Notre Dame: saiba o estado das relíquias da bela catedral parisiense

Visitar Paris  / 

A catedral de Notre Dame, uma das catedrais mais antigas do mundo, é um dos principais pontos turísticos de Paris. No dia 15 de abril de 2019, às 17h50, teve início um incêndio no monumento, que ficou em chamas por quase 15 horas. Somente na manhã seguinte, os bombeiros informaram que o incêndio terminou.

Vai viajar para a Europa? Saiba todos documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.


Aproveite o melhor da Europa sem qualquer preocupação.

RECEBER GRÁTIS »

Foram horas de aflição e uma corrida contra o tempo para salvar os tesouros que estavam na catedral, assim como sua estrutura do século XII. Grande parte das relíquias foi salva por bombeiros e policiais.

Porém, outras obras de arte estão totalmente perdidas e nem os 300 milhões doados por milionários franceses para a reconstrução da catedral serão capazes de recuperá-la. Há ainda muitas relíquias que vão ser analisadas por especialistas para verificar como foram afetadas pelas chamas e pela água.

Veja o que foi salvo e o que foi perdido com o incêndio na catedral de Notre Dame, com base nas informações que constam no jornal Diário de Notícias.

Relíquias salvas

Coroa de Espinhos

Segundo a presidente da câmara de Paris, Anne Hidalgo, a coroa de espinhos foi salva das chamas pelos bombeiros. A coroa com a qual Cristo teria sido coroado pelos romanos, segundo as crenças católicas, é o maior tesouro de Notre Dame e um dos maiores de toda a cristandade.

A história desta relíquia remonta aos evangelhos de São João, na passagem onde ele relata a coroação de Cristo. Foi lá que Joana D’Arc foi beatificada e o rei Henrique VI – da Inglaterra, foi coroado. Para você ter uma ideia de sua importância, é lá que fica o marco zero de Paris, a partir de onde são calculadas todas as distâncias.

Após ter ficado em Jerusalém e de ter passado por Constantinopla (atual Istambul), foi levada para Paris no meio do século XIII por Luís IX, o rei francês que se tornaria santo posteriormente.

Apesar de continuar o debate sobre a origem da coroa, seus espinhos originais foram distribuídos por relicários do mundo todo, e em Notre Dame ficou a coroa, idolatrada pelos milhões de fiéis que visitam a catedral todos os anos.

Túnica de S. Luís

A túnica que em 1238 teria sido usada por Luís IX, o único rei-santo da França, quando levou a Coroa de Espinhos de Jesus para Paris, também foi salva. A informação foi confirmada pelo reitor da catedral e pela presidente da câmara.

Coroado em 1226, Luís IX teria recuperado a Coroa de Espinhos após ter sido usada pelo imperador Balduíno II de Constantinopla para garantir um empréstimo junto dos venezianos. O rei francês morreu durante a oitava cruzada, em 1270, e foi canonizado em 1297.

Vitral

Das três vidraças que representavam as flores do paraíso, criadas no século XIII e restauradas nos séculos posteriores, nomeadamente após os tumultos em 1830/31, somente uma escapou do incêndio.

vitral notre dame

O grandioso vitral norte, com aproximadamente 13 metros de diâmetro, apresenta cenas do Antigo Testamento, em torno da imagem central da virgem e, com base em relatos de jornalistas franceses, “parece ter resistido”.

Estátuas dos Apóstolos

16 estátuas de cobre de Notre Dame, dispostas junto ao pináculo, foram salvas graças a uma operação de restauro, iniciada quatro dias antes do incêndio.

apostolos telhado notre dame

As estátuas, que representam os 12 apóstolos e os quatro evangelistas: Mateus, Marcos, Mateus e João, datam do século XIX e haviam sido levadas para restauração em Périgueux, no sudoeste do país.

Torres e sinos

Ambas as torres com estilo gótico, que marcam a fachada ocidental da catedral, permanecem intactas, segundo as autoridades francesas, assim como seus sinos. “Os dois campanários foram salvos”, garantiu o porta-voz do Corpo de Bombeiros de Paris, Gabriel Plus, na manhã do dia 16 de abril de 2019.

