Budapest Card: como economizar seu tempo e dinheiro na capital da Hungria?

Viajar pela Europa  / 

Você está pensando em viajar para a capital da Hungria? Então, se você quer conhecer vários pontos turísticos e economizar, conheça o Budapest Card. O cartão pode ser essencial para o turista, pois ele facilita a sua estadia na cidade e torna a viagem muito mais barata.

Encontre o melhor pacote de férias para a Europa

Pacotes de Viagem, Circuitos, Multi Destinos, Cruzeiros.

Confira as promoções na Logitravel e garanta sua viagem dos
sonhos para a Europa.

VER OFERTAS DE FÉRIAS »

Além disso, dá para tirar proveito de diversas vantagens como visitar atrações turísticas gratuitas ou com bons descontos, conhecer estabelecimentos comerciais renomados pagando mais barato e utilizar o transporte coletivo.

Portanto, se você tem interesse em conhecer mais detalhes do Budapest Card, confira nosso artigo abaixo.

Budapest Card: o que é e para que serve

O Budapest Card é o cartão turístico oficial da capital da Hungria e pode ser utilizado para conhecer diversos pontos turísticos.

Além disso, o documento possibilita que o turista economize até 15.000 Forints húngaros com as seguintes opções:

  • Viagens do transporte público;
  • Entrar em diversos museus de Budapeste;
  • Relaxar em casas de banho;
  • Ter ajuda de um guia em duas oportunidades;
  • Obter ofertas em atrações turísticas, compras e programas na vida noturna da cidade.

Aproveite e descubra o que fazer em Budapeste, uma das capitais mais baratas da Europa.

Como usar o Budapest Card

O Budapest Card apresenta inúmeras vantagens. Entre elas, é que o turista pode escolher as atrações que quer conhecer, personalizando as suas experiências através de alternativas com validade para 24, 48 e até 72 horas.

Basicamente, o cartão funciona de modo muito similar a um cartão de crédito e precisa somente ser apresentado nos locais de escolhidos para que os descontos e gratuidades possam ser aproveitados.

Você decide qual a validade do seu cartão, faz o pagamento e, dentro do período escolhido, pode conhecer as atrações que estão incluídas no pacote.

Mas, vale lembrar que o cartão se ativa no instante que for utilizado pela primeira vez. Sendo assim, o usuário necessita anotar o dia e a horário, bem como não se esquecer de deixar a assinatura. Caso contrário, é possível ter complicações se algum fiscal solicitar a apresentação do seu cartão.

Não deixe de ler nosso guia de turismo em Budapeste.

O que está incluído

Quer saber o que está incluído no Budapest Card? Confira agora:

  • Uso do transporte público gratuito;
  • Gratuidade no Buda;
  • Pest Walking Tour;
  • 19 museus gratuitos;
  • Serviços gratuitos;
  • Entrada gratuita em mais de 30 atrações de Budapeste.

Além disso, esse cartão também concede a participação sem custos em alguns cenários encantadores, como o Festival de Verão local, o tradicional concerto de órgão à noite na Basílica de St. Stephen, a Pista de Patinação no Gelo ou o Lago do Parque de Budapeste.

como funciona o budapest card

Veja também como funciona o chip de celular EasySim4U Europa.

Quanto custa o Budapest Card?

  • 24 Horas Budapest Card: HUF 7397 – €22,00;
  • 48 Horas Budapest Card: HUF 11095 – €33,00 (HUF 5547 – €16,50 – R$ 76 por dia);
  • 72 Horas Budapest Card: HUF 14794 – €44,00 (HUF 4875 – €14,67 – R$ 66 por dia);

Confira aqui quanto custa viajar para Europa e planeje sua próxima aventura.

Onde comprar o Budapest Card?

Comprar o Budaspest Card é muito simples. Os cartões estão disponíveis online e poderão ser adquiridos antecipadamente.

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

Uma das opções é comprar na plataforma Get Your Guide, que oferece atendimento em português e inglês e presta atendimento 24 horas.

Esses cartões ainda podem ser retirados em alguns pontos informativos da cidade, como o aeroporto internacional e algumas estações de metrô.

Todavia, quem preferir comprar pela internet precisa estar com um passaporte ou documento de identificação válido.

Ao adquirir o cartão, a pessoa deve somente colocar os dados básicos solicitados. Tais como: nome completo, data de validação e a data de expiração, o que acaba por ativá-lo. Lembrando ainda que esse cartão é intransferível.

