Passadiços do Paiva: o que você precisa saber para planejar seu passeio

Visitar Portugal  / 

Portugal é realmente um país encantador que oferece inúmeras opções de passeios. Entre eles há um muito especial e agradável, sob medida para aqueles que desejam apreciar a natureza em sua forma mais perfeita. Acompanhe esse artigo e conheça mais sobre os Passadiços do Paiva, um local lindo e inspirador para conhecer em Portugal!

O que são os Passadiços do Paiva?

Contando com apoio de fundos europeus, a Câmara de Arouca construiu um percurso em madeira. Praticamente todo percurso é feito em estruturas suspensas no vale, denominados os Passadiços do Paiva.

Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil.


Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem. Faça uma cotação online sem compromissos e confira as várias opções de seguro para a sua viagem.

FAZER COTAÇÃO »

A caminhada é de 8,7 km ao longo do Rio Paiva e é uma experiência única. Vale ressaltar que o Rio Paiva é um dos rios mais limpos do mundo e já foi considerado o menos poluído da Europa. Dá para imaginar a beleza das águas límpidas! A vista das quedas d’água, animais silvestres e sítios geológicos formados a milhões de anos, fazem a visita ser inesquecível.

Antigamente a beleza da região só era conhecida por aventureiros que praticavam o rafting ou caiaque. Hoje em dia o passeio é acessível a todos que desejam entrar em contato com a bela natureza do local.

O ambiente é calmo e foi projetado de maneira que é possível observar a biodiversidade local sem prejudicar o ambiente. Realmente é um local de beleza impressionante.

Que tal conhecer outros destinos para fazer turismo em Portugal?

Onde se localizam os Passadiços do Paiva?

Os Passadiços do Paiva localizam-se na margem esquerda do Rio Paiva, no concelho de Arouca, distrito de Aveiro. O Rio Paiva é um dos rios mais limpos da Europa e local de desova de trutas. Nasce na Serra de Leomil e deságua no rio Douro, em Castelo de Paiva.

O percurso dos Passadiços de Paiva fica entre Areinho e Espiunca, em Canelas. O percurso é feito acompanhando as encostas rochosas ao longo da margem esquerda do Rio Paiva.

Espiunca é uma aldeia de xisto pequena e a partir dela pode-se acessar os Passadiços de Paiva. Já Areinho é o outro ponto de entrada para os Passadiços de Paiva, nos dias de calor um mergulho nas águas do Rio Paiva é imperdível.

Conheça as 8 cidades mais bonitas de Portugal que devem entrar em seu roteiro.

Como chegar ao Passadiços do Paiva?

O concelho de Arouca está a uma distância de 310 km de Lisboa e a 65 km do Porto. O acesso pode ser feito via carro a partir do Porto ou de Lisboa. De Arouca até os Passadiços do Paiva também pode-se pegar táxi.

Onde se hospedar?

A cidade de Arouca é uma excelente escolha para hospedagem, pela proximidade com os Passadiços do Paiva. A distância é de 16,4 km. Veja algumas sugestões de hospedagem:

Hotel Solar das Laranjeiras – hotel 2 estrelas 45€, em média, a diária;
Hotel Rural da Freita – hotel 3 estrelas 50€, em média, a diária;
Douro41 Hotel & Spa – hotel 4 estrelas  por 117€, em média, a diária;
Douro Royal Valley Hotel & Spa – hotel 5 estrelas por 135€, em média, a diária.

O que ver no percurso dos Passadiços do Paiva?

Durante o percurso o visitante passará por 5 geossítios do Arouca Geopark:

  • Garganta do Paiva (mais famoso percurso de águas bravas de Portugal, inicia-se na ponte de Alvarenga);
  • Cascata das Aguieiras (pode ser observada por um miradouro nos Passadiços do Paiva);
  • Praia Fluvial do Vau;
  • Gola do Salto (afloramento geológico formado de quartzitos negros);
  • Falha de Espiunca (afloramento de quartzitos).

O Geoparque de Arouca possui uma área de 327 quilômetros quadrados e abrange 41 geossítios, ou seja, sítios com interesse geológico. É um patrimônio geológico da Humanidade sendo que está sob a tutela da Unesco. Aliás, você sabia que há mais de 10 patrimônios mundiais em Portugal?

o que ver no percurso dos passadicos do paiva

Além disso observam-se durante o percurso várias falhas rochosas permeando o Rio do Paiva, o que o torna indicado para esportes radicais.

Leia também nosso artigo sobre os melhores hotéis em Portugal.

Saiba quais são os documentos obrigatórios para viajar para a Europa

Receba grátis nosso CHECKLISTcom todos os documentos obrigatórios e outras dicas para viajar para a Europa com toda segurança e conforto.

RECEBER GRÁTIS »

Como é o percurso do Passadiços do Paiva?

O percurso é feito entre as praias fluviais do Areinho e de Espiunca, e pode ser feito nos dois sentidos. Entre estas duas praias encontra-se a praia do Vau. Esse local é especialmente muito agradável, bem sombreado e propício para um mergulho.

