Porto é a capital do norte de Portugal e uma cidade que entra em todo roteiro de quem visita o país. Mas a região tem ainda mais a oferecer e existem muitas cidades em que é possível fazer um bate e volta do Porto. Confira sete cidades próximas do Porto, saiba como chegar, confira as principais atrações e outras dicas para te ajudar a planejar um roteiro bem legal pela região.

Melhores cidades próximas do Porto para um bate e volta

Se vai viajar para Portugal e a capital do norte está no seu roteiro, saiba que além de conhecer os pontos turísticos do Porto, vale reservar uns dias a mais para conhecer as cidades próximas a Porto.

Você pode optar por ir de transporte público, em no máximo uma hora e meia de trajeto ou optar por alugar um carro em Portugal e fazer o trajeto em no máximo 1 hora. As estradas do país são ótimas e com um carro, você acaba tendo mais mobilidade.

Preparamos uma lista com as 7 melhores cidades para você fazer um bate e volta do Porto e organizar um roteiro especial.

1. Braga

Braga é a capital do Minho, uma região localizada também no norte de Portugal. A cidade foi fundada pelos romanos em 16 a.C e é considerada a cidade mais antiga de Portugal e uma das cidades cristãs mais antigas do mundo.

Apesar de antiga, Braga é uma cidade com uma agitação cultural bem interessante e com uma vida pulsante por conta dos seus estudantes universitários que trazem uma boa dose de agitação. E é também uma das maiores cidades do país com mais de 170 mil habitantes.

  • Distância de Porto: 54 km;
  • Duração da viagem: 40 minutos de carro e 1 hora e 10 minutos de trem.

Principais atrações de Braga

Sendo uma das cidades mais antigas de Portugal, Braga preserva muitas belezas e possui uma arquitetura barroca maravilhosa com os seus casarios antigos e igrejas. Por isso, vale a pena fazer ao menos uma excursão de meio dia pela cidade ao considerar o bate e volta do Porto.

Não deixe de fazer um tour a pé por toda a cidade e de preferência acompanhado por um guia ou autoguia para conhecer os tesouros de Braga. Inclua no roteiro:

  • Catedral de Braga ou Sé de Braga, como também é chamada;
  • Jardim de Santa Bárbara;
  • Museu do Traje Dr. Gonçalo Sampaio;
  • Arco da Porta Nova;
  • Núcleo Museológico de São Martinho de Dume;
  • Museu de Arqueologia Dom Diogo de Sousa;
  • Mosteiro de São Martinho Tibães.

E claro, ir até o Santuário de Nossa Senhora do Sameiro, o segundo maior santuário mariano de Portugal, que atrai peregrinos de todos os lugares do mundo; e o fabuloso Santuário do Bom Jesus do Monte, construído em uma colina e com uma exuberância de tirar o fôlego, incluindo o seu jardim de entorno.

Como ir de Porto para Braga?

Para fazer o bate e volta do Porto para Braga, você pode optar por ir de carro pela autoestrada A3 (54km) ou pelas autoestradas A28 e A11 (72km). Outra opção é optar pelo transporte público, onde você pode ir de trem saindo da Estação Campanhã ou Estação São Bento, uma das mais bonitas da Europa, ou ainda pegar um ônibus Flixbus. Inclusive, se não é cliente, pode comprar a primeira viagem com 20% de desconto.

As passagens de transporte público, tanto de ônibus quanto de trem custam cerca de 3,50€.

2. Guimarães

Guimarães também está entre as cidades próximas a Porto que merecem entrar no roteiro, afinal, foi lá que nasceu Portugal. Isso mesmo, a cidade é conhecida por ser berço do país, pois foi lá que nasceu Dom Afonso Henriques, o primeiro rei do país.

Também conhecido como “O Conquistador”, sendo o local em que ele iniciou a suas estratégias militares para buscar a independência do país por volta de 1128.

Após as invasões mouras do século X na península Ibérica, muitos cristãos se abrigam em Guimarães.

  • Distância de Porto: 55 km;
  • Duração da viagem: 45 minutos de carro e 1 hora e 20 minutos de trem.

Principais atrações de Guimarães

Uma boa dica é conhecer as duas cidades do Minho em Portugal de uma única vez. Como são muito pequenas, vale a pena apostar em uma excursão de 1 dia para Braga e Guimarães, principalmente, porque não existem trens ligando Braga e Guimarães.

