Quanto custa viajar para Praga: veja as despesas detalhadas

Visitar Praga  / 

Praga é uma cidade vibrante, cenário de acontecimentos importantes que fizeram história em um passado não muito distante. A influência soviética, as manifestações estudantis e história da submissão à independência tornaram a cidade um dos lugares mais fascinantes do leste europeu.

Encontre o melhor pacote de férias para a Europa

Pacotes de Viagem, Circuitos, Multi Destinos, Cruzeiros.

Confira as promoções na Logitravel e garanta sua viagem dos
sonhos para a Europa.

VER OFERTAS DE FÉRIAS »

Neste artigo, o leitor vai saber quanto custa viajar para Praga, além de inúmeras outras informações úteis, como acomodações, passeios, transporte, dicas, etc.

Quanto custa viajar para Praga, um dos destinos mais baratos da Europa

Há tempos que a República Tcheca é um destino visitado por brasileiros em viagem a Europa. O Leste Europeu, além de ser bonito, é também mais barato do que países como França e Alemanha, por exemplo.

Todavia, quando for calcular quanto custa viajar para Praga, tenha em mente que a moeda lá não é o Euro, mas sim a Coroa Tcheca. Em 2019, 1€ equivale aproximadamente 25 CZK.

Praga é bela, histórica e possui uma atmosfera animada (principalmente vida noturna). Geralmente, quem viaja para Praga, aproveita para visitar também Viena e Budapeste.

Entretanto Viena é bem mais cara do que as outras duas cidades, então calcule bem o orçamento para ver quanto custa viajar para Praga, Áustria e a exótica Hungria.

Um pouco da história de Praga

Na época que o país ainda era chamado de Tchecoslováquia, Praga era subordinado aos governos nazistas, entretanto, com o fim da Segunda Guerra, se tornou submisso em relação ao bloco comunista soviético.

O regime comunista perdura até o início dos anos 1990 e, 3 anos depois, a Tchecoslováquia deixa de existir. Surge assim, 2 nações independentes e autônomas conhecidas a partir de então como República Tcheca e Eslováquia.

Quanto custa viajar para Praga – Seguro Viagem

A República Tcheca faz parte do Tratado de Schengen (um acordo que impõe regras para aqueles que desejam viajar para os países membros). Sendo assim, o seguro viagem é obrigatório, podendo ser solicitado pela imigração.

Com tantas seguradoras oferecendo seguro viagem, uma boa recomendação é fazer uma simulação online, e dessa forma escolher aquela que oferece melhor valor – cobertura. Você pode usar o nosso comparador de seguro viagem sem complicações e sem compromissos para descobrir qual a proteção mais barata e adequada para si.

E por falar em preço, não costuma ser alto. Um seguro abrangendo um pouco mais de 20 dias em junho, sai por aproximadamente R$ 262,00 (cerca de 58€), com uma cobertura de US$ 40.000 e seguro bagagem de US$ 1.200.

Para pagar menos 10% do valor do seu seguro viagem no Seguros Promo, insira o nosso cupom de desconto EURODICASTURISMO (para ganhar 5% de desconto) na hora do pagamento e pague por boleto bancário (para ganhar mais 5%).

Quanto custa dormir em Praga

Praga está dividida em 22 distritos, mas não pense que a cidade é pequena, pelo contrário, ela é enorme. Na hora de escolher onde ficar em Praga, dê preferência a uma acomodação que esteja situada nos distritos 1 a 8, conhecida como a parte monumental e histórica de Praga (em outras palavras, a área mais turística).

A cidade oferece uma série de opções de acomodações para todos os gostos e bolsos, desde hotéis, hostels, pousadas e até apartamentos locados por períodos curtos (alguns dias), como eu fiz quando lá estive.

Na hora de calcular quanto custa viajar para Praga, leve em consideração uma boa localização, mesmo que isso signifique gastar um pouco mais, pois dessa forma, conseguirá fazer diversos passeios a pé.

A grande maioria dos hotéis e hostels estão localizados pertinhos da Praça da Cidade Velha, que é um dos locais mais conhecidos de Praga.

