Viajar de trem na Europa é uma daquelas experiências que devem ser vividas pelo menos uma vez na vida. Durante o trajeto, independente do destino, é possível admirar as belíssimas paisagens naturais europeias, conhecer novas cidades e aproveitar a viagem com conforto.

Se essa viagem está nos seus planos, acompanhe nosso artigo e conheça quais são as rotas mais bonitas, custos e como comprar as passagens.

Como é viajar de trem na Europa?

De maneira geral, viajar de trem na Europa é confortável, bonito, eficiente e seguro. Para quem cresceu em um lugar onde usar esse tipo de transporte não é comum, a possibilidade de se locomover pelo continente de trem pode ser tão intimidante quanto emocionante.

A Europa está conectada por um intricado sistema ferroviário, que liga quase todas as grandes cidades e permite viagens fáceis e baratas entre elas. Através dele, os viajantes podem escolher de que maneira preferem viajar: trens de alta velocidade, regionais ou noturnos.

Independentemente da sua escolha, você certamente irá se deparar com vagões confortáveis, agitação das plataformas movimentadas e um trajeto repleto de belas paisagens. Contudo, para aproveitar todos os benefícios que esse meio de transporte tem a oferecer, é preciso conhecer mais informações sobre as viagens de trem da Europa.

Viagens de trem mais bonitas da Europa

Cortando os Alpes Suíços ou percorrendo o interior da França, não há melhor maneira de se deslocar pela Europa do que por meio de seu incrível e abrangente sistema ferroviário. No entanto, com mais de 250 mil quilômetros de trilhos para explorar, pode ser difícil saber quais rotas pegar.

Para ajudar, compilamos uma lista das viagens de trens mais bonitas da Europa para você incluir no roteiro da sua próxima viagem ao continente:

1. Bernina Express, Suíça e Itália

O Bernina Express é aparentemente um trem direto e comum que conecta as cidades de Tirano, Sankt Moritz e Chur. Mas, na verdade, é uma rota que oferece vistas panorâmicas espetaculares das paisagens alpinas e passa por linhas ferroviárias classificadas como Patrimônio Mundial da UNESCO.

A Bernina Express é uma das rotas mais populares e bonitas para viajar de trem na Europa
Veja paisagens panorâmicas dos alpes viajando de trem pela Bernina Express.

A rota do Bernina Express cobre uma distância de cerca de 122 km, conectando áreas de diferentes idiomas e culturas, subindo a uma altitude de 2.253 metros. Saiba mais detalhes de uma das viagens de trem mais bonitas da Europa:

  • Tempo de viagem: 4 horas;
  • Distância: 122 km de trilhos;
  • Melhor época para viajar: abril.

O trem conta com vagões panorâmicos com janelas ampliadas para maximizar as vistas magníficas. Para embarcar na primeira ou segunda classe, é preciso reservar a passagem no site do Bernina Express.

Onde começa e termina?

O Bernina Express opera em ambas as direções, de Chur ou St. Moritz, na Suíça, a Tirano, na Itália. Embora existam 25 paradas ao longo da rota, recomendamos que faça o passeio do início ao fim para aproveitar essa viagem ao máximo.

2. Rauma Line, Noruega

A Rauma Line, da Noruega, é obrigatória para quem planeja viajar de trem na Europa. O trem panorâmico oferece aos passageiros vistas privilegiadas de picos altos, faces rochosas irregulares e encostas de montanhas.

Atravessar a elevada Ponte Kylling é um dos destaques da viagem, com o maquinista permitindo uma breve parada para tirar fotos. O trem então segue seu caminho através do acidentado Reinheimen National Park.

Antes de inserir esse passeio de trem no itinerário da sua viagem, confira as seguintes informações do trajeto:

  • Tempo de viagem: 1h30min;
  • Distância: 114 km de trilhos;
  • Melhor época para viajar: junho a agosto.

Os vagões da Rauma Line são totalmente climatizados e possuem grandes janelas panorâmicas. Isso permite que você não só aproveite as belezas naturais da Noruega, como também faça todo o trajeto com conforto.

Ficar conectado na Europa nunca foi tão fácil

Com a America Chip você tem internet 4G ilimitada durante toda a viagem. Escolha entre o chip e o eSIM e aproveite a Europa com a melhor conexão a partir de USD 40.

