Os 15 castelos mais bonitos da Europa: confira quais são

Viajar pela Europa  / 

Para quem gosta histórias e filmes da época medieval, a Europa é o lugar perfeito para uma viagem. Afinal, vários países e cidades do Velho Continente ainda guardam as construções desse período, principalmente castelos. Se você ama esse período da história, precisa conhecer os castelos mais bonitos da Europa que listamos neste artigo. Alguns parecem ter saído de um conto de fadas.

Encontre o melhor pacote de férias para a Europa

Pacotes de Viagem, Circuitos, Multi Destinos, Cruzeiros.

Confira as promoções na Logitravel e garanta sua viagem dos
sonhos para a Europa.

VER OFERTAS DE FÉRIAS »

Quais são os castelos mais bonitos da Europa?

Como na Idade Média os reis, rainmhas, príncipes e princesas eram muito comuns, a construção de castelos era bem típica. E, para a nossa sorte, muitos deles ainda existem no Velho Continente e acabaram sendo abertos para visitação do público.

Garanto que é uns dos passeios mais legais que existem na Europa. Conhecer um pouquinho da história medieval tão de perto é também conhecer a história do mundo. Por isso, preparamos uma lista dos 15 castelos mais bonitos da Europa para você colocar no roteiro da viagem.

1. Parque e Palácio Nacional da Pena, Portugal

O Parque e Palácio Nacional da Pena está na cidade de Sintra. Aliás, essa cidade abriga vários outros castelos e palácios que também valem a pena conhecer.

Ele foi classificado pela UNESCO 1995 como Patrimônio Mundial da Humanidade e, em 2013, passou a integrar a Rede de Residências Reais Européias. Chique, né!

O Palácio da Pena foi construído em cima de uma rocha escarpada e é o segundo ponto mais alto da Serra de Sintra. Sua construção foi dividida em duas partes: a primeira, sendo um antigo convento da Ordem de São Jerónimo, erguido em 1511, que é conhecido como o “Palácio Velho”.

Já a segunda parte foi erguida no século XIX, próximo ao ano de 1843, quando o rei Dom Fernando II resolveu reformar e ampliar o antigo convento. A reforma deu lugar às torres de vigia, um túnel de acesso, ponte levadiça entre outros aspectos que podem ser vistos no Palácio da Pena e que nos remete a um castelo.

Outra construção ao redor do Palácio é o Parque da Pena. Uma ampla área verde com jardins românticos e bancos de pedras ao longo do percurso. Conta com mais de 500 espécies de árvores vindas de vários lugares do mundo.

Conheça outros castelos de sonho em Portugal e se encante!

O que ver e fazer?

No Palácio da Pena não deixe de ver a exposição de vitrais, a coleção de pintura, os mobiliários, os aposentos do rei e rainha, a capela e tantos outros pontos que vão te levar a fazer um mergulho na história. No Parque, além da caminhada, é possível fazer passeios de charrete e andar à cavalo.

Para aqueles viajantes que não dispensam um guia, é possível fazer uma visita guiada.

Onde fica e como chegar?

Fica na Estrada da Pena, 2710-609 – Sintra.

Você pode pegar um trem (comboio) a partir de Lisboa. Chegando em Sintra, você tem a opção de pegar um ônibus até o Parque e Palácio da Pena.

Quanto custa?

Os preços do bilhete para entrar no Parque e Palácio da Pena variam entre 12,5€ a 49€. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria ou no site oficial dos Parques de Sintra. Também é possível comprar bilhetes para visitação online, com a Get Your Guide.

Horário de visitação

Todos os dias da semana, das 9h às 20h (Parque) e 9h30 às 19h (Palácio).

2. Castelo de Neuschwanstein, Alemanha

Um dos castelos mais bonitos da Europa e também um dos mais populares de todos os palácios e castelos do Velho Continente. Todos os anos, o Castelo de Neuschwanstein recebe cerca de 1,4 milhão de visitantes.

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

Sua construção começou em 1868 a mando do rei Ludwig II, um rei tímido, mas idolatrado pelo povo. Ludwig II ordenou a construção do castelo com o objetivo de se retirar da vida pública. Contudo, só o viu no canteiro de obras do Neuschwanstein, pois veio a falecer antes de sua conclusão.

Como fica no alto de uma montanha rochosa, cerca de 8 metros de pedras precisaram ser removidos para criar um terreno estável para começar a levantar as estruturas do castelo.

Na época, foram utilizadas as mais recentes técnicas e materiais de construção que haviam disponíveis. O piso foi cimentado e as paredes erguidas com tijolos e calcário. Em 1880, as obras do castelo foram concluídas, mas a decoração foi concluída apenas em 1994.

O que ver e fazer?

Castelo de Neuschwanstein não foi projeto para a realeza, e sim, como um local de refúgio para o rei Ludwig II, motivo pelo qual ficou conhecido como o “mundo poético da Idade Média”.

A decoração de todo o castelo é algo admirável. Traz imagens inspiradas nas óperas de Richard Wagner, imagens que lidam com o amor e a culpa, o arrependimento e a salvação. Nos quartos, imagens de reis, cavaleiros, poetas e amantes. O símbolo do castelo é um cisne branco, animal que simboliza a “pureza” de um cristão, pelo qual o rei se esforçou para mantê-la.

