Igrejas de Paris: 6 locais de culto para visitar e se fascinar

Visitar Paris  / 

Hoje daremos algumas dicas sobre visitar a cidade mais romântica do mundo de um jeito muito diferente! Já adivinhou? Estamos falando de Paris, é claro! E por que não fazer um tour pelas Igrejas de Paris?

Vai viajar para a Europa? Saiba todos documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.


Aproveite o melhor da Europa sem qualquer preocupação.

RECEBER GRÁTIS »

Igrejas de Paris, a Cidade Luz

Paris é a capital e a cidade mais populosa da França. Além de ser o símbolo da cultura francesa. Atrai, por ano, cerca de 30 milhões de visitantes. E muitos deles para conhecer as igrejas de Paris.

Paris é uma das capitais mundiais da arte e nela surgiram movimentos como o Impressionismo, além de ser a terra de importantes artistas e filósofos, como Monet e Voltaire. Inclusive é daí que vem o apelido de “Cidade Luz”, por ela ter sido moradia de grandes mentes “iluminadas”.

Paris também foi palco de diversos marcos históricos, pois foi lá onde ocorreu o evento mais importante da Revolução Francesa: a Queda da Bastilha e, consequentemente, a declaração sobre os Direitos do Homem e do Cidadão. E a França é um país onde a liberdade de pensamento e de religião são muito valorizadas, em virtude dessa declaração de 1789.

Museus gratuitos em Paris: conheça a lista e complete seu roteiro.

Igrejas de Paris: top 6

Como vimos, a religião católica deixou sua marca na vida cotidiana da França. Séculos do catolicismo trouxeram para Paris cerca 200 igrejas! Então podemos perceber que fazer um turismo religioso em Paris pode ser muito proveitoso, não é mesmo?

Veja a nossa lista das mais belas igrejas de Paris.

1. Catedral de Notre-Dame

A Catedral de Notre-Dame de Paris se situa na Île de la Cité, no 4º arrondissement. Consagrada em 26 de abril de 1637 após uma construção que durou 100 anos, ela tem uma estrutura gótica, decoração renascentista e fachada clássica. Ela foi durante muito tempo a construção mais alta de Paris.

catedral de notre dame

Foi lá onde aconteceu a coroação de Napoleão e sua esposa, Josephine. A Notre-Dame de Paris também tem um papel importante no romance de Victor Hugo, publicado em 1831. Nesse romance lendário, Quasímodo, um corcunda e órfão que vive na catedral como sineiro, se apaixona pela bela Esmeralda, uma garota cigana. Sofreu agora um incêndio mas acreditamos que ainda vale a pena passar por lá.

Acesso: metrô Linha 4, Estação Cité ou Saint-Michel ou Estação RER B ou C Saint-Michel-Notre-Dame.

2. Santa Maria Madalena

Construída por Napoleão I como um templo para a glória de seus exércitos em 1806, o edifício foi transformado em uma igreja em 1845. Luís XVIII determinou que a estrutura seria usada como igreja, com o nome de Santa Maria Madalena dedicada à Maria Madalena. A fachada tem um pórtico que reflete o estilo neoclássico, um estilo inspirado na Grécia e Roma antigas.

sobre a franca

O interior é ricamente decorado com colunas, pinturas e estátuas. A escultura que representa o arrebatamento de Maria Madalena e a pintura da ressurreição são absolutamente visíveis. Assim como o imenso órgão, no qual se destacaram Camille Saint-Saëns e Gabriel Fauré.

Horários:
Aberta todos os dias, das 9h30 às 19h.
Atenção: as visitas não são permitidas durante as missas. Para mais informações, visite o site da igreja.

Preços: a entrada é gratuita.

Acesso: metrô Madeleine -Tronchet (linhas 8, 12 e 14).

Luzes de Paris: encantando gerações desde o século XVII.

3. Igreja de Santo Agostinho

Construída entre 1860 e 1871, a Igreja Saint-Augustin está localizada no 8º arrondissement. A igreja, com sua estrutura de metal revestida em pedra, é uma testemunha impressionante da arte de Victor Baltard, arquiteto dos antigos salões de Paris. A construção dessa igreja mobilizou muitos artistas do século XIX.

igreja de santo agostinho

A igreja é dominada por uma cúpula de 50m de altura. Na fachada, imponente ferro fundido rosa esculpido por François Jouffroy. E o seu interior é inteiramente esculpido, com algumas pinturas ocasionais.