Royal Prague City Apartments

O hotel está situado em em uma zona central de Praga, pertinho do Rio Moldava (Vltava) e o parque de Petrin. O edifício é histórico e os quartos são espaçosos e confortáveis.

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

Preço da diária: 65€. Reserve pelo Booking.

Art Hotel Meda

Apesar do hotel não ser tão confortável como o anterior, ele é bastante funcional, estando a meros 200 metros de uma estação de metrô. Tem café da manhã incluído na diária, e ainda conta com estacionamento privativo, para aqueles que optaram por alugar carro na Europa.

Preço da diária: 71€. Reserve pelo Booking.

Sleep&Go

Localizado a 600 metros da Praça Venceslau, o hostel oferece cozinha compartilhada e terraço. Além disso, todos os quartos possuem banheiro privativo (algo raro em se tratando de hostels), microondas e chaleira. Para quem está com o orçamento apertado, pode ser uma boa escolha.

Preço da diária: 27€. Reserve pelo Booking.

Quanto custa viajar para Praga – Transporte

Se escolher ficar em uma área central (próxima ao rio), poderá conhecer a cidade a poucos passos, ou mesmo se quiser pode pegar o tram (o famoso bonde avermelhado), mas se preferir o metrô, existem 3 linhas na cidade que levam a diferentes pontos.

O ticket de metrô tem diferentes valores e durações, consulte a tabela na estação e escolha aquele que se encaixa melhor a sua estadia. A compra pode ser feita em uma daquelas máquinas automáticas, basta selecionar o idioma inglês e o tipo de ticket.

quanto custa viajar para praga transportes

Uma ótima sugestão e que auxilia bastante qualquer turista perdido numa cidade “nova”, é o aplicativo PID Lítacka. Ele informa os tipos de bilhetes, horários e preços, além de informações de como ir de uma estação a outra.

Outra facilidade do app é a possibilidade do viajante comprar o bilhete usando um cartão de crédito internacional. E como poucas pessoas falam tcheco, o app está disponível no idioma inglês para facilitar ainda mais. O PID Lítacka pode ser baixado no App Store ou Google Play.

Aviso: não esqueça de validar o ticket nas “caixas amarelas” ao entrar em qualquer transporte público, caso contrário, estará sujeito a uma multa pesada que fará uma grande diferença na hora de orçar quanto custa viajar para Praga.

Quanto custam os passeios em Praga

A capital da República Tcheca mescla um pouco de cada coisa, desde grandes castelos, pontes centenárias, ruas de pedra, pubs estilosos, bairros históricos, galerias de arte, vida noturna agitada, dentre outras características que elevam ainda mais o potencial turístico de Praga.

Não economize nos passeios ao planejar quanto custa viajar para Praga, pois eles são muito interessantes e também diferenciados.

Castelo de Praga

É a atração principal da capital da República Tcheca. Tive sorte de chegar lá poucos minutos antes de ocorrer a troca de guarda. A Catedral de São Vito, de arquitetura gótica, impressiona pelo tamanho colossal.

O Castelo de Praga é considerado o maior do mundo, sendo formado por igrejas, torres, museus, palácios, jardins e casas históricas. Dessa forma, o turista não verá apenas o castelo mas um apanhado de coisas juntas.

Ao redor da Catedral, as gárgulas assustam um pouco os desavisados, mas de todo modo, elas têm a função de escoar as águas pluviais. Faça um tour guiado com a Get Your Guide.

Dica: a entrada no Castelo é gratuita, porém se desejar ver os vitrais da catedral, os salões em estilo gótico e renascentistas e as galerias, terá que desembolsar um valor.

Passeio de barco

Um dos passeios imperdíveis em qualquer cidade da Europa é, certamente, o tour de barco. Em Praga não poderia ser diferente. Na ocasião, fiz um passeio de aproximadamente 1h pelo Rio Vltava e valeu super a pena. Faça um tour de barco em Praga com a Get Your Guide.

Ponte Charles Bridge (Ponte Carlos)

Uma das pontes mais belas da Europa, liga a Cidade Velha com a Cidade Baixa, cortando o Rio Moldava. Cercada por 30 estátuas de estilo barroco do século XVII, ao longo de sua extensão de 516 metros.

