro:

  • De domingo a quinta: das 8h30 às 9h;
  • Sextas e sábados: das 8h30 às 11h.

De novembro a março:

  • Todos os dias, das 8h30 às 19h.

Curiosidades sobre o Palácio Ducal

É lá que está localizada a Bocca di Leone, uma espécie de caixa de correio com cara de leão, outro símbolo importante da cidade. Antigamente, era lá onde as pessoas denunciavam as práticas ilegais dos cidadãos.

vista para Palácio Ducal

A Ponte dos Suspiros, que dá acesso aos calabouços do Palácio, recebeu este nome porque faz uma referência aos milhares de suspiros das pessoas que a atravessavam, sem saber se um dia voltariam para lá.

Hotéis em Veneza: saiba onde se hospedar na bela cidade italiana.

O que ver por perto

Próximo ao Palácio Ducal está a famosa e única praça de Veneza, a Piazza San Marco ou Praça de São Marcos. Uma das praças mais belas do mundo, Napoleão Bonaparte disse que ela era “O salão mais bonito da Europa”.

Bastante próximo também está o Campanile de San Marcos, que é o campanário da Basílica de São Marcos, o edifício mais alto da cidade, que oferece uma das vistas mais belas da romântica cidade.

Isto sem falar no Museu Cívico Correr, o mais importante de Veneza, que abriga a biblioteca nacional, o museu arqueológico e importantes coleções de pintura, escultura, mobiliário e até mesmo instrumentos navais.

Prepare a sua viagem

Você sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa? Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino.

Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem, com nosso comparador de seguro viagem.

Veja quanto custa viajar para Veneza em nosso artigo e planeje sua viagem.

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
COMPARTILHE
Autor

Gabriela é brasileira, jornalista e vive na França, onde faz mestrado em comunicação. Apaixonada pelo país desde sempre, foi na França que ela se encontrou e aproveita este espaço para dar dicas e contar histórias e curiosidades sobre este país que vive no imaginário de muita gente. Com um gosto particular por cultura e viagens, ela é nômade digital e nunca mais pretende deixar de ser.