Horários:

  • De segunda a sexta – das 8h15 às 19h;
  • Sábado –  das 8h30 às 12h e das 14h30h às 19h30;
  • Domingo – das 08h30 às 12h30 e das 16h às 19h30.

Preços: a entrada é gratuita.

Acesso: 

  • Metrô Saint-Augustin, Miromesnil;
  • Ônibus, linhas 22 – 28 – 32- 43 – 80 – 84 – 94.

O que fazer de graça em Paris: 10 atrações gratuitas e roteiro na cidade.

4. Sainte-Chapelle

A Sainte-Chapelle foi encomendada pelo Rei Luís IX para abrigar sua coleção de Relíquias de Paixão, incluindo a Coroa de Espinhos de Cristo – uma das mais importantes relíquias da cristandade medieval. Ela foi construída entre 1241 e 1248 na Île de la Cité. A Sainte-Chapelle é considerada uma das maiores conquistas do período “rayonnant” da arquitetura gótica.

sainte-chapelle

Embora danificada durante a Revolução Francesa e restaurada no século XIX, a capela possui uma das mais extensas coleções de vitrais do século XIII em todo o mundo. Os seus vitrais ilustram o Novo Testamento, o Antigo Testamento, além da História do Mundo até a chegada das relíquias na capela.

Horários: 
Aberta todos os dias, das 9h às 17h, de outubro a março;
E das 9h às 19h, de abril a setembro.

Preços: o bilhete de tarifa inteira é de 10€, o bilhete de tarifa reduzida é de 8€ e a entrada é gratuita para menores de 25 anos, cidadãos da União Europeia. Atenção: os preços estão sujeitos a alterações.

Acesso: metrô Cité (linha 4), Châtelet (linha 1, 4, 7, 11, 14), ou RER B ou C, estação Saint-Michel.

Quer visitar a Sainte-Chapelle? Compre o ingresso sem fila e faça um tour autoguiado.

5. Igreja Saint-Germain-des-Prés

A Igreja de Saint-Germain é a mais antiga das grandes igrejas parisienses, fundada no século VI. Sua construção começou em 543 d.C. Originalmente uma abadia real dedicada à Santa Cruz, a igreja foi reconstruída a partir do século X em estilo gótico. E foi uma das primeiras construções desse estilo na França e em todo o mundo.

igreja saint-germain-des-pres

A parte mais antiga, a Capela de Saint-Symphorien, está à direita quando você entra. Acredita-se que São Germano (496-576), o primeiro bispo de Paris, esteja enterrado lá. Recentemente decorada e mobiliada por Pierre Buraglio, a capela é uma história de sucesso que integra da arte contemporânea às obras do passado.

Horários: aberta todos os dias, das 8h às 19h45.

Preços: entrada é gratuita.

Acesso: metrô Saint-Germain des Prés (linha 4) ou Mabillon (linha 10).

Mont Saint-Michel: conheça uma das maravilhas da França.

6. Basílica de Sacré Coeur

A Basílica de Sacré Coeur é uma das mais famosas igrejas de Paris. A igreja demorou mais de 30 anos para ser concluída, mas pode ser considerada uma bela obra de arte!

Seu estilo arquitetônico é uma mistura de Roma Antiga  com arquitetura bizantina. Vale a pena conhecer com certeza e se deslumbrar com seu interior. Aproveite para passear pelo bairro de Montmatre, que é o ponto mais alto de Paris. O bairro é muito conhecido na cidade.

Horários: aberta todos os dias, das 6h às 22h30.

Preços: entrada é gratuita.

Acesso: metrô linhas 2. 4 .12 ou 13 e ônibus linhas linhas 54 e 30.

Visite o interior da Sacré Coeur com um guia especialista.

sacre coeur igrejas de paris

Confira o guia de turismo em Paris.

Outros pontos turísticos para visitar em Paris

Torre Eiffel

Se você pretende fazer conhecer as igrejas de Paris, não pode deixar de conhecer o principal símbolo da cidade! A Torre Eiffel é o ponto mais visitado do mundo, o símbolo nacional. E quem visita a “Dama de Ferro”, como é conhecida pelos franceses, sempre se emociona.

Ela foi construída em 1889 para a “Exposition Universelle de Paris”. As exposições universais surgiram para mostrar a força econômica da França naquele momento. E a Torre Eiffel foi feita para durar apenas 20 anos, mas acabou permanecendo, e hoje é um monumento de Paris privado.

outros pontos turisticos de paris

No primeiro andar, existe um restaurante com uma cozinha mais simples. E no segundo andar, há um restaurante mais refinado, com uma gastronomia mais elaborada. Mas atenção: ambos restaurantes exigem reserva!

