Glasgow na Escócia: dicas de roteiro para visitar a cidade

Visitar Escócia  / 

Glasgow, na Escócia é um ótimo destino turístico! Fica a uma hora da capital Edimburgo e ainda é vista com maus olhos por muitos turistas. No entanto, apesar dos problemas bastante visíveis, a cidade é considerada um dos principais polos culturais da Europa atualmente.

Encontre o melhor pacote de férias para a Europa

Pacotes de Viagem, Circuitos, Multi Destinos, Cruzeiros.

Confira as promoções na Logitravel e garanta sua viagem dos
sonhos para a Europa.

VER OFERTAS DE FÉRIAS »

A cidade oferece museus e galerias de arte, shows de rock, peças de teatro, apresentações de comédia e uma vida noturna e social riquíssima.

Quem busca diversão, cultura e, claro, boas compras, vai se surpreender com o que Glasgow tem para oferecer.

Conheça Glasgow na Escócia

Glasgow é a maior cidade da Escócia e a terceira mais populosa do Reino Unido. Às margens do Rio Clyde, fica nas Terras Baixas Escocesas, região mais desenvolvida do país.

Em 1990 a cidade foi eleita Capital Europeia da Cultura através do programa de mesmo nome, que visa destacar a diversidade da cultura europeia e contribuir para o desenvolvimento da cidade e do turismo local.

Nove anos depois, foi designada Cidade da Arquitetura e do Design do Reino Unido. Em uma caminhada pelo Centro é fácil encontrar o legado de grandes nomes, principalmente Charles Rennie Mackintosh, símbolo da art noveau.

Visite sem pressa

A cidade é pequena e pode ser percorrida de ponta a ponta em até três dias com tranquilidade e sem pressa. Não precisa se preocupar com carros: os principais pontos podem ser visitados a pé e as atrações mais distantes podem ser acessadas de metrô.

Aliás, o metrô não deixa de ser um ponto de interesse. Apelidado de Laranja Mecânica, é o terceiro sistema de metrô mais antigo do mundo, aberto em 1896, e tem apenas uma linha de 15 estações.

Confira a lista de 10 castelos na Escócia para visitar.

Violência em Glasgow na Escócia

Infelizmente, precisamos falar do lado negativo da cidade. Glasgow ficou conhecida como uma das cidades mais violentas da Europa, reduto de gangues, traficantes e viciados em drogas.

O declínio da indústria naval no século XX elevou as taxas de desemprego e interferiu diretamente no crescimento da violência. Em 2013, a cidade ficou entre as cinco áreas com mais desempregados do Reino Unido pelo nono ano consecutivo.

Em algumas regiões da cidade, nove entre 10 adultos dependem de benefícios sociais. Várias áreas sofrem com a pobreza profunda, ao ponto da expectativa de vida para homens ser de apenas 54 anos. As principais causas de morte são o consumo de drogas e álcool, a má alimentação, a saúde precária e o suicídio.

A dica é evitar os conjuntos habitacionais, principalmente Wyndford, e andar sempre acompanhado, principalmente mulheres. A região central costuma ser mais tranquila.

Confira quais são os melhores destinos na Europa.

O que fazer em Glasgow?

Comece seu passeio visitando o Centro de Glasgow na Escócia, cujas ruas são recheadas de lojas para todos os bolsos, monumentos históricos, pubs e cafés. É fácil esbarrar com artistas de rua tocando gaita de foles e vestindo kilt, além de outras intervenções.

A cidade é o segundo centro comercial mais importante do Reino Unido, o que a torna é um verdadeiro paraíso para fazer compras. Buchanan Street é a rua com as lojas mais caras e belíssimos prédios vitorianos, além dos antigos armazéns de tabaco, algodão e açúcar ricamente preservados.

Se quiser economizar, dê uma volta pela Argyle Street e Sauchiehall Street, cujos preços são mais populares.

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

Curta o centro da cidade

No Centro também está a estátua do Duque de Wellington, uma das mais famosas da cidade. O que a torna mais famosa é o fato de estar sempre com um cone de trânsito na cabeça, algo que se tornou tão popular que houve protesto público quando a Câmara Municipal tentou impedir a brincadeira.

Não deixe de conhecer o West End, no limite oeste da cidade. O local reúne bares e cafés cheios de charme e tem vida noturna e social agitada, além de lojinhas bem interessantes e muitas atrações culturais.

É lá que fica o Jardim Botânico, fundado em 1817 e de renome internacional, com mais de 20 hectares de jardins e uma bela arquitetura. Perto dali, está uma das áreas mais vibrantes e cosmopolitas, perfeita para um café: a região de Byres, que reúne alguns dos restaurantes mais famosos de Glasgow na Escócia.

o que fazer em glasgow

Tour guiado

Que tal aproveitar para fazer um tour de ônibus pela cidade? Há tours de city Sightseeing em Glagow por um preço bem em conta.

Principais pontos turísticos de Glasgow

Você deve caminhar atento pela cidade escocesa, pois pode perder monumentos e pontos importantes! Veja quais são os principais pontos turísticos de Glasgow na Escócia.

Veja tudo o que há para visitar na Escócia.