São diversas salas que fazem qualquer pessoa ficar deslumbrada com tamanha beleza. Salão inferior, sala do trono, sala de jantar, oratório, sala de estudos, cozinha histórica, sala do ajudante, vestiário, gruta e jardim de inverno, entre tantos outros cômodos que existem no castelo Neuschwanstein.

Além disso, o castelo ainda conta com uma loja, cafeteria e sala multimídia. Eu recomendo fortemente uma visita guiada por ele.

Onde fica e como chegar?

O Castelo de Neuschwanstein está localizado próximo às cidades Schwangau e Füssen, numa região da Alemanha conhecida como Allgäu.

Você precisa pegar o trem para a cidade de Füssen. Depois, pegar um ônibus para Neuschwanstein e descer no ponto Hohenschwangau Neuschwanstein Castles, Schwangau.

Quanto custa?

Os preços do bilhete para entrar variam entre 12€ a 26€. Os ingressos para o Castelo de Neuschwanstein só podem ser comprados na bilheteria e apenas no dia da visita. No entanto, é possível reservar os ingressos com antecedência de até dois dias antes da visita.

Você pode visitar o Castelo de Neuschwanstein e de Linderhof em uma excursão de um dia, partindo de Munique.

Horário de visitação

Funciona diariamente, mas varia um pouquinho por conta do outono/inverno e primavera/verão na Europa. Portanto:

  • 1 de abril a 15 de outubro: 9h às 18h;
  • 16 de outubro a 31 de março: 10h às 16h.

Descubra mais sobre o Palácio Linderhof, também na Alemanha.

3. Castelo de Marienburg, Polônia

Um dos castelos mais bonitos da Europa. Foi construído pela Ordem Teutônica no século XIV, uma das ordens mais poderosas e influentes da Europa vinculada a Igreja Católica e que lutou no período das cruzadas.

Os planos iniciais da Ordem era ter uma casa conventual mas, ao longo dos anos, acabou por se tornar um grande castelo fortificado com muralhas defensivas e torres de vigia. Durante a Segunda Guerra Mundial, o Castelo foi fortemente bombardeado, assim como todo o restante da Polônia.

Após uma restauração concluída em 1961, o Castelo de Marienburg abriu suas portas como um museu. Hoje atrai quase meio milhão de turistas por ano. Além disso, se tornou um lugar para o desenvolvimento de atividades científicas no campo da arqueologia, história da arte e da cultura.

O que ver e fazer?

O Castelo de Marienburg conta com diversas coleções: vitral, têxtil, móveis, azulejos, esculturas, cerâmicas, militar, entre outras. Também é possível ver lápides e monumentos, documentos históricos, gabinetes, entre tantos outros cômodos.

A arquitetura do castelo também chama atenção. Foi todo construído com tijolos em estilo gótico. Há também uma biblioteca, um centro de conferências, igrejas, capelas, sala de armas, cozinhas medievais, porões, passagens secretas, poços, terraços, refeitórios e muito mais.

É possível fazer um tour guiado que vai te levar para o passado com guias utilizando a vestimenta da Ordem Teutônica.

Onde fica e como chegar?

O Castelo de Marienburg está localizado no endereço Starościńska 1, 82-200 – Malbork, Polônia.

Partindo da capital Varsóvia, é possível pegar o trem até a cidade de Malbork. Chegando na estação, o castelo está a 1,5km de distância.

Quanto custa?

Os preços do bilhete para entrar variam entre 25 PLN (cerca de 6€) a 45 PLN (cerca de 10€). Podem ser adquiridos na própria bilheteria ou online pelo site oficial.

Horário de visitação

O Castelo de Marienburg também varia de acordo com as temporadas da Europa.

  • 1 de maio a 30 de setembro: 9h às 19h (castelo) e 9h às 20h (jardins).
  • 1 de outubro a 30 de abril: 10h às 15h (castelo) e 10h às 15h (jardins).
  • Às segundas-feiras e feriados é possível visitar apenas os jardins.

4. Castelo de Chillon, Suíça

O Chillon é, sem dúvida, um dos castelos mais bonitos da Europa e um dos mais antigos. Ele fica ainda mais charmoso por estar localizado em cima de uma rocha na margem do Lago Genebra e com uma vista maravilhosa para os Alpes Suíços.

A escolha do local onde seria construído se deu pelo fato de ser um ponto estratégico para controlar a passagem entre o norte e sul do continente europeu. A primeira menção escrita do castelo foi datada no ano 1150 (século XII), na época em que os Condes de Sabóia controlavam a passagem entre o lago e as montanhas.

Entre o século XVI, o castelo foi conquistado pelo povo Berna, onde serviu de fortaleza para esse povo até o século XIII. Já no final do século XIII, em 1798, aconteceu a Revolução de Vaud, de 1798, o castelo passa a ser propriedade do Estado e passa a ser ocupado por prisioneiros.

Já no final do século XIX, o castelo foi restaurado e passa a ser um museu aberto para a visitação do público.

O que ver e fazer?

É um castelo bem versátil. Existem várias coisas para ver e fazer no Chillon. Além dos móveis, armas e armaduras, pinturas, documentos históricos e cômodos do castelo, há também exposições de objetos que foram encontradas durante as escavações que ocorreram no castelo entre 1896 a 1903. Exposições temporárias também estão presentes.

É possível fazer um tour que vai te levar para conhecer a gastronomia medieval, com direito a comer os pratos mais populares da nobreza e dos agricultores e degustar bebidas típicas.