Ver Planos →

Onde começa e termina?

A Rauma Line percorre o trecho de Åndalsnes a Dombås. Durante a semana, o trem funciona quatro vezes ao dia e oferece opções de transferência para Dovrebanen norte e sul em Dombås (Trondhem e Oslo).

3. West Highland Line, Escócia

Considerada por muitos como a viagem ferroviária mais cênica do mundo, a West Highland Line deixa Glasgow para trás e explora a beleza selvagem da Escócia. Durante o trajeto, você pode admirar planaltos escarpados, lagos isolados e as vistas espetaculares do Viaduto Glenfinnan, usado nos filmes de Harry Potter para o Expresso de Hogwarts.

O mais incrível é que grande parte da paisagem ao longo da rota permanece intocada, sendo quase idêntica à que os primeiros viajantes teriam visto quando a linha férrea foi construída no final do século XIX. Saiba mais sobre essa viagem:

  • Tempo de viagem: 5h20min, de Glasgow a Mallaig;
  • Distância: 257 km de trilhos;
  • Melhor época para viajar: junho a agosto.

Os passageiros da West Highland Line podem escolher assentos no estilo de avião voltados para frente, para trás ou sentar em uma mesa. As janelas do trem são amplas e permitem que os viajantes tenham uma visão privilegiada das paisagens incríveis das Highlands da Escócia.

Onde começa e termina?

A West Highland Line opera durante todo o ano. Seis trens partem diariamente de Glasgow a Oban, e três saem todos os dias de Glasgow com destino a Fort William/Mallaig.

4. Cinque Terre, Itália

Cinque Terre, que significa “cinco terras”, é um dos mais famosos pontos turísticos da Itália. A coleção de cinco cidades, empoleiradas nas falésias da costa da Ligúria, parece ter sido construída especialmente para estampar belos cartões postais.

Os edifícios coloridos, o oceano azul e as vistas espetaculares atraem milhões de visitantes todos os anos.

Cinque Terre é uma rota imperdível para para viajar de trem na Europa.
Tire fotos e aprecie a bela paisagem de Cinque Terre na Itália.

Os carros são inúteis em Cinque Terre, pois não há estradas ligando as cidades. Em vez disso, existem trilhas para caminhadas e uma ferrovia que oferece aos turistas que desejam viajar de trem na Europa um dos mais belos passeios do continente.

Embora também possua vistas deslumbrantes, a rota de Cinque Terre é curta, veja só os detalhes da viagem:

  • Tempo de viagem: 40 minutos;
  • Distância: 20 km de trilhos;
  • Melhor época para viajar: fevereiro a outubro.

O Cinque Terre Express é operado pela Trenitalia e proporciona aos passageiros uma maneira confortável e conveniente de viajar de trem na Europa. Todos os vagões possuem ar-condicionado e grandes janelas para garantir que você tenha uma bela vista da paisagem.

Onde começa e termina?

Os trens da rota Cinque Terre circulam regularmente, pelo menos uma vez por hora, todos os dias da semana. São realizadas apenas seis paradas durante o trajeto: La Spezia, principal centro de transporte para a área de Cinque Terre, Riomaggiore, Manarola, Corniglia, Vernazza e Monterosso.

5. Glacier Express, Suíça

O Glacier Express é o trem mais famoso do mundo e se promove como o “trem expresso mais lento do mundo”. Essa rota conecta duas belas cidades montanhosas da Suíça, cerca de 300 km de distância uma da outra, e proporciona aos passageiros algumas das mais belas paisagens inimagináveis.

A viagem pelo Glacier Express é longa, mas vale a pena.
A rota do Glacier Express percorre duas cidades suíças com paisagens naturais belíssimas.

Embora outros trens conectem essas duas cidades, a rota que o Glacier Express segue é diferente. Durante quase oito horas de viagem, o trem percorre paisagens montanhosas de tirar o fôlego, desfiladeiros profundos, vales pitorescos, 91 túneis e 291 pontes impressionantes.

  • Tempo de viagem: 7h30min;
  • Distância: 300 km de trilhos;
  • Melhor época para viajar: novembro a janeiro.

O Glacier Express é uma excelente opção para viajar de trem na Europa. Os vagões do trem possuem janelas grandes que proporcionam vistas excepcionais dos alpes suíços. Além disso, os passageiros podem escolher se preferem viajar de 1ª ou 2ª classe.

