Fundada pelos romanos em 138 a.C. (sim, mais de 2 mil anos!), Valência mescla o antigo com o moderno como poucas cidades conseguem e é por isso que ela merece estar no seu roteiro de uma viagem Espanha. Se ainda tem dúvida sobre o que fazer em Valência, preparamos um guia super completo com tudo que você precisa saber para planejar sua estadia e aproveitar ao máximo a cidade.

O que fazer em Valência?

Pelo mapa a seguir fica fácil perceber que Valência não é uma cidade muito grande, e é exatamente por isso que boa parte das atrações — incluindo o centro histórico — costumam estar há uma curta distância e podem ser feitas caminhando ou de bicicleta.

O que fazer em 1 dia em Valência?

Sei que é muito difícil termos o tempo adequado para conhecer as cidades quando viajamos. Porém, já de início me sinto na obrigação de dizer que um dia é pouquíssimo tempo para conhecer qualquer lugar no roteiro Espanha, mas eis aqui o que fazer em Valência em um dia.

Manhã

Comece o dia na Torre dos Serranos. Datada de 1398, ela já foi usada até mesmo como prisão e hoje é a belíssima entrada da cidade antiga. Para subir custa apenas 2€ e você terá uma vista panorâmica muito legal da cidade.

Imagem panorâmica dos prédios de Valência
Essa é a vista a partir da Torre dos Serranos, que fica no Centro Histórico de Valência. Foto: Iara Vilela

Siga até a Plaza de la Virgen e depois pare para apreciar a beleza arquitetônica da Catedral de Valência, inclusive, um tour guiado pela Catedral e por outros pontos pode ser uma ótima ideia para conhecer Valência em um dia.

Aproveite a localização e conheça a Plaza de la Reina, que passou por reformas, sendo reinaugurada em 2022. É um ótimo lugar para parar um pouquinho para descansar e uma ótima oportunidade para provar a famosa Orchata na Horchatería Santa Catalina, uma visita que só o prédio já basta por ser muito bonito!

Se fizer tudo que indiquei até agora, você terá caminhado cerca de um quilômetro, apenas. Mas não se engane: é bastante coisa e sugiro que faça tudo com calma para aproveitar!

Tarde

Agora vamos para uma parte diferente e bem moderna: a Cidade das Artes e da Ciência!

É um complexo moderno com uma pegada futurista, tanto que séries de ficção científica como Andor, Doctor Who e Westworld foram gravadas no local. Para aproveitar melhor o dia, recomendo um tour combinado pelo Hemisférico e Museu das Artes e da Ciência — e tenha em mente que levará toda a tarde.

Se o tempo estiver bom, finalize o dia na praia de las Arenas ou Malva-rosa. Aproveite para jantar em um dos ótimos restaurantes da região.

 O que fazer em 3 dias em Valência?

Três dias é um ótimo começo para conhecer a cidade com mais tranquilidade. Nos próximos dias você voltará ao centro histórico para conhecer outros lugares importantes, além de conhecer um dos bairros mais tradicionais da cidade. Vamos à lista sobre o que fazer em Valência no segundo e terceiro dia.

Segundo dia

Comece o seu segundo dia dando uma passadinha na Estação del Nord. Essa estação de trem foi construída há mais de 100 anos e é um clássico do estilo modernista de arquitetura. Do outro lado da rua, está um lugar que na minha opinião é controverso, mas que é muito visitado. A Plaza de Toros é o local onde ainda hoje ocorrem as touradas, famosas por toda a Espanha.

Há alguns metros dali está a Plaza de Ajuntamento, que é onde está a prefeitura de Valência. O prédio e o balcão principal podem ser visitados gratuitamente, das 8h às 14h.

Quase em frente fica o belíssimo Palácio das Comunicações. O antigo prédio dos correios foi construído em 1922 e as visitas podem ser feitas de terça a domingo e também são gratuitas.

Ficar conectado na Europa nunca foi tão fácil

Com a America Chip você tem internet 4G ilimitada durante toda a viagem. Escolha entre o chip e o eSIM e aproveite a Europa com a melhor conexão a partir de USD 40.

Ver Planos →

A última parada no centro histórico é a Lonja de la Seda, que é simplesmente o meu lugar favorito de todos em Valência. A entrada custa 2€ e se ainda tiver tempo, vale uma passadinha do Mercado Central.