É um passeio simples mas extremamente agradável, mesmo que na alta temporada tenha uma horda de gente atravessando e tirando fotos. Faça um cruzeiro com jantar e música ao vivo com a Get Your Guide.

Uma das tradições mais conhecidas na ponte é tocar a imagem de São João Nepomuceno, pois aqueles que fazem isso voltarão a cidade (assim diz a lenda).

Dica: se quiser fazer fotos interessantes na ponte sem aquela multidão de gente, acorde de manhã bem cedo e com certeza vai encontrar a ponte quase vazia.

Old Town Square (Praça da Cidade Velha)

Andar sem rumo pela principal praça de Praga, admirando a bela arquitetura – e por que não visitando algum pub irlandês no local (sim, há alguns deles na cidade)? – é um bom passeio.

Atravesse a ponte e aprecie a vista do Rio Moldava, ou mesmo observe os músicos de rua tocando algum instrumento e cantando músicas tchecas. Faça uma walking tour guiada.

Lesser Quarter

Do outro lado do rio, após atravessar a ponte, a sensação é que voltamos séculos atrás, mais precisamente ao século XVIII, com as ruas e prédios de arquitetura ainda preservada.

The Clown and Bard

É um hostel mas é também onde rola a festa, então ele se encaixa perfeitamente nessa categoria envolvendo atrações (ou badalações) em Praga. Um dos quartos tem 36 camas com pessoas do mundo inteiro e é onde a farra começa.

Para quem busca sossego e silêncio, está longe de ser o local perfeito, mas pode ser para os baladeiros de plantão. Veja como reservar no Booking.

Free Walking Tour

É uma experiência interessante conhecer alguns pontos da cidade a pé na companhia de guias que conhecem a cidade como a palma da mão. Uma boa oportunidade para aprender sobre o reino tcheco (nos primórdios tempos), a história da Segunda Guerra e o controle Soviético e por fim, o ressurgimento como uma das cidades mais turística da Europa.

Relógio Astronômico Medieval (Orloj)

Admire esse belo relógio construído no século XV, que mostra hora, dia e mês. Mas se quiser ter uma vista fantástica da cidade, suba até a torre (desembolsando algumas Coroas Tchecas) e tenha um visual (Praça da Cidade Velha) de tirar o fôlego.

praga

Cidade Baixa (Malá Strana)

Aos pés do Castelo de Praga, com o Rio Vltava margeando, está o belo e histórico bairro de Malá Strana. A arquitetura dos prédios permanece preservada e se misturam com pequenos restaurantes e lojas de souvenirs.

Museu Franz Kafka

Museu dedicado a obra do famoso escritor tcheco Franz Kafka, o espaço acolhe quadros, jogos de luzes, músicas, cartas, fotografias e as primeiras edições do autor responsável por obras como O Processo e A Metamorfose. Kafka foi o maior representante literário do seu país no século XX. Preço: 10€ aproximadamente.

Importante: se o viajante estiver em Praga no início de junho, não deixe de visitar a programação “Noite dos Museus”. O evento ocorre no dia 8 de junho, das 19h até 1h da manhã do dia seguinte.

Durante esse horário, a entrada nos museus, galerias e locais culturais é gratuita ou mesmo é cobrado um valor simbólico. Há inclusive transportes especiais, também gratuitos, para os lugares incluídos na programação. Para saber como será a edição de 2019, acesse o site oficial do evento.

Um dos passeios mais insólitos em Praga

Muitos viajantes (não me refiro a turistas) quando viajam, gostam de conhecer o lado B da cidade. São aqueles locais que alguns turistas vão querer fugir de medo ou receio, mas que para outros são de extremo interesse.

Um dos passeios nesse estilo “dark”, que faz sucesso há anos em Praga, consiste em um tour guiado na companhia de um ex-viciado em drogas ou sem teto, para conhecer os guetos e lugares decadentes de Praga, alguns inclusive redutos de prostituição.

Um dos locais visitados é o pequeno parque Sherwood, localizado em frente à principal estação de trem da cidade. Nas palavras do guia, um lugar habitado por prostitutas, viciados e sem tetos que praticam roubos entre eles.