Conhecer as vinícolas e com direito a degustação de vinhos produzidos no castelo. Visitar as instalações audiovisuais, fazer oficinas e comprar souvenirs na lojinha.

Onde fica e como chegar?

O Castelo fica localizado na Avenue de Chillon 21, 1820 Veytaux, Suíça.

Partindo da capital Zurique, você pode pegar o trem para a cidade de Veytaux. Chegando na cidade não vai ser difícil encontrá-lo, pois fica localizado pertinho da estação.

Quanto custa?

Os preços do bilhete para entrar variam entre 6 CHF (cerca de 5€) a 29 CHF (cerca de 26€). Podem ser adquiridos na própria bilheteria ou online pelo site oficial.

Você pode fazer um tour pela Riviera Suíça e conhecer o Castelo de Chillon, Lausanne, Vevey e Montreux, a partir de Genebra, em um micro-ônibus.

Horário de visitação

Abre diariamente, mas com horários que variam de mês a mês, sendo:

  • Abril a setembro: 9h às 19h;
  • Outubro: 9:30 às 18h;
  • Novembro a fevereiro: 10h às 17h;
  • Março: 9:30 às 18h.

5. Castelo de Kilkenny, Irlanda

O Castelo de Kilkenny guarda cerca de 800 anos da história da Irlanda. O castelo medieval foi construído no século XIII, a pedido de William Marshal, o 4º Conde de Pembroke. Depois, se tornou a residência oficial por quase 600 anos dos Butler, uma família da elite irlandesa.

Em 1967, os Butlers resolveram entregar o castelo para o Comitê de Restauração e Desenvolvimento do Castelo. Desde então, o Castelo de Kilkenny passou por remodelações, sendo ampliado e adaptado para se adequar a um museu.

Por ser tão antigo, se tornou um dos castelos mais importantes e visitados da Irlanda, e também um dos castelos mais bonitos da Europa.

O que ver e fazer?

O castelo vai permitir fazer um mergulho na história medieval da Irlanda, ao conhecer os cômodos, visitar a biblioteca e a sala de desenhos, a sala de tapeçaria, o berçário de príncipes e princesas, os aposentos da realeza, os utensílios e mobiliário. Tudo em perfeita conservação.

O Kilkenny conta com um parque de 21 hectares com bastante árvores e arbustos, caminhos axiais, fontes de água e estátuas. Um passeio que não pode faltar. Além disso, vários eventos acontecem no castelo. Vale a pena conferir a programação para agendar sua visita.

Onde fica e como chegar?

Na cidade que carrega o mesmo nome do castelo, Kilkenny, mais especificamente na The Parade, Collegepark.

A partir de Dublin, você pode pegar um trem em direção a estação McDonagh na cidade de Kilkenny. Chegando na estação, basta fazer uma caminhada de 15 minutos até o castelo.

Quanto custa?

Os preços dos bilhetes variam entre 6€ a 30€. Podem ser adquiridos na própria bilheteria ou online pelo site oficial.

Viaje para a Irlanda medieval em uma excursão de um dia à cidade de Kilkenny, montanhas Wicklow e mosteiro de Glendalough, a partir de Dublin.

Horário de visitação

Abre diariamente, mas com horários que variam de mês a mês, sendo:

  • Outubro a fevereiro: 9h30 às 16h30;
  • Março: 9h30 às 15h;
  • Abril e maio: 9h30 às 17h30;
  • Junho a agosto: 9h às 17h30;
  • Setembro:9h30 às 17h30.

6. Castelo de Hohenzollern, Alemanha

Esse castelo não é apenas um museu que guarda as obras de arte e mobiliário de reis e rainhas e, sim, uma propriedade privada que guarda toda a história da dinastia prussiana, na qual pertence a família Hohenzollern. E que há quase mil anos serve como moradia temporária da família.

Não é só sua carga histórica e beleza do interior do castelo que faz dele um dos castelos mais bonitos da Europa, mas sobretudo, sua localização no alto de uma colina, o que levou o Imperador Guilherme II a proclamar que “o panorama do Castelo Hohenzollern vale verdadeiramente uma viagem”.

O que ver e fazer?

O que não falta é coisa para fazer nesse castelo. Além de visitar toda a parte interna e os jardins, o Hohenzollern sedia muitos eventos ao longo do ano, nos quais destacamos o cinema ao ar livre, concertos, noites das estrelas, observação de falcões e corujas, corridas pelas colinas em torno do castelo, e feiras de Natal.

Além disso, o castelo conta com um restaurante que oferece um cardápio de comidas regionais.

Onde fica e como chegar?

O Castelo de Hohenzollern está a cerca de 260 km da cidade de Frankfurt. Mais especificamente no endereço 72379 Burg Hohenzollern, Alemanha.

Saindo de Frankfurt, você pode pegar o trem para a cidade de Stuttgart, e de lá, pegar outro trem para a estação Hechingen. Nessa última estação, pegar o ônibus que vai para o estacionamento do castelo.

Quanto custa?

Os preços dos bilhetes variam entre 5€ a 28€. Também é necessária a compra do bilhete do ônibus que te levará do estacionamento até a porta do Castelo, já que ele fica localizado no alto da colina. O ônibus custa de 0,90€ a 2€.

Os bilhetes não podem ser adquiridos online. Estão disponíveis apenas bilheteria física, que fica localizada no estacionamento do Castelo Hohenzollern.

