Basílica de São Marcos: veja porque vale a pena conhecer

Visitar Veneza  / 

A Basílica de São Marcos é o templo religioso mais importante de Veneza e recebe visitantes do mundo inteiro interessados não só pelo seu aspecto religioso, mas também por suas referências culturais. Enquanto templo religioso de uma cidade mercantil, tudo no monumento contribui para entender um pouco mais da sua história.

Encontre o melhor pacote de férias para a Europa

Pacotes de Viagem, Circuitos, Multi Destinos, Cruzeiros.

Confira as promoções na Logitravel e garanta sua viagem dos
sonhos para a Europa.

VER OFERTAS DE FÉRIAS »

Conheça tudo sobre a Basílica de São Marcos e visite-a durante sua viagem para Veneza.

Ponto turístico de Veneza

Visitar a Basílica e o seu interior é um programa obrigatório para o turista em Veneza? Bom, em se tratando de turismo e passeio, nada é obrigatório, uma vez que os interesses são sempre diversos.

No entanto, a Basílica de São Marcos fica situada na Praça São Marcos, um programa qualificado como imperdível na categoria do turismo em Veneza, não só pelo apelo fotográfico de ter sido cenário para filmes e novelas, como também pelos outros monumentos históricos ao redor.

A Basílica de São Marcos

A Basílica de São Marcos começou a ser construída em 828 com a finalidade de abrigar o corpo de São Marcos, que foi transportado de Alexandria, e inicialmente seria apenas uma extensão do Palácio Ducal. Sua construção teve a primeira versão finalizada em 1063 e em 1087 foi consagrada como catedral da cidade de Veneza.

O estilo arquitetônico da Basílica é o bizantino, mas isso não significa que ela não tenha sofrido algumas modificações e reformas ao longo do tempo. A planta arquitetônica é composta por uma grande cúpula central seguida de quatro cúpulas menores, todas juntas compõe a forma de uma cruz grega.

Lugares para conhecer na Itália: lista com 5 lugares imperdíveis.

basilica sao marcos veneza

O que ver na Basílica

Os mosaicos no interior da Basílica de São Marcos costumam fazer a visita valer a pena. Eles são feitos com vidro e pão de ouro, e retratam cenas do antigo testamento recriadas por artistas como Tintoretto, Tiziano, Tiepolo e Veronese. Bem no centro, no altar, é onde se encontra o corpo de São Marcos.

O chão também é composto por mosaicos, e apesar de uma grande parte estar coberta por questões de preservação e segurança, o que é possível espreitar vale a pena o olhar mais atento.

Riqueza à vista na Igreja de São Marcos

Ao lado direito da entrada fica exposto o tesouro paroquial, levado para Veneza após os saques a Constantinopla. Entre cálices litúrgicos, peças em mármore e paternas de pedra dura, é possível ter dimensão da riqueza de outros tempos.

Até aqui a visita é gratuita e demora cerca de 10 minutos. A partir deste ponto, é preciso comprar ingressos. Para os mais curiosos os ingressos podem valer a pena, pois dão acesso a Pala d’Oro e ao Museu de São Marcos.

A Pala d’Oro fica localizado atrás do altar principal da Basílica de São Marcos e é considerada uma obra-prima da ourivesaria. Uma escultura de mais de dois metros de altura toda composta de ouro e pedras preciosas.

O Museu de São Marcos é com certeza uma das principais atrações para quem visita a Basílica. Talvez a mais importante de todas, a visita ao museu permite ver de perto os tetos e os mosaicos da construção e permite ainda contemplar a praça São Marcos de cima, com uma bela vista do terraço.

No entanto, um dos principais motivos para conhecer o museu costuma ser as esculturas originais dos cavalos de São Marcos. Constituída por quatro peças de bronze banhadas a ouro, as peças também são espólios das cruzadas e foram levadas de Constantinopla para a Basílica de São Marcos.

Conheça as cidades da Itália mais visitadas pelos turistas.

Como chegar à Basílica de São Marcos

A partir da Piazzale Roma

É possível chegar até a praça São Marcos usando os vaporettos, os ônibus aquáticos que fazem o transporte pela cidade. As linhas são as: 1, 51 ou 2. A pé, a partir do mesmo ponto, a caminhada dura cerca de 40 minutos e vale a pena se perder pelos ruas estreitas e canais de Veneza.