Nesse caso, se você optar por transporte público, teria que recorrer a um ônibus, ou de trem retornar ao Porto e seguir para Guimarães. Perdendo um bom tempo em que poderia estar fazendo turismo pelas cidades.

Guimarães em Portugal
Vale a pena fazer o bate e volta do Porto para Guimarães e conhecer a cidade berço do país.

Em Guimarães, caminhe pelo centro histórico e não deixe de visitar o Castelo de Guimarães, com mais de mil anos de história, e Paço dos Duques de Bragança, que data o século XV, serviu de breve moradia para Rei Afonso Henriques e hoje abriga um museu. Inclusive, existem ingressos combinados para as duas atrações.

Outras atrações que você pode incluir no roteiro da cidade:

  • Muralha de Guimarães;
  • Convento de Santo Antônio dos Capuchos;
  • Igreja da Consolação e a Praça da República do Brasil;
  • Santuário da Penha de Guimarães.

Como ir de Porto para Guimarães?

Para fazer o bate e volta do Porto para Guimarães, você pode ir de carro pelas autoestradas A3 e A7 (55 km) ou pela A42 (70 km). Também pode optar por ir de trem saindo da Estação Campanhã ou São Bento. A Flixbus também faz o trajeto, as passagens pelo transporte público, custam em média 3,50€.

E lembrando mais uma vez, não existe ligação de trem entre Braga e Guimarães, por isso, contratar uma excursão de 1 dia para Braga e Guimarães vale muito a pena para ajudar no deslocamento e economizar tempo.

3. Barcelos

Com certeza você já ouviu falar ou se deparou com o Galo de Barcelos em lojas de souvenirs em Portugal. Certo? Pois bem, ele nasceu a partir de uma lenda na cidade de Barcelos e acabou se tornando um símbolo do país para virtudes e atração de coisas positivas.

Reza a lenda que um homem inocente acusado de um crime foi até a casa do juiz responsável pela sua execução para dizer “é tão certo eu ser inocente, quanto o galo cantar quando me enforcarem”. Momentos antes, de ser enforcado, o galo assado do jantar cantou e o juiz saiu correndo para o local da execução para suspendê-la.

Ao fazer o bate e volta do Porto para Barcelos, não deixe de passar pela ponte medieval
Barcelos tem uma arquitetura medieval muito bem preservada que vale a pena entrar no roteiro de bate e volta do Porto.

Barcelos é uma cidade que data o século XII e sabe misturar muito bem o novo e o velho, ou seja, hoje é uma cidade moderna, mas também guarda as suas riquezas históricas e por isso entra nessa lista de cidades próximas a Porto que vale a pena incluir no roteiro.

Aliás, vale dizer que desde o século XIII, acontece semanalmente uma feira de artesanato e produtos agrícolas, sendo umas das feiras mais antigas da Europa e do mundo!

  • Distância de Porto: 60 km;
  • Duração da viagem: 50 minutos de carro e 1 hora de trem.

Principais atrações de Barcelos

Fazer uma excursão de meio dia para Barcelos é uma boa pedida para quem deseja conhecer a cidade próxima e otimizar o tempo. Além de caminhar por seu centro histórico e medieval que data os séculos XIII e XVI, não deixe de visitar:

  • Torre do Cimo da Vila;
  • Templo do Bom Jesus da Cruz;
  • Igreja Matriz de Barcelos;
  • Paço dos Condes de Barcelos;
  • Casa da Azenha;
  • Ponte Medieval.

Não deixe de visitar também o Museu de Olaria, que conserva mais de 9 mil peças de cerâmica, uma das principais atividades econômicas da cidade.

Como ir de Porto para Barcelos?

Para fazer o bate e volta do Porto para Barcelos, você deve seguir pela autoestrada A28 (60 km) ou A3 (67 km) se optar por ir de carro.

Já o transporte público é possível por trem saindo da Estação São Bento ou Campanhã. Os bilhetes custam em média 5,50€.

4. Viana do Castelo

Outra cidade que merece conhecer em um bate e volta do Porto é Viana do Castelo, que pertence ao distrito que carrega o mesmo nome. Localizada mais acima de Barcelos, Viana do Castelo tem paisagens naturais lindas, reunindo mar, rio e montanha em um só lugar.

Santuário em Viana do Castelo é parada obrigatória para quem faz o bate e volta do Porto
Viana do Castelo é uma região com muitas belezas naturais que vale a pena explorar

E por estar rodeada de belezas naturais, a gastronomia de Viana do Castelo é um ponto de destaque com pratos a base de peixes e doceria conventual. Experimente o Bacalhau à Viana e de sobremesa peça uma Torta de Viana.

