Mapa de linhas de trem da Europa: principais rotas do velho continente

Viajar pela Europa  / 

Mais de vinte países são ligados por cerca de 250 mil quilômetros de ferrovias na Europa. Já imaginou quantos lugares você pode conhecer viajando de trem? Além de mapa de linhas de trem da Europa, você vai conhecer os tipos de trem e o que não perder nos principais destinos da Europa.

Vai viajar para a Europa? Saiba todos documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.


Aproveite o melhor da Europa sem qualquer preocupação.

RECEBER GRÁTIS »

O que é importante você saber para viajar de trem pela Europa

Sair de férias significa querer aproveitar ao máximo cada minuto. Ainda mais quando fazemos aquela viagem dos sonhos pela Europa, não é mesmo? São tantos destinos maravilhosos e tantas experiências a serem vividas que a gente quer aproveitar cada minuto.

É preciso estabelecer um roteiro e verificar as melhores formas de cumpri-lo. Nesse quesito a Europa oferece uma estrutura de transportes que facilita e muito a vida do turista.

Viajar de trem é, geralmente, uma das primeiras alternativas pensadas pelo viajante. Além de seguro e confortável, os mapas de linha de trem da Europa estão disponíveis em todos os terminais e viajar de trem faz parte do sonho de muitos brasileiros, que desejam apreciar belíssimas paisagens e experimentar um jeito muito charmoso de conhecer o velho continente.

No entanto, o mapa de linhas de trem da Europa é complexo e oferece muitas alternativas, e até mesmo quem já é bastante experiente nesse tipo de viagem pode acabar se perdendo.

Uma dica é usar o mapa de trens da Rail Europe, que é bastante interativo e oferece informações importantes sobre as rotas, como horários, valores e destinos, além de promoções de passagens.

Mapa de linhas de trem da Europa: rotas mais populares

Paris

Os trens que partem de Paris ligam a cidade a diversos trechos importantes e muito procurados dentro da Europa. A rota de rota de Paris a Londres é, sem dúvida, uma das mais famosas da Europa.

Feita num trem da Eurostar em apenas duas horas, passa pelo Eurotúnel, que com seus quase 51 quilômetros de extensão atravessa o Canal da Mancha e liga a França ao Reino Unido.

Uma das principais vantagens é que essa rota leva você direto ao centro de Londres, evitando esperas em aeroportos e despesas com traslados. Você também pode ir de Paris a Amsterdã em pouco mais de duas horas viajando de trem.

Quem optar por sair da França para a Alemanha conta com a rota Paris a Frankfurt, que dura cerca de 3 horas 50 minutos. Também muito procuradas são as linhas que ligam a capital Paris a Barcelona.

Da França é possível partir de trem para destinos como Itália e Suíça, além de visitar vilarejos. Uma das rotas mais incríveis liga Paris a Marselha, na região da Provença e ainda Paris aos Alpes Franceses, onde você pode conhecer a belíssima Annecy.

Ouigo: veja quanto custa viajar de trem low cost pela França.

Alemanha

Na Alemanha, o destaque fica para a Rota da Floresta Negra. O trem sai de Offenburg para Konstanz e percorre a cordilheira localizada no sudoeste da Alemanha, que é atravessada pela linha divisória de águas entre o Mar Negro e o Oceano Atlântico.

Com sua áurea misteriosa, o lugar ficou famoso por inspirar contos como Chapeuzinho Vermelho, Rapunzel, Cinderela e Branca de Neve, além dos Irmãos Grimm. A rota romântica, que compreende o trecho entre Munique e Füssen leva o visitante ao belíssimo Castelo de Neuschwanstein, um dos principais cartões-postais da Alemanha, localizado na Baviera.

rotas mais populares na europa

Espanha

Com suas lindíssimas rotas de trem, a Espanha oferece opções de destino para todas as suas cidades, sendo a mais procurada Madrid-Barcelona. Também tem para outros países, com destaque para a rota Madrid-Lisboa.

Confira nosso roteiro pela Espanha super bacana que a Miriam preparou, são 15 dias de paisagens, monumentos e gastronomia!

Itália

Muito procurados por casais, os trens italianos percorrem caminhos de beleza exuberante. A Rota Cinque Terre corta uma zona costeira banhada pelo Mar Mediterrâneo, e passa pelas vilas Riomaggiore, Corniglia, Vernazza, Manarola e Monterosso. Já para ir à Rota Siciliana, o viajante não conta com trens muito confortáveis. Vale a pena o passeio pela beleza do lugar, mas prefira fazer trechos mais curtos.

As rotas mais procuradas dentro da Itália são Roma-Nápoles, Roma-Florença, Roma-Veneza e Milão-Veneza. Eu confesso que umas das partes mais esperadas nas minhas viagens à Itália era me deliciar com essas lindas paisagens admiradas no trem entre as cidades!

Saindo do país, as rotas mais procuradas são Roma-Viena e Roma-Paris.

Confira nossas dicas para fazer a melhor viagem de trem pela Itália.

Suíça

Na Suíça, os trens panorâmicos levam o viajante a uma experiência de tirar o fôlego. São tantas belezas que é impossível destacar que mais impressiona nas paisagens suíças.

