Vinícolas do Porto: as melhores para incluir no seu roteiro de viagem

Visitar Porto  / 

Um dos principais pontos turísticos de Portugal são as vinícolas do Porto, que produzem o famoso Vinho do Porto, conhecido internacionalmente.

Existem diversas vinícolas e caves que podem ser visitadas no Porto, vamos falar um pouco sobre as principais.

Conheça as vinícolas do Porto e as caves de Vinho do Porto

O vinho de Portugal é muito famoso e muitos turistas, quando visitam o país, colocam em seu roteiro pelo país o passeio nas vinícolas do Porto. Nesse passeio normalmente temos um guia que nos acompanha e conta a história da vinícola e da produção do vinho.

As vinícolas do Porto são os locais onde estão plantadas as uvas e onde o vinho é produzido. Também é possível visitar as caves de vinho, onde o vinho é envelhecido.

Diferença entre vinícolas do Porto e caves de vinho do Porto

Muitas pessoas que visitam o Porto procuram as vinícolas e as caves de vinho, mas não sabem exatamente a diferença entre elas.

Basicamente, as vinícolas são onde as uvas são plantadas e o vinho é produzido, e as caves de vinho são onde o vinho fica envelhecendo.

Como as vinícolas estão normalmente localizadas ao longo do rio Douro, as condições climáticas não são ideais para que o vinho fique envelhecendo. Por isso foram criadas as caves, que são climatizadas com as condições perfeitas para o vinho.

Principais caves de Vinho do Porto

No Porto, você poderá visitar diferentes caves de vinho, além das vinícolas do Porto. A maioria delas está localizada na Ribeira de Gaia.

A maioria dos tours nas caves de Vinho do Porto são feitos por uma visita guiada contando um pouco da história da empresa, depois um passeio pelas caves, no fim uma degustação – que é opcional.

O preço para a visitação varia de acordo com o local e o tipo de visita que você quer fazer, e normalmente inclui a degustação de alguns vinhos no final.

Veja a seguir a lista das principais:

Cave Sandeman

Na Cave Sandeman, a visita é muito divertida, pois você é acompanhado pelo “Don de Sandeman”, um personagem que representa a marca desde 1928. Essa é uma das principais caves de vinho do Porto e recebe muitos turistas diariamente.

Localização: Largo Miguel Bombarda, número 3
Como chegar: ônibus 900, 901, 904 ou 906;
Horário: de março a outubro, das 10h às 20h; de novembro a fevereiro, das 10h às 18h
Ingresso: de 13€ a 40€

sandeman vinicolas do porto

Cave Cálem

A Cave Cálem também é uma das mais visitadas no Porto. Está localizada bem pertinho da Ponte Dom Luís I e é muito tradicional. A marca já foi uma das maiores exportadoras de vinho para o Brasil.

Localização: Avenida Diogo Leite, número 26
Como chegar: ônibus 900, 901 ou 906
Horário: de maio a outubro, das 10h às 19h; de novembro a abril, das 10h às 18h
Ingresso: 12€

Sugestão: sugerimos o tour Fado e Adegas de Vinho do Porto da Casa Cálem. Reserve no Get Your Guide por 21€ e assista a uma apresentação de Fado ao vivo na adega de Vinho do Porto da Casa Cálem enquanto degusta um bom vinho.

Cave Ferreira

A visita à Cave Ferreira é muito interessante, pois está localizada em um antigo convento, possui um teto de madeira envelhecida e um cheiro peculiar que vem dos tonéis de vinho.

Localização: Rua da Carvalhosa
Como chegar: ônibus 900, 901 ou 906
Horário: das 10h às 12h30 e das 14h às 18h
Ingresso: de 6€ a 16€

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

Cave Ramos Pinto

A Cave Ramos Pinto foi fundada em 1880, sendo uma das mais antigas caves de vinho do Porto. Uma das principais atrações dessa cave é o seu museu particular, com objetos que fizeram parte da sua construção e desenvolvimento.

A Ramos Pinto foi fundada a partir da ideia de um jovem visionário, chamado Adriano, que com 21 anos tomou uma decisão que mudaria o rumo da sua vida: investir em vinhos.

Levou em conta três pilares base: cultura, patrimônio e pesquisa. Estudioso, amante das artes, engajado no movimento artístico da época, publicitário por natureza, aproveitou os seus inúmeros contatos com a parcela intelectual do Porto para alavancar os negócios.

Os preços do tour variam entre 12€ a 20€, dependendo da quantidade de vinhos que irá degustar no final.

Localização: Avenida Ramos Pinto, número 380
Como chegar: ônibus 900, 901 ou 906
Horário: de maio a outubro, das 10h às 18h; de novembro a março, das 9h às 17h (segunda a sexta); abril, das 10h às 18h (segunda a sexta)
Ingresso: 15€

visite as vinicolas do porto

Sugestão: faça uma Excursão no Porto com Degustação de Vinhos. Visite duas adegas típicas e experimente vinhos do Douro. Reserve no Get Your Guide por 29,90€.

Taylor’s

A visita à Cave Taylor’s é diferenciada, pois conta com um áudio-guia (disponível em 12 idiomas) para que você possa aprender mais sobre o processo de produção dos vinhos.