  • Distância de Porto: 75 km;
  • Duração da viagem: 55 minutos de carro e de trem.

Principais atrações de Viana do Castelo

Na cidade, caminhe pelo centro histórico, pois há monumentos que datam os séculos XVII a XIX. Vá ao Museu de Artes Decorativa, o Museu do Traje, a Ponte Lima e o Santuário do Sagrado Coração de Jesus, também conhecido como Santuário do Monte de Santa Luzia com a sua vista espetacular.

É possível contratar uma excursão particular por Viana do Castelo incluindo um almoço e degustação de vinhos produzidos na região.

E, claro, para aproveitar as paisagens naturais de Viana do Castelo, recomendo fazer um passeio de caiaque pelo Rio Lima e aproveitar as belas praias da cidade.

Como ir de Porto para Viana do Castelo?

Para fazer o bate e volta do Porto para Viana do Castelo, você pode optar por ônibus, a Flixbus faz o trajeto ou por trem saindo de das estações Campanhã e São Bento. As passagens de ônibus custam em média 5€ e de trem variam entre 8€ a 16€.

Já de carro, você deve seguir pela autoestrada A28 (75 km).

5. Aveiro

Na quinta posição das melhores cidades para fazer um bate e volta do Porto, temos Aveiro. A cidade é conhecida por ser a Veneza portuguesa, por oferecer passeios de barcos Moliceiros (estilo gôndolas) pela Ria de Aveiro.

Um passeio de barco é obrigatório no bate e volta do Porto para Aveiro
Ao fazer o seu bate e volta do Porto para Aveiro, não deixe de experimentar o famoso doce típico

Localizada mais para a região central, entre Porto e Coimbra, Aveiro tem uma vida agitada por conta dos jovens universitários. Por ser uma cidade litorânea, as praias são bem atrativas, principalmente, a da Costa Nova, que se tornam atrações turísticas por suas casas brancas com listras coloridas.

  • Distância de Porto: 76 km;
  • Duração da viagem: 50 minutos de carro e cerca de 1 hora e 20 minutos de trem.

Principais atrações de Aveiro

Conhecer a Veneza de Portugal e não fazer um passeio de barco Mocileiro, é a mesma coisa que viajar para Londres e não conhecer o Big Ben.

Além disso, vá até a Praia da Costa Nova para conhecer não só a praia, mas as suas casas brancas de listras coloridas que são bem lindinhas.

Também não deixe de passar pelos seguintes pontos turísticos de Aveiro:

  • Museu de Aveiro, instalado no antigo Convento de Jesus da Ordem Dominicana;
  • Igreja Paroquial de Nossa Senhora da Glória;
  • Salinas de Aveiro;
  • Ponte dos Namorados.

Aproveite e experimente os famosos Ovos Moles de Aveiro, um doce bem típico da cidade e que divide opiniões. Há quem ame e quem deteste, eu particularmente, estou no time de que detesta.

Como ir de Porto para Aveiro?

De carro, você pode pegar a autoestrada A1 (76 km) ou a A1 e depois A41 (96 km).

O trem liga Porto a Aveiro em cerca de 1h20, saindo da Estação São Bento ou Campanhã e o bilhete custa cerca de 4€. Também tem a opção de ir de ônibus com a Flixbus, cuja passagem custam em média 5€.

6. Amarante

Uma das cidades próximas a Porto e que merece entrar no roteiro do bate e volta é Amarante. Ela faz parte do distrito do Porto e é um dos pontos de partida para quem vai fazer o roteiro do Vale do Rio Douro, percorrendo as vinícolas da região.

Vista da catedral de Amarante e ponte romana. Bate e volta Porto Amarante vale a pena
Bate e volta Porto Amarante vale a pena, no entanto, não há trem disponível para esse trajeto

A arquitetura barroca de Amarante é muito bem preservada e a cidade é repleta de natureza no seu entorno. Além disso, já foi considerada como Cidade Criativa da UNESCO em 2017 e sedia muitos eventos ao longo do ano.

  • Distância de Porto: 76 km;
  • Duração da viagem: 1 hora e 5 minutos de carro ou ônibus.

