Moscou: o moderno coração da Rússia e sua arquitetura grandiosa

Visitar Rússia  / 

Ela apareceu diariamente na sua frente no ano passado. Se a cidade de Moscou já irradiava curiosidade de quem gosta de viajar por lugares diferentes, certamente essa vontade aumentou depois da Copa do Mundo.

Vai viajar para a Europa? Saiba todos documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.


Aproveite o melhor da Europa sem qualquer preocupação.

RECEBER GRÁTIS »

E não por acaso: a capital da Rússia é cheia de encantos e se modernizou para receber o campeonato. Sua majestosa Catedral, as noites efervescentes e o Teatro Bolshoi, entre outros pontos turísticos, se juntaram para transformar a cidade em um ótimo destino de viagem.

Vamos conhecer mais sobre essa cidade que tem chamado a atenção do mundo inteiro.

Onde fica a cidade de Moscou

Importante centro político, econômico, cultural, científico, religioso e educacional, Moscou (ou Moscovo) é, também, a capital da Rússia. É considerada a segunda cidade mais populosa da Europa, e a sexta do mundo.

Situada entre o rio Moscovo, no Distrito Federal Central, Moscou já serviu de capital de diversos Estados. Hoje, é a sede do Kremlin, uma antiga fortaleza que hoje serve de residência do presidente russo.

O russo é a língua oficial, mas é possível se comunicar em inglês. A moeda local é o rublo russo (RUB).

Veja um artigo completo sobre turismo na Rússia.

Como ir à Moscou

Moscou possui quatro aeroportos. Os dois principais são Domodedovo e Sheremetyevo, os maiores, de onde chegam e saem os voos internacionais.

Saindo do Brasil, não existe voo direto. No entanto, algumas das maiores companhias fazem o percurso, com uma ou mais escalas. Para facilitar a sua busca, sugerimos que pesquise em comparadores de passagens aéreas.

Você poderá visualizar os melhores valores na época em que deseja fazer a viagem. Sugerimos fazer uma comparação utilizando o comparador do site Kayak. Ainda é possível colocar alertas de passagens, para receber sempre a baixa ou o aumento dos preços.

Do aeroporto, pegue um Aeroexpress até o centro da cidade.

Tenha segurança ao sair do país: veja dicas de onde guardar dinheiro na viagem.

Como se locomover em Moscou

O transporte público em Moscou tem ganhado elogios. Isso porque o metrô da cidade foi eleito um dos melhores do mundo. Os motivos são pontualidade, limpeza e eficiência.

Metrô

Inaugurado em 1935, era de Stalin, o metrô de Moscou possui 14 linhas, com mais de 200 estações. Além de eficientes, elas costumam ser muito bonitas, com colunas, candelabros e estátuas. As estações são bem sinalizadas.

Ônibus

Aos que tentaram, dizem que andar de ônibus na cidade é para os mais aventureiros. No entanto, é possível, utilizando aplicativos de transporte.

Outros meios de transporte em Moscou

A bicicleta é bastante usada na cidade. O aplicativo Velobike permite que você alugue uma e ainda mostra um mapa com pontos de aluguel.

Viaje sempre com internet no celular

Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia.

O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

VER PLANOS »

Ou utilize os ônibus de turismo. O Ônibus Hop-on Hop-off em Moscou ainda inclui opções de barco. Os bilhetes podem ser adquiridos para 48 ou 72 horas. Custa a partir de RUB 1153, cerca de 16€, por pessoa.

Kremlin Moscou

Confira quais são as cidades da Europa mais baratas para viajar.

Conheça uma breve história da cidade

Moscou é a maior e mais importante cidade da Rússia. Fundada em 1147, seu crescimento aconteceu de maneira paralela com a consolidação do território do país. O registro do ano de fundação vem de historiadores.

Mas sua parte mais importante na história certamente remete-se ao período soviético, Segunda Guerra Mundial e Guerra Fria, quando foi parte central.

Em 1918, a cidade vira capital da Rússia, logo após a Revolução de Outubro. Como início da Segunda Grande Guerra, Moscou volta a ser ameaçada por tropas estrangeiras e seus inimigos, a Alemanha.