Onde começa e termina?

O Glacier Express faz a rota entre St Moritz e Zermatt, cortando os Alpes em sua jornada de Matterhorn às montanhas Piz Bernina. Como seria uma pena passar por um cenário tão espetacular rapidamente, o trem “expresso” faz o trajeto em uma velocidade lenta para os passageiros terem bastante tempo para contemplar esse majestoso entorno.

Quanto custa viajar de trem na Europa?

O custo da passagem de trem para 1 adulto na Europa varia entre 20€ até mais de 200€. O valor depende do roteiro, número de paradas, horário de embarque e classe do trem. Em geral, viagens de trem sem conexões e entre países costumam ter um preço mais alto.

Por outro lado, quem tem mais tempo disponível, pode economizar na compra de passagens com mais de 1 parada e ainda conhecer lugares lindos da Europa. Mas é claro, nem sempre isso é uma regra.

Para você ter uma ideia do custo médio de uma viagem de trem na Europa, simulamos os preços das tarifas no Omio para as rotas mais famosas de diferentes países.

Rota Conexões Valor
Roma – Veneza Sem conexão 86 €
Roma – Milão 1 conexão 72 €
Paris – Londres Sem conexão 189 €
Paris – Zurique 2 conexões 149 €
Madrid – Barcelona Sem conexão 44 €
Madrid – Granada Sem conexão 35 €
Berlim – Praga 1 conexão 60 €
Lisboa – Porto Sem conexão 26 €
Lisboa – Faro Sem conexão 23 €

Passes de trem na Europa

Comprar um passe é uma alternativa vantajosa para quem preza por flexibilidade na hora de elaborar o roteiro de trem pela Europa. Existem planos que permitem viagens pelas redes ferroviárias de mais de 30 países europeus em um determinado período, que varia entre 4 dias até 3 meses.

Também existem planos para apenas 1 país, onde é possível viajar pelos pontos turísticos durante o período contratado pelo plano. O Eurail Pass é o passe mais famoso e utilizado, pois oferece passes para cidadãos não europeus e um amplo itinerário de destinos e planos flexíveis.

Por outro lado, cidadãos europeus ou viajantes com dupla cidadania, podem contratar os passes do Interrail Pass que conta com rotas de trem para mais de 30 destinos e planos similares ao Eurail.

Além dessas duas opções, é possível comprar passes de trem nos sites oficiais de alguns países. Na Alemanha, por exemplo, tem German Travel Pass, enquanto o da Suíça é o Swiss Travel Pass.

Os valores dos passes são influenciados por fatores como tipo de plano, duração, idade dos viajantes e classe das acomodações. Veja a seguir alguns preços dos passes da Eurail Pass, Interail Pass, Swiss Travel Pass e German Travel Pass para 1 viajante jovem entre 18 a 27 anos.

Passes Cobertura Duração Passagem 1ª classe Passagem 2ª classe
Eurail Pass – Global Pass 33 países 7 dias em 1 mês 335 € 264 €
Interail Pass – Global Pass 33 países 7 dias em 1 mês 446 € 352 €
Eurail Pass – Passe Eurail França 1 país (França) 7 dias em 1 mês 254 € 216 €
Interail Pass – One Country Pass 1 país (Itália) 8 dias em 1 mês 256 € 218 €
Swiss Travel Pass 1 país (Suíça) 8 dias em 1 mês CHF 617 CHF 389
German Travel Pass 1 país (Alemanha) 7 dias em 1 mês 393 € 294 €

É mais barato viajar de trem ou de ônibus?

É mais barato viajar de ônibus do que de trem na Europa.

Os preços das passagens de ônibus geralmente são significativamente mais baixos do que as passagens de trem. Além disso, as empresas rodoviárias costumam oferecer promoções e descontos regulares, o que torna a viagem mais acessível para os passageiros.

O custo adicional associado a cada tipo de transporte é outro fator a considerar. Por exemplo, se você estiver viajando de trem, pode ter que pagar pelo traslado da estação até seu destino, enquanto os ônibus param em locais centrais das cidades.

Em resumo, embora sempre haja exceções, na maioria das vezes, viajar de ônibus pela Europa será mais barato do que de trem. No entanto, é sempre importante comparar preços e serviços para garantir que você está tomando a melhor decisão com base nas suas necessidades e orçamento.