Horário de visitação

Abre diariamente (com exceção de feriados), e com horários que variam entre as temporadas de verão e inverno, sendo:

  • 16 de março a 31 de outubro: 10h às 17h30;
  • 01 de novembro a 15 de março: 10h às 16h.

7. Castelo de Edimburgo, Escócia

Parada obrigatória para quem visita a capital escocesa, o Castelo de Edimburgo é um dos mais famosos do mundo e um dos castelos mais bonitos da Europa.

Sua construção remonta o século XVI, com exceção da Capela Santa Margarita, que data o século XII, sendo considerada a construção mais antiga do castelo e da própria cidade de Edimburgo. Seu local estratégico – em cima de uma grande rocha e cercado por desfiladeiros – serviu de grande potencial militar durante diversas batalhas pela independência do país.

O que ver e fazer?

Há muito o que fazer no Castelo de Edimburgo. Ao longo do ano são realizadas diversas performances artísticas. Vale dar uma olhada no site oficial para programar sua a melhor data para sua ida.

Visitar a Capela Santa Margarita que, como disse ali em cima, é a construção mais antiga de Edimburgo. Participar de uma tradição do castelo que, desde 1861, o General de Artilhadia de Edimburgo faz um disparo de canhão. Essa tradição pode ser vista de segunda a sábado, às 13h – na pontualidade britânica.

O Castelo de Edimburgo também recebe todos os anos – em agosto – o Royal Edinburgh Military Tattoo. Um evento que reúne músicos e artistas de todo o mundo.

Além disso, a vista do castelo é de ficar horas contemplando. Por estar em cima de uma grande rocha e cercada por desfiladeiros, poderá desfrutar de grandes paisagens, inclusive ter uma visão de toda a cidade.

Onde fica e como chegar?

Ele fica localizado no centro da própria cidade e não será difícil encontrá-lo. Mais especificamente, o endereço é Edinburgh Castle, Castlehill, Edinburgh, EH1 2NG.

Nas saídas da estação central de Edimburgo, a Waverley, você já vai ter uma ótima visão do castelo. De lá, basta fazer uma pequena caminhada de 10 minutinhos.

Quanto custa?

Os preços dos bilhetes variam entre 10,50£ (cerca de 12€) a 17,50£ (19€). Crianças até 4 anos não pagam. Podem ser adquiridos na própria bilheteria ou online pelo site oficial.

Na Get Your Guide, você pode comprar o ingresso para Castelo de Edimburgo por 19,74€ e conferir as avaliações de outros usuários, com a vantagem de contar com assistência 24 horas por dia, todos os dias.

Horário de visitação

Abre diariamente, mas com horários que variam de as estações, sendo:

  • 1 de abril e 30 de setembro: 9h30 às 18h;
  • 1 de outubro a 31 de março: 9h30 às 17h.

8. Castelo de Warwick, Reino Unido

Esse castelo tem quase 11 séculos de história, e já foram gastos mais de 6 milhões de Libras para restaurá-lo nos últimos 10 anos. Isso porque o Castelo de Warwick foi fortemente atacado durante o ano de 1264, cercado em 1642 e incendiado em 1871. Diante de tantos acontecimentos trágicos, sua estrutura ainda conseguiu se manter de pé.

A primeira construção do Castelo de Warwick foi feita com madeira em 1068, sob o comando do Rei Guilherme, o Conquistador. Mais tarde foi comprado pelo Conde de Warwick e, posteriormente, pela família Greville, onde permaneceu como residência privada até 1978.

Atualmente, o Castelo de Warwick está sob administração do Merlin Entertainments Group, os quais foram responsáveis pelas restaurações, e o transformou em um hotel.

O que ver e fazer?

Além de se hospedar e poder desfrutar e alguns dias dignos de um rei ou rainha, você ainda pode participar de vários espetáculos teatrais, tais como batalhas, histórias horripilantes e banquetes, que remontam a idade média. Assistir shows com aves de rapina e curtir festas noturnas. Para as crianças, uma colônia de férias bastante animada é uma das opções.

Onde fica e como chegar?

O castelo fica localizado na Warwick CV34 4QU, Reino Unido, bem no meio da rede de estradas da Grã-Bretanha.

Saindo de Londres, você pode pegar o trem e descer na estação Warwick. A viagem leva em média 1 hora e 45 minutos. Depois, basta caminhar por 1,6 km – ou pegar um táxi – até o castelo.

Quanto custa?

Os preços dos bilhetes variam de acordo com as atrações que terão no dia do castelo, mas podem variar entre entre 15£ (cerca de 17€) a 50£ (cerca de 55€). Podem ser adquiridos na própria bilheteria ou online pelo site oficial.

No Get Your Guide, você tem a opção de comprar ingresso para Castelo de Warwick com antecedência. As avaliações dos usuários são excelentes! Pode reservar facilmente online, por 16,92€, com possibilidade de cancelamento.

Horário de visitação

Os horários são listados por semana, mas basicamente funcionam de 10 às 16h ou 10 às 17h.

9. Castelo de Leeds, Reino Unido

Além de ser um dos castelos mais bonitos da Europa e do mundo (como é considerado), o Castelo de Leeds é também um dos mais antigos. Em 2019, comemora 900 anos de muita história.

Sua construção data o ano de 1119 durante o reinado de Guilherme, O Conquistador. No final do século XII, foi destino de lua de mel do rei Edward e da rainha Margaret. Durante a dinastia de Tudor (1485 – 1603), o castelo passou a ser um palácio real.