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

A partir da estação de trem Santa Lucia

Pode-se pegar um Vaporetto, linhas 1, 51 ou 2. A pé, o percurso tem duração de aproximadamente 45 minutos.É possível também pegar um táxi-aquático. O preço da corrida vai depender da sua localização, mas a viagem não dura mais do que 20 minutos.

Carnaval de Veneza: dicas para curtir a festa de máscaras mais famosa.

Ingressos para a Basílica de São Marcos

Apesar dos horários de funcionamento da Basílica de São Marcos variarem nas épocas alta e baixa, os valores dos ingressos são fixos o ano todo. Algumas datas têm o horário de funcionamento reduzido e dá para fazer a consulta no próprio site da Basílica.

Importante dizer que os ingressos podem ser comprados online e isso é altamente recomendado para ajudar a evitar as enormes filas que ser formam principalmente na época alta do turismo.

  • Basílica de São Marcos: entrada gratuita;
  • Museu de São Marcos: 5 euros;
  • Pala d’Oro: 2 euros;
  • Tesouros: 3 euros.

Existem empresas, como a Get Your Guide, que fazem pacotes com ingressos de várias atrações e, no caso da Basílica de São Marcos, também oferecem ingressos com visita guiada a preços super especiais. Vale a pena para quem gosta de conhecer com calma e aprender um pouco mais.

Pontos turísticos da Itália: saiba quais são os principais locais a visitar.

o que ver na basilica

Informações importantes

Para planejar a sua visita e não ter o passeio frustrado, vale a pena levar alguns fatores em consideração.

Cuidado com a roupa que escolhe: a Basílica de São Marcos é um local religioso, por isso, é importante ter em mente algum decoro na hora de escolher o que vestir. Peças muito decotadas, curtas ou transparentes devem ser evitadas, assim como chinelos e sapatos que façam muito barulho, como saltos.

Malas e mochilas: não é permitida a entrada com mochilas e malas. Na Ateneo San Basso, no lado norte da Basílica, existe um lugar onde o visitante pode guardar a bagagem.

É proibido filmar e fotografar dentro da Basílica.

Atenção ao comportamento: falar alto não é permitido, para visitas guiadas é recomendado o uso de fones de ouvido.

EuroTrip: saiba o que é, como organizar e quanto custa.

O que ver por perto da Basílica de São Marcos

O entorno da Basílica possui várias atrações interessantes que podem facilmente compor um dia de turismo e passeio bem agradáveis. São monumentos, museus, torres e espaços históricos:

  • Torre do Campanário;
  • Torre do Relógio;
  • Palácio Ducal;
  • Prisão e Ponte do Último Suspiro;
  • Museu Correr;
  • Museu Arqueológico;
  • Biblioteca Nacional Marciana.

Não deixe de fazer o passeio de Gôndola em Veneza.

Curiosidades sobre a Basílica de São Marcos

1. O chão da Basílica é torto: cuidado ao caminhar lá dentro! Como o chão da cidade é muito úmido, o piso sofreu alguns desgastes e alterações ao longo do tempo. Se olharmos com atenção, é possível notar o relevo em alguns pontos;

2. Os cavalos roubados: os quatro cavalos que ficam sob o pórtico da Basílica de São Marcos, na parte externa, são uma representação dos cavalos de Constantino. Foram roubadas de Constantinopla no século XIII e depois roubados por Napoleão no final do século XVIII. Os cavalos só foram devolvidos para a Itália quase vinte anos depois e os originais são os que estão no interior do Museu. A França, no entanto, gostou tanto das esculturas que deixou réplicas no alto do Arco do Triunfo, próximo ao Museu do Louvre;

3. Cuidado com a superstição: as duas grandes colunas que ficam localizadas próximas a Basílica, próximas ao Grand Canal, eram o local de execuções públicas no século XVIII. As execuções aconteciam entre as duas colunas que possuem de um lado um leão veneziano e na outra São Teodoro, antigo padroeiro de Veneza. Por isso, os menos céticos evitam passar no meio das duas e preferem contornar as colunas para evitar o azar.

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autor

Tatiana é brasileira e vive em Portugal desde 2013. Mestre em Estudos Culturais e Interartes pela Universidade do Porto, atualmente cursa o mestrado em Estudos Editoriais na Universidade de Aveiro. Copywriter e revisora, brinca que a sua principal especialidade é atender as dúvidas e ajudar aqueles que desejam conhecer Portugal e a Europa.