É mais barato viajar de trem ou de avião?

Em geral, o trem é a opção mais barata para viagens curtas e o avião para longas distâncias. No entanto, para tomar a melhor decisão, é importante considerar o preço da passagem e de quaisquer custos adicionais.

Na prática, o preço da passagem de trem pode ser mais cara para um trajeto relativamente longo, mas você terá que cobrir gastos com alimentação ou alojamento que podem tornar a viagem mais cara.

Por outro lado, o custo da passagem de avião pode sair mais barata para o mesmo trajeto, mas em muitos casos a companhia aérea oferece serviços como alimentação e transporte do aeroporto para o hotel. Nessa situação, viajar de avião pode ser mais barato e cômodo do que de trem.

Concluindo, não há uma resposta definitiva sobre se é mais barato viajar de trem ou de avião, pois cada caso é único. É melhor comparar diferentes opções e avaliar todos os custos envolvidos antes de decidir.

Onde comprar as passagens de trem na Europa?

É possível comprar as passagens de trem na Europa diretamente no site oficial da companhia ferroviária local. No entanto, em vez de descobrir como navegar nos serviços ferroviários de cada país, que podem ser arcaicos e mal traduzidos, vale a pena utilizar uma ferramenta como a Omio.

A Omio é uma plataforma que sempre recomendamos aqui no Euro Dicas Turismo. Com um banco de dados formado por mais de mil provedores de viagens confiáveis, a empresa escaneia e compara todas as opções de passagens de trem disponíveis para seu destino na Europa em poucos instantes.

Para encontrar a oferta de passagem ideal para sua viagem de trem na Europa, basta acessar o site ou aplicativo da Omio, inserir a cidade de origem, destino e a data de partida. Com essas informações, a plataforma apresenta as opções de passagens disponíveis com os melhores preços.

Viajar de primeira ou segunda classe?

A escolha entre viajar de trem na Europa de primeira ou segunda classe não depende apenas do seu orçamento, mas também do tipo de experiência que você procura.

Em geral, a primeira classe oferece poltronas reclináveis individuais e espaço entre os assentos e para as pernas, mesas extra grandes, tomadas elétricas e Wi-Fi. Também dispõe de serviços de cabine que incluem mimos como menus servidos no assento.

Enquanto isso, a segunda classe tem assentos modernos em vagões abertos, compartimentos de seis lugares, amplos porta-malas, mesas funcionais e uma tomada para cada assento. Os passageiros têm direito ao acesso ao vagão bistrô e lanchonete.

Dito isso, pagar um valor mais elevado pela passagem de primeira classe vale a pena para quem deseja observar as paisagens europeias com maior conforto, desde o compartimento silencioso de um trem.

O que saber antes de viajar de trem na Europa

Viajar de trem na Europa é uma maneira muito confortável, conveniente e divertida de se locomover pelos países do Velho Continente. Porém, antes de embarcar nessa espetacular experiência, é preciso saber algumas informações básicas sobre esse tipo de viagem. Acompanhe!

Existe limite para malas?

Segundo os Termos e Condições Gerais para o Transporte Internacional de Passageiros por Ferrovia (GTC-CIV), os passageiros podem levar no máximo três volumes de bagagem. Esses itens devem ser de fácil manuseio e compatíveis com o espaço designado para malas nos trens.

Viajar de trem na Europa com malas é permitido.
É permitido viajar com até 3 volumes nos trens da Europa, mas consulte as normas da companhia antes do embarque

Em geral, a maior dimensão dos itens deve ser inferior a 85 cm. No entanto, cada companhia ferroviária ou trem específico pode estabelecer suas próprias regras sobre a quantidade, tamanho e peso das malas que você pode levar durante sua viagem.

Portanto, o ideal é sempre consultar a companhia ferroviária sobre os limites das malas antes de embarcar. Dessa forma, você evita inconvenientes e torna a sua viagem muito mais prática.

Onde vão as malas?

As malas vão em compartimentos suspensos distribuídos em todo o vagão. Também há espaço de armazenamento de bagagem atrás dos assentos e em áreas de cargas no final de cada vagão.

Os viajantes devem carregar suas próprias bagagens e colocá-las nos locais designados. As ferrovias não assumem nenhuma responsabilidade em caso de perda, dano ou roubo de malas.

