Museu Britânico em Londres: principais dicas para visitar

Visitar Londres  / 

Costumamos dizer que conhecer Londres é um “caminho sem volta”, pois é muito difícil encontrar quem não se encante pela cidade e queira voltar várias vezes. A cidade é linda e tem muitas atrações. O Museu Britânico em Londres é uma das atrações imperdíveis da cidade e está sempre cheio de visitantes.

Encontre o melhor pacote de férias para a Europa

Pacotes de Viagem, Circuitos, Multi Destinos, Cruzeiros.

Confira as promoções na Logitravel e garanta sua viagem dos
sonhos para a Europa.

VER OFERTAS DE FÉRIAS »

Fundado em 1753, o Museu Britânico (The British Museum) é um dos mais mais visitados do mundo. Dentre as exposições que podem ser encontradas no Museu Britânico estão peças e obras de arte da Grécia e de Roma, Oriente Médio, Ásia, Antigo Egito, Reino Unido, Europa e Pré-História, coleção de moedas e medalhas entre outras.

Vamos descobrir um pouco mais sobre esse museu e suas atrações.

Onde fica o Museu Britânico

O museu está situado na Great Russell Street, London WC1B 3DG.

Como chegar

A maneira mais fácil de chegar ao museu é usando os transportes públicos de Londres.

Metrô

O metrô de Londres é o maior e mais antigo do mundo. Apesar de ter muitas linhas (16 no total), é bem fácil de utilizar. Veja as estações mais próximas ao Museu Britânico:

  • Tottenham Court Road (500m);
  • Holborn (500m);
  • Russell Square (800m);
  • Goodge Street (800m).

Ônibus

Os ônibus em Londres são, além de um meio de transporte, uma atração turística. Veja quais os números passam pelo Museu Britânico:

  • Parando em New Oxford Street: 1; 8; 19; 25; 38; 55; 98; 242.
  • Parando ao norte da Tottenham Court Road ou sul da Gower Street: 14; 24; 29; 73; 134; 390.
  • Parando na Southampton Row: 59; 68; X68; 91; 168; 188.

Quanto custa

O Museu Britânico possui entrada gratuita para todas as pessoas.

Descubra mais museus gratuitos em Londres.

Horário de funcionamento

O museu abre diariamente das 10h00 às 17h30. Nas sextas-feiras está aberto até às 20h30. Ele só fecha nos dias 24, 25 e 26 de dezembro, 1º de janeiro e na sexta-feira santa.

Quando visitar o museu

De segunda a quinta-feira o Museu Britânico é muito movimentado, mas não é lotado. Como ele é muito grande, tem uma capacidade enorme, porém se você quiser visitar com mais calma, indicamos os dias do começo da semana.

No verão e nas férias escolares você terá problemas em visitá-lo, já que a possibilidade de ele estar lotado é gigantesca.

História do Museu Britânico

O Museu Britânico foi fundado em 1753, sendo o primeiro museu nacional público do mundo. Abriu suas portas ao público em 15 de janeiro de 1759.

Sua origem está ligada ao médico, naturalista e colecionador Sir Hans Sloane, que durante a sua vida decidiu juntar objetos que ele queria que fossem preservados. Ele juntou em torno de 71 mil objetos, e deu de presente ao Rei George II, recebendo como pagamento 20 mil libras (que ficariam para os seus herdeiros).

O museu está situado em uma mansão do século XVII, e manteve suas portas abertas desde a sua abertura, tendo fechado somente em duas ocasiões, durante as duas guerras mundiais.

No século XVIII, o museu recebia em torno de 5 mil visitantes por ano, atualmente esse número ultrapassa os 6 milhões.

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

visitar o museu britânico

O que visitar no Museu Britânico

O Museu Britânico é uma das atrações mais imperdíveis em Londres e, sinceramente, é complicado fazer uma lista com o que você não deve deixar de visitar, afinal, existem diversos objetos interessantes.

Porém, como muitas vezes não temos muito tempo para ficar no museu, selecionámos alguns dos principais destaques:

  • A Pedra de Rosetta;
  • Baixo relevo assírio da Caçada de Leões;
  • Mármores de Elgin – as esculturas do Partenon;
  • Nereid Monument;
  • Moai da Ilha de Páscoa;
  • Serpente de turquesa;
  • Peças do jogo de xadrez Lewis;
  • Tesouro de Oxus;
  • Jogo de Ur;
  • Múmia de Katebet;
  • Guerreiro Samurai;
  • Jarras de Basse Yutz;
  • Esfinge de Taharqo;
  • Homem de Lindow;
  • Rei de Ife;
  • Astrolábio de Sloane;
  • Relicário do Espinho Sagrado;
  • O enterro do navio Sutton Hoo;
  • Busto de Ramesses o grande;
  • Tang figuras de túmulo de cerâmica;
  • Cloisonné jar com dragões;
  • Modelo automatizado de um navio;
  • Mosaico de Cristo;
  • Capa de ouro cerimonial do molde;
  • Tesouro Oxus;
  • O Tablet Flood.