Com o passar dos anos, o Castelo de Leeds voltou a ser uma propriedade privada e passou por diversas famílias, sofrendo intervenções de reformas, reconstruções e ampliação. Sua última proprietária foi Lady Baillie, uma herdeira anglo-americana que adquiriu o castelo em 1926, durante um leilão para pagar taxas de óbito.

Baillie o deixou para sua instituição privada de caridade – o Leeds Castle Foundation – com o propósito de ser aberto ao público, o que veio acontecer em 1976.

O que ver e fazer?

Castelo de Leeds ocupa uma área com cerca de 500 hectares (500 campos oficiais de futebol). Só de área verde são 202 hectares, e você vai se encantar com os jardins. A Arena dos Falcões, também é outra atração. Monitores apresentam uma grande variedade de espécie de pássaros, incluindo Hawks, Abutres, Falcões e Corujas.

Gosta de cachorros? Vai se apaixonar com a exposição das coleiras caninas, que abrangem vários séculos, sendo a mais antiga delas, uma coleira de mastim espanhol (uma raça de cachorro), que era usado como proteção contra lobos e ursos que vagavam pela Europa medieval. Além da exposição das coleiras, há ainda uma exposição que fará você percorrer os 900 anos da história do Castelo Leeds.

O Leeds abriga diversos eventos, conferências e até casamentos. Dentro de sua propriedade, também é possível se hospedar.

Onde fica e como chegar?

O endereço do Castelo Leeds é Maidstone ME17 1PL, Reino Unido.

Saindo de Londres, deve pegar o trem na Estação Victoria e descer na estação Hollingbourne. Depois, seguir de ônibus até o Castelo Leeds.

Quanto custa?

Os preços dos bilhetes variam entre 13,50£ (cerca de 15€) a 100£ (cerca de 110€). Esses valores são válidos até o dia 31 de dezembro de 2019. Após essa data pode haver alguma alteração. Crianças até 4 anos entram gratuitamente. Os ingressos podem ser adquiridos na própria bilheteria ou online pelo site oficial.

Horário de visitação

Os horários variam por temporada, sendo:

  • Abril a setembro: 10h às 18h (jardins) e 10h30 às 17h30 (castelo).
  • Outubro a março: 10h às 17h (jardins) e 10h30 às 16h (castelo).

10. Castelo Lincoln, Reino Unido

O reinado de Guilherme, o Conquistador parece ter se especializado em castelos, pois o Lincoln também foi construído durante seu reinado, mais especificamente em 1068. Sua história de quase mil anos faz dele um dos castelos mais bonitos da Europa, e que já vivenciou sangrentas batalhas medievais por conquistas de territórios.

Castelos mais bonitos da Europa

Sua posição estratégica oferecia uma vista a longo alcance, o que fez dele uma grande fortaleza. Além disso, se tornou um símbolo de poder e punição, devido a uma prisão vitoriana instalada no seu interior, onde os presos se mantinham em regime de isolamento para permanecer longe de influências corruptas, e assim, poder mudar de atitudes.

O que ver e fazer?

São várias atrações. Uma delas é fazer um tour pela prisão vitoriana e sentir na pele a sensação de isolamento em que os presos eram submetidos. Percorrer toda a muralha do Lincoln é interessante para fazer um mergulho na história do castelo e conferir o motivo de ter sido uma grande fortaleza durante as batalhas sangrentas que datam a Idade Média.

Além disso, o Castelo Lincoln conta com exposições de esqueletos e objetos encontrados no próprio castelo por arqueólogos, que trabalham no local e desenvolvem pesquisas. Numa das escavações realizadas por eles, por exemplo, foi encontrado um sarcófago de pedra, que atualmente compõe a exposição.

Teatros que encenam personagens históricos, exposições de carros clássicos e workshops também acontecem no castelo durante datas especiais.

Onde fica e como chegar?

Fica na cidade de Lincoln. Para jogar no GPS, o endereço é Castle Hill, Lincoln LN1 3AA, Reino Unido.

Existem linhas de trem diretas para a cidade de Lincoln saindo das cidades de Newark, Nottingham, Sheffield, Leicester, Peterborough, Doncaster. Inclusive, a Northern Rail oferece tarifas especiais para o trajeto.

Chegando na cidade, o castelo fica bem no centro histórico. No caminho até ele, você pode aproveitar as inusitadas ruas e lojas, incluindo a Steep Hill, eleita a melhor rua da Grã-Bretanha.

Quanto custa?

Os preços dos bilhetes variam entre 7,50£ (cerca de 9€) a 35,50£ (cerca de 39€). Crianças até 5 anos entram gratuitamente. Os bilhetes podem ser adquiridos na própria bilheteria ou online pelo site oficial.

Horário de visitação

O Castelo Lincoln abre diariamente, mas os horários variam por temporada, sendo:

  • Abril a setembro: 10h às 17h
  • Outubro a março: 10h às 16h

Conheça melhor os castelos da Inglaterra e se encante.

11. Castelo de Heidelberg, Alemanha

O Heidelberg é um dos castelos mais bonitos da Europa e um símbolo do romantismo alemão. Esse castelo foi mencionado pela primeira vez em 1225, onde era considerado o antigo centro da cidade de Heidelberg. E, até a Guerra dos Trinta Anos, foi considerado uma das construções mais ricas do Sacro Império Romano.