Por conta disso, é aconselhável rotular claramente sua bagagem de mão com seu nome e endereço. Essa prática não só facilita a identificação da mala, como também diminui as chances de perdê-la.

Precisa marcar assento?

Não é obrigatório marcar assento na maioria das viagens de trem na Europa. No entanto, a nossa recomendação é fazer a reserva sempre que possível, sobretudo se estiver viajando para países populares entre os turistas como França, Itália ou Espanha.

Entrar no trem e esperar pelo melhor assento não é uma boa ideia. Afinal, os funcionários do trem podem dizer para você sair do lugar no meio da viagem se outra pessoa o tiver reservado.

Além disso, ao fazer a reserva, você pode escolher se deseja uma poltrona no corredor ou na janela e aproveitar o passeio sem interrupções.

Precisa passar na imigração entre países?

A imigração é obrigatória nas viagens entre países não signatários do Tratado de Schengen. Caso contrário, esse procedimento é dispensado. Na prática, se você for de Portugal para a Itália, não terá que enfrentar a imigração, pois ambos os países participam do Tratado.

Por outro lado, se você viajar de Paris para Londres, terá que passar pela imigração, pois a Inglaterra não é um país signatário e não há acordo de livre circulação de pessoas. Nessa situação é importante manter a calma e apresentar documentos como:

  • Passaporte;
  • Passagem de retorno;
  • Comprovante de hospedagem;
  • Seguro viagem;
  • Visto, se necessário.

Curiosidades sobre as viagens de trem na Europa

Além das informações básicas sobre como viajar de trem na Europa, vale a pena conhecer algumas curiosidades sobre o sistema ferroviário europeu antes de embarcar em uma das rotas que apresentamos acima.

Pensando nisso, trouxemos alguns fatos interessantes sobre as estações e malhas ferroviárias do Velho Continente.

Estações de trem mais movimentadas da Europa

Agora que você sabe como é viajar de trem na Europa e as suas rotas mais bonitas, falaremos um pouco mais sobre as estações de trem mais bonitas e movimentadas do Velho Continente. Projetadas para atender às necessidades dos passageiros, elas recebem milhares de pessoas diariamente e se destacam por suas grandes e belíssimas instalações. Confira:

  • Estação Ferroviária Gare Du Nord — Paris;
  • Estação Central de Hamburgo — Alemanha;
  • Estação Ferroviária Central de Zurique HB — Suíça;
  • Estação Ferroviária Termini de Roma — Itália;
  • Estação Ferroviária Munich Hauptbahnhof — Alemanha.

Países com maiores malhas ferroviárias

Segundo levantamento do Statista, a Alemanha possui a maior rede ferroviária em uso da Europa, seguida da França e Polônia. Mas esses não foram os únicos países do Velho Continente que fizeram grandes progressos no desenvolvimento e gestão de linhas ferroviárias ao longo dos anos, veja só:

  • Alemanha;
  • França;
  • Polônia;
  • Itália;
  • Espanha;
  • Suécia;
  • Romênia;
  • Turquia;
  • República Checa;
  • Hungria.

Vale a pena viajar de trem na Europa?

Sim, vale muito a pena viajar de trem na Europa, especialmente em trajetos de curta duração. E se você vai fazer uma viagem mais longa, e quer evitar os aeroportos e as restrições das companhias aéreas, viajar de trem certamente vale a pena, principalmente para aproveitar as paisagens.

Muitas rotas de trem oferecem vantagens como vistas icônicas, mais espaço pessoal do que um voo econômico, requisitos de bagagem menos rígidos e uma maneira agradável de ir do ponto A ao B que não envolve aeroportos movimentados ou perda de bagagem. Eu já fiz uma viagem de trem de Londres até Edimburgo e foi uma experiência incrível. Em um trajeto de quase 5 horas, eu me senti confortável e pude aproveitar a paisagem ao longo do caminho!

Mas claro, antes de embarcar em uma viagem de trem na Europa, é preciso considerar diversos aspectos como: preço da passagem, mapa de linhas de trem, duração do trajeto e conforto oferecido pela companhia ferroviária.

Agora que você sabe como é viajar de trem na Europa, planeje o seu roteiro e compre suas passagens com antecedência. Boa viagem e até a próxima!