Neste ponto também localiza-se a Ponte de Alvarenga, construída no séc. XVIII. É um excelente local para tirar fotografias, mas não é necessário atravessá-la para concluir o percurso.

Aliás, durante o percurso existem muitos lugares com sombra, para parar e observar a vista.

A duração média do percurso é de 2 horas e 30 minutos, então é recomendável que o turista esteja com um bom condicionamento físico. Existem alguns desníveis bem acentuados e o nível de dificuldade é alto.

Quanto custa

Pode-se fazer a compra dos ingressos on-line e custa 1€. Nas bilheterias do parque o valor é de 2€.

O número de visitantes é limitado a 3.500 pessoas por dia, portanto compensa comprar online para não correr o risco de não ter ingressos disponíveis.

Quais os horários de visitação dos Passadiços do Paiva?

  • Abril a Outubro: das 7:30h às 20h;
  • Novembro a Março: das 09h às 17h.

Como realizar o percurso?

A caminhada pode começar por qualquer um das extremidades, Areinho ou Espiunca. Recomenda-se fazer o percurso no sentido Areinho-Espiunca, no início há um pouco de subida, cerce de 400 metros, mas depois é apenas descida.

Para quem não está com um bom condicionamento físico é mais indicado por ser um pouco mais leve. Na chegada em Espiunca é possível pegar um taxi para retornar para Areinho. O custo do retorno fica entre 10€ e 15€.

Vale lembrar que para quem não está acostumado a fazer exercício físico, esse passeio pode ser bem cansativo.

Para os mais preparados fisicamente, que pretendem fazer o percurso de ida e volta, é recomendável começar o trajeto por Espiunca.

Durante o trajeto é possível acessar três praias fluviais, uma boa dica para quem quiser aproveitar para se refrescar. As águas do Rio Paiva são límpidas e vale a pena fazer uma parada para descansar. Um picnic é super bem vindo em um cenário tão convidativo como este! Aproveite!

Normalmente os turistas fazem a caminhada em grupos, mas não se preocupe, existem telefones SOS para caso haja alguma situação de emergência.

Confira 10 passeios em Portugal imperdíveis para fazer.

Recomendações para realizar o passeio no Passadiços do Paiva

O passeio pode ser realizado durante o ano todo e algumas recomendações são importantes:

  • Escolha roupas e calçado confortáveis;
  • Utilize sempre protetor solar;
  • Mantenha-se sempre no passadiço;
  • De preferência faça o passeio em grupo;
  • Não retire amostras de rochas ou plantas;
  • Evite barulhos excessivos;
  • Crianças devem ser monitoradas sempre por adultos;
  • Leve água e lanche;
  • Respeite e obedeça as orientações de utilização do parque;
  • Não jogue lixo no chão!

Infraestrutura nos Passadiços do Paiva

E se durante a caminhada o visitante quiser fazer um lanche, saiba que é possível comprar água e comida em alguns pontos. Facilita bastante para quem foi desprevenido e não providenciou nada para comer.

Nas extremidades de Areinho e de Espiunca existem cafés, onde o turista pode fazer lanches rápidos. Também existem parques de estacionamento e banheiros.

O que conhecer perto dos Passadiços do Paiva?

Centro de Interpretação Geológica de Canelas

Uma visita bastante interessante é conhecer o Centro de Interpretação Geológica de Canelas. Para quem gosta de pré-história é uma oportunidade imperdível pois neste local estão expostos fósseis gigantes de Trilobites. É um retorno de 465 milhões de anos! No site é possível obter todas as informações sobre a visitação.

Conheça também os 4 melhores museus de dinossauros na Europa.

Mosteiro de Arouca

Vale a pena conhecer o Museu de Arte Sacra em seu interior, um dos mais ricos em seu gênero. Seu acervo apresenta o que há de mais importante e significativo da arte portuguesa. É uma oportunidade incrível para conhecer mais sobre a arte em Portugal!

Você sabe quais são os 12 museus em Lisboa que vale a pena conhecer?

Aldeia de Paradinha

Visitar a aldeia de Paradinha é uma volta ao passado! Com suas casinhas de xisto e ardósia, tendo as águas do Rio Paiva ao fundo é um cenário tranquilo e encantador.

O passeio pelos Passadiços do Paiva é fantástico! Além dos lugares mais visitados durante o percurso, existem outros mais afastados, que você pode descobrir e aproveitar. Então, o que achou desse verdadeiro santuário de paz e beleza?

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai viajar em breve? Tenha sempre internet no celular

    Viajar com internet é fundamental para acessar o Google Maps, para chamar um Uber, para ver o horário do transporte público ou para tirar qualquer dúvida. Nós recomendamos o chip SIMPREMIUM. Basta encomendar e você recebe em sua casa antes de viajar.

    PEDIR CHIP »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
COMPARTILHE
Autor

May Bell é brasileira, formada em Zootecnia. Adora história mundial, literatura, música e artes, além de viajar e conhecer outras culturas. Hoje divide seu tempo entre produção de conteúdos e a família.