Viagem para Europa: como planejar passo a passo e o que visitar

Viajar pela Europa  / 

Fazer uma viagem internacional já é incrível, mas conhecer a Europa pode ser uma das maiores experiências da sua vida. O Velho Continente é berço de cultura, arte e história do mundo e visitar seus países é entrar em um mergulho de novas experiências e muito conhecimento. Se você está planejando uma viagem para Europa, este artigo é para você.

Viajar exige planejamento. E se seu intuito esse ano é fazer uma viagem para Europa, organizar e planejar-se é ainda mais necessário.

Com o aumento do valor do Euro, os destinos europeus ficaram ainda mais caros. Mas é possível viajar barato. Vamos te ajudar com dicas de preparação e como organizar as suas próximas férias.

Como organizar viagem para Europa em 2020

O tempo de preparação para a sua viagem para Europa é item essencial. Com mais antecedência, é possível pesquisar os melhores preços, receber alertas de passagens aéreas, escolher bem a hospedagem. E, ainda, ir guardando o dinheiro para levar a quantidade necessária.

Confira um passo a passo para ajudar na organização.

Tempo de preparação para viagem para Europa

Quanto antes você começar a preparar a sua viagem para Europa, melhor. O ideal é que você separe, pelo menos, de 6 meses a 1 ano para organizar.

Nesse tempo de preparação, entenda o roteiro pela Europa que quer fazer, quais as cidades quer visitar, e comece a pesquisar os destinos e quais os melhores traslados entre um ponto e outro.

Nesse primeiro momento, recomendamos que você ainda não compre as suas passagens. Recebeu uma super promoção para um destino específico? Só adquira caso queira visitar apenas esse local, ou outros próximos, nos arredores.

O principal motivo é que comprar uma passagem aérea sem planejamento nem sempre sai mais barato. É aquele “barato que sai caro”, que pode acabar virando uma dor de cabeça.

Seu sonho é conhecer a Itália, mas apareceu um desconto de passagem para Londres. O tempo que você vai passar se deslocando entre o destino de ida e o do seu sonho pode te fazer gastar mais dinheiro do que você imaginava.

Então, antes de mais nada: decida para onde quer ir. E, só aí, inicie seu processo de busca pela melhor passagem.

planejamento de viagem

Veja dicas de 12 aplicativos para viajar.

Decida quando vai viajar

Sim, o período da viagem é importante. Isso porque, por exemplo, o verão é a estação mais cara em qualquer destino do continente, pois é o período de alta temporada na Europa.

É nessa época, especialmente entre final de junho e início de setembro, que as temperaturas sobem, os dias são mais longos e os preços sobem. Porém, se você gosta de calor, ou vai para algum destino de praia, talvez seja o melhor período para viajar.

A temperatura estimula caminhadas nas ruas, programas ao ar livre e a noite começando depois das 20 horas. Mas prepare-se: é, também, a época mais cheia.

O fim do ano, entre dezembro e janeiro, também é considerada alta temporada na Europa, mas mais por conta das festas de fim de ano. Se quiser destinos de neve, é a melhor época.

Já se você puder viajar na baixa temporada na Europa, é a época mais recomendada. É quando há menos turistas nas atrações, os preços de passagens aéreas e hospedagens são mais baratos e, se você escolher as meias estações como primavera e outono, pode pegar temperaturas bem mais agradáveis.

A baixa temporada vai de final de setembro até início de dezembro e de janeiro a meados de abril.

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

Quanto tempo devo passar na viagem para Europa?

O tempo que você vai passar na sua viagem depende de quantos dias você terá e quanto pretende gastar. Porém, alguns fatores podem ajudar a decidir.

Nossa primeira dica é que: menos destinos e mais tempo em cada lugar é o mais recomendado. Por quê? O tempo que você gastará com deslocamentos, seja de ônibus, trem ou avião, vai te impedir de conhecer cada lugar como deveria.

Leve sempre em consideração que, para ir de um lugar para o outro você precisará: arrumar a mala, fazer check-in, ir até o aeroporto, rodoviária ou estação de trem e o tempo de viagem.

Caso faça voos, acrescente aí o tempo de antecedência que deve estar no aeroporto. E saiba que grandes cidades você terá que enfrentar trânsito e, mais: em muitas delas, o aeroporto é distante.