Já no final do século XVII, o castelo de Heidelberg foi atacado pelos franceses na Guerra da Grande Aliança e ficou amplamente danificado. Em 1764, após alguns restaurações, foi novamente danificado, mas desta vez, devido às forças da natureza. Ele foi atingido por dois relâmpagos, que o fizeram pegar fogo e o deixaram em ruínas.

Dois séculos depois, as ruínas do castelo passaram a chamar a atenção do público e ele foi elevado a um monumento nacional.

Castelos mais bonitos da Europa

A localização do Heidelberg é admirável, pois foi erguido em meio das florestas no norte da colina de Königstuhl. Suas torres em arenito vermelho contam com uma vista privilegiada da cidade que cresceu em seu entorno. Alguns jardins do castelo nunca foram concluídos.

O que ver e fazer?

Aproveite para andar pelo castelo e observar as estátuas do período do Renascimento, que fazem parte da sua arquitetura. Outros pontos que valem a pena conhecer são a galeria de estátuas de pedras e o salão de festas imperiais. Desfrute também dos jardins e aproveite a degustação de vinhos que são produzidos no próprio castelo.

Como foi muito destruído em decorrência de grandes guerras, o Castelo de Heidelberg conta ainda com o um espetáculo que encena sua própria destruição.

E a parte mais legal do castelo é o Museu Alemão da Farmácia, que oferece uma visão fascinante da história da farmácia desde a antiguidade até os tempos atuais. É muito interessante!

Onde fica e como chegar?

Esse castelo fica localizado na cidade que carrega seu nome. O endereço é Schlosshof 1, 69117 Heidelberg, Alemanha.

Saindo de Frankfurt, você pode pegar o trem até Mannheim Hauptbahnhof. Depois, deve seguir de ônibus até a cidade de Heidelberg.

Desfrute de uma excursão até a romântica cidade de Heidelberg, saindo de Frankfurt, e conheça o Castelo de Heidelberg, com a Get Your Guide.

Quanto custa?

Os preços dos bilhetes variam entre 4€ a 8€. Para visitas guiadas, os valores variam entre 5€ a 12,50€.

Diferente dos outros castelos mais bonitos da Europa, os ingressos para o Heildelberg não estão disponíveis para a vendo no site oficial. Além disso, os interiores do castelo só podem ser visitados como parte de uma visita guiada.

Horário de visitação

Esse castelo abre diariamente, mas os horários variam por temporada e atração, sendo:

Castelo

  • Abril a outubro: 8h às 18h;
  • Novembro a março: 8h às 18h.

Museu alemão da farmácia

  • Abril a outubro: 10h às 18h;
  • Novembro a março: 10h às 17h30.

12. Castelo de Bran, Romênia

Com certeza você já escutou falar do tal Conde Drácula, que vivia em um castelo da Transilvânia, certo? Pois, é! Te apresento esse famoso castelo, que na verdade de chama Castelo de Bran, e que inspirou o romancista Stoker a descrever a morada do famoso vampiro.

Apesar do autor do livro nunca ter visitado a Romênia, supostamente ele descreveu o castelo do Drácula a partir de uma ilustração do livro “A Transilvânia: seu produto e seu povo”, de Charles Boner (1865).

Castelos mais bonitos da Europa

A verdade é que o castelo de Bran foi construído com o objetivo de defender a fronteira sudeste da Transilvânia e foi dado de presente para os Cavaleiros Teutônicos pelo rei André II da Hungria, a fim de cumprirem esse objetivo. A construção foi finalizada em 1388 e logo passou a ser habitado por soldados e mercenários para impedir a expansão do Império Otomano. A fortaleza também serviu como alfândega, detendo 3% das mercadorias que passam por ali.

Em 1954, o Castelo de Bran foi transformado em um museu pelas autoridades comunistas e aberto ao público.

O que ver e fazer?

Quando foi transformado em museu, o Castelo de Bran foi dividido em três departamentos: o castelo em si, os costumes medievais e a etnografia, que inclui as casas tradicionais no parque ao redor do castelo.

O castelo ainda conta com restaurantes e diversos eventos que são programados ao longo do ano. O Jazz Bran Castle (festival de jazz) e o Halloween são os mais legais!

Onde fica e como chegar?

Não é tão fácil chegar nele, uma vez, que a Romênia não um dos principais destinos da Europa. Seu endereço é Strada General Traian Moșoiu 24, Bran.

Saindo da capital Bucareste, são 200 km até chegar ao Castelo de Bran. Contudo, são organizados muitos tours da capital até Bran. Você pode reservar uma excursão de um dia ao Castelo do Drácula saindo de Bucareste, na Get Your Guide.

Se optar por se aventurar de carro, aproveite para conhecer o Condado de Brasov e curtir um final de semana inteiro, pois toda a região é cheia de montanhas e rios que fazem a paisagem ficar encantadora.

Quanto custa?

Os preços dos ingressos variam entre 25Lei (cerca de 5€) a 40Lei (cerca de 8,5€). Podem ser adquiridos na própria bilheteria ou online pelo site oficial.

Horário de visitação

O Castelo de Bran abre diariamente, mas os horários variam por temporada e dias da semana, sendo:

  • Abril a setembro: 12h às 18h (segunda-feira) e 9h às 18h (terça a domingo);
  • Outubro a março: 12h às 16h (segunda-feira) e 9h às 16h (terça a domingo).