No Museu Britânico você encontra peças e obras muito importantes. Destacam-se a Pedra de Rosseta, e por conta dos escritos que estão nessa pedra é que foi possível decifrar os hieróglifos egípcios pela primeira vez na história.

Você também vai encontrar no Museu Britânico o Jogo de Xadrez de Lewis, com peças esculpidas no século XII e que serviram de inspiração para a escritora J.K Rowling de Harry Potter, quando ela criou o Xadrez de Bruxo.

Você ainda poderá ver bem de perto as Esculturas do Partenon, a Múmia de Katebet, o Tesouro de Oxus, uma Armadura Samurai original entre outras peças raras e interessantíssimas.

Em Londres, não deixe de visitar o Warner Bros Studios. Imperdível para crianças e adultos! Veja quanto custam e como comprar os ingressos com antecedência.

O que é imperdível para as crianças no Museu Britânico

Quando viajamos com crianças, temos que procurar atividades que elas gostem de fazer, para a viagem não ficar cansativa. Por isso, se você estiver acompanhado de crianças, não deixe de visitar esses 12 objetos no Museu Britânico:

Piso térreo

  • Estátua de Ramesses o grande;
  • Hoa Hakananai’a (estátua de uma civilização perdida);
  • A Pedra De Roseta;
  • Figuras chinesas do túmulo de espiga;
  • Serpente de duas cabeças;
  • Capacete Sutton Hoo.

Andar de cima

  • Cabeça de Augusto;
  • Touro mumificado;
  • Royal Game of Ur (jogo popular do mundo antigo);
  • Pimenteira Hoxne;
  • Moeda de prata do séc. XVI.

Piso inferior

  • Placa de Benin.

Não deixe de ler nossas dicas para viajar para Londres com crianças.

Atividades no Museu Britânico

Além de você poder visitar o Museu Britânico por conta própria (no seu próprio horário e ritmo), existem atividades que você também pode participar:

Daily eye-opener tours

São “passeios” que duram de 30 a 40 minutos, onde um guia conta a história dos objetos, de acordo com a galeria que você escolher visitar. Os horários são variados, começando às 11h.

Lunchtime gallery talks

São conversas com profissionais do museu, sobre história e fatos interessantes sobre os objetos que estão no museu. Veja o calendário do museu para saber temas e participantes.

Spotlight tours

Um passeio de 20 minutos pelo museu, para conhecer seus principais objetos. Dura aproximadamente 25 minutos e acontece todas as sextas-feiras, a partir das 17h.

Around the world in 90 minutes

Essa é uma atividade paga, custa 14£ por pessoa e deve ser reservada online. É um passeio guiado que dura aproximadamente 90 minutos e passa pelos principais destaques da coleção do museu.

Object handling sessions

É uma atividade de graça, onde você pode tocar nos objetos que estarão disponíveis nas galerias, com o auxílio de voluntários, que poderão tirar as suas dúvidas. Acontece diariamente das 11h às 16h.

Special morning tours

Existem passeios guiados que acontecem todas as manhãs, a partir das 9h. São grupos com, no máximo, 20 pessoas e é necessário fazer reserva online. Os passeios são diversificados, contando a história das diversas galerias do museu.

Veja quais são os melhores museus de Londres.

Visitas guiadas no Museu Britânico

Se você quer conhecer com mais profundidade os objetos do Museu Britânico, existe a possibilidade de comprar um pacote de visita guiada, de acordo com o que você quer fazer.

Para ajudar você, incluímos algumas ofertas da Get Your Guide, onde pode fazer a reserva online de forma simples e rápida, com bons preços e a possibilidade de cancelamento fácil.

Dicas para visitar o museu

Vá com calma e tempo ao Museu Britânico, pois nele você encontra cafés, lojas e locais de descanso que não combinam, em nada, com pressa. Se tiver acompanhado de crianças ou idosos, fique tranquilo, pois os banheiros são excelentes e a acessibilidade é levada muito a sério na Inglaterra.

Se está planejando viajar para o Reino Unido, é importante saber que é obrigatório ter um seguro viagem. Sugerimos que faça uma simulação no comparador de seguro viagem do Euro Dicas Turismo para conferir as várias opções de seguro para a sua viagem à Europa.

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autores

Julia é brasileira, formada em Turismo e mora em Portugal há 6 anos. Tirou o mestrado em Empreendedorismo na Universidade da Beira Interior e atualmente está terminando o doutorado em Gestão. Apaixonada por viagens, baladas e por fazer novas amizades, gosta de usar o tempo livre para conhecer novos países e culturas.

Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Escreve para seu site Vagas pelo Mundo sobre oportunidades de emprego, a experiência de morar fora, bolsas de estudo e vistos para morar no exterior.