Coisas que você não pode fazer na Europa: fique atento

Viajar pela Europa  / 

A Europa é um continente repleto de costumes e tradições interessantes, mas aliado a isso, existem também regras e leis que podem soar muito estranhas para um viajante brasileiro. Se deseja conhecer o velho continente, esteja atento a coisas que você não pode fazer na Europa que podem lhe render além de constrangimento, multas e às vezes até prisão.

Encontre o melhor pacote de férias para a Europa

Pacotes de Viagem, Circuitos, Multi Destinos, Cruzeiros.

Confira as promoções na Logitravel e garanta sua viagem dos
sonhos para a Europa.

VER OFERTAS DE FÉRIAS »

Conheça algumas coisas que você não pode fazer na Europa

Proibido salto alto na Grécia

Na Grécia, o uso de sapatos de salto alto são proibidos em diversos monumentos antigos. O motivo? Os saltos finos podem danificar alguns locais milenares.

Andar com roupa de banho em Barcelona? Nem pensar

Em Barcelona, na Espanha, é terminantemente proibido andar com trajes de banho na cidade, mesmo se o viajante estiver pertinho da praia. A infração pode acarretar multas severas no bolso do turista desavisado. Enquanto no Brasil, principalmente em cidades como o Rio de Janeiro, isto é um hábito muito comum.

Fuja dos pombos e fuja da multa em Veneza

Desde 2008, é proibido alimentar os pombos de rua em Veneza. Se quiser arriscar, a multa pode chegar a 600€.

A lei seca é muito rígida na França

Uma lei estranha, partindo do princípio que muitas pessoas do Brasil desconhecem tal produto. Na França, é obrigatório o motorista ter no carro um alcoolômetro portátil (um aparelho semelhante ao bafômetro no Brasil).

Jamais consertar algo em um domingo na Alemanha

Os alemães levam a risca todas as regras e costumes do país. Portanto, usar ferramentas como furadeira aos domingos é proibido. Isto porque este dia é considerado para descanso, ou seja, sem barulhos que possam perturbar a paz alheia. As lojas também costumam fechar aos domingos.

Beijo no rosto na Holanda e Hungria

Na Holanda e Hungria, é comum cumprimentar os amigos com dois beijinhos no rosto, assim como ocorre no Rio de Janeiro. Mas este costume é mais comum entre pessoas que já se conhecem (amigos e familiares),  mesmo os homens se cumprimentam dessa forma. Entretanto, nos outros países da Europa, prevalece o tradicional aperto de mão.

beijo no rosto

Não use sapatos dentro de casa na Alemanha

Este hábito é muito comum em vários países da Europa, principalmente na Alemanha, onde costuma ter no hall de entrada da casa, alguns chinelos para que o visitante possa retirar o calçado e usá-lo. Esse costume tem a ver com higiene, dessa forma, evita-se trazer sujeira da rua pra casa.

Papel higiênico no vaso sanitário em toda a Europa

Em praticamente todos os países europeus, o papel higiênico usado deve ser jogado no vaso sanitário e não nos tradicionais cestos de lixo, como ocorre no Brasil. Ao contrário do que acontece em terras brasileiras, na Europa não existe o risco de entupir a privada.

Sopa sempre na entrada na Hungria e em Portugal

Tanto na Hungria quanto em Portugal, independente do clima está quente ou frio, a sopa é sempre servida como entrada antes do prato principal, tanto no almoço como no jantar. Mesmo no verão, sempre terá sopa antes das refeições.

Café da manhã estranho em alguns países

Em países como Hungria, República Tcheca e Áustria, é comum no café da manhã sanduíches com tomate, pepino e pimentão ou mesmo estes itens (separados) na mesa do café. Na Alemanha, é comum os mais variados tipos de frios, inclusive linguiça no café da manhã.

Cães em todos os locais

É muito comum presenciar cães com os seus donos nos mais variados lugares, como parques, praias, metrô, ônibus, lojas, shoppings e cafés. Em cidades como Paris e Berlim, é normal vê-los nos vagões de metrô.

A mesma roupa durante toda a semana

De modo geral, é comum os europeus usarem a mesma roupa durante a semana. Notei mais esse hábito em Paris, durante uma estadia relativamente longa convivendo com o meu anfitrião. Não são todos os europeus que têm esse costume, mas é bastante comum.

Troca de roupa em público em regiões litorâneas

Na Europa, é comum trocar os trajes de banho molhado por uma peça de roupa seca. A questão é que isso pode acontecer em espaços públicos, principalmente se o europeu em questão for da Alemanha (berço da filosofia naturista).

Banho de mar com sandálias na Croácia

Pelo menos na Croácia, isso é comum. Omotivo se deve ao fato que sob a água das praias croatas encontram-se pedras e não areia, o que pode incomodar bastante os pés dos banhistas de primeira viagem.