Terceiro dia

No terceiro dia em Valência o ideal é começar fazendo uma visita Igreja San Nicolás de Bari y San Pedro Mártir. Conhecida como a Capela Sistina de Valência, ao caminhar pelo interior é perfeitamente possível ver as influências góticas e barrocas na sua arquitetura.

Depois siga até o Palácio Marquês de Dos Águas, um prédio histórico construído em 1740 no estilo rococó. A fachada por si só já é uma belezura, mas pague os 3€ de entrada e conheça o luxuoso interior. Aos sábados a entrada é de graça.

A próxima parada é o Mercado Cólon, um prédio emblemático de 1916 e que se transformou em um mercado gastronômico, um lugar perfeito de onde comer em Valência entre um passeio e outro. Se quiser fazer umas comprinhas, a região é ótima para isso, já que bem pertinho estão lojas como H&M, Zara e o multimarcas El Corte Inglés.

Encerre o dia no Bairro de Ruzafa, um dos mais tradicionais da cidade e que vem sendo revitalizado nos últimos anos. Há uma infinidade de bares e restaurantes e com certeza algum deles faz o seu estilo.

 O que fazer em 5 dias em Valência?

Se quiser aproveitar ainda mais a cidade, passar entre quatro e cinco dias completos permite explorar áreas e atrações menos visitadas ou que fazem parte do roteiro de quem já esteve mais de uma vez em Valência.

Quarto dia

Comece o quarto dia conhecendo o Sítio Arqueológico L’almonia, que reúne materiais e vestígios desde a fundação da cidade pelos romanos e também memórias da Idade Média. Aproveite que está pelo centro e caminhe pelo Del Carmen, um dos bairros mais tradicionais da cidade e que é cheio de murais, grafites e todo tipo de arte de rua.

Depois siga até o Bioparc para admirar a vida silvestre e um excelente passeio para quem viaja para Espanha com crianças. Se ainda tiver tempo e disposição, finalize o dia com um Passeio de Catamarã para apreciar o lindo pôr do sol de Valência.

Quinto dia

O Oceanográfic é a atração perfeita para começar seu último dia na cidade. Ele é enorme, então prepare-se para levar pelo menos umas três horas nesse passeio. Se estiver com crianças, o tempo pode ser ainda maior. Se quiser um lugar para descansar, aproveite um dos bancos ou o gramado do Jardim de Túria.

Depois siga até o Mercado de la Imprenta, um mercado gastronômico inaugurado em 2023 e que é uma delícia de visitar e onda há muitas possibilidades de restaurantes em um mesmo local. E aqui uma observação: o la Imprenta fica perto da estação de trem, o que pode ser uma boa opção de despedida caso esteja saindo da cidade por trem.

Outra forma perfeita de finalizar sua visita à Valência é passar um tempo na Praia de Patacona. Se estiver no verão, aproveite um dos chiringuitos e relaxe ao som das ondas ou jante em um dos incríveis restaurantes da área.

Quantos dias são suficientes em Valência?

4 dias completos são suficientes para conhecer a cidade. Valência não chega a ter tantas atrações turística como Barcelona, por exemplo, mas 4 dias são facilmente preenchidos (principalmente para os amantes de Slow Travel).

Ah! Se quiser fazer algum bate e volta para cidades como Calpe ou Altea — ótimas para atividades aquáticas — é melhor acrescentar alguns dias na sua estadia.

O que não pode deixar de conhecer em Valência?

Apesar de ter dito neste artigo que a Lonja de la Seda é meu lugar favorito (o que é verdade), é a Cidade das Artes e da Ciência que indico como atração indispensável. Isso porque é realmente um complexo diferenciado e um local onde vale a pena passar algumas horas.

Imagem mostra o complexo da Cidade das Artes e das Ciências, cercado por uma grande piscina.
No prédio azul ao fundo está o Caixa Fórum, que abriga exposições e um restaurante. Foto: Iara Vilela

Mesmo que escolha não visitar o museu ou o hemisférico, ver a arquitetura de perto, caminhar pelo L’Umbracle e aproveitar toda a atmosfera modernista vale muito a pena.

O que fazer a noite em Valência?