Nossa principal dica é: em cidades grandes separe, no mínimo, 4 dias inteiros, ou 3 noites. Essa quantidade é o básico para você entender a cidade, conhecer os principais pontos turísticos, se alimentar bem e não ficar exausto já na primeira parada.

Nas grandes metrópoles como Paris, Londres, Madrid, Barcelona e Berlim, pode até separar mais tempo.

Se você quer viajar pela Europa por mais de 90 dias, não deixe de ler nosso artigo para saber o que precisa providenciar.

E as cidades pequenas?

Para as cidades pequenas, você tem duas escolhas: estar em uma cidade grande e passar o dia nos arredores, o que chamamos de “bate-volta”.

Por exemplo: vai para Madrid? Separe um dia para fazer um bate-volta à Toledo. Em Lisboa, faça o mesmo em Cascais e Sintra. Florença na Itália? São vários os destinos que você pode passar só o dia, como Siena, Assis e Lucca.

A segunda escolha é o pernoite, ou parada estratégica no meio do caminho. Entre Amsterdam e Bruxelas, por exemplo, você pode parar em Bruges e seguir viagem, ou dormir uma noite e continuar no dia seguinte. Entre Praga e Berlim, essa parada pode ser Dresden. E são várias outras, a depender do roteiro que você vai fazer.

Se for apenas uma “parada estratégica”, já compre os bilhetes de trem que te permitam parar e seguir viagem. Guarde a mala no guarda-volumes da estação de trem ou, se estiver de carro, o deixe em um estacionamento.

Viagem para Europa viajantes

Confira os guias completos de Praga e de Viena.

Quais custos levar em consideração em uma viagem para Europa?

Pronto, definido o período e a época da viagem, como saber os custos? Faça uma pesquisa dos valores dos principais custos necessários. São eles:

  • Traslados internos;
  • Hospedagem;
  • Alimentação;
  • Seguro viagem;
  • Valor das atrações;
  • Transportes dentro das cidades.

Existem sites que ajudam com os principais valores. Um deles é o Numbeo, que mostra o custo de vida nas principais cidades do mundo.

Por aqui, também temos artigos específicos sobre o assunto e os principais destinos. Veja alguns:

Você também encontrará, aqui no Euro Dicas Turismo, guias completos com preços das atrações e média de custos de cidades como Atenas, Roma, Paris, Londres, Lisboa, Estocolmo, Bruxelas e diversos outros destinos europeus.

Quais os requisitos de uma viagem para Europa?

Alguns preparativos antes da viagem devem constar no seu checklist de viagem. Faça uma lista do que você precisa organizar com um bom tempo que antecede a viagem.

Vamos te ajudar com os principais itens:

Confira a validade do seu passaporte (ou tire um se não tiver)

Verifique a validade do passaporte para entrar na Europa. O documento precisa estar válido para, pelo menos, 3 meses ou 90 dias após a data de saída da União Europeia.

Isso quer dizer que se você vai voltar de viagem dia 30 de abril, por exemplo, seu passaporte deve estar válido até, pelo menos, dia 30 de julho.

Caso não esteja, ou caso você não tenha passaporte, se organize para tirar um novo. Veja o formulário de nova solicitação de passaporte no site da Polícia Federal.

Essa é uma das exigências do Tratado de Schengen desde 2013 e vale para todos os destinos parte do Espaço Schengen.

São eles: Áustria, Bélgica, República Checa, Dinamarca, Estônia, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Holanda, Noruega, Polônia, Portugal, Eslovênia, Eslováquia, Espanha, Suécia e Suíça.

Se sua viagem está programada para 2023, você precisará solicitar uma autorização de viagem chamada ETIAS (Sistema Europeu de Informações e Autorização de Viagem). É como um novo visto para a Europa.

Veja qual a validade do passaporte para viajar na Europa de passageiros de todas as idades.

Leve um seguro viagem

O seguro viagem também é item obrigatório para os países destino do Tratado de Schengen. Isso quer dizer que os viajantes terão livre circulação entre os locais que fazem parte do espaço, mas que devem levar, em mãos, um seguro de viagem com cobertura de despesas médicas hospitalares de, no mínimo, 30 mil euros.