Universidade de Glasgow e The Hunterian Museum

Fundada em 1451, é uma das mais antigas universidades do mundo e oferece mais de 600 opções de cursos. Está entre as 100 melhores do globo e acolhe estudantes de mais de 140 países.

Lá dentro está o The Hunterian Museum, o museu público mais antigo do país, fundado em 1807, que reúne vários edifícios de exposição: Hunterian Art Gallery, Mackintosh House, Zoology Musem e Anatomy Museum.

Universidade de Glasgow na Escócia

O local reúne obras do pintor holandês Rembrandt e do arquiteto local Mackintosh, a múmia de uma mulher egípcia que morreu por volta de 600 a.C., os fósseis do tubarão Bearsden e os restos da muralha romana Antoine Wall, que se erguia da costa leste à costa oeste da Escócia.

GoMA – Gallery of Modern Art

Maior museu de arte contemporânea, está instalado em um belo edifício de arquitetura clássica. É do lado de fora desse prédio que se encontra a famosa estátua do duque com o cone de trânsito na cabeça.

Com entrada gratuita e exposições fixas e temporárias, reúne obras de artistas nacionais e internacionais, como Andy Warhol e o brasileiro Sebastião Salgado.

Conheça também os melhores museus de Londres.

Riverside Museum

Projetado pela renomada arquiteta anglo-iraquiana Zaha Hadid, está às margens do rio Clyde e é um dos prédios mais modernos da cidade – tanto que foi eleito Museu Europeu do Ano em 2013.

Abriga o Museu do Transporte, que mostra a evolução dos meios de transporte no Reino Unido e no mundo. Também reproduz três ruas que mostram como era Glasgow entre 1895 e 1930.

Do lado de fora está o único veleiro do Reino Unido construído no rio Clyde, permanentemente ancorado e no qual os visitantes são encorajados a embarcar.

Necrópole e Catedral de Glasgow

A Glasgow Cathedral é a igreja mais importante da cidade e fica no bairro de East End. Lá está a cripta de São Mungo, o santo padroeiro da cidade.

Mas o que chama mesmo a atenção por ali é o Glasgow Necropolis, um cemitério vitoriano de 15 hectares que sobe por uma colina bem em frente à catedral. O local oferece boa vista da cidade e permite – por que não? –  passear entre os túmulos e monumentos góticos.

catedral de glasgow na escocia

Visite também o Castelo de Edimburgo.

Outros pontos de interesse

Outros lugares que vale a pena visitar durante sua passagem por Glasgow na Escócia:

  • The Burrel Collection –  fechado para reformas e com previsão de abertura para 2020;
  • Kelvingrove Art Gallery and Museum e Willow Tea Room –  reúnem edificações símbolos da art noveau no país de autoria de Mackintosh;
  • George Square –  principal praça da cidade e onde se encontra a Câmara Municipal e estátuas de reis e rainhas do Reino Unido;
  • Sharmanka Kinetic Theatre – teatro cinético do escultor russo Eduard Bersudsky, com esculturas feitas de partes de máquinas de costura, ventiladores, sinos e outros objetos;
  • Centro de Ciência de Glasgow – também às margens do rio Clyde, com exposições interativas técnico-científicas e arquitetura impressionante;
  • Òran Mór – centro de artes e entretenimento no West End que oferece espetáculos de comédia, shows ao vivo ou peças de teatro.

Veja nossas dicas de turismo em Edimburgo.

Onde de hospedar em Glasgow na Escócia

O melhor local para se hospedar, sem dúvidas, é o West End. O bairro tem se valorizado cada vez mais e reúne boas opções de pousadas e hotéis com bons preços.

A cotação da libra esterlina pode te desanimar um pouco, mas nada que uma boa pesquisa de preços não possa resolver. Confira algumas sugestões de hospedagens:

Argyll Guest House – Bed & Breakfast três estrelas por 55€ a diária;
Lorne Hotel – hotel 3 estrelas, pontuação de 7.7 por 47€ a diária;
Glasgow Youth Hostel – hostel 4 estrelas, pontuação de 8.3 por 38€ a diária.

Quanto custa viajar para Glasgow na Escócia

Segundo o Quanto Custa Viajar, o valor médio gasto por dia na cidade é R$310. O aluguel de um apartamento fica entre R$260 e até R$2 mil a diária, enquanto a estadia em uma pousada fica entre R$193 e R$500 a diária.

O almoço na cidade pode custar até R$44, enquanto o jantar sair por R$62, em média – um dos preços mais baixos no Reino Unido. Mas o café da manhã é caro: entre R$24 e R$39.

Vale a pena esticar o passeio de Edimburgo para Glasgow. Itinerários que saem da Inglaterra e incluem Escócia e até Irlanda com 10 diárias e passagens aéreas inclusas custam, em média, entre R$ 10 mil e R$ 15 mil.

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autor

Clara é natural do interior de São Paulo e tem muito orgulho do sotaque caipira. Jornalista que adora gatos, tatuagens e livros, vê o mundo de cabeça para baixo e tem como vícios memes da internet e soltar piadas inesperadas no meio de uma conversa.