Em 1941, Stalin convocou a população para construir trincheiras e barrancos, o que fez os alemães recuaram para não chegar perto de Moscou, o que garantiu a vitória. Principalmente pelo seu forte inverno, o que derrubou as tropas nazistas.

Com a desintegração da União Soviética, em 1991, Moscou passou a ser a capital da Federação Russa e a maior nação entre as quinze que surgiram após o seu fim. A cidade modernizou, cresceu e virou o que é hoje.

Lista dos 10 principais pontos turísticos de Moscou

Moscou fica em um país enorme, cheio de encantos. Mas a cidade, especialmente por sua história, tornou-se um pólo turístico, principalmente depois da última Copa do Mundo, em 2018.

Separamos aqui os 10 principais pontos turísticos que não devem faltar no seu roteiro.

1. Kremlin

O Kremlin de Moscovo é um dos principais cartões postais da cidade. Um complexo fortificado, situado no coração de Moscou, à margem do Rio Moskva.

São mais de 30 fortalezas como essa espalhadas por toda a Rússia, mas a de Moscou é a mais famosa, pois é, também, a sede do poder executivo do país.

Seus muros são formados por 20 torres, sendo a mais famosa a Torre de Salvador, construída em 1491. A principal entrada fica pela famosa Catedral de São Basílio. Fica situada na Praça Vermelha.

Na visita ao Kremlin de Moscou é possível conhecer de perto o Palácio do Arsenal, o conjunto de catedrais e o Campanário de Ivan, o Grande, com mais de 80 metros de altura.

Compre os Ingressos Sem Fila para o Kremlin com Tour Introdutório com antecedência, por RUB 1600.

Endereço: Moscou, Rússia, 103073
Como chegar: Metrô: estações Aleksandrovskiy sad ou Biblioteka Lenina
Horário de funcionamento: de sexta a terça-feira, das 9h às 17h. Não funciona às quintas-feiras
Ingressos: de RUB 250 a RUB 700 RUB

2. Praça Vermelha

Um dos principais locais da cidade, a Praça Vermelha de Moscou faz parte da história da Rússia. Lá ocorreram momentos importantes do país, como a Revolução Russa.

É no país que fica a imponente Catedral de São Basílio, o Kremlin e outras atrações. Veja a Praça Vermelha especialmente à noite, com sua iluminação especial.

E, mesmo que não seja afeito às compras, vale a pena prestar atenção no shopping GUM (ГУМ), considerado o templo do consumo de Moscou.

O que impressiona mesmo é sua construção, a fachada e as portas de acesso. O teto de vidro é um de seus ápices. Fica bem em frente ao Kremlin.

Localização: Praça Vermelha, Moscou
Como chegar: Metrô: estações Okhotnyy Ryad, Ploshchad Revolyutsii
Horário de funcionamento: todos os dias
Ingressos: gratuito

3. Catedral de São Basílio

Você provavelmente já viu fotos da Catedral de São Basílio: com suas cúpulas coloridas e torres de tijolos vermelhos, um dos símbolos de Moscou chama atenção.

A igreja ortodoxa foi construída em comemoração à vitória na batalha de Kazan, em 1552. Tem, ao todo, nove capelas, sendo oito ainda da época do seu projeto original.

A visita merece ser feita, além da fachada: entre para conhecer o interior, com seus detalhes. Especialmente uma escada de madeira que ficou escondida durante anos, e guardam alguns dos tesouros da Catedral.

Faça o Tour Privado pela Catedral de São Basílio e pela Praça Vermelha e saiba mais a história dos dois símbolos de Moscou.

Endereço: Praça Vermelha, Moscou
Como chegar: Metrô: estações Okhotnyy Ryad, Ploshchad Revolyutsii
Horário de funcionamento: todos os dias, das 11h às 18h
Ingressos:
Adultos: RUB 250 (adultos)
Estudantes até 16 anos: RUB 100

Catedral São Basílio Moscou

4. Catedral de Kazan

Outra das principais catedrais da Praça Vermelha é a Catedral de Kazan. Também ortodoxa, mas menor que a de São Basílio, fica em frente ao Museu de História e próxima ao Portão da Ressurreição.