Todavia, mesmo se o seu destino não constar nesta lista, como é o caso do Reino Unido, por exemplo, nossa recomendação é que nenhum turista brasileiro saia do país sem estar com uma proteção.

O principal motivo são os alto custos de qualquer atendimento médico na Europa: brasileiros não podem ser atendidos gratuitamente.

Além disso, o seguro viagem cobre outros itens que podem ser essenciais no caso de emergência, como extravio e localização de bagagem, assistência em caso de perda de documentos, atraso ou cancelamento de voos e, até, indenização jurídica para multas de trânsito.

Sugerimos que faça uma simulação no comparador de seguro viagem do Euro Dicas Turismo para conferir as várias opções de seguro para a sua viagem à Europa.

Passagem de ida e de volta

É isso mesmo: é obrigatório ter passagem de volta. É a sua garantia para a imigração do país destino de que você não tem pretensão de continuar no país ilegalmente.

Algumas companhias aéreas, inclusive, já solicitam a passagem de retorno no momento do check-in de partida. A exceção à regra é no caso de cidadão europeu, ou pessoas com dupla cidadania. Nestas ocasiões, a passagem só de ida não é problema.

Comprovante de hospedagem na sua viagem para Europa

Mais um dos papéis obrigatórios na imigração é o comprovante de hospedagem. É preciso comprovar a sua permanência no território europeu.

Pode ser a reserva do hotel, do apartamento ou, se você for recebido por algum morador, a carta convite. O importante é que você comprove que tem onde ficar durante toda a sua viagem.

Leve dinheiro suficiente

Cada país tem regras sobre a quantidade de dinheiro necessária para custear os gastos locais de viagem. Essa informação pode ou não ser solicitada na imigração, quando você entrar no primeiro destino da sua viagem para Europa.

Para Portugal, por exemplo, são necessários 75€ por cada entrada no país e mais 40€ por cada pessoa e dia de permanência. No caso da Espanha, é um pouco mais. O país exige que se comprove, pelo menos, 90€, por dia. Pesquise, ou faça uma média do valor, por dia, para levar.

Já o limite que é possível levar é até R$ 10 mil reais por pessoa, ou o equivalente na moeda do país de destino. Se for preciso levar mais que essa quantia, é obrigatório declarar à Receita Federal. A regra é válida para qualquer passageiro, inclusive os menores de 16 anos.

Veja os locais mais seguros para guardar dinheiro na viagem.

Viagem para Europa Florença

Se você ainda está planejando o que visitar, não deixe de ler quais são as cidades da Europa mais baratas para viajar.

Roteiros de viagem para Europa: veja algumas opções

Agora que você já organizou a primeira parte da viagem, já sabe quanto tem de orçamento para gastar e quantos dias para ficar nos destinos, separamos algumas opções de roteiros pela Europa.

Escolher o roteiro

A sua primeira viagem pela Europa pode ser para os países mais tradicionais (como França, Itália e Portugal, por exemplo). Já na sua segunda viagem pode fazer Inglaterra, Holanda, Alemanha e assim por diante.

Outra sugestão de roteiro pela Europa é começar pelos países do sul do continente, como Portugal, Espanha, Itália e Grécia. Em cada país você encontrará muitas atrações, gastronomia diversificada, monumentos e muita história.

Decida o que quer conhecer nos quatro cantos do continente, em diferentes períodos de tempo. Os roteiros estão detalhados por dia e cidade.

Lembre-se: não conte como dia de passeio os dias de chegada e de partida. E, se o deslocamento entre as cidades tiver viagem de avião, conte que você terá que estar, pelo menos, 2 horas antes no aeroporto e levará mais uma hora, em média, para chegar ao centro da cidade de destino.

Roteiro viagem para Europa: 7 dias

Só tem 7 dias de viagem? Escolha apenas uma cidade grande, como Paris ou Londres. Ou, no máximo, duas cidades próximas e de rápido deslocamento.

Que tal um roteiro em Portugal?