O tour insólito é feito por uma organização de assistência aos sem-teto, conhecida como Pragulic e conta com 10 guias contratados, sendo alguns deles sem-teto ainda e outros que viveram na rua por longos anos mas que conseguiram mudar de vida.

Os passeios exploram o lado decadente de Praga, locais onde drogas, prostituição e corrupção policial são rotina, e que de alguma forma atraem viajantes interessados nesse tipo de tour de aventura.

Um dos guias da trupe é um ex-garoto de programa e viciado, que adotou um visual que lembra ao do vocalista do grupo The Cure, com maquiagem nos olhos e cabelos pretos desgrenhados.

Mas há guias mulheres também, mas precisamente duas, sendo uma ex-prostituta e uma ex-viciada, que mostram o lado sombrio de Praga envolvendo o passado delas. Durante o tour, os viajantes podem fazer qualquer pergunta para elas, inclusive de caráter pessoal.

Eles costumam abordar mais o passado do que o presente, quando nas décadas de 80 e 90, a estação principal da cidade era um point de prostituição masculina, hoje é mais um local para mendigos se abrigarem.

Observação: em 2014, Praga tinha uma população de sem-teto estimada de 3.500 pessoas, entre crianças, jovens e adultos, alguns deles com diploma universitário.

Curiosidade: é comum ver pedintes nas ruas de Praga, abaixados no chão escondendo o rosto, um amigo alemão disse que eles se sentem envergonhados por isso, daí a razão de não mostrarem o rosto.

Outros locais visitados são o Museu Nacional e a Praça Venceslau, esta última uma fortaleza para os cafetões de Praga. Em 1989, a Praça foi palco de marchas populares durante a Revolução de Veludo.

O tour pode terminar no Café Louvre, o maior prostíbulo da cidade durante a era comunista. Um dos guias diz que as prostitutas estrangeiras são geralmente da Bulgária, Romênia, Ucrânia e Rússia e geralmente atuam com cafetões, já as tchecas por conta própria.

O passeio pode ocorrer durante o dia ou a noite e alguns deles são temáticos. A maioria dos guias vivem em abrigos comunitários, interessante observar que o passado obscuro deles, hoje se tornou a sua principal fonte de sustento.

Os tours são a partir de 250 CZK, algo em torno de 9€ por pessoa, com duração de 2h.

A noite de Praga

Antes de pensar em quanto custa viajar para Praga, pense também em opções de diversão à noite. A cidade tem diversas baladas para diferentes públicos.

Rua Dlouhá

Essa rua localizada perto da Praça da Cidade Velha reúne a maior concentração de bares e baladas da cidade. Por isso na hora de escolher pra onde ir, pode ser uma boa ideia transitar por essa rua.

Roxy

Considerada a melhor balada de Praga, a Roxy foi aberta no finalzinho da Tchecoslováquia, a música é eletrônica de diferentes estilos. Preço: a partir de 330 CZK.

Meet Factory

O Meet Factory é um antigo armazém que é boate, teatro, galeria de arte e espaço de show em um local onde o alternativo predomina. A música pode ser ao vivo ou não. Preço: de acordo com o tipo de evento.

Quanto custa comer em Praga

Preocupado com o orçamento em relação a quanto custa viajar para Praga no que diz respeito a comida? Saiba que há refeições para todos os bolsos.

A gastronomia tcheca é saborosa e barata (de modo geral) e o viajante encontrará na cidade diversos pratos como: carne de porco, batatas, frango, embutidos, schnitzels (carne de porco empanada com purê de batata), sopas, pães e molhos.

Se preferir comer na rua (ambulantes), o cachorro quente é uma boa pedida ou mesmo trdelník, uma espécie de pastel. Ainda tem a opção dos kebabs e pizza.

Lokál
Comida saborosa e bons preços.
Onde: Dlouhá 33, 110 000 Staré Mestro.

U Bubenícku
Restaurante simples mas que serve a típica comida tcheca, como a sopa goulash (parece carne assada de panela).
Onde: Myslikova 8, bairro Nové Mesto (Cidade Nova).