Na parte superior das torres é possível conhecer o campanário onde viveu o corcunda de Notre Dame.

torres notre dame

As duas torres medem 68 metros de altura. A primeira a ser concluída foi a norte, em 1240. Já a torre sul foi concluída 10 anos depois. Cada uma delas possui 387 degraus.

Os imensos sinos da catedral de Notre Dame são bastante famosos. Como muitos objetos e monumentos, que foram destruídos na Revolução Francesa, quase todos os sinos foram fundidos na época, sendo que hoje o único original é Emmanuel, nomeado por Luís XIV.

Emmanuel é o maior e também mais famoso dos 10 sinos de Notre Dame está na torre sul, pesa mais de 23 toneladas e é considerado um dos exemplares mais relevantes da Europa pelos especialistas.

Desde 1685, Emmanuel anuncia importantes eventos no mundo, como, por exemplo, o fim das guerras. Para que não ficasse sozinho, a cidade inaugurou, em 2014, um conjunto idêntico de sinos, exatamente iguais aos originais.

Pórticos

Os três grandes pórticos da fachada ocidental também foram salvos. À esquerda, o “Portal da Virgem” retrata a morte de Maria, a sua ascensão e sua coroação como rainha do céu. Ao centro, está o “Portal do Julgamento”, instalado por volta de 1220. Já à direita está o “Portal de Santa Ana”, que data de 1200.

Relíquias destruídas

Pináculo

O pináculo é o símbolo da tragédia. Por volta de uma hora após o incêndio começar, o grande pináculo de Notre Dame – La Fléche (ou a Flecha, em português) se desmoronou.

pinaculo notre dame

Ele foi erguido em 1860, na campanha de restauração da catedral. Erguia-se a 48 metros de altura e era confeccionado de madeira de carvalho e coberto de chumbo.

Órgão

O órgão, um dos tesouros de Notre Dame e da música europeia está “quase totalmente destruído”. Quem afirmou isso foi o vigário geral da arquidiocese de Paris, Benoiste de Sinety. O fogo não teria sido a causa da sua destruição, e sim a água que foi usada pelos bombeiros para combater o incêndio.

orgao notre dame

O início da construção dessa obra-prima foi em 1403. Depois disso, houve diversas ampliações até ao século XVIII e várias outras obras de restauro posteriormente. A mais recente delas foi em 2013.

Alguns dos seus oito mil tubos (aproximadamente) ainda remontavam à Idade Média. De acordo com o site da catedral de Notre Dame, passou pela Revolução sem danos, “graças provavelmente à interpretação da música patriótica”. Esse era o maior dos três órgãos da catedral.

Os imperdíveis e emocionantes concertos e recitais também eram motivos para visitar a catedral. Eles geralmente aconteciam aos sábados à noite e tinham entrada é gratuita, mas infelizmente o órgão foi destruído pelo incêndio.

Saiba quais são os 10 monumentos mais visitados de Paris.

Floresta

“Mais de 100 metros de comprimento, 13 de largura, na nave, 40 metros de cruzamentos [entre vigas] e 10 metros de altura” desapareceram com as chamas. A estrutura em madeira de suporte à cobertura de Notre Dame era um dos testemunhos mais remotos da carpintaria francesa, com os elementos mais antigos a datar de 1147, com base na informação que foi publicada no site da catedral.

A composição ganhou o nome “floresta”, devido ao grande número de troncos de madeira que deveria ser utilizado. “No coro, existia uma primeira armação com madeira de árvores abatidas entre 1160 e 1170”, segundo a datação feita, admitindo-se que alguns blocos do edifício “poderiam somar já 300 a 400 anos”, na altura da construção, o que estabeleceria a origem mais remota da madeira utilizada nos “séculos VIII ou IX”.

“Esta primeira armação [do coro] desapareceu”, complementa a descrição. “Mas a madeira foi reutilizada em uma segunda estrutura construída em 1220”, e aí permanecia.

Paris na primavera: encante-se com as flores na cidade.