Principais atrações de Amarante

Fazer uma excursão particular pelo Vale do Douro pode ser uma ótima maneira de conhecer Amarante e outras cidades próximas a Porto que são produtoras de vinhos para fazer um enoturismo. Já em Amarante, caminhe pelo centro histórico e visite os seguintes pontos:

  • Igreja de São Gonçalo;
  • Convento de Santa Clara;
  • Igreja Salvador de Real e Salvador de Lufrei;
  • Mosteiro de São Martinho de Mancerlos;
  • Ponte de São Gonçalo;
  • Museu de Arte Sacra;
  • Termas de Amarante.

E não vá embora antes de experimentar os quilhõezinhos de São Gonçalo, um doce bem típico da região em formato de pênis e que, assim como os Ovos Moles de Aveiro, divide opiniões.

Como ir de Porto para Amarante

Para fazer um bate e volta do Porto para Amarante, você pode optar por ir de ônibus. A Flixbus faz o trajeto por cerca de 3€. O trem não está disponível neste trajeto.

Por outro lado, de carro, você pode pegar a autoestrada A4 (60 km) ou a A2 (69km).

7. Vila do Conde

Vila do Conde é uma cidade que faz parte da região metropolitana do Porto e foi construída antes do reinado de Portugal. Hoje, é famosa por ser uma zona pesqueira e industrial, mas ainda assim, preserva monumentos históricos e praias lindas que valem a visita. Além disso, está na rota do Caminho de Santiago de Compostela.

O bate e volta do Porto para Vila do Conde é por metrô.
Utilizar o metrô é a melhor forma de fazer o bate e volta do Porto para Vila do Conde.

E se você gosta de fazer compras durante a viagem, saiba que Vila do Conde conta com um shopping outlet muito bom.

  • Distância de Porto: 28 km;
  • Duração da viagem: 25 minutos de carro e 48 minutos de metrô.

Principais atrações de Vila do Conde

Uma das principais atrações de Vila do Conde é a réplica do navio Prince Henry onde você vai mergulhar pelo passado dos navegadores portugueses do século XV e XVI. Após visitar o navio, não deixe de caminhar pelo centro histórico e visitar os seguintes pontos turísticos:

  • Igreja do Convento de Santa Clara;
  • Aqueduto de Santa Clara;
  • Museu de Construção Naval;
  • Igreja Matriz de Vila do Conde;
  • Museu das Rendas de Bilros;
  • Forte de São João Baptista
  • Capela da Senhora da Guia.

Se você gosta de fugir do óbvio, que tal aproveitar o seu bate e volta do Porto para fazer uma aula de Stand Up Paddle? O esporte aquático é bem comum em Vila do Conde.

Como ir de Porto para Vila do Conde?

Fazer um bate e volta do Porto para Vila do Conde é muito simples, basta pegar a Linha B de metrô com sentido a Póvoa do Varzim na Estação Trindade, a estação central da cidade. O bilhete custa 3€.

De carro, basta seguir pela autoestrada A28 (28 km).

Vale a pena fazer um bate e volta do Porto?

Sim, com toda certeza vale a pena fazer um bate e volta do Porto.

Isso porque é possível conhecer várias cidades próximas, que guardam uma riqueza histórica e cultural enorme. Você vai se encantar em cada uma delas ao visitar as suas atrações turísticas, comer nos restaurantes que oferecem o melhor da gastronomia de Portugal e conhecer a receptividade do povo nortenho.

Como alugar um carro para conhecer as cidades próximas de Porto?

Alugar um carro para conhecer as cidades próximas a Porto é uma excelente ideia, pois possibilita uma mobilidade muito maior e vai otimizar o seu tempo, permitindo que inclua até outras cidades e aldeias pitorescas no seu bate e volta do Porto.

Para alugar um carro no Porto, você pode utilizar a DiscoverCars, um comparador que reúne diversas locadoras que atuam em Portugal onde você pode encontrar o veículo que deseja. Depois, você faz a reserva pelo próprio comparador e ao retirar o carro da locadora, basta apresentar o comprovante da reserva.

Para te dar uma noção de quanto custa o aluguel de carro, realizamos uma cotação no DiscoverCars, em janeiro de 2023, considerando 3 diárias nos meses de março (baixa temporada) e junho (alta temporada). Os preços apresentados incluem o seguro completo.