Se preferir cozinhar, uma boa opção é fazer compras no Potraviny, que são os mini mercados onde o viajante pode comprar frutas, sanduíches, água, doces, etc. por bons preços. Confira alguns valores em Euro:

 Item  Preço
 Água (garrafa 1,5 litro)  0,49€
 Maçã (1kg)  1,17€
 Queijo fresco (1kg)  7,14€
 Pão (500g)  0,42€
 Café (capuccino)  1,70€
 Mcdonald’s (hambúrguer)  5,07€
 Coca cola (330ml)  1,11€

 

Curiosidade: é comum a presença de orientais no comando desses mini markets, pelo menos foi o que eu notei quando precisei ir para comprar algumas coisas para o café da manhã.

Dica: evite os fast foods. Tentei tomar um chá gelado no Starbucks, porém estava tão aguado que não tive outra opção a não ser jogar fora. Opte pela comida local.

Quanto custa beber em Praga

Cerveja em Praga é algo muito barato, principalmente se for comprada nos supermercados. Quem ganha em euros, notará uma diferença grande. Contudo, mesmo nos pubs o preço não é exorbitante em comparação a outros países da Europa.

  • Restaurante/pub (caneca 500ml): 1,32€ (aproximadamente);
  • Supermercado (garrafa 500ml): 0,60€ (aproximadamente).

Curiosidade: a República Tcheca é o país onde mais se consome cerveja no mundo.

As marcas de cerveja mais populares no país são a Staropramen, Urkel e a Kozel, e geralmente o pessoal bebe em uma caneca de 1 litro.

Aqueles que adoram cerveja, não podem perder a oportunidade de fazer um tour de cerveja, onde o visitante para em alguns pubs e pode degustar algumas bebidas alcoólicas tchecas. Conheça a cultura cervejeira de Praga num tour da Get Your Guide.

Quanto custa viajar para Praga – saiba o valor de 3 despesas básicas

Ao pesquisar quanto custa viajar para Praga, tenha em mente que qualquer cidade terá locais comuns e mais requintados nas categorias alimentação e hospedagem. Logo, essa ideia de ser caro ou barato é relativo, pois vai depender muito onde o viajante vai querer ficar e onde irá comer.

Abaixo, listei os preços de 3 despesas básicas em Praga já convertidos em Euro, para que os brasileiros que vivem em Portugal tenham uma noção melhor. Os critérios utilizados foram a partir do econômico até ao mais caro.

Alimentação

 Refeição  Preço
 Café da manhã  De 4,55€ a 10,97€
 Almoço  De 7,30€ a 25,84€
 Jantar  De 13,23€ a 37,21€

 

Observação: valores aproximados desde restaurantes simples a sofisticados.

Transporte (metrô, ônibus e bonde)

 Ticket  Preço
 Ticket avulso  0,94€ (aproximadamente)
 Ticket 24h  4,27€ (aproximadamente)
 Ticket 72h  12€ (aproximadamente)

 

Hospedagem

 Ticket  Preço
 Hostel  A partir de 26€ (na área turística da cidade)
 Apartamento  A partir de 29€ (estilo conjugado)
 Hotel  A partir de 31€ (categoria simples)

 

Quanto custa viajar para Praga – Aéreo

A minha jornada para Praga foi saindo de carro de uma cidadezinha na Alemanha para a capital da República Tcheca, onde levamos aproximadamente 6h. Entretanto, para quem pretende ir de avião ou trem, seguem algumas orientações:

Aeroporto

Chama-se Václav Havel, e para a praticidade do passageiro, o mesmo pode utilizar o ônibus Airport Express que parte de dentro do terminal, onde uma das paradas é a estação de metrô Námestí Republik. O valor do ticket é em torno de 60 CZK (2,30€ aproximadamente).

A companhia aérea low cost WizzAir, de origem húngara, opera diversos voos com destino a Praga, partindo das principais capitais européias, isso sem contar as boas tarifas. Entretanto, no site da WizzAir não achei voo direto de Lisboa para Praga, sendo necessário desembarcar em Budapeste e em seguida fazer o deslocamento de trem.