Ao final da visita existem diversos tipos de degustação que o visitante pode escolher.

Localização: Rua do Choupelo, número 250
Como chegar: ônibus 900, 901, 904 ou 906
Horário: das 10h às 18h
Ingresso: 15€

Cave Croft

A Croft foi fundada em 1588 na França e se mudou para Portugal em 1707. A visita à cave dura em torno de 40 minutos e no final é servida uma degustação de 3 vinhos especiais.

Localização: Rua Barão de Forrester, número 412
Como chegar: ônibus 901, 904 ou 906
Horário: das 10h às 18h
Ingresso: 5€

Cave Cockburn’s

A Cave Cockburn’s é uma das maiores caves de vinho do Porto existente no centro histórico de Gaia. Durante a visita podemos ver os barris de carvalho onde os vinhos são envelhecidos e visitar o estoque dos “vinhos reserva”.

Localização: Rua Serpa Pinto, número 346
Como chegar: ônibus 901 ou 906
Horário: de abril a outubro das 9h30 às 18h; de novembro a março das 9h30 às 17h30
Ingresso: a partir de 15€

Sugestão: Reserve uma Excursão de Trem no Porto, com Cruzeiro pelo Rio e Visita a Adega com Degustação de Vinhos do Porto por 22€.

Principais vinícolas do Porto

As vinícolas do Porto, na verdade, estão localizadas em uma região mais afastada da cidade, ao longo do rio Douro, pois o clima é mais propício para o plantio das vinhas e, é claro, tem mais espaço.

Existem muitas vinícolas no Porto, por isso vamos falar um pouco sobre três delas.

Quinta do Seixo

A Quinta do Seixo está localizada na região de Pinhão, Régua, bem na margem sul do rio Douro. Ela tem mais de 100 hectares e é uma das mais tradicionais de Portugal, com mais de 100 anos de existência.

Localização: Valença do Douro, Tabuaço 5120-495, Portugal
Como chegar: de trem saindo da estação São Bento
Horário: março a outubro das 10h30 às 18h30; novembro a fevereiro das 10h30 às 12h30 e das 14h às 17h30;
Ingresso: 27€

Sugestão: curta uma Excursão de 1 Dia ao Vale do Douro e Vinícola Quinta do Seixo. Explore a região do Douro, faça um cruzeiro pelo rio e saboreie Vinho do Porto, por 63€.

Quinta do Pôpa

A Quinta do Pôpa é uma das mais novas vinícolas do Porto. Foi criada em 2007 e o seu primeiro vinho foi engarrafado em 2010.

Dependendo da época da visita, você poderá, além de conhecer o local, participar da “pisa das uvas”. É indispensável fazer a reserva online.

Localização: EN 222 Adorigo 5120-011 Tabuaço
Como chegar: de carro, de barco pelo Douro ou de trem
Horário: novembro a março das 10h às 17h (segunda a sexta); abril a outubro das 10h30 às 17h30 (terça a sábado)
Ingresso: de 15€ a 75€

regiao do rio douro

Confira a lista dos vinhos portugueses.

Quinta das Carvalhas

A Quinta das Carvalhas é uma das mais belas vinícolas do Porto. Possui 600 hectares, sendo 120 hectares de plantação.

Além do passeio pelas uvas, você poderá visitar as construções existentes na quinta, que possuem uma arquitetura antiga e deslumbrante.

Localização: Quinta das Carvalhas 5085-034 Pinhão
Como chegar: ir de trem até Pinhão e de lá pegar o ônibus (autocarro) direto para a quinta
Horário: das 10h às 18h
Ingresso: de 20€ a 90€

Tours pelas vinícolas do Porto

O enoturismo está cada vez mais em alta e o passeio pelas vinícolas do Porto é excelente para quem é fã de vinhos.

Além do passeio nas vinícolas, o passeio pelo rio Douro faz com que o enoturismo seja ainda mais completo, contando com paisagens encantadoras e atividades extras, como observação de pássaros, picnic e passeio de barco no rio Douro.

Existem diferentes excursões focadas em enoturismo no Porto e no Douro. Confira algumas sugestões a seguir:

Vinícolas do Porto e enoturismo em Portugal

As vinícolas do Porto são conhecidas por pessoas no mundo inteiro, por isso para os turistas que passam por aqui, é quase uma obrigação incluir no roteiro de viagem os tours para conhecer a produção dos vinhos do Porto.

Portugal tem uma rica história na produção de vinhos. Os portugueses desenvolveram durante anos mais de 250 variedades de uvas nativas. Difícil não se apaixonar por vinhos depois de conhecer essa região do rio Douro.

A oeste da fronteira espanhola com o Atlântico, o rio é o queridinho dos visitantes que chegam na cidade, caracterizando uma bela paisagem, ao caminhar na Ribeira do Porto, há todo um charme em degustar um Vinho do Porto em algum dos restaurantes portuenses tradicionais.

Graças ao microclima diverso, terreno montanhoso, trepadeiras plantadas ao longo das encostas íngremes, umidade, altas temperaturas durante o dia e frias durante a noite, é o cenário perfeito para a colheita das melhores uvas nas vinícolas do Porto.