Foi construída em homenagem à Virgem de Kazan e demolida em 1936 por Stalin. O prédio atual é de 1993, mas é possível ver uma réplica da original no interior da igreja.

Faça um Tour Guiado de 90 minutos no Kazan Kremlin por RUB 6.471, por pessoa.

Endereço: Praça Vermelha, Moscou
Como chegar: Metrô: estações Okhotnyy Ryad
Horário de funcionamento: todos os dias, das 8h às 20h
Ingressos: gratuita

5. Jardim de Alexandre

Um dos primeiros parques da cidade de Moscou, o Jardim de Alexandre começou a ser construído em 1819. Só foi finalizado em 1923 e recebeu esse nome em homenagem ao czar Alexandre I.

Ele também está localizado no Kremlin, dentro da muralha ocidental. É composto por 3 parques, sendo o mais famoso o Jardim Superior, onde fica a tumba de um soldado desconhecido, morto durante a invasão nazista na Segunda Guerra Mundial.

Ótimo passeio para um fim de tarde.

Endereço: Muralha Ocidental do Kremlin de Moscou
Horário de funcionamento: todos os dias, 24 horas
Ingressos: gratuito

6. As Sete Irmãs de Stalin

Alguns dos sete famosos arranha-céus de Moscou podem ser vistos enquanto se passeia pela cidade. São imponentes prédios, com arquitetura impressionante, e construídos sob ordem de Stalin, o líder russo, para celebrar a vitória da União Soviética na Segunda Guerra Mundial.

O mais famoso deles está situado no campus da MGU, maior universidade da Rússia: ele tem 235 metros de altura e carrega uma estrela no alto, com mais de 10 toneladas. Os outros dois mais famosos são os hotéis Leningradskaya e Ukraina.

No passeio Tour Privado de 4h Dedicado ao Comunismo, você verá a arquitetura stalinista com guia especializado.

Endereço: Leningradskaya e Ukraina
Horário de funcionamento: todos os dias
Ingressos: gratuito

7. Mausoléu de Lênin

Mais uma das atrações que você irá conferir em um passeio pela Praça Vermelha. O mausoléu de granito abriga o corpo de Lenin, figura política das mais famosas de Moscou. Lênin foi chefe de Estado e líder da Revolução Russa, falecido em 1924.

O estado de conservação do corpo costuma impressionar o público. Segundo autoridades russas, ele foi envolvido em uma técnica especial, desenvolvida por cientistas soviéticos.

Na visita, você ainda irá passar por outros túmulos de líderes soviéticos. Todos muito bem protegidos e vigiados por policiais russos.

Endereço: Praça Vermelha, Moscou
Como chegar: Metrô: estações Ploshchad Revolyutsii, Teatralnaya, Okhotnyy Ryad
Horário de funcionamento: de terça a quinta, sábados e domingos, das 10h às 13h
Ingressos: gratuito

8. Metrô Mayakovskaya

Já falamos que as estações de metrô de Moscou são especiais. Esta é uma das que mais merecem a visita, mesmo que você não entre em outras estações durante a sua visita a Moscou (sugerimos que entre sempre).

A estação data de 1938 e homenageia o poeta russo Vladimir Mayakovsky. Ela está na linha vermelha e impressiona pelos belíssimos mosaicos no teto. Nos anos 80, o local se tornou monumento arquitetônico.

As estações de metrô de Moscou são verdadeiras obras de arte e existem passeios somente para conhecê-las, como a Excursão no Metrô de Moscou.

Endereço: Estação Mayakovskaya
Horário de funcionamento: todos os dias, das 5h30 à 1h da madrugada
Ingressos: RUB 30 (valor integral de 1 passe de metrô)

9. Museu Histórico do Estado

Ao lado do Portão da Ressurreição, também na Praça Vermelha, está o grande prédio do Museu Histórico do Estado. Para quem gosta de história, é uma visita que não pode faltar no roteiro.

