Parlamento de Budapeste: como visitar um dos mais belos do mundo

Viajar pela Europa  / 

O Parlamento de Budapeste é daqueles edifícios que dificilmente saem da sua cabeça depois que você o conhece. Sendo um dos prédios mais antigos da Europa, ele fica na margem do Rio Danúbio. Hoje você vai conhecer tudo sobre o maior edifício da Hungria. Saiba tudo a seguir!

Encontre as melhores experiências turísticas na Europa

Na Get Your Guide você encontra os melhores tours guiados, entradas para atrações turísticas e atividades únicas em todos os destinos europeus.

VER ATRAÇÕES»

Como visitar o Parlamento de Budapeste

O Parlamento de Budapeste está aberto de segunda a sexta-feita, das 8h às 18h, e no sábado e domingo o prédio conta com o mesmo horário de abertura, porém fecha mais cedo, às 16h.

O melhor é se programar e comprar a excursão pelo parlamento húngaro com antecedência pelo Get Your Guide. Com duração de uma hora, a visita permite que os turistas vejam as jóias da coroa húngara, passem pela Sala de Sessões, conheçam o hall central e a escadaria que impressiona.

Parlamento Húngaro em Budapeste

Ingressos para visitar o Parlamento de Budapeste

Os ingressos custam 28,00€ (vinte e oito euros) por pessoa e incluem, além da visita, serviço de translado no hotel onde você está hospedado, bilhete de entrada prioritária para o edifício do Parlamento (sem filas), visita guiada com guia turístico que fala espanhol, inglês, francês, alemão ou italiano.

Também é possível comprar diretamente no site do Parlamento de Budapeste e agendar o dia e horário da sua visita. Há visitas guiadas em diversos idiomas.

Como chegar

Você pode utilizar o transporte público da cidade ou então pegar um táxi para chegar até o Parlamento de Budapeste:

  • De metrô: Kossuth Lajos tér, linha M2.
  • De bonde: Kossuth Lajos tér, bonde 2.
  • De ônibus: Kossuth Lajos tér, linhas 15, 70, 78 e 115.

Endereço do Parlamento de Budapeste para quem vai a pé ou de táxi: Budapest, Kossuth Lajos tér 1-3, 1055 Hungria.

História

A construção do edifício do Parlamento de Budapeste iniciou em 1885 e a conclusão da obra foi em 1904. Sendo completamente simétrico, o prédio é o maior da Hungria e na obra foram utilizados mais de 40 milhões de tijolos e mais de 1.000 pessoas trabalharam por 17 anos na construção.

Características especiais

Com 17.745 metros quadrados, o Parlamento de Budapeste tem 268 metros de comprimento, 123 metros de largura e 96 metros de altura. Ao todo são 691 salas, 27 portões, 29 escadas no interior do edifício, 13 elevadores de carga e passageiros e 200 escritórios.

O Parlamento de Budapeste é o terceiro maior do mundo, ficando atrás apenas da Romênia e da Argentina. A fachada principal do prédio está virada para o Rio Danúbio, porém a entrada principal se dá pela Praça Kossuth Lajos. Se os números anteriores não lhe causam impressão, saiba ainda que no Parlamento de Budapeste estão 90 estátuas.

O que visitar perto do Parlamento de Budapeste

Ponte

Budapeste é uma cidade linda e seu apelido é “Pérola do Danúbio”. Quando você for visitar a capital da Hungria vai entender melhor o apelido e terá a oportunidade de cruzar a Ponte Margit híd (Margaret Bridge) sobre o Rio Danúbio.

A ponte foi totalmente renovada e sua cor dourada completam o cenário. Seus 637,5 metros mostram a importância da ponte que liga Buda a Pest e a ilha dos bancos. Para muitos, é uma das pontes mais bonitas da Europa.