Se preferir, você também pode comprar o seu Budapest Card no site oficial de turismo da cidade.

O que inclui o Budapest Card?

O Budapest Card disponibiliza uma série de experiências gratuitas ou ainda descontos que vão de 10% até metade do preço em diversos estabelecimentos, atrações e atividades.

E tem mais. O dono do cartão também se livra de esperar em algumas filas.

Com relação ao transporte público, o visitante ganha acesso irrestrito a qualquer forma de deslocamento, como bonde, metrô, barcos, ônibus e trem.

O turista também pode desfrutar de duas caminhadas gratuitas com um guia turístico fluente no idioma inglês.

Ainda se conquista entrada gratuita em sete museus da cidade, incluindo o Museu de Arte Nacional e Museu de História de Budapeste.

Quem for visitar o Monte János, também pode aproveitar a viagem que conduz até o topo pelo teleférico sem gastos. Os banhos medicinais no St. Lukács e em outros estabelecimentos do setor também saem muito mais em conta.

Outro diferencial é o acesso a um aplicativo com informações detalhadas sobre 500 atrações e passeios turísticos.

Ficou com alguma dúvida? Então, você sempre pode conferir a lista completa de restaurantes, atividades e as condições de cada um no site oficial do Budaspest Card.

Principais atrações de Budapeste

Confira uma lista com as principais atrações de Budapeste e que estão incluídas no Budapest Card.

  • Parlamento de Budapeste;
  • Castelo de Buda;
  • Igreja Mathias;
  • Mercado Central;
  • Bastião dos Pescadores;
  • Ponte das Correntes;
  • Avenida Andrássy;
  • Praça dos Heróis;
  • Parque da Cidade;
  • Grande Sinagoga;
  • Cidadella;
  • Café New York;
  • Termas de Széchenyi;
  • Basílica de Santo Estêvão;
  • Ilha Margarida;
  • Gellért Hill;
  • Casa do Terror;
  • Castelo de Vajdahunyad
  • Budapest Zoo and Botanical Garden;
  • Szoborpark;
  • Ópera Estatal Húngara;
  • Shoes on the Danube Bank;
  • Holocaust Memorial Center.

Confira um roteiro em Budapeste de 3 dias na capital húngara.

budapest card na capital

Vantagens e desvantagens do Budapest Card

Uma maneira prática de saber se o cartão realmente vale a pena para o seu passeio é fazendo os cálculos.

Inicialmente, se deve estabelecer o tempo de sua estadia e quais atrações deseja conhecer. Posteriormente, é preciso conferir o quanto teria de pagar nos ingressos dessas atrações. Em seguida, some também o transporte para locomoção a todos os locais.

A passagem do transporte público com validade de 60 minutos sai por HUF 450, e o conjunto com 10 bilhetes gira em torno de HUF 3 mil. Outra dica é pesquisar os valores das atrações nos respectivos sites oficiais.

Faça as contas e, confira se comprando o cartão, com as gratuidades e promoções que fornece, você acabaria pagando menos.

Vale lembrar ainda da otimização de tempo ao não precisar ficar na fila para algumas atividades, bem como não necessitar comprar bilhetes de transporte.

Esses fatores podem fazer a diferença na viagem de alguém que possui tanto tempo quanto dinheiro contados.

Veja nossas dicas de como comprar ingressos para atrações turísticas online.

Desvantagem

Em contrapartida, o Budapest Card somente pode ser utilizado pelo seu dono e sequer pode ser passado para amigos ou familiares.

Além disso, os cartões não aproveitados não englobam troca ou devolução do dinheiro.

Dicas para visitar Budapeste

Mesmo fazendo parte da União Europeia, a Hungria não integra a zona do Euro e possui moeda própria: florim húngaro. A boa notícia é que as casas de câmbios são achadas tanto no centro turístico quanto no aeroporto, o que acaba por facilitar a vida do viajante.

Além disso, o idioma falado oficialmente é o húngaro e saber algumas palavras-chave pode ser muito útil. Em todo caso, a fluência no inglês já garante uma viagem tranquila.

E, quando visitar a capital da Hungria? As estações são bem estabelecidas e o período ideal varia conforme o seu objetivo. Quem odeia as baixas temperaturas, não deve se aventurar em dezembro, janeiro e fevereiro. Os ponteiros podem passar de zero grau e afetar os seus planos.