A passagem aérea mais em conta (Lisboa – Budapeste – Lisboa) encontrada no site estava em torno de 130€, partindo no final de maio e retornando em meados de junho de 2019.

Trem

Existem 2 grandes estações de trem em Praga, a Hlavní Nádrazí e Nádrazí Holesovice, ambas as estações servem para destinos regionais e internacionais, como Budapeste por exemplo. Acesse o site oficial.

roteiro europa praga

Dicas para economizar em Praga

1. Se hospede em uma região central (Old Town Square), dessa forma poderá fazer passeios a pé, economizando em transporte público;

2. A comida em Praga é saborosa e, na maioria das vezes, bem servida. Escolha restaurantes mais simples ou mesmo compre alguns itens alimentícios no mercado e cozinhe no apartamento ou no hostel;

3. Nas baladas fora da região central, encontrará mais tchecos e preços melhores também.

Não faça isso em Praga – regras básicas de etiqueta

1. Não chame o país de “leste europeu”, os tchecos certamente não irão gostar de ouvir isso, escolha a expressão “Europa Central”;

2. Não critique a cidade ou o país diante de um tcheco, eles não vão gostar disso;

3. Assim como na Alemanha, tire sempre os sapatos antes de entrar na casa de um tcheco, não se preocupe que eles não serão roubados se ficarem do lado de fora;

4. Não fale alto em ambientes públicos, lembre-se você está em Praga e não na Itália;

5. Fique no lado direito nas escadas rolantes, pois é o lado de quem está sem pressa;

6. Ao contrário do que ocorre no Brasil nos transportes públicos, deixe os passageiros saírem primeiro, para só depois entrar, essa regra vale para metrô, ônibus e bonde;

7. Aja com bom senso, ceda o assento para idosos, crianças de colo e pessoas com necessidades especiais;

8. Dê gorjeta nos restaurantes de modo geral (a taxa de serviço nunca será incluída na conta), o viajante pode dar 10% a mais.

Recomendações de segurança em Praga

Não precisa ter medo, Praga, e mesmo a República Tcheca como um todo, é muito segura e raramente delitos graves ocorrem.

Portanto, pode ficar mais sossegado, apenas tome alguns cuidados, pois qualquer turista pode parecer uma presa fácil. Confira o ranking da segurança no país e algumas dicas.

  • Em 2018, a República Tcheca foi apontada como o 7° país mais pacífico do mundo e 5° da Europa, de acordo com o jornal The Week;
  • A taxa de criminalidade, que sempre foi baixa, vem caindo vertiginosamente desde 2012;
  • O país tem baixo risco de atentados terroristas;
  • Está entre os 15 países com o trânsito mais seguro da Europa.

Dicas de segurança

  • Tenha atenção aos batedores de carteira, principalmente nos transportes públicos. Dica: leve bolsas, mochilas e carteiras na parte da frente do corpo;
  • Se o viajante masculino estiver caminhando pela rua tarde da noite e alguma mulher se aproximar jogando charme, querendo abraçá-lo, evite pois provavelmente ela vai furtar a sua carteira, sem a vítima perceber;
  • Nunca troque moeda com pessoas na rua, os riscos de ser enganado serão grandes;
  • Evite pegar táxi em Praga, como em qualquer país, pois as chances de ser enrolado são muitas. Opte por aplicativos como AAA (Tick Tack Taxi) ou Liftago, são como o Uber de certa forma;
  • Em caso de emergência, ligue 112 (serve para qualquer tipo de situação grave).

Raio X de Praga

DDI: 420;
Idioma oficial: tcheco;
População: 10.519.000;
Melhor mês para viajar: maio (primavera) período com temperaturas agradáveis, evite o inverno que é muito rigoroso;
Site de informações turísticas: https://www.prague.eu/en;
Embaixada Brasileira: http://praga.itamaraty.gov.br/pt-br/.

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autor

Jornalista, vive no Brasil e ama Portugal, tem passagens pela África, Europa e América do Norte/Sul. Além da paixão por viagens, também adora animais e apoia projetos de conservação de vida selvagem na África do Sul e Brasil.