Lá é possível ver de perto coleções que contam a história do território russo, desde o período paleolítico. São mais de 4 milhões de artigos. O museu ainda abriga exposições temporárias.

Endereço: Praça Vermelha, Moscou
Como chegar: Metrô: estações Okhotny Ryad, Ploshchad Revolyutsii ou Teatralnaya
Horário de funcionamento:
Segunda, quarta, quinta, sexta e sábado: das 10h às 18h
Domingo: das 11h às 20h
Fecha às terças e na primeira segunda de cada mês
Ingressos:
Adultos: RUB 250
Crianças: RUB 60

10. Teatro Bolshoi

Situado bem no centro de Moscou, o Teatro Bolshoi é um dos mais antigos e famosos teatros do mundo. Um dos símbolos da cidade, foi aberto em 1780 e passou por algumas transformações, principalmente após um incêndio em 1805.

Teatro Bolshoi interior

Confira a arquitetura da fachada, com uma escultura de Apolo, o deus da arte, bem no topo. As imensas colunas do pórtico também chamam atenção. O interior do teatro é cheio de detalhes, incluindo um enorme lustre francês.

Você pode visitá-lo de duas maneiras: vendo uma apresentação, o que vale muito a pena. Ou em um tour guiado.

Os preços dos ingressos para apresentações no Teatro Bolshoi variam de acordo com o espetáculo e a localização escolhida: entre 100 e 15 mil rublos russos (de aproximadamente 1,38€ a 206,25€). Veja a agenda no site oficial do teatro.

Endereço: Theatre Square, 1, Moscou, Rússia, 125009
Como chegar: Metrô: estação Teatralnaya
Horário de funcionamento: as bilheterias: todos os dias, das 11h às 2h. As apresentações acontecem com hora marcada
Ingressos:
Tour Histórico de 2h no Teatro Bolshoi, com guia especializado e particular: RUB 21.623, para um grupo de 6 pessoas (cerca de 300€)

Mini roteiro de Moscou: o que fazer em 2 dias

Moscou é uma cidade dos detalhes: históricos, arquitetônicos e culturais. Por isso, tire proveito do que a capital russa tem de melhor em um mini-roteiro de 2 dias. Veja o que não pode faltar na sua visita.

Primeiro dia em Moscou

Comece sua visita no principal ícone da cidade: a Praça Vermelha e seus monumentos. Vá visitar a Catedral de São Basílio, diferente de outros locais religiosos ao redor do mundo.

Continue na Praça Vermelha e siga para o Kremlin, a sede do poder na Rússia. Visite a Câmara de Armas e o Complexo Arquitetônico das Catedrais, incluindo a Catedral de Kazan. Não deixe de visitar o Jardim de Alexandre e os parques internos.

Se interessar, entre no shopping GUM, ou dê uma olhada no interior e exterior para se impressionar com a imponência da construção.

No meio da tarde, faça um passeio de barco pelo rio e confira outros pontos turísticos pela cidade. O Cruzeiro de 2h30 em Mocou, ao fim de tarde, é espetacular.

À noite, sugerimos que veja um espetáculo no Teatro Bolshoi. Por isso, compre seu ingresso com antecedência e programe o final do seu dia para se encantar com um dos principais teatros do mundo.

Segundo dia em Moscou

Comece o segundo dia na cidade indo visitar a estação de metrô mais bonita, a Mayakovskaya. Aproveite que você já está por lá, e faça o passeio pelas linhas para conhecer as outras duas principais: Komsomolskaya e Kropotkinskaya (linha 1 – vermelha), Ploshchad Revolyutsii (linha 3 – azul-escuro).

Siga para o Museu Histórico do Estado e deixe-se levar pela história complexa e rica da Rússia e de Moscou. Se tiver mais interesse no assunto, sugerimos que vá conhecer também o Bunker 42, construído logo após o primeiro teste com bombas nucleares durante a Guerra Fria. Ele está embaixo do Kremlin de Moscou.

Aproveite que você terá voltado para a Praça Vermelha, onde está o Kremlin, e vá conhecer o Mausoléu de Lênin, parte importante da história da Rússia.