Em março e abril, o clima está muito mais ameno e a cidade sedia o Festival de Primavera. Esse é o principal acontecimento do país e tende a acabar com as vagas no setor hoteleiro.

Já o verão se sucede nos meses de junho, julho e agosto com média de 23ªC. A época coincide com as férias na Europa e, assim, os valores estão mais elevados e os pontos turísticos mais cheios.

Descubra aqui quais são as melhores épocas do ano para visitar cidades europeias e poupar dinheiro.

Como economizar em sua viagem a Budapeste

Budapeste é um dos locais mais acessíveis para passear na Europa. Isso porque a Hungria está integrada a União Europeia, mas o país ainda não abraçou o Euro como moeda oficial.

Portanto, o Florim húngaro segue como moeda oficial e corresponde a R$ 0,014. Mas ainda é possível economizar em sua viagem com as seguintes dicas:

Companhias aéreas low cost

Muitas companhias de baixo custo (low cost) operam no Aeroporto de Budapeste. Por isso, o fato de voar para a cidade quanto a partir dela pode ser uma excelente forma de economizar dinheiro.

Veja todas as nossas dicas de como comprar passagens aéreas baratas.

Cidade base

Levando em consideração a dica anterior, o turista pode aproveitar para utilizar Budapeste como cidade base para bate e volta para passeios de um ou mais dias.

As passagens aéreas podem ser muito mais baratas, bem como dá para conhecer vários destinos de trem e ônibus.

Confira nosso roteiro pelo Leste Europeu.

Free Walking Tour

Uma excelente forma de conhecer a história local sem custo é com o Free Walking Tour pelos principais pontos turísticos. Há diversas alternativas de passeios, sendo que os mais populares são o básico pelo Centro, Bairro Judeu e do Comunismo.

Saiba mais como funciona o Free Walking Tour Europa e economize na sua viagem.

Alimentação

Como toda cidade turística, a alimentação em Budapeste pode ser cara nas proximidades de suas principais atrações. Pequenos restaurantes em locais menos movimentados e badalados são bem mais acessíveis.

E caso tenha se hospedado em lugar com cozinha, vale a pena fazer as compras em mercados e estabelecimentos comerciais locais.

Mas, ainda é possível poupar comendo na rua com as populares street food. O fast food também tem valores acessíveis e compensa, sobretudo aos turistas que não se adaptaram bem a comida tradicional. Dá para encontrar com facilidade lojas de KFC ou franquias populares mundialmente.

Veja também nosso guia de turismo religioso na Hungria.

Onde se hospedar em Budapeste

Confira algumas opções de acomodação com diferentes opções de estilo e valores:

Nome Estrelas Diária (um adulto) Endereço
Santico Art Hotel and Hostel 2 estrelas HUF 8.849 Budavár – 1,6 km do centro
Cosmo City Hotel 3 estrelas HUF 16.383 Belváros – Lipótváros 1,1 km do centro e perto do metrô
Hotel City Inn 4 estrelas HUF 18.357 Józsefváros – 2,1 km do centro e perto do metrô
Corinthia Budapest 5 estrelas HUF 4.662 Erzsébetváros – 1,1 km do centro e Perto do metrô

 

Veja nossas dicas de onde ficar em Budapeste e aproveite sua viagem.

Seguro Viagem para Budapeste, na Hungria

Por fim, os brasileiros não necessitam de visto para passear para na Hungria por até três meses. No entanto, é obrigatória a contratação de um seguro de viagem internacional nas nações pertencentes à área de livre fronteira do Tratado de Schengen, como é o caso da Hungria.

O valor mínimo do seguro viagem é de 30 mil euros para garantir assistência médica por doença ou acidente.

A principal dica aqui é sempre contratar um seguro viagem antes de embarcar, já que a assistência ajuda a resolver problemas inesperados de saúde, atrasos e até cancelamentos de voos.

Para te ajudar a escolher o seguro viagem com o melhor custos benefício, faça as suas pesquisas pelo nosso comparador. Aqui, você pode encontrar os melhores preços entre as seguradoras mais experiências do mercado nacional.

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autor

Andrea é uma jornalista curitibana que uniu a paixão pela profissão e pelas viagens e fez disso sua vida. Viajou por todos os cantos do Brasil e também se aventurou pelos Estados Unidos, África e Ásia. Ao lado do filho e do marido foi morar no Sri Lanka e no Vietnã. Desde 2018 vive na Inglaterra e divide seu tempo entre a produção de conteúdo e os passeios pelo Reino Unido.