13. Castelo de Balmoral, Escócia

Logo nos primeiros anos de casamento, os dois fizeram uma visita para a região de Highlands (Terras Altas da Escócia) e ficaram encantados com a beleza do local. Então, o Príncipe Albert resolveu comprar o Castelo de Balmoral para presentear a Rainha Vitória.

O Príncipe Albert realizou várias obras no Castelo com a intenção de melhorias, exemplo que foi seguido pelos sucessores da rainha. O Castelo foi construído em 1855 e tem sido o lar escocês da Família Real desde a aquisição.

Castelos mais bonitos da Europa

Os jardins do Balmoral foram iniciados sob a supervisão do príncipe Albert, passando por melhorias ao longo desses anos. Entre 1923 e 1925, o Queen Mary concebeu o jardim encantador, com uma parede semi circular de pedras em torno de uma fonte. O duque de Edimburgo ainda criou uma grande horta. A colheita é realizada entre agosto e outubro durante as férias de verão da família real.

O que ver e fazer?

Apesar de ser um dos castelos mais bonitos da Europa, infelizmente não tem muito o que conhecer no Balmoral, pois ele até hoje é a residência da Família Real. Apenas o Ballroom – maior salão do castelo, onde acontecem até hoje os bailes reais – está aberto para visitação.

Em 2019, o castelo celebra o 200º aniversário do nascimento da Rainha Vitória com uma exposição no Ballroom. Em exibição, você vai encontrar obras de arte de Landseer e Carl Haag, estátuas de prata de Sir Joseph Edgar Boehm, juntamente com Minton China e artefatos de dentro do Castelo.

Acompanhado de guias, você pode fazer um safári pela floresta de pinheiros da Caledônia em torno Balmoral para visualizar tetraz – uma espécie de ave escocesa.

Onde fica e como chegar?

O Balmoral está localizado entre as cidades de Ballater e Braemar. Sua localização é Balmoral Estates, Ballater AB35 5TB, Reino Unido.

A estação ferroviária mais próxima e o aeroporto estão localizados em Aberdeen, uma cidade que fica a 80 km do Castelo. Mas é possível ir de ônibus até o Balmoral a partir de várias cidades das Escócia, incluindo a capital Edimburgo.

Quanto custa?

O valor do ingresso para entrar na propriedade da Família Real varia entre 6£ (cerca de 7€) a 32£ (cerca de 34€). E podem ser adquiridos no site oficial.

Os ingressos incluem o estacionamento (caso vá de carro), os jardins, a área de estábulo e o salão de festas do Castelo.

Horário de visitação

O Castelo de Balmoral funciona diariamente das 10h às 17h.

14. Castelo de Montaigne, França

Um dos castelos mais bonitos da Europa e que carrega o nome de um grande filósofo francês, o Castelo Montaigne foi adquirido em 1477 por um comerciante de vinhos chamado Ramon Eyquem.

Ele fixou residência na propriedade com toda sua família, incluindo seu bisneto, filósofo Michel de Montaigne. Foi dentro dessas muralhas que Michel foi educado pelo pai.

Castelos mais bonitos da Europa

De 1571 até sua morte em 1592, o filósofo escreveu seus ensaios carregados de reflexões sobre a vida. Em 1860, o Castelo deixou de ser da família de Montaigne, sendo vendido a Pierre Magne, ministro de Napoleão III.

O castelo, tal como vemos hoje, data o século XIX. Devido a um incêndio, ele foi amplamente destruído. Um ano após o fogo (1886), foi inteiramente reconstruído.

O que ver e fazer?

A torre do castelo foi uma das poucas coisas que o fogo não tomou conta. Ela data o século XIV e é o ponto mais visitado, pois era lá que Montaigne passava a maioria das horas do dia para escrever seus ensaios.

Os descendentes da família de Pierre Magne ainda residem no castelo e adoram receber os visitantes. Aproveite toda essa hospitalidade para fazer um tour pelo hall de entrada, sala de jantar, sala ampla, sala pequena, sala de estar e biblioteca. Além, é claro, de um belo passeio pelo jardim, onde vai encontrar dois burrinhos e um pônei Viking.

Como o castelo foi adquirido por um comerciante de vinhos, não poderia faltar uma degustação de vinhos Montaigne – que são produzidos por lá.

Para as crianças, uma brincadeira de caça ao tesouro será pura diversão!

Onde fica e como chegar?

A Castelo de Montaigne fica localizado na 24230 Saint-Michel-de-Montaigne, França.

Ele fica a cerca de 3,5km da cidadezinha de Lamothe Montravel. Existem várias cidades que te levam até lá de trem. E uma delas é a encantadora Bordeaux.

Quanto custa?

Um dos castelos mais baratos da Europa. Os ingressos variam entre 6€ e 8€. Crianças menores de 10 anos entram gratuitamente. Os ingressos podem ser adquiridos apenas na portaria do castelo.

Horário de visitação

O horário de visitação varia entre alguns meses, sendo:

  • Fevereiro, março, novembro e dezembro abre de quarta a domingo das 10h às 12h e das 14h às 17h30;
  • Abril, maio, junho, setembro e outubro abre de quarta a domingo das 10h às 12h e das 14h às 18h30;
  • Julho e agosto abre diariamente das 10h às 18h30, sem interrupção.