Como já falei lá no início do texto quando citei os trens panorâmicos, a linha Bernina Express percorre os Alpes, e essa ferrovia foi eleita como Patrimônio Mundial pela UNESCO, ou seja, é um destino imperdível!

Eurail Pass: economize em sua viagem de trem pela Europa.

Portugal

Portugal tem uma boa rede ferroviária, embora não seja a mais relevante da Europa. Por meio dela, é possível se locomover com facilidade pelo país e apreciar belas paisagens. São quatro os tipos de trens portugueses:

  • Alfa Pendular: o mais rápido e confortável, conta com serviço de wi-fi gratuito, lanches e bebidas, cobre grandes distâncias e faz menos paradas durante a viagem. É o trem que você usa para ir de Lisboa ao Porto, um dos trajetos mais procurados dentro de Portugal.
  • Intercidades: embora também cubra grandes distâncias, é um trem mais simples que o Alfa Pendular e faz mais paradas durante o trajeto.
  • Regionais: percorrem distâncias mais curtas e cobrem determinadas regiões. São mais baratos, porém mais simples e mais lentos. Você pode fazer a rota do Porto ao Alto Douro Vinhateiro, região produtora de vinho do Porto e eleita pela UNESCO como Patrimônio Mundial.
  • Urbanos: circulam apenas nos grandes centros urbanos e só existem em Coimbra, Lisboa e Porto. Você usa esse tipo para ir, por exemplo, a Sintra ou Cascais.

Além desses, existem as rotas internacionais, que são o Celta (rota Porto-Vigo), Lusitânia (Lisboa-Madri) e o Sud-Expresso (rota Lisboa-Hendaye, no sul da França).

mapa de linhas de trem da europa

Conheça a viagem de trem mais longa do mundo.

Mapa de linhas de trem da Europa: tipos de trem

Trens regionais

Tipo mais utilizado pelos moradores locais, os trens regionais cortam todo o continente, levando o viajante a praticamente qualquer lugar da Europa, desde as grandes cidades até os menores vilarejos.

Mais simples, porém muito confortáveis, os trens regionais não necessitam de reserva prévia. A vantagem desse tipo de transporte é o contato mais direto que o viajante terá com o dia-a-dia do europeu, o que representa uma experiência a mais na sua viagem.

Trem na Europa: tudo sobre planejamento, passagens e rotas.

Trens noturnos

São uma ótima opção para viagens longas, com duração superior a seis horas. Muito confortáveis e seguros, mais parecem hotéis sobre os trilhos, com diversas categorias de acomodação (tem até camarotes!).

Otimizam seu tempo de viagem, se o seu objetivo é conhecer mais lugares, pois você viaja à noite e ainda economiza uma diária de hotel.

Conheça as 11 estações de trem mais bonitas da Europa.

Trens panorâmicos

Neles você consegue curtir cada detalhe das lindas paisagens europeias, o que torna sua viagem um passeio inesquecível. Os principais trens desse tipo são o Golden Pass Line, que liga as cidades de Montreux a Zweisimmen, ou o Bernina Express, que percorre os Alpes Suíços.

Eleita como Patrimônio Mundial pela UNESCO, essa ferrovia dispõe de túneis e viadutos que cortam uma paisagem exuberante. Se a Suíça está no seu roteiro de viagem, vale a pena adquirir o Swiss Travel Pass e incluir esse passeio na sua programação.

Trens de alta velocidade

Como o próprio nome já diz, os trens de alta velocidade circulam a 320 km/h, oferecendo rapidez ao trajeto. Os principais são o TGV, o Eurostar, o Thalys, o AVE e o ICE.

A desvantagem dessa viagem é que fica impossível apreciar a paisagem, pois a velocidade do trem transforma tudo em um “borrão”. Se o seu objetivo é desfrutar da vista, sugiro não optar por esse meio de transporte.

EuroTrip: saiba o que é, como organizar e quanto custa

Mapa de linhas de trem da Europa: vale a pena viajar de trem?

Viajar pela Europa de trem é seguro, confortável, e promete ao viajante uma experiência fantástica por conta da contemplação de paisagens extraordinárias. São muitos os destinos e possibilidades, porém é importante que seja feito um bom planejamento para saber se viajar de trem é a melhor opção para o seu objetivo.

Às vezes, as longas distâncias ou os altos preços das passagens de trem podem justificar a opção por outros meios de transporte, tais como avião ou ônibus. Vale a pena pesquisar para escolher a forma de viajar que melhor atende à sua expectativa.

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
COMPARTILHE
Autor

Fernanda já deixou o Brasil por Angola, Espanha e agora é Portugal. Administradora e especialista em Marketing, vive imersa em um estilo de vida que permite estar sempre em contato com diferentes culturas e aprendizados. A brasileira mãe do Leo é inquieta e sonhadora, amante de uma boa gastronomia e um bom jazz. Atualmente presta consultoria de Marketing para empresas Portuguesas, é responsável pelas estratégias de Marketing da Atlantic Bridge e sócia-fundadora do Mães em Conexão.