Dúvidas

Ainda há dúvidas sobre o estado de conservação das seguintes obras de arte:

Pedaço da cruz de Jesus e prego

As autoridades garantiram que a coroa de espinhos está salva. Porém, ainda não há informação sobre os outros dois tesouros relacionados com a paixão de Cristo, que estavam na catedral: um pedaço de madeira, com 24 centímetros de comprimento, que supostamente teria pertencido à cruz onde Jesus foi executado, e um dos pregos que o prendeu.

Ambas as obras são guardadas em estojos de cristal depositados em relicários e acredita-se que também tenham sido preservadas, levando em consideração as palavras do porta-voz dos bombeiros de Paris, Gabriel Plus, que “todas as obras de arte pertencentes ao tesouro da catedral foram salvas”.

Altar

De acordo com as primeiras fotografias feitas no interior da nave principal, as obras de arte e a cruz do altar-mor da catedral permaneceram intactas, apesar de serem necessárias observações de especialistas para avaliar o seu estado de conservação.

notre dame interior

Estátuas

Assim como ocorre com as obras no altar-mor, apenas com avaliações mais detalhadas será possível perceber o estado de conservação de tesouros, como a estátua de Nossa Senhora de Paris, que compartilha o seu nome com o da própria catedral.

A imagem da Virgem segurando Jesus ao colo data do século XIV e está em Notre Dame desde 1818.

Há as mesmas dúvidas em relação às conhecidas gárgulas da catedral.

Precisa ter seguro viagem para a França? Sim, é obrigatório. Saiba como garantir o seu no nosso artigo.

A história da Notre Dame

Notre Dame é dedicada à Virgem Maria e levou quase 100 anos para ser construída – de 1163 a 1245. Seu nome significa Nossa Senhora, e a catedral já foi palco de diversos acontecimentos importantes da história da Humanidade, como, por exemplo, a coroação de Napoleão Bonaparte.

Diretamente ligada com o esplendor da arquitetura gótica, os franceses sentem tanto orgulho dela, que em 1831, Victor Hugo escreveu o romance “O Corcunda de Notre Dame”, com o objetivo de conscientizar as pessoas da necessidade de conservação desta incrível catedral.

Em quase oito séculos de história, o prédio já passou por várias reformas, sendo que a maior de todas aconteceu no século XIX.

Leia também nosso artigo completo sobre a Sacre Coeur.

Planejando sua visita a Notre Dame

A catedral de Notre Dame é um programa procurado por praticamente todos os tipos de turistas. Portanto, quando a visitação estiver liberada, o ideal é chegar bem cedo, sendo o primeiro passeio do dia. Se o seu tempo em Paris for curto e você quiser apenas entrar para conferir sua grandiosidade, a entrada é gratuita.

Saiba também qual a melhor época para visitar a França.

Localização

A Catedral de Notre Dame fica no endereço: 6 Paris Notre-Dame. Place Jean-Paul II e perto dos seguintes locais:

  • Quartier Latin de Paris (337 m);
  • Île de la Cité (375 m);
  • Conciergerie (453 m);
  • Sainte Chapelle (474 m);
  • Île Saint-Louis (485 m).

Vai visitar o Palácio de Versalhes? Saiba tudo sobre ele aqui.

Transporte

  • Metrô: Cité, linha 4;
  • RER: Saint-Michel – Notre-Dame (linhas B e C);
  • Ônibus: 21, 38, 47, 85 e 96.

Entenda como funcionam os transportes públicos em Paris.

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
COMPARTILHE
Autores

Carolina é luso-brasileira, jornalista e especializada em Comunicação Empresarial. Desenvolve e revisa conteúdos para diversas mídias. Adora viajar o mundo, conhecer novas culturas e escrever sobre suas experiências. Tem prazer em dar dicas de restaurantes, hotéis e também em ajudar brasileiros que desejem morar em outro país.

Gabriela é brasileira, jornalista e vive na França, onde faz mestrado em comunicação. Apaixonada pelo país desde sempre, foi na França que ela se encontrou e aproveita este espaço para dar dicas e contar histórias e curiosidades sobre este país que vive no imaginário de muita gente. Com um gosto particular por cultura e viagens, ela é nômade digital e nunca mais pretende deixar de ser.