Além de ter uma parcela considerável de jovens na população residente, Valência recebe muitos intercambistas do mundo inteiro, por ter um complexo de universidades muito rico. Essa combinação é propícia para ter uma vida noturna muito animada e sempre com novidades. Recomendo quatro lugares:

  • Marina Beach Club;
  • Posada de las Ánimas;
  • L’Umbracle Terraza;
  • MYA Club.

Qual a melhor época para conhecer Valência?

Sem dúvidas, o finalzinho da primavera!

Digo isso porque já não está mais frio, porém o calor ainda não chegou de vez. Caso não saiba, Valência fica numa região onde no verão, os termômetros facilmente marcam 40 °C.

O início do outono também pode ser uma boa para pegar sol, porém com temperaturas amenas.

 O que fazer em Valência no inverno?

O inverno em Valência não é de frio extremo e nem chuvoso. Prova disso é que janeiro é um mês que tradicionalmente os ingleses invadem a cidade fugindo do tempo ruim que costuma fazer pelas bandas de lá. Então, tenha em mente que praticamente todas as atividades listadas podem ser feitas durante o inverno.

Se a sua viagem rolar em dezembro, os mercados de Natal são uma boa opção para passear, pois além de ter várias tendas com artesanatos locais, também vendem delícias de inverno, como o vinho quente.

Imagem mostra uma Falla de Valência com personagens como flamingo e bobo da corte
Além das Fallas, os shows de fogos, conhecidos como Mascletá fazem parte da festa. Foto: Iara Vilela

Mas se estiver por aqui em março, terá a sorte de ver as Las Fallas, uma das festas mais importantes da Espanha. Fiquei particularmente apaixonada! É muito gostoso de ver como a comunidade realmente se envolve. É muito divertido ver de crianças a idosos com as suas roupas de falleros e tudo o que envolve a festa.

O que fazer em Valência no verão?

A Espanha é um dos melhores destinos de verão na Europa. E é incrível ver como Valência se prepara para esta estação do ano. As calçadas estão cheias de mesas e cadeiras para aproveitar tudo ao ar livre, os parques e museus iniciam as programações temáticas e o melhor, na minha humilde opinião, são as chiringuitos das praias.

Chiringuitos são uma espécie de quiosques, que ficam na areia da praia e vendem bebida e comida simples. O divertido é que eles são quase como um símbolo de que o verão está chegando, pois são montados especialmente (e unicamente) nesta época do ano.

Então, além dos pontos mais turísticos da cidade, inclua as praias na sua lista sobre o que fazer em Valência! Malva-rosa, Cabañyal e Patacona podem entrar fácil na lista. O Marina Beach Club também pode ser uma opção para os mais animados e lá é possível alugar jet ski para garantir ainda mais diversão.

O que fazer além do óbvio em Valência

Valência, assim como Sevilha, é internacionalmente conhecida pelas laranjas. Tanto que o centro e muitos bairros são maravilhosamente ornamentados com centenas de pés de laranja que florescem e ficam lindos quando estão carregados.

Como há muitos pomares bem pertinho da cidade, um passeio fora do óbvio é fazer um tour por fazenda de laranjeiras e com direito a petiscos.

Quanto custa viajar para Valência?

Valência é uma cidade bem mais em conta que Madrid ou Barcelona, então, no seu orçamento de quanto custa viajar para Espanha, considere no mínimo R$ 2.500 para cinco dias em Valência, incluindo hospedagem, transporte, ingressos e alimentação.

Lembrando que o verão é considerado alta temporada e os valores costumam subir, assim como os gastos podem ser maiores ou menores que a média, dependendo da quantidade de entradas para atrações que adquirir e dos restaurantes que visitar. Confira na tabela abaixo:

Item Preço médio para 1 pessoa durante 5 dias
Hospedagem em hotel 3 estrelas R$ 1.750
Atrações turísticas R$ 425
Transporte R$ 100
Alimentação R$ 650
Total R$ 2.925

Qual o gasto diário em Valência?

A vantagem de viajar por essa região da Espanha é que o gasto médio diário costuma ficar em torno de R$ 200 em Valência (sem incluir a hospedagem). Para você ter uma noção melhor dos preços em Euro, saiba que transporte público e cafezinho custam apenas 1,50€ cada, um bom almoço 11€ e o jantar costuma sair por uns 15€.

Se quiser economizar, verifique se as atrações possuem combos, como ocorre com a Cidade das Artes de das Ciências. A entrada apenas para o museu custa 6,70€, assim como ao hemisférico, porém, se comprar as duas entradas juntas, o valor cai para 10€, gerando uma economia de mais de 3 euros.