Lisboa | Cascais | Sintra | Porto

Dia 1: chegada à Lisboa
Dia 2: Lisboa
Dia 3: Lisboa
Dia 4: Cascais e Sintra
Dia 5: Porto
Dia 6: Porto
Dia 7: Porto e retorno

Roteiro viagem para Europa: 10 dias

Se conseguir 10 dias, aproveite 3 cidades grandes e uma menor no meio. Em Bruges, escolha se vai ser só uma parada ou se prefere pernoitar na cidade.

Berlim | Amsterdam | Bruges | Bruxelas

Dia 1: chegada à Berlim
Dia 2: Berlim
Dia 3: Berlim
Dia 4: Amsterdam
Dia 5: Amsterdam
Dia 6: Amsterdam
Dia 7: Bruges
Dia 8: Bruxelas
Dia 9: Bruxelas
Dia 10: Dia de voltar

Roteiro viagem para Europa: 12 dias

Com um pouco mais de tempo, você pode visitar mais de um país. Um roteiro clássico é entre Londres, Paris e Roma. Fique um dia a mais em Paris. A capital francesa merece ser vista com tempo.

Londres | Paris | Roma

Dia 1: chegada em Londres
Dia 2: Londres
Dia 3: Londres
Dia 4: Londres
Dia 5: Paris
Dia 6: Paris
Dia 7: Paris
Dia 8: Paris
Dia 9: Roma
Dia 10: Roma
Dia 11: Roma
Dia 12: retorno ao Brasil

Roteiro viagem para Europa: 15 dias

Conseguiu 15 dias de férias? Dá para fazer mais paradas, escolher 3 países e, de quebra, ir em uma cidade média como Milão. Separe mais tempo para Lisboa, Madrid, Barcelona: elas merecem.

Se preferir fazer uma viagem menos corrida, tire Milão e fique mais tempo mais um dia em Barcelona e o outro em Roma.

Lisboa | Madrid | Barcelona | Milão | Roma

Dia 1: chegada em Lisboa
Dia 2: Lisboa
Dia 3: Lisboa
Dia 4: Madrid
Dia 5: Madrid
Dia 6: Madrid
Dia 7: Madrid com opção e passeio à Toledo
Dia 8: Barcelona
Dia 9: Barcelona
Dia 10: Barcelona
Dia 11: Milão
Dia 12: Milão
Dia 13: Roma
Dia 14: Roma
Dia 15: siga viagem de volta ao Brasil

Roteiro viagem para Europa: 18 dias

Se tiver mais 3 dias de viagem, uma boa sugestão de roteiro é seguir para a Europa do Norte. Quase todos os percursos são possíveis de fazer de trem ou ônibus. Nas distâncias mais longas, o avião também é uma opção.

Berlim | Amsterdam | Bruxelas | Luxemburgo | Viena | Praga

Dia 1: Berlim
Dia 2: Berlim
Dia 3: Berlim
Dia 4: Berlim
Dia 5: Amsterdam
Dia 6: Amsterdam
Dia 7: Amsterdam
Dia 8: Bruxelas
Dia 9: Bruxelas
Dia 10: Bruxelas
Dia 11: chegue à Luxemburgo
Dia 12: no final do dia, siga de Luxemburgo para Viena
Dia 13: Viena
Dia 14: Viena
Dia 15: Viena
Dia 16: Praga
Dia 17: Praga
Dia 18: volta para casa

Veja tudo o que você precisa saber para viajar de trem na Europa em nosso artigo.

Roteiro viagem para Europa: 20 dias

Com mais 2 dias de viagem, você consegue dar uma boa explorada em países da Europa Central e do Leste Europeu.

A maioria dos trechos podem ser feitos de trem, com paradas estratégicas de um dia, ou um pernoite, na pequena Bratislava, capital da Eslováquia.

Amsterdam | Bruxelas | Frankfurt | Viena | Bratislava | Budapeste | Praga | Berlim

Dia 1: Amsterdam
Dia 2: Amsterdam
Dia 3: Amsterdam
Dia 4: Bruxelas
Dia 5: Bruxelas
Dia 6: Frankfurt
Dia 7: Frankfurt
Dia 8: Viena
Dia 9: Viena
Dia 10: Viena
Dia 11: Bratislava
Dia 12: Budapeste
Dia 13: Budapeste
Dia 14: Budapeste
Dia 15: Praga
Dia 16: Praga
Dia 17: Praga
Dia 18: Berlim
Dia 19: Berlim
Dia 20: Berlim

Se preferir ir pelas estradas, confira o nosso artigo completo sobre países do Leste europeu para visitar de ônibus, caso queira seguir essa opção.