Bastião dos Pescadores

Do outro lado do Rio Danúbio, na colina de Buda, você encontra o Bastião dos Pescadores. O monumento é lindo e depois de se encantar pelo Parlamento de Budapeste e seu suntuoso prédio, você poderá visitar o terraço do Bastião dos Pescadores e conferir um visual de tirar o fôlego da cidade e contemplar Peste.

Castelo de Buda

O Castelo de Buda fica em Buda, do outro lado do rio, e é tombado pela Unesco como Patrimônio Mundial da Humanidade. Ele é lindo, assim como os outros edifícios da capital húngara, e fazer uma visita vale muito a pena. São duas horas de imersão na história (que não é pouca) e um brinde aos olhos.

Termas de Széchenyi

As Termas de Széchenyi são um excelente lugar para passar o dia e aproveitar os tratamentos com águas termais. Além disso, por terem uma boa estrutura, são também um ponto turístico muito procurado por quem visita Budapeste.

Já pensou em alugar uma mala para viajar?

A GetMalas tem a solução ideal para quem busca malas premium sob medida para cada viagem.

ALUGAR MALA »

Confira o nosso roteiro para Budapeste e descubra como aproveitar 3 dias de turismo pela capital da Hungria.

História de Buda e Peste

Visitar uma cidade com centenas de anos como Budapeste exige que a gente tente, mesmo que de maneira rápida, compreender a história para entender o presente. Buda e Peste eram cidades separadas e que foram conquistadas por diferentes tribos, povos e civilizações.

A nação da Hungria nasce no ano 1000 quando o Rei Estevão I é coroado na então cidade de Obuda. Porém, ela é destruída pelos mongóis em 1241. Já sob o comando do Rei Bela IV, a cidade é reconstruída e passa a se chamar Buda, que virou a capital do país em 1361.

Do outro lado do Rio Danúbio, Peste é dominada pelos turcos em 1526 e alguns anos depois o mesmo acontece a Buda (1541). Buda se torna, então, a capital turca e Peste fica desabitada, quando em 1686 os Habsburgo derrotam os turcos e fundam a Budapeste já dominada pelos austríacos.

O império Austro-húngaro, constituído em 1867, dá início à época dourada para a capital da Hungria e Budapeste cresce, se moderniza e ganha dezenas de edifícios e construções maravilhosas, incluindo igrejas, o Parlamento de Budapeste entre outros.

Dicas e curiosidades

Budapeste é uma cidade linda e a moeda da Hungria, o Florim Húngaro, é bastante desvalorizada em relação a outras moedas. 1€ euro, por exemplo, vale 320 florim e com isso o poder de compra de quem visita a cidade é grande. Está é uma das cidades da Europa mais baratas para viajar.

Outra curiosidade é que Budapeste é considerada por muitos como uma das cidades mais bonitas do mundo. Passear pela capital húngara e pelas margens do Rio Danúbio, especialmente durante a noite, ajuda a perceber porque a cidade mantém o título de uma das mais belas do mundo. Até porque ela fica ainda mais linda quando está iluminada.

De dia o Parlamento de Budapeste é lindo, mas de noite ele fica sensacional. Aliás, aqui entra uma curiosidade muito interessante. O arquiteto húngaro Imre Steindl foi o responsável pela construção do Parlamento de Budapeste, mas jamais viu a obra concluída. Não por ter falecido, mas por ter ficado cego anos antes do prédio ficar pronto.

Descubra o que não deve deixar de fazer em Budapeste.

Melhor época para visitar Budapeste

Uma última dica é sobre a melhor época para visitar Budapeste. Se você não liga muito para o frio, não encontrará grandes problemas em visitar a cidade no inverno.

Porém, se você tiver a oportunidade de conhecer a capital húngara na primavera ou no verão (entre a abril a setembro), terá as melhores fotos da sua vida. Dias longos e quentes são um convite e Budapeste nunca mais sairá da sua memória. Pode acreditar!

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da Mobility que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autor

Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Escreve para seu site Vagas pelo Mundo sobre oportunidades de emprego, a experiência de morar fora, bolsas de estudo e vistos para morar no exterior.