Por que fazer voluntariado pode abrir muitas portas na sua carreira?

Dicas e Planejamento  / 

Você com certeza já deve ter ouvido falar daquele cara que viaja o mundo fazendo voluntariado em hostels, ou daquela garota que está há 2 meses ensinando inglês para crianças na Tailândia, ou daquele casal que está rodando a África ajudando a construir casas e escolas.

Todos os dias somos bombardeados com várias histórias incríveis de pessoas quem fazem voluntariado enquanto viajam e, acredite, isso é mais comum, fácil e barato do que você pensa.

Viajar o mundo fazendo voluntariado

Hoje em dia, você encontra diversas plataformas de voluntariado que disponibilizam anfitriões (nome carinhoso para os estabelecimentos que aceitam receber voluntários) em troca das horas de trabalho do voluntário para ajudar no projeto. E, a melhor parte, é que a ajuda pode vir através de habilidades já possuídas ou que serão desenvolvidas ao longo do voluntariado.

Em troca de algumas horas por dia ajudando o anfitrião, o voluntário ganha não só a oportunidade de desenvolver novas habilidades como também ganha acomodação e comida de graça, além de muitas vezes ter direito a passeios, drinks e lavanderia por conta do anfitrião.

Plataformas de voluntariado internacional

Para fazer parte desse universo de voluntariados, você pode buscar os anfitriões por conta própria, mas, para ser sincera, acho que você acaba gastando muito tempo e energia nessa busca, enquanto as plataformas já concentram todos esses anfitriões e ainda organizam eles por localidade, datas disponíveis e período de demanda para o voluntariado, fora que através dessas plataformas, você consegue ler as avaliações dos voluntários anteriores.

Existem várias plataformas de voluntariado como eu já mencionei aqui, mas as principais são:

Worldpackers

A Worldpackers é uma plataforma brasileira que foi lançada em 2014, depois que um dos seus fundadores voltou de um voluntariado nos Estados Unidos, onde aprendeu inglês trabalhando como voluntário em um hostel.

Antes de fundar a Worldpackers, ele abriu um hostel com dois amigos e começou a implementar a ideia do voluntariado no seu próprio hostel. A coisa foi ganhando forma e aí surgiu a ideia de desenvolver a plataforma online de voluntariado.

O movimento cresceu e hoje a Worldpackers soma mais de 1 milhão de viajantes, em mais de 170 países, que acreditam que viajar é um direito universal.

A missão da Worldpackers é “criar uma comunidade baseada em colaboração e relações honestas que fazem com que viajar se torne mais acessível para aqueles que procuram uma experiência cultural profunda”.

Viajar barato

O fato da plataforma ser brasileira tem suas vantagens, como o site e o suporte serem primariamente em português (além de ter outras línguas, como inglês e espanhol).

A Worldpackers é mais focada em anfitriões de hostel e pousadas, apesar de ter vários projetos de fazendas sustentáveis e ONG’s também.

Ela tem muitas opções de anfitriões em destinos mais populares como Europa, América do Sul e Ásia, mas você consegue encontrar projetos no mundo todo – até mesmo nos Estados Unidos.

Workaway

A Workaway é um pouquinho mais antiga que a Worldpackers, sendo lançada em 2002 por um americano. Eles citam no site que eles têm mais de 39.000 anfitriões em 177 países cadastrados no site deles. O site também cita mais de 350 mil avaliações deixadas pelos usuários.

A missão da Workaway, segundo o site deles é “construir uma comunidade compartilhada de viajantes globais que querem genuinamente ver o mundo ao mesmo tempo que contribuem para o lugar que visitam”.

A Workaway tem muitos anfitriões em áreas pouco exploradas pelo turismo, como Oriente Médio e África, mas tem centenas de anfitriões pelo mundo todo também (vários na Europa, Ásia e Américas).

Os projetos da Workaway são um pouco mais diversificados e são ótimos para explorar a criatividade em novas áreas de atuação.

HelpX

A HelpX (que significa Help Exchange) é um pouco mais antiga que a Workaway, ela foi lançada em 2001 na Inglaterra. A HelpX é muito forte no setor de fazendas e projetos sustentáveis, mas também oferece anfitriões em hostels, pousadas e até mesmo barcos a vela que precisam de ajuda na manutenção.

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

A HelpX tem muitos anfitriões espalhados pelo mundo e é bem focada em projetos sustentáveis e fazendas, mas você consegue achar templos budistas, barcos e até casas de família na plataforma. É uma das plataformas mais baratas e a que promove o voluntariado em família.

