Castelo de Buda: parada obrigatória na sua viagem para Budapeste

Viajar pela Europa  / 

Não, você não vai ler um texto sobre religião e sim sobre o Castelo de Buda na cidade europeia de Budapeste, capital da Hungria. Hoje vou te contar mais sobre como visitar, onde fica, quanto custa para entrar, a história e tantas outras coisas interessantes sobre esse edifício que já foi um Palácio Real. Confira!

O que é o Castelo de Buda

O Castelo de Buda fica na cidade de Budapeste, capital da Hungria. Classificado como Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO, o castelo já foi a casa dos reis húngaros, o Palácio Real e o Castelo Real. É, sem dúvida, um local que deve ser visitado quando Budapeste estiver na sua rota de viagem.

Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil.


Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem. Faça uma cotação online sem compromissos e confira as várias opções de seguro para a sua viagem.

FAZER COTAÇÃO »

História do Castelo de Buda

A história do Castelo de Buda é antiga e data do século XIII. Porém, foi no ano de 1410 que a construção começou e a ideia era que o Castelo fosse a residência do Rei Sigismundo Luxemburgo da Hungria e mostrasse para outros governantes da Europa o poder e a força da nação húngara.

Entre construções e destruições, a história do Castelo de Buda resiste a guerras, reis, imperadores, ataques, conquistas e derrotas. Depois da Segunda Guerra Mundial, o palácio sofreu duros ataques e precisou ser, praticamente, todo reconstruído.

Palácio Real de Budapeste

O Castelo de Buda já foi também conhecido como o Palácio Real de Budapeste, pois nele viveram diversos reis húngaros e líderes dos impérios que dominavam o país e a cidade durante dezenas de anos.

Igreja de Matias

Localizada bem em frente ao Bastião dos Pescadores, você encontra a Igreja de Matias. Ela é uma igreja católica romana e teve sua construção iniciada no ano 1015, porém não existem vestígios arqueológicos do período. Ela é a segunda maior igreja de Buda medieval e foi restaurada no século XIX.

Aproveite para saber mais sobre turismo religioso na Hungria.

Como visitar o Castelo de Buda

O Castelo de Buda fica na Colina de Buda e os museus estão abertos para visitação de terça a domingo das 10h às 18h. A melhor de maneira de visitar é dar uma caminhada. Porém, você pode subir utilizando o funicular e descer pela ladeira andado já que, como diz o ditado, para baixo todo santo ajuda.

Esta é uma das melhores atividades a fazer em Budapeste.

Ingressos

Se você quiser passear pelos arredores e pelos jardins do Castelo de Buda, você não precisará pagar nada. Caso queira visitar os museus, aí sim terá que comprar os ingressos dependendo de qual museu você pretende visitar.

Existem diferentes pacotes que você pode comprar antecipado pelo Get Your Guide, evitando filas e atrasos e garantindo experiências únicas.

O que ver perto do Castelo de Buda

Prepare-se para um dia com grandes caminhadas, pois o Castelo de Buda é grande, mas você pode aproveitar para conhecer também o Bastião dos Pescadores, o Parlamento da Hungria, a Ponte das Correntes e para um único dia está de bom tamanho.

A cidade é lindíssima e bem barata para fazer turismo. Aliás, é uma das cidades da Europa mais baratas para viajar.

castelo de buda em budapeste

Onde se hospedar em Budapeste

Existe uma Budapeste para cada gosto (você pode ler “go$to” também). Isso porque o local ideal para você ficar na cidade vai depender do seu estilo de viagem e do seu orçamento.

Ficar no centro histórico é sempre uma boa pedida e você precisará escolher entre seis bairros (cinco em Peste e um em Buda). Se a sua estada for curta, Belváros e Lipótváros no distrito V podem ser a melhor opção.

Os preços de hostels começam em R$ 62,00 a noite e você pode reservar pelo Booking. Há centenas de opções de apartamentos e hotéis pelo Booking e Airbnb e você pode escolher pelas comodidades, localização ou preço mais acessível.

Nos últimos 3 anos, você teve uma passagem aérea que se atrasou ou foi cancelada?

Se você passou por atraso, cancelamento ou superlotação em um dos seus voos para a Europa, solicite uma compensação de até R$ 2700 por passageiro.

REINVIDICAR »

Entre os hotéis e apartamentos mais bem recomendados em Budapeste estão:

Dicas para visitar Budapeste

Se você pretende visitar Budapeste, saiba que não é necessário visto caso a sua visita seja como turista e você permaneça por menos de 90 dias. Mas é sempre preciso seguro viagem, por isso não deixe de fazer uma simulação para conseguir o melhor preço.

Na Hungria a moeda é o Florim Húngaro e como não é fácil de encontrá-la em outros países, a melhor coisa é levar dólar ou euro e trocar nas casas de câmbio de lá.

O aeroporto de Budapeste (Aeroporto Ference Liszt) fica a mais ou menos 20 quilômetros do centro e você pode pegar um metrô para fazer o trajeto e gastar menos. No balcão de atendimento ao turista, localizado no saguão do aeroporto, os atendentes explicam direitinho e até disponibilizam mapas.

Descubra tudo sobre o Leste Europeu, antes da sua viagem.

Melhor época para visitar

Outra dica que eu posso dar é sobre a melhor época para visitar a cidade de Budapeste. Entre novembro e março faz bastante frio e as temperaturas estão facilmente negativas na cidade. Portanto, se você não gosta do frio vá entre abril e outubro.

Evite os meses de agosto e setembro, pois como a Europa toda está “em férias”, os preços costumam subir muito e tudo fica lotado. Além disso, nos outros meses o frio é suportável e um bom casaco pode resolver todos os seus problemas.

Eu aproveitei para fazer uma listinha com os locais que você deve conhecer quando for para Budapeste, além do Castelo de Buda. Veja abaixo:

  • Parlamento Húngaro – Országház
  • Casa do Terror – Terror Háza
  • Castelo de Buda – Budai Várnegyed
  • Mercado Central – Központi Vásárcsarnok,
  • Igreja Mathias – Mátyás Templom
  • Ponte das Correntes – Széchenyi Lánchíd
  • Avenida Andrássy – Andrássy út
  • Bastião dos Pescadores – Halászbástya
  • Praça dos Heróis – Hosök tere
  • Grande Sinagoga – Nagy Zsinagoga
  • Parque da Cidade – Városliget
  • Memorial “Sapatos às margens do Danúbio”

Bom, é isso. Espero ter ajudado e que a sua estada na pérola do Danúbio seja sensacional e inesquecível. Boa viagem!

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai viajar em breve? Tenha sempre internet no celular

    Viajar com internet é fundamental para acessar o Google Maps, para chamar um Uber, para ver o horário do transporte público ou para tirar qualquer dúvida. Nós recomendamos o chip SIMPREMIUM. Basta encomendar e você recebe em sua casa antes de viajar.

    PEDIR CHIP »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
COMPARTILHE
Autor

Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Escreve para seu site Vagas pelo Mundo sobre oportunidades de emprego, a experiência de morar fora, bolsas de estudo e vistos para morar no exterior.