Já o passeio turístico envolve subir a Torre Eiffel, seja de escadas ou de elevador. É possível ir até o topo dela, onde você terá o privilégio de avistar Paris a 360 graus. É surpreendente!

Museu do Louvre

O Museu do Louvre é um dos maiores museus do mundo em termos de área construída e importância das coleções. A sua construção começou em meados do século XII e, no século XIV, ele se tornou Palácio da Família Real. O museu em si foi instalado somente depois da Revolução Francesa, em meados do século XVIII.

Foi realizado um estudo que, para visitar todo o museu, são necessários em torno de 40 dias! Inacreditável, não é? Então uma dica para os turistas que estão de passagem: para fazer uma visita otimizada, escolham a sua área de interesse. Opções é o que não faltam! Veja as obras do Museu do Louvre.

Conheça também os principais museus em Paris.

Rumo à Champs-Élysées

Saindo do Louvre, passe pelo “Jardin des Tuileries” e siga adiante. O passeio a pé é lindíssimo e cada detalhe merece uma foto. Você irá encontrar em seguida a “Fontaine des Mers” e, mais à frente, está o início da famosa Avenue des Champs-Élysées.

Aproveite para conhecer as lojas e fazer umas comprinhas. É possível encontrar lembrancinhas, ou melhor, “souvernirs” para os mais queridos. E a subida da avenida te levará até o Arco do Triunfo.

Arco do Triunfo

O Arco do Triunfo foi construído em celebração à vitória do exército francês na Batalha de Austerlitz, em 1805. Quando Napoleão Bonaparte voltou da guerra, ele ordenou que fosse construído o monumento em homenagem.

O Arco do Triunfo demorou em torno de 30 anos para ser finalizado e a obra foi concluída somente 15 anos depois da morte de Napoleão. É possível ir até o topo do Arco do Triunfo e ter mais uma vista deslumbrante da cidade.

Paris Pass: conheça os pontos turísticos da cidade e economize.

Um pouquinho sobre a França

Situada na Europa Central, a França é o maior país da União Europeia e o terceiro maior da Europa. E possui aproximadamente 67 milhões de habitantes.

Quando se trata de culinária, a França possui uma das melhores do mundo. As receitas mais famosas e típicas são as quiches, sopas de cebola, os pães e crepes, dentre muitos outros pratos saborosos.

O Catolicismo na França

O Catolicismo é a religião da maioria do povo francês, mas já não é considerado uma religião de Estado desde a Revolução Francesa, em 1789. Ah! Aproveite para conhecer o lema da revolução francesa.

catolicismo na franca e igrejas de paris

Igrejas pelo país 

O número de edifícios católicos não é precisamente conhecido, mas o número de igrejas é estimado num intervalo entre 40.000 e 45.000. Existem cerca de 13.000 paróquias, chefiadas por um pároco. Além disso, a França possui:

  • 15 províncias eclesiásticas;
  • 3 dioceses relatando diretamente à Santa Sé;
  • 94 dioceses metropolitanas;
  • 5 dioceses dos departamentos ultramarinos;
  • 5 dioceses de coletividades no exterior;
  • 1 Ordinariato dos Católicos das Igrejas Orientais.

O crescimento do Turismo Religioso em Paris e na França

Segundo a Organização Mundial do Turismo, 37% das viagens internacionais estão relacionadas ao turismo cultural. E os aspectos religiosos e espirituais desempenham um papel importante: representam 44% de todo o turismo cultural na França.

A França é o país europeu que tem a maior diversidade no campo. Isso devido à sua história marcada pelo catolicismo, à sua localização no coração da Europa (com, por exemplo, cinco rotas do Caminho de Santiago de Compostela que passam por ela) e a diversidade da arquitetura de seus locais de culto e peregrinação.

Existem 10.000 lugares classificados Monumentos Históricos Protegidos e abertos ao público. Excepcionais e alguns classificados pela UNESCO, eles atraem uma multidão de visitantes e peregrinos.

Gostou da nossa lista das 6 igrejas de Paris para conhecer? Não esquece de inseri-las em seu roteiro para Paris.

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
COMPARTILHE
Autor

Ana Bárbara é autora e editora no Euro Dicas Turismo. Formada em jornalismo, é apaixonada por viagens e gosta de usar o tempo livre para conhecer novos lugares, livros, filmes e pessoas.