Os vinhos portugueses são únicos, não à toa Portugal está entre os 10 principais produtores do mundo, com 4% do mercado mundial.

O que é o Vinho do Porto?

É um vinho produzido exclusivamente com uvas do Vale do Douro, Norte de Portugal. É mais conhecido por ser um doce vinho tinto, mas também tem variações secas, semi-secas e brancas. Seguindo sempre a Denominação de Origem Protegida da União Europeia.

O Vinho do Porto é produzido e depois fortificado pela adição de uma aguardente de uva neutra, com o intuito de interromper a fermentação, por isso são mais doces que os demais vinhos de mesa. Ao fazer isso, o açúcar da fruta permanece e aumenta o teor alcoólico do produto.

A maioria das plantações fica nas encostas do rio, os solos são xistos (imaginem pedras retangulares, uma em cima da outra, formando padrões desalinhados), o que dificulta nas plantações, mas são ótimos para a qualidade das uvas.

Pelo que ouvi em um dos tours que fiz numa das vinícolas do Porto, até o que havia sido plantado anteriormente no solo influencia no sabor final do vinho. Por exemplo, se havia uma plantação de laranjas naquele terreno, aparece resquícios do sabor da fruta no vinho. Incrível, não é?

Patrimônio Mundial

As vinhas do rio foram reconhecidas da Unesco como Patrimônio da Humanidade desde 2001. A região Vinhateira do Alto Douro e a Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico.

Conheça outros Patrimônios Mundiais em Portugal.

vinho do porto vinicolas do porto

Veja o que vale a pena comprar em Portugal: vinho, roupa e até cosméticos.

Variedades de Vinho do Porto

De acordo com a IPortWine:

Os vinhos podem ser divididos em dois tipos: os vinhos amadurecidos em madeira e os vinhos amadurecidos em garrafa. Recentemente, foi introduzido um novo estilo de vinho do Porto, o Rosé, que pode ser considerado um vinho sem envelhecimento.

Ruby

Um vinho jovem de cor rubi, elaborado com uvas tintas, que amadurece em madeira, por curtos períodos, de dois ou três anos.

É um vinho que mantém as suas características originais por muito tempo e cujos sabores trazem à memória frutos vermelhos.

Acompanha muito bem com: salada de pato e cheesecake de frutas vermelhas.

Tawny

Um vinho de cor dourada, envelhecem em barris de madeira usados, o que resulta numa tonalidade âmbar e um sabor de especiarias muito próprio, lembra o sabor do cravo, canela e mel. Não deixe de degustar na sua visita às vinícolas do Porto.

O fato de os barris serem usados faz com que os sabores e aromas que já estavam na madeira serão transmitidos a bebida, todo o vinho estará em contato com a madeira, isso acelera o processo de oxidação.

Acompanha muito bem com: salmão defumado e melão com presunto serrano.

Brancos

São vinhos jovens, feito com uvas brancas, amadurecem dois ou três anos em barris de madeira ou aço, podem ser mais doces ou secos. Num geral, possuem sabor aveludado. O sabor me lembrou muito mel e amêndoa.

Acompanha muito bem com: queijos suaves.

Vintage

Um vinho de uma só colheita, qualidade superior, produzido exclusivamente a partir de uvas selecionadas. Podem ser degustados ainda jovens, após uma permanência de cerca de dois anos em barris de madeira, mas o envelhecimento em garrafa de forma lenta permite alcançar um vinho mais suave e de melhor qualidade.

Estes vinhos podem permanecer em garrafa por longos períodos, podendo ultrapassar os 40 anos de envelhecimento – aprofundando assim a sua harmonia e aromas florais.

Acompanha muito bem com: chocolate amargo, frutas vermelhas e queijos fortes.

Conheça o top 5 dos vinhos portugueses de luxo.

Planejando sua viagem para Portugal

Se planeja viajar para Portugal e conhecer as vinícolas ou as caves de Vinho do Porto, saiba que o seguro viagem é obrigatório. Para fazer a cotação do seu seguro de forma personalizada, recomendamos que você utilize o nosso comparador de seguro viagem.

Ele apresenta planos das principais seguradoras do mercado e ainda garantimos os melhores preços aos leitores do Euro Dicas Turismo.

Se sobrarem alguns dias livres no roteiro após conhecer as vinícolas no Porto, aproveite para conhecer 10 cidades perto do Porto em Portugal.

Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autores

Julia é brasileira, formada em Turismo e mora em Portugal há 6 anos. Tirou o mestrado em Empreendedorismo na Universidade da Beira Interior e atualmente está terminando o doutorado em Gestão. Apaixonada por viagens, baladas e por fazer novas amizades, gosta de usar o tempo livre para conhecer novos países e culturas.

Nicolle, brasileira, jornalista e empreendedora. Partiu do Brasil com a intenção de vivenciar novas culturas, apaixonada por literatura, gastronomia, chás e pessoas. Acredita na utopia de um mundo sem barreiras culturais, onde possamos trocar experiências cada vez mais uns com os outros.