Março baixa temporada

Veículo Locadora Preço para 3 diárias
Fiat 500 ou similar Record Go R$ 165,42
Renault Clio ou similar Guerin R$ 309,05
Volkswagen Polo ou similar Klass Wagen R$ 168,14
Fiat Punto ou similar Centauro R$ 198,56

Junho  alta temporada

Veículo Locadora Preço para 3 diárias
Fiat 500 ou similar Record Go R$ 606,25
Renault Clio ou similar Drivalia R$ 1.060,23
Chevrolet Spark ou similar Brava Car R$ 723,20
Fiat Punto ou similar Centauro R$ 730,67

Cuidados ao programar seu bate e volta de Porto

Agora que já sabe quais cidades merecem entrar no roteiro de bate e volta do Porto, vamos falar de alguns cuidados e dicas para organizar tudo direitinho?

Seguro viagem

Ao fazer o planejamento, não esqueça de contratar o seguro viagem para Portugal. O país faz parte do Espaço Schengen e como tal, compartilha de regras específicas com outros 26 países. Uma dessas regras é a obrigatoriedade do seguro viagem com cobertura médica e hospitalar (DMH) mínima de 30 mil euros (ou o equivalente em outra moeda).

Ao passar pela imigração, pode ser que não peçam para apresentar a apólice do seguro viagem Porto, mas caso o agente exija a apresentação do documento, você deve estar com ele em mãos. Caso contrário, ele pode impedir a sua entrada em Portugal.

Você pode realizar uma cotação no Seguros Promo, um comparador que reúne diversas seguradoras e apresenta planos dos mais básicos aos mais completos e para todos os tipos de viajantes. Além disso, os planos de seguro viagem oferecem cobertura de assistência jurídica e fiança em caso de acidentes de trânsito, o que é importante para quem pretende alugar um carro para o bate e volta do Porto.

Chip internacional

Estar conectado é algo importante durante uma viagem, principalmente para quem pretende fazer um bate e volta do Porto de carro e precisa acessar um aplicativo de mapa para não se perder nas estradas. Um chip internacional permite fazer ligações, enviar mensagens, acessar redes sociais e a internet como um todo com conexão 4G, ou seja, você não fica dependente de Wi-fi.

Você pode adquirir um chip internacional com a America Chip, por exemplo. Os planos custam a partir de 56 dólares e oferece uma boa cobertura em Portugal e até outros países da Europa (se caso esticar a viagem). Ela envia o chip para sua casa no Brasil em até 15 dias úteis. Portanto, programe-se com antecedência.

Cartão Wise

Se você ainda usa doleira para viajar, saiba que está ultrapassado. Hoje, em dia, andar com dinheiro vivo, principalmente grandes quantia, é coisa do passado. Para ter maior comodidade, segurança e ainda garantir a boa taxa de câmbio, recomendo abrir uma conta na Wise e solicitar o cartão.

O cartão Wise funciona como uma espécie de cartão pré-pago, podendo ser utilizado em estabelecimentos comerciais, hotéis, atrações turísticas e até fazer saques em caixas eletrônicos. E a taxa de câmbio é bem melhor, pois a Wise trabalha com o câmbio comercial e não o turístico.

Porto Card

Antes de iniciar o seu bate e volta do Porto, reserva ao menos três dias na capital nortenha para curtir a cidade e conhecer cada cantinho. Uma boa alternativa para esses dias, é adquirir o Porto Card, que além de oferecer entrada gratuita em diversas atrações turísticas, oferece também descontos em determinados museus e acesso ao transporte público da cidade.

Transporte público

Por falar em transporte público, saiba que você não vai se deparar com catracas para entrar nas estações de metrô e ônibus. No entanto, deve comprar o seu bilhete (chamado Andante) e sempre validar o mesmo nas máquinas de leitura. Se fizer baldeação, valide o bilhete novamente. E também fique atento as diferentes zonas para não comprar o bilhete para uma Zona X e ir para a Zona Y.

Por não existir catraca, é bem comum ver fiscais nas estações e nos transporte públicos fazendo a conferência dos bilhetes e a validação do mesmos. Caso esteja em uma zona diferente do seu bilhete ou tenha esquecido de validar o mesmo, prepara-se para uma multa. Fique atento!

Ingressos antecipados e sem filas

Muitas atrações no Porto e cidades próximas possuem um fluxo enorme de turistas e as filas são bem grandes. Você pode evitá-las comprando o seu ingresso antecipadamente pelo GetYourGuide, a maior e mais confiável plataforma de venda de ingressos online para atrações turísticas no mundo inteiro.

Pronto, agora você já sabe como fazer o bate e volta do Porto, as melhores cidades e as dicas e cuidados para planejar o seu roteiro, só me resta desejar uma boa viagem!