Considerado exemplo nas medidas de contenção à pandemia de coronavírus, Portugal foi o primeiro país europeu a receber o selo Safe Travels, concedido pelo Conselho Mundial de Viagens e Turismo (World Travel & Tourism Council,WTTC, na sigla em inglês).

A entidade, que representa o setor privado global de viagens e turismo, conta com o apoio da Organização Mundial de Turismo (OMT) no projeto do selo, que tem por função atestar os destinos que cumprem as regras de higiene e segurança específicas para minimizar riscos de contaminação por Covid-19.

Selo Safe Travels mostra onde é seguro viajar

A ideia é que, com o selo, os viajantes se sintam confiantes para voltar a fazer turismo, assim que as restrições à circulação sejam retiradas.

“A implementação do selo por governos em todo o mundo restaurará a confiança necessária para reiniciar o setor de viagens e turismo”, afirma Gloria Guevara, presidente e CEO do WTTC.

Além de Portugal, outros destinos que também receberam o selo Safe Travels foram Arábia Saudita, Cancun, no México, e Barcelona e Sevilha, na Espanha – mas, neste caso, apenas estas cidades e não o país, como no caso de Portugal.

Para Portugal, o selo é considerado um “prêmio” pelo empenho dos portugueses na contenção ao vírus. “O melhor destino do mundo é também reconhecido como o mais seguro”, disse a secretária do Turismo, Rita Marques, segundo reportagem do Expresso.

Portugal é o terceiro país do mundo com mais reservas de hotel para este verão

O resultado desse selo já está aparecendo. No dia 8 de junho, a plataforma Travelgate anunciou que Portugal é um dos países do mundo onde mais se fazem reservas em hotéis e apartamentos para o verão. O país possui 9,8% das reservas de hospedagem, atrás apenas da Espanha (que tem 33,75% das reservas) e dos Estados Unidos  (com 31,5% das reservas).

Itália,  México e França também já começam a ver suas reservas crescendo, mas ainda representam, cada uma, menos de 2% das reservas mundiais.

Portugal criou seu próprio selo

De maneira pioneira, o governo português também estipulou seu próprio selo Clean & Safe, não só atestando empresas e profissionais, mas oferecendo formação online em limpeza, higiene e prevenção ao vírus a todas as empresas e profissionais interessados. As aulas, totalmente virtuais, atendiam até 250 pessoas por turma, ensinando como agir no “novo normal” imposto pelo coronavírus.

Selo Safe Travels também para estabelecimentos

Além dos países e das cidades turísticas, poderão solicitar a certificação do selo Safe Travels do WTTC hotéis, restaurantes, companhias aéreas e comércio ao ar livre. Ainda linhas de cruzeiros, operadores turísticos, restaurantes, lojas, serviços de transporte e aeroportos.

Para tanto, as empresas deverão fazer a solicitação de avaliação, assumindo o compromisso de se enquadrarem nos protocolos padronizados que podem ser consultados no site do WTTC.

selo Safe Travels aeroporto

As especificações sobre saúde e higiene são diferentes para cada tipo de negócio. Por exemplo, companhias aéreas têm recomendações de higiene e de testagem dos funcionários e passageiros, mas não só isso. Também são exigidas da aérea que ela tenha fornecedores de alimentos e parceiros de transporte que façam o mesmo.

Há ainda exigências de automações para evitar o contato humano em momentos como check in, pagamento e despacho de malas. Inclusive com etiquetas sendo impressas pelo próprio passageiro em casa, por exemplo.

Selo Safe Travels tem recomendação do seguro viagem

Já para os operadores de turismo, o selo Safe Travels depende de adequações a itens como limpeza constante das instalações, redução do número de funcionários nos escritórios, exames periódicos do pessoal e outras exigências.

Há também recomendação de acordos com seguradoras de seguro viagem que garantam cobertura para Covid-19 e repatriação médica. Isto garantirá o atendimento médico necessário ao turista e ainda a possibilidade de retornar a seu país de origem sob cuidados médicos.

Para escolher e contratar seu seguro viagem, visite o site Seguros Promo. Você poderá conferir diversas opções de planos de diferentes seguradoras e garantir ainda o melhor preço do mercado. 

Para os governos, é recomendado, entre outras coisas, a facilitação na obtenção do visto de turista, para dar apoio ao setor. Também, estímulos financeiros e apoio na promoção dos destinos turísticos.

Protocolos serão atualizados, conforme novas descobertas

De acordo com o WTTC, o foco deve ser “segurança da força de trabalho e dos viajantes, à medida que o setor de turismo passa a funcionar em um novo normal”.

O portal informa ainda que os protocolos poderão ser atualizados ou reformulados de acordo com novas descobertas quanto às medidas de contenção ao vírus. Isto porque o conhecimento científico ainda não é conclusivo quanto ao Covid-19. E ainda não existem uma vacina ou um medicamento capaz de eliminar 100% qualquer risco de contaminação.