Arroz e feijão cozidos juntos

Soube que em países como Portugal, Suécia, Dinamarca e Croácia, pode ocorrer de servirem o arroz e o feijão cozido juntos. Primeiro, cozinha-se o feijão. Após um tempo, acrescenta-se o arroz na mesma panela. Não cheguei a ver nada assim em Portugal. Se bem que a última coisa que um brasileiro vai querer comer no país será arroz e feijão.

Comida fria na Dinamarca

Na Dinamarca, é comum o almoço ser servido frio quando o viajante é um convidado na casa de um nativo. Contudo, comida quente somente mesmo no jantar, que ocorre um pouco cedo demais, às 18h.

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

Sem talheres, só com as mãos

Ainda sobre a Dinamarca, pode ocorrer do almoço ser servido sem os talheres, tendo que comer com as mãos. Pizza, na Europa, é servida na grande maioria das vezes com guardanapos.

Beber água da torneira em toda a Europa

A qualidade da água na Europa é excelente. Por isso, muitos europeus bebem água da torneira, sem filtro. Por isso não estranhe se você chegar na casa de alguém e te oferecerem água direto na torneira. O mesmo também ocorre nos Estados Unidos.

Beber água da torneira na Europa

Caracóis são uma iguaria em Portugal

Em Portugal, além do bacalhau e do pastel de nata, uma iguaria que faz muito sucesso principalmente são os caracóis, principalmente no verão. São considerados um alimento muito rico em proteínas.

Uma celebração esquisita na Espanha

Na cidade de Neves, situada na Espanha, um costume religioso pode soar bastante bizarro para muitas pessoas de fora. Quando um enfermo está a beira da morte ou no estágio final de uma doença grave, ele é levado dentro de um caixão ao longo de uma procissão em direção a igreja.

Não brinde na Hungria

O brinde na Hungria pode ser considerado algo ofensivo. Isto porque, durante a Revolução Húngara em 1848, os austríacos executaram 13 generais da Hungria e em seguida celebraram com um brinde. Desde então, o ato de brindar não é muito bem-visto.

Palitar os dentes na França? Nem pensar

Na França e em diversos outros países europeus, o simples ato de palitar os dentes após as refeições é considerado de extrema falta de educação.

palitar os dentes

Deve palitar os dentes na Itália

Ao contrário da França, na Itália pode e deve palitar os dentes após as refeições. Isso demonstra que a comida estava boa.

Nunca recuse uma bebida na Irlanda

Se o viajante estiver na Irlanda e um nativo oferecer uma bebida, jamais recuse. O simples “não, obrigado” pode ser encarado como um gesto de grosseria.

Sem OK ao viajar pela Grécia

Se o destino de viagem for a Grécia, saiba que o simples gesto OK é visto como algo ofensivo. Já no sul da França, quer dizer “zero”.

Mão esquerda pra comer na Bélgica

Pode parecer bem esquisito, mas na Bélgica se usa a mão esquerda para comer, mesmo se a pessoa não for canhota.

Outros costumes, hábitos e tradições estranhos em diversos países

  • Turquia: colocar o dedão entre o indicador e dedo médio (sinal de figa) é considerado um insulto. É o equivalente a mostrar o dedo do meio para nós;
  • Países Árabes: é costume não fazer uso da mão esquerda. Eles a consideram impura por ser utilizada na higiene pessoal. Sendo assim, não receba ou ofereça nada com a mão esquerda;
  • Tailândia e Mianmar: ao visitar templos budistas nestes locais, o recomendável é sentar-se em posição de meditação ou dobrando os joelhos e sentando sobre os pés. Não se deve mostrar nunca o solado do pé para a imagem do Buda;
  • Venezuela: se receber um convite para um almoço ou jantar, não seja pontual. Chegar no horário combinado é um sinal de ansiedade e ganância do convidado;
  • Rússia: nunca recuse um copo de vodka, mesmo se você não gostar da bebida. Caso contrário, será visto como rude e indelicado;
  • Índia: olhar para uma pessoa de forma fixa nas ruas, pode ser considerado uma forma de humilhação.

Seguro Viagem para a Europa

Se for viajar para a Europa ou qualquer outro lugar, não esqueça de providenciar antes um seguro viagem. De todo modo, se o preço for mais importante do que a cobertura abrangida, recomendamos usar sempre um comparador online na hora de fazer uma cotação. Em termos de sites comparadores, temos o Seguros Promo, o Real Seguro Viagem e o Compara Online, mas o Seguros Promo na maioria das vezes costuma ter valores melhores.

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autor

Jornalista, vive no Brasil e ama Portugal, tem passagens pela África, Europa e América do Norte/Sul. Além da paixão por viagens, também adora animais e apoia projetos de conservação de vida selvagem na África do Sul e Brasil.