Viagem para Europa Grécia

Se você é apaixonado pela história, cultura e arte, conhecer os melhores museus da Europa, pode ajudar no planejamento dessa viagem.

Checklist para preparar sua viagem para Europa

Fazer a pesquisa para os principais itens de uma viagem para Europa é fácil. Nossa principal recomendação é que você se utilize de comparadores.

Além de comparar preços, você terá indicação de diversas operadoras, companhias aéreas, sites de reservas de hotéis, e poderá escolher o que melhor cabe no seu orçamento.

E sim, existem comparadores para quase tudo! Separamos aqui os itens essenciais para ajudar na sua viagem.

Não esqueça de separar os documentos para viajar para Europa.

Comprar passagens aéreas

Período de viagem e destinos fechados? Agora sim, chegou a hora de buscar a sua passagem aérea. Em muitas companhias aéreas é possível adquirir passagens chegando e partindo de cidades diferentes. E esse é o ideal: volte do último destino do seu itinerário.

Passagens aéreas multi-destinos podem ser comparadas em quase todas as companhias aéreas europeias. Compare preços na área de voos da Kayak. Coloque a opção de “várias cidades”, se quiser ir e voltar por locais diferentes.

Depois que você definiu as cidades de chegada e partida da Europa, veja os trechos internos. Pesquise preços e tempo de deslocamento de trem, ônibus e avião. Inclua aí a pesquisa em companhias de baixo custo (mas sabendo que é preciso pagar taxas para levar bagagens maiores).

Outra dica para comprar passagens aéreas baratas: quanto mais cedo você conseguir comprar as passagens, melhores preços irá encontrar.

Colocar alertas de preços no comparador Kayak e ter flexibilidade nas datas são outras dicas para economizar.

Reservar hospedagem

Seguindo regra parecida com a de passagens aéreas, a sua hospedagem também deve ser reservada com antecedência. No caso de hotelaria, o período ideal é 3 meses antes da data de hospedagem.

Esse é o período para encontrar tarifas com descontos nos sites de reservas de hotel. Existem vários, e o buscador de hotéis do Booking reúne os melhores, mostrando o valor nos diferentes portais. Por isso, cheque lá primeiro, antes de finalizar a sua compra.

Se preferir alugar um apartamento inteiro, ou um quarto em casa particular, o AirBnb é uma boa solução. Confira nosso artigo especial e saiba como funciona o Airbnb.

Lembre-se que é obrigatório ter hospedagem reservada para entrar na Europa, e pode ser pedido na imigração. Escrevemos um post completo de como encontrar hospedagem barata na Europa e quais são as alternativas existentes para economizar.

Seguro viagem: para a Europa, quase todos os destinos são obrigatórios

Como já falamos, além de recomendável, todos os destinos em uma viagem para a Europa exigem a contratação de um seguro viagem.

Recomendamos o nosso comparador de seguro viagem. Em parceria com o portal Seguros Promo, você terá acesso a uma diversidade de planos e poderá escolher as melhores opções de seguro para a sua necessidade.

Nossos leitores ainda ganham desconto. Insira o nosso cupom de desconto EURODICASTURISMO e ganhe 5% de desconto na compra. Caso opte por pagar via boleto bancário, você recebe mais 5% de desconto.

No total, é possível ganhar 10% de desconto na compra do seu seguro viagem para a Europa. Eles valem tanto para compras diretas no nosso comparador, como no próprio site do Seguros Promo.

Quer se deslocar de carro? Faça a reserva antes de viajar

Alguns destinos pedem viagens de carro para aproveitar as ótimas estradas da Europa. Se quiser dirigir entre um destino e outro, sugerimos que alugue um carro com antecedência e não deixe essa preocupação para a última hora.

Recomendamos que você confira a Rentcars, um comparador com mais de 100 locadoras de veículos. Para pesquisar, basta inserir o local onde deseja retirar o carro, a data e o horário de retirada e devolução. O portal irá listar as melhores ofertas e você escolhe qual a melhor para sua viagem.