Termine o dia pela Praça Vermelha, vendo a iluminação noturna e a programação animada nos arredores.

Confira nosso roteiro em Moscou em detalhe.

Quando ir à Moscou?

O inverno russo é um dos mais rígidos, isso é reconhecido internacionalmente. Por isso, o ideal é você escolher épocas mais amenas: são as melhores para caminhar com calma e conhecer a cidade.

O verão, de junho a agosto, costuma ter boas temperaturas e dias mais longos. É o melhor período. Se não puder, a primavera, entre os meses de abril e maio, ou outono, setembro a novembro, também são recomendados. Mas só se você aguentar o frio.

Metrô de Moscou

Na Rússia, visite também São Petersburgo. Confira nossas dicas.

Quanto custa uma viagem para Moscou?

Como as demais cidades grandes da Europa, Moscou não é dos locais mais baratos. Por não ser Euro, a moeda ajuda um pouco mais.

Separamos aqui os principais gastos para a sua viagem.

Passagens aéreas

Como falamos, não existem voos diretos saindo do Brasil para Moscou. Mas é facilmente possível encontrar passagens aéreas com poucas escalas. O ideal é programar-se com antecedência, para encontrar os melhores preços.

Fizemos uma simulação de passagens aéreas, utilizando a área de voos do site Kayak, para saber quando custa. Colocamos o mês de junho de 2020 como previsão, por ser um dos meses com temperatura mais amena no país.

A melhor passagem, com menor número de escalas, é com a SWISS. Saindo de São Paulo, com uma escala em Zurich nos 2 trechos, a passagem ida e volta está custando R$ 4.369.

Saiba quais são as dicas para comprar passagens aéreas na Kayak.

Seguro Viagem

Embora não seja obrigatório ter seguro viagem para a Rússia, nós recomendamos que você não vá à Moscou sem um bom plano.

Com os melhores valores e custos-benefícios, utilizamos o nosso comparador seguro viagem, uma parceria com o portal Seguros Promo.

É possível encontrar seguro viagem com valores desde R$12 a R$60, por dia.

Hospedagem

As hospedagens em Moscou são muitas e de diferentes preços. Desde 14 euros, para hostels, até hotéis mais luxuosos por 150 euros. Compare preços de hospedagem na área de hotéis do site Kayak.

Alimentação de rua

Planeje sua alimentação de rua em Moscou sabendo a média de custo de alguns dos principais itens na cidade. Usamos como base o site Numbeo:

Alimentação de rua Preço
Cerveja (570ml) RUB 150.00 | 2,13€
Almoço em restaurante barato RUB 600.00 | 8,53€
Refeição para 2 pessoas em restaurante mediano, com 3 pratos 2,500.00 | 35,53€
Cappuccino RUB 162.33 | 2,31€
Água RUB 34.47 | 0,49€

Supermercado

Outra dica de economia em viagens: compre itens básicos no supermercado, como água, garrafa de vinho ou lanches rápidos. Veja o preço médio de alguns produtos nos supermercados de Moscou:

Item Preço
Cerveja (570ml) RUB 64.08 | 0,91€
Garrafa de vinho RUB 500.00 | 7,11€
Água (garrafa de 1,5 litro) RUB 42.49 | 0,60€
Sanduíche de frango RUB 281.20 | 4€

Transporte

As tarifas são relativamente baratas. Cada viagem custa RUB 50, cerca de 0,71€, e é possível comprar vários trechos com desconto. O cartão com as viagens tem validade de até 5 dias.

Para os ônibus, o valor da tarifa é bem parecido. Porém, o mais recomendado é o uso do metrô para deslocamentos na cidade.

Uma boa opção é adquirir o Cartão Troika, que pode ser recarregável por aplicativo ou nas estações de metrô. Cada viagem custará RUB 35 e se for usar um segundo transporte o acréscimo será apenas de RUB 19. Vale para qualquer meio de transporte.

Para turistas, você pode optar por bilhetes especiais, válidos por 1 ou 2 dias e até 1 semana.