Quantos euros levar para Valência?

Se você decidir passar uma semana em Valência seu gasto médio ficará em torno de 750€, contando refeições, hospedagem três estrelas, transporte e alimentação. Uma boa dica é usar o cartão Wise para isso. Sou adepta convicta há muitos anos e para mim é o melhor cartão multimoedas disponível no mercado.

O que não deixar de comer em Valência?

O prato mais famoso da gastronomia espanhola nasceu em Valência, então é óbvio que você não pode deixar de provar a paella. Apesar de existir dezenas de variações, a paella valenciana é um prato único e que merece a sua atenção.

Recomendo provar do El racó de la paella e do El coso Del Mar e na lista incrível que fiz sobre onde comer em Valência há muitas recomendações de lugares para provar paella.

Interior do Mercado Colón
O Cólon é um mercado gastronômico que fica em uma região repleta de lojas. Foto: Iara Vilela

E que tal fazer uma aula de culinária para aprender a receita tradicional? Tenho certeza que depois, você vai surpreender a família e os amigos em um jantar especial na sua casa!

Onde se hospedar em Valência?

Apesar de ser a terceira maior cidade da Espanha, a verdade é que Valência não é muito grande. Mas isso não quer dizer que não seja bom você se atentar a localização da sua hospedagem.

É por isso que indico muito a região da Cidade das Artes e o bairro de Ruzafa como ótimas opções de onde ficar em Valência. A primeira fica quase que no meio entre o centro e a praia e a segunda está há poucos passos do centro histórico.

Qual o melhor transporte para explorar Valência?

Valência é considerada uma cidade bike-friendly por ter mais de 150 quilômetros de ciclovias e é por isso que prefiro passear de bicicleta. Há uma rede de aluguéis chamada Valenbisi que tem pontos para pegar e deixar as bikes espalhados literalmente por todo canto. Uma semana custa 13,30€ e você pode usar quantas vezes quiser.

Mas se andar de bicicleta não é a sua, as linhas de ônibus e metrô funcionam muito bem, assim como transporte por aplicativo como Uber e FreeNow. Se preferir, também pode aproveitar os ônibus turísticos hop-on hop-off e passar pelos principais pontos da cidade.

Praça com a igreja e uma torre ao fundo
Ao redor da Plaza de la Virgen existem vários restaurantes. Ideal para descansar um pouco. Foto: Iara Vilela

Alugar um carro na Espanha também pode ser uma boa ideia, principalmente se quiser fazer bate e volta a partir de Valência (ou outras cidades) ou conhecer as praias mais distantes, como Jávea e Denia, que ficam há pouco mais de 1h de Valência.

Como se planejar para visitar Valência?

Agora que já tem a lista sobre o que fazer em Valência, aqui estão algumas dicas para planejar a sua visita!

  • Seguro viagem é obrigatório para visitar a Espanha e deve ter cobertura mínima de 30 mil euros para as despesas médicas e hospitalares. Você pode fazer uma cotação no Seguros Promo, um comparador de seguro viagem que reúne diversas seguradoras e oferece uma ótima gama de planos para escolher a melhor opção para o seu perfil;
  • Chip internacional e conexão de internet é uma mão na roda quando estamos viajando, seja para acessar redes sociais, aplicativos de mapas ou até mesmo fazer ligações em caso de uma urgência. Uma indicação de um bom chip que oferece boa cobertura em Valência e em muitos países europeus é a America Chip. E ela ainda envia para o Brasil para você já desembarcar na Espanha conectado;
  • Reservar entradas das atrações com antecedência e em ferramentas consolidadas é garantia de sucesso e economia de tempo em filas. Valência recebe muitos turistas ao longo do ano e as principais atrações costumam ter filas bem grandes, sobretudo na alta temporada. Você pode adquirir os seus ingressos e passeios pela plataforma GetYourGuide. Ela é confiável e a maior plataforma de venda de ingressos da Europa. Portanto, dá para organizar toda a viagem por Valência e outras cidades.

Por mais que eu tenha tentado colocar tudo o que fazer em Valência de mais importante, lembre-se de conversar com as pessoas locais e perguntar mais dicas, pois sempre há novos lugares e novas perspectivas. Boa viagem!