15. Castelo de Angers, França

O último da nossa listagem dos castelos mais bonitos da Europa é o Castelo de Angers. Uma fortaleza composta por 17 torres e grandes muralhas defensivas que foram construídas em 1230, sob a regência de Blanca de Castilla e seu filho San Luis.

No final do século XVI, o castelo sofreu uma intervenção para ser adaptado para a artilharia. Nesta adaptação, as torres do castelo perderam cerca de 20 metros e os telhados cônicos. E são elas que podemos ver hoje em dia.

Castelos mais bonitos da Europa

Durante os séculos XIV e XV, os duques de Anjou passavam temporadas no Angers e, como eram amantes da arte, acabavam por comprar objetos de grande valia, como a tapeçaria do Apocalipse, com 140 metros que ilustra o texto de São João presente na Bíblia.

Em 1661, o Castelo de Angers passou a servir como um local de confinamento para prisioneiros comuns e doentes mentais. Em 1947, o exército passou a permitir a abertura do Angers para o público. O castelo é um local onde te levará para a Idade Média num piscar de olhos e que vale a pena conhecer.

O que ver e fazer?

A tapeçaria do apocalipse é uma das atrações que mais chamam a atenção do Angers. Essa obra-prima da arte medieval é considerada única no mundo e foi feita sob encomenda do duque Luis I de Anjou em 1375.

Recomendo também um tour de helicóptero para sobrevoar o castelo e admirar sua imponência. O Angers visto do céu fica ainda mais incrível!

O castelo também abriga diversos jardins e possuem uma grande diversidade. Vinha, horta, roseiral, jardim de hortênsias da residência real, jardim suspenso, plantas medicinais, entre tantos outros. Aproveite o tempo no castelo para conhecer cada um deles.

Não tem como ir até o Castelo de Angers? Então vale a pena conferir a exposição virtual do CMN para o Google Art & Culture.

Onde fica e como chegar?

Ele está localizado na mesma cidade que carrega seu nome, em Angers. O endereço é 2 Promenade du Bout du Monde.

A forma mais fácil de chegar no Castelo Angers é saindo da simpática cidade Nantes. Basta pegar o trem até a estação Gare d’Angers Saint-Laud. Depois, caminhar por 10 minutos até chegar na fortaleza.

Quanto custa?

Os ingressos para entrar no Castelo Angers variam entre 7€ e 9€. Podem ser adquiridos no site oficial e no Get Your Guide.

Horário de visitação

Os horários variam de acordo com os meses, sendo:

  • 2 de janeiro a 30 de abril: 10h às 17h30;
  • 2 de maio a 4 de setembro: 9h30 às 18h30;
  • 5 de setembro a 31 de dezembro: 10h às 17h30.

Veja quais são os pontos turísticos mais visitados do mundo.

Evite filas nos castelos mais bonitos da Europa

Durante uma viagem, sempre queremos aproveitá-la ao máximo. Mas assim como a maioria dos melhores museus da Europa, os castelos também costumam ter grandes filas. No entanto, ninguém merece perder tempo numa fila, não é? Então vai aí uma dica valiosíssima!

É possível evitar filas para entrar nos castelos. Para isso, indicamos a plataforma Get Your Guide, onde você pode obter ingressos com antecedência e ter acesso a uma fila preferencial.

A plataforma oferece também diversos tipos de experiência para o usuário. É possível realizar a compra casada do ingresso com um tour guiado dentro dos castelos, ou fazer uma compra casada do ingresso com um almoço tradicional, por exemplo.

Dependendo do ingresso adquirido na plataforma, você ainda contará com um serviço de transfer que te pegará no hotel e levará até o castelo.

Além disso, se deixar para comprar o ingresso diretamente no site oficial dos castelos, você terá que acessar o site na língua oficial do país ou no inglês. Se não domina outro idioma, esse é mais um motivo para utilizar essa plataforma.

Dicas importantes sobre os castelos mais bonitos da Europa

Todos os castelos estão preocupados com a questão da acessibilidade para cadeirantes ou pessoas com mobilidade reduzida. Se for o seu caso, de algum amigo ou familiar, vale entrar em contato com o castelo através dos e-mails ou telefones disponíveis no site oficial para programar a visita da melhor maneira possível.

Se planeja conhecer alguns dos castelos mais bonitos da Europa, saiba que o seguro viagem é obrigatório. Para contratar um seguro viagem ideal para o seu próximo destino você pode utilizar o nosso comparador de seguro viagem. Em parceria com o portal Seguros Promo, garantimos os menores preços aos nossos leitores em planos completos das principais seguradoras do mercado. Faça a cotação e aproveite!

Agora que você já conhece alguns dos castelos mais bonitos da Europa, inclua-os em seu roteiro de férias, vá munido de uma boa câmera, com os olhos bem atentos e se prepare para imergir em um mundo de reis, rainhas, príncipes e princesas que mais parece história em quadrinhos, mas foi a realidade da Europa durante vários séculos.

Veja também quais são as cidades da Europa mais baratas para viajar e conhecer.

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autores

Lívia Tostes é jornalista e vive em Portugal, onde cursa o Mestrado em Comunicação Política pela Universidade do Porto. É apaixonada por gastronomia, fotografia e cinema - especialmente o cinema brasileiro. Viajar sozinha para conhecer novas culturas é seu hobby favorito.

Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Escreve para seu site Vagas pelo Mundo sobre oportunidades de emprego, a experiência de morar fora, bolsas de estudo e vistos para morar no exterior.