Atrações

Se tiver interesse de entrar nas principais atrações da cidade, recomendamos o Moscow City Pass. Com validade de 1 a 5 dias, ele dá entrada gratuita em mais de 40 locais, além de ônibus turístico, barco e excursão guiada pela cidade, além de descontos em táxis e restaurantes.

Veja quanto custa o Moscow City Pass:

  • 1 dia: RUB 3.523 | 49€;
  • 2 dias: RUB 5.680 | 79€;
  • 3 dias: RUB 7.118 | 99€;
  • 5 dias: RUB 9.994 | 139€.

Saiba também quanto custa viajar para a Rússia.

Onde ficar em Moscou?

Por ser uma cidade muito grande, não é simples escolher onde se hospedar na capital russa. A parte boa é que existem muitos hotéis e pontos turísticos espalhados por vários bairros.

O ideal é hospedar-se no centro de Moscou. Fica mais fácil de andar pela cidade, e próximo de algumas das principais atrações que estão na Praça Vermelha. O bairro de Tverskoy é um dos mais nobres e próximo do centro histórico e turístico.

Para economizar, saia do centro. Como a cidade é bem servida de metrô, é fácil de se locomover. Busque opções dentro dos três anéis centrais: Boulevard Ring (Cidade Branca), Garden Ring e Third Ring Road.

Veja algumas opções de onde ficar em Moscou. Mesmo a moeda oficial sendo Rublo Russo, optamos por colocar os valores em Euros, pois é a moeda utilizada em viagens à Europa.

Hotel Categoria Estrelas Localização Preço médio
Hotel Garden Ring Luxo (melhor hotel) 4 estrelas Garden Ring 141€
Sadovnicheskaya Hotel Melhor custo benefício 4 estrelas Zamoskvorechye 130€
Lumiere Boutique Hotel Mais barato 4 estrelas Basmanny 107€
Seven Hills Lubyanka Hotel mais simples 3 estrelas Estação de Metrô Lubyanka 69€
Boxtel Hostel Hostel 2 estrelas Próximo ao metrô Arbatskaya 14€

Onde comer

São muitos os pratos típicos russos e provar a culinária local faz parte de qualquer roteiro de viagem. Por isso, quando tiver em Moscou, não deixe de provar, na entrada, a Borscht, uma sopa vermelha de beterraba e tomate, e a Solyanka, sopa picante com carne, peixe ou cogumelos.

Como prato principal, o Frango à Kiev, frango desossado e recheado, merece ser experimentado, assim como o Stroganov, o strogonoff original.

Para petiscar, o bolinho de massa recheado de carne moída chamado de Pelmeni parece ser uma boa opção.

Veja onde provar:

  • Bulka: opção para lanche rápido;
  • Stolovaya 57: cantina em estilo soviético, com pratos típicos da Rússia;
  • Café Pushkin: café em estilo russo, vale a pena visitar só pela decoração interna;
  • White Rabbit: um dos melhores restaurantes do mundo está em Moscou;
  • Bosco Cafe: restaurante com vista para a Praça Vermelha.

Planejando sua viagem para Moscou, na Rússia

Não é obrigatório ter um seguro viagem quando for entrar na Rússia. Porém, quando for à Moscou, lembre-se que não é uma cidade tão simples de se comunicar e ter auxílio de um bom seguro viagem é essencial.

Sugerimos que confira os valores de seguros de viagem no nosso comparador do Euro Dicas Turismo. Escolha as melhores opções de seguro para a sua necessidade.

Ganhe desconto. Para pagar menos 10% do valor do seu seguro viagem, insira o nosso cupom de desconto EURODICAS5 (para ganhar 5% de desconto) na hora do pagamento e pague por boleto bancário (para ganhar mais 5%).

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
COMPARTILHE
Autor

Denise Mustafa é jornalista, fotógrafa e especializada em conteúdo e gerenciamento de marcas. Já passou uma temporada em Portugal, viajou bastante por aí e, agora vivendo no Brasil, escreve para grandes sites brasileiros de viagem, sempre à frente da sua Travessia Conteúdo & Branding, atravessando oceanos e contando suas experiências para outros viajantes.