Viaje Conectado carro

Acompanhe o câmbio antes de trocar dinheiro

É importante acompanhar a cotação do Euro, a principal moeda utilizada na Europa. Para isso, dê uma conferida no valor todos os dias.

Uma dica é ir comprando aos poucos: assim você evita uma cotação muito alta próxima da viagem. Se notar que um determinado dia, o valor está muito bom, compre uma boa quantia.

Porém, nem todos os países da Europa utilizam o Euro. Em Londres, por exemplo, é preciso ter Libra Esterlina. No caso de a moeda ser vendida no Brasil, troque uma parte antes de viajar.

Todavia, nem todas as moedas são encontradas aqui e, algumas delas, terão que ser trocadas no próprio destino. De qualquer forma, em uma viagem para Europa, o Euro é a melhor moeda a ser levada.

Além do dinheiro em espécie, você pode levar, também, um cartão pré-pago internacional – como o visa Travel Money – e sacar no destino.

A melhor opção vai depender de como você se sente mais seguro. Cada operação de câmbio terá taxas e você precisa pesquisar bem antes de comprar os Euros que precisa.

Escolha a mala perfeita

Ao comprar o seu ticket, tenha atenção ao peso da bagagem aceita no voo. Tanto no internacional, como nos voos internos. Se viajar com companhias low cost, ou seja, de baixo custo, provavelmente terá que pagar uma taxa extra para transportar bagagens com mais de 10kg.

Nas passagens aéreas internacionais, o peso usualmente aceito é de bagagens de até 23kg. Se for o seu caso, sugerimos que leve uma mala de tamanho médio.

Se seu ticket foi mais econômico, uma boa bagagem de mão, com o tamanho ideal para ir na cabine do avião, pode ser uma opção.

Porém, o tamanho da mala depende de quanto tempo vai durar a sua viagem e se você está disposto a lavar roupas durante sua estadia fora.

Se ainda não tiver uma, sugerimos que você confira os descontos da loja Portal das Malas. Além de uma variedade grande de opções, algumas estão com até 50% de desconto.

Viaje com um chip internacional

O chip internacional é um chip de celular para ser usado durante o período da sua viagem. A principal vantagem é que você tem internet para ficar conectado o tempo todo, muito útil em uma viagem pela Europa.

Há muitas opções de chips internacionais. Uma excelente opção é o chip de celular para Europa da America Chip.

Você pode comprar seu chip de celular para Europa ainda no Brasil, pela internet e receber por correio na sua casa. Para ganhar desconto basta inserir o cupom EURODICASTURISMO10 e ativa a promoção do chip internacional.

Saiba mais algumas dicas essenciais para sua viagem para Europa

Vai passar mais tempo na Europa, ou fazer um mochilão? O seu seguro viagem deve cobrir todo o período que você estará fora, desde o dia de saída do Brasil até o dia em que chegará.

Uma outra dica é deixar todos os seus documentos sempre na bagagem de mão. Não corra o risco de eles serem perdidos em caso de mala extraviada, por exemplo.

Vai viajar de trem? As companhias ferroviárias, normalmente, lançam os trechos entre 60 e 90 dias antes da data da viagem. Pesquise com esse tempo de antecedência: é uma chance de conseguir descontos ou tarifas promocionais.

E se for fazer sua viagem para Europa em períodos de alta estação (especialmente no verão) se organize para comprar ingressos para atrações turísticas online com antecedência. As filas costuma ser enormes nessa época e algumas atrações exigem reserva antecipada.

Tudo pronto? Boa viagem para Europa!

Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autores

Denise Mustafa é jornalista, fotógrafa e especializada em conteúdo e gerenciamento de marcas. Já passou uma temporada em Portugal, viajou bastante por aí e, agora vivendo no Brasil, escreve para grandes sites brasileiros de viagem, sempre à frente da sua Travessia Conteúdo & Branding, atravessando oceanos e contando suas experiências para outros viajantes.

Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Escreve para seu site Vagas pelo Mundo sobre oportunidades de emprego, a experiência de morar fora, bolsas de estudo e vistos para morar no exterior.