Volutariar pelo mundo

Em todas essas plataformas a ideia é exatamente a mesma: disponibilizar algumas horas de trabalho por dia em troca de acomodação e comida.

E é exatamente por isso que essa ideia de voluntariar durante a viagem tem feito tanto sucesso. Afinal, você se desenvolve pessoal e profissionalmente e ainda reduz bastante os custos da sua viagem.

Para fazer parte dessas plataformas é preciso pagar um valor anual que te dá direito a entrar em contato com o anfitrião e agendar o seu voluntariado de forma rápida e prática.

Os valores variam entre 20€ (euros) e 49$ (dólares) por ano. Usando o código VIDAMOCHILEIRAWP você ganha 10$ de desconto na Worldpackers.

E, na minha opinião, vale muito a pena investir em uma dessas plataformas, porque o valor investido se paga já no primeiro voluntariado que você economiza com comida e hospedagem.

mochilao pela europa

Essas plataformas te conectam com os anfitriões e garantem seus benefícios básicos (um lugar para dormir e comida), mas o voluntário precisa arcar com os custos da passagem até o destino, seguro viagem (super recomendado para qualquer viajante) e o visto – caso precise.

E se engana quem pensa que não dá para fazer turismo enquanto faz voluntariado. Muitos nômades digitais veem no voluntariado a solução perfeita: custo reduzido, dias de folga para turistar e ainda experiências e oportunidades para abrir o próprio negócio online.

Como o voluntariado pode abrir portas na sua carreira

E é aí que entra a ideia de transformar as experiências de voluntariado em oportunidade para progredir na carreira atual ou, até mesmo, mudar de carreira radicalmente.

Quando se faz voluntariado você aprende diversas habilidades diferentes dependendo do anfitrião que você escolhe. Mas, além disso, você cresce bastante enquanto pessoa, abrindo a sua mente e expandindo a sua visão de mundo.

E é exatamente isso que muitas empresas estão buscando hoje em dia: profissionais capacitados não só na formação escolhida como também experientes em termos de vivências de mundo, afinal, é isso que te fará um profissional diferenciado.

Portanto, entenda que fazer voluntariado não é só uma forma de melhorar seu currículo, mas também uma forma de você explorar outras áreas que não tinha considerado antes ou, até mesmo, uma forma de testar áreas que te atraem e você não tem certeza se quer arriscar nelas ainda.

Então, por que não experimentar primeiro em um voluntariado para sentir a sensação de exercer aquilo para ter uma certeza mais palpável?

Você pode voluntariar de 1 semana a 6 meses – só depende da sua disponibilidade – no Brasil ou no mundo. Tem anfitrião de tudo quanto é tipo e em todo lugar.

Eu conheço diversas pessoas que fazem voluntariado enquanto viajam, eu sou uma delas inclusive que usa a Worldpackers e todas elas disseram que voluntariar é bom para a carreira porque:

  • Te dá a oportunidade de aprender ou treinar uma nova língua (conheço pessoas que aprenderam de fato inglês e espanhol do zero só voluntariando em hostels);
  • Te faz ser uma pessoa resiliente;
  • Te torna uma pessoa mais criativa;
  • Possibilita networking;
  • Te faz sair da zona de conforto;
  • Evolui habilidades que você já possui e te ensina novas habilidades;
  • Abre a sua visão de mundo;
  • Te conecta com novas culturas;
  • Te torna uma pessoa mais confiante;
  • Te torna uma pessoa mais flexível.

Isso são só algumas das muitas coisas que voluntariar durante uma viagem te traz. Mas você só vai saber se viver essa experiência e conferir com seus próprios olhos a nova pessoa que você vai se tornar depois de fazer um voluntariado.

Se você tiver qualquer dúvida sobre o assunto, eu ficarei feliz em explicar mais. No meu blog Vida Mochileira eu compartilho todas as minhas experiências de voluntariado e no meu canal do Youtube eu dou muitas dicas legais sobre imigração, experiências de voluntariado com amigos e como encontrar bons anfitriões.

Ahhh! Não esquece de me seguir no Instagram para acompanhar as minhas aventuras em tempo real.

Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autor

Carioca, publicitária, mergulhadora e produtora de conteúdo de viagem do blog e Instagram Vida Mochileira, Maryana Teles também é apaixonada por viagens de estilo low cost. Já foram 28 países explorados, três intercâmbios vividos e muitas histórias na bagagem para dividir com quem também quer viver uma Vida Mochileira.