Museus em Paris: os 15 melhores que você não deve deixar de visitar

Visitar Paris  / 

Paris é uma das cidades mais belas da Europa. Costumo dizer que a cidade é uma galeria de arte a céu aberto, a começar pela sua arquitetura fantástica e preservada e seus belos parques e jardins sempre bem cuidados. Todavia, neste artigo o nosso foco será os museus em Paris.

Vai viajar para a Europa? Saiba todos documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.


Aproveite o melhor da Europa sem qualquer preocupação.

RECEBER GRÁTIS »

Conheça a nossa lista de 15 museus em Paris, desde os mais conhecidos, aos mais visitados, os inusitados e até mesmo os secretos, que pouca gente conhece, além de diversas dicas interessantes.

Museus em Paris: uma cidade que respira arte

Paris habita o imaginário da maioria das pessoas. Conhecida por “Cidade Luz”, é a maior cidade da França e teve diversos filmes, documentários, fotos e acontecimentos que a tornaram uma das cidades mais icônicas do mundo.

Atualmente, a Grande Paris conta com quase 12 milhões de habitantes e na cidade bela e encantadora você respira arte, cultura, moda, misturas, cores, aromas, diversidade e luxo. Porém, quando o assunto é arte, Paris é referência e vamos lhe mostrar os motivos.

Visitar os museus da Cidade Luz é como ter uma aula de história da arte, apreciando de perto diversas e importantes obras de artistas consagrados de diferentes partes do mundo.

Qual o número de museus em Paris?

Escolher os melhores museus em Paris para visitar é uma tarefa praticamente impossível, já que a cidade possui 130 museus espalhados pelos diversos distritos, cada um com características peculiares.

Quando dizemos que Paris é referência em arte, não mentimos. Como falamos, a capital da França possui mais de cem museus. Então, selecionamos abaixo alguns museus em Paris que você precisa conhecer quando incluir a capital francesa no seu roteiro de viagem pela Europa.

15 museus em Paris que você precisa conhecer

1. Museu do Louvre

Um dos museus mais famosos do mundo (e mais visitado também), com um acervo composto por 35 mil peças, o Museu do Louvre abriga obras primas conhecidas, como Mona Lisa, Vênus de Milo e diversas outras.

Sua coleção engloba antiguidades egípcias, greco-romanas e algumas outras, além de esculturas da Idade Média, Renascimento e modernas, arte islã, etc.

Não é à toa que ele é considerado o museu mais importante da França, recebendo mais de 8 milhões de visitantes anualmente do mundo inteiro.

Sua área abrange mais de 60 mil metros quadrados, 403 salas de exposição agrupadas em 3 alas. Isto quer dizer que não dá para visitá-lo em apenas um dia, sendo necessário alguns dias para ver as principais obras, sem pressa e com paciência, pois mesmo nos dias de menor movimento, ele ainda assim recebe muitos visitantes.

Mas se o tempo não tiver sobrando, dê preferência às obras mais famosas em destaque, que estão separadas por temas conforme suas respectivas áreas (romanas, gregas, etruscas, orientais, objetos de arte, pintura, escultura, etc.). O visitante não pode deixar de ver a famosa obra Mona Lisa, de Leonardo da Vinci, as esculturas O Escriba Sentado e Vitória de Samotrácia.

Talvez não dê tempo de visitar os outros, mas o Louvre é parada obrigatória. Leia o artigo que fizemos sobre as obras do museu e entenda os motivos que obrigam você a visitá-lo.

museu do louvre paris

Uma boa opção para quem tem pouco tempo é reservar uma visita sem fila ao Museu do Louvre através do Get Your Guide. De todo modo, já fique sabendo que a ala mais visitada do museu é a “Denon”, onde estão as obras mais conhecidas de Da Vinci e Michelangelo.

Dica: aproveite os dias em que o museu funciona a noite, dessa forma evitará as longas filas.

Curiosidade: a título de informação, são mais de 8 mil anos de arte em exposição, se contar do antigo Egito até às pinturas modernas.

  • Endereço: Rue de Rivoli, 75004 (Place du Palais Royal, próximo ao Museu d’Orsay e à Praça Vendôme);
  • Horário de funcionamento: segunda-feira (9h às 18h), terça-feira (fechado), quarta-feira (9h às 22h), quinta-feira (9h às 18h), sexta-feira (9h às 22h), sábado (9h às 18h) e domingo (9h às 18h);
  • Ingressos: a partir de 15€.

2. Museu D’Orsay

O Museu D’Orsay está entre os museus em Paris mais belos. Criado em 1986, reúne obras de diversos artistas ocidentais do período de 1848 a 1914.

As coleções presentes em seu acervo vieram de outros museus como o Louvre, Jeu de Paume e do Museu de Arte Moderna localizado no Centro Georges Pompidou.

Antes de se tornar um museu conhecido, era uma estação de trem datada de 1900 e ainda preserva resquícios daquela época do lado de fora do edifício, onde é possível ver as placas das cidades onde o trem parava.

museu d'orsay em paris

O visitante não pode deixar de ver obras míticas como o quadro A Origem do Mundo, de Gustave Courbet, o auto-retrato de Van Gogh, Mulheres de Taiti na Praia, de Paul Gauguin, além de Monet e Rodin. Uma boa dica é fazer um passeio guiado pelo Museu D’Orsay, sem filas, com a Get Your Guide.

  • Endereço: 1 Rue de la Légion d’Honneur 75007 Paris;
  • Horário de funcionamento: terça-feira, quarta-feira, sexta-feira, sábado e domingo (9h30 às 18h), quinta-feira (9h30 às 21h45) e segunda-feira (fechado, além de 1 de maio e 25 de dezembro);
  • Ingressos: a partir de 11€.

3. Museu du Grand Palais

É um dos edifícios históricos mais incríveis da Cidade Luz. Seu estilo arquitetônico mescla o barroco com o clássico, agregando elementos como pedra, aço e vidro sem perder a harmonia. A cúpula de vidro impressiona diante dos seus 45 metros de altura. Não foi à toa que o prédio foi reconstruído especialmente para a Exposição Universal de 1900.

Seu acervo não é permanente, e além das mostras temporárias, ele também sedia desfiles de moda, eventos importantes e concertos de música, desde clássica a eletrônica.

As exposições contam com mais de 2,5 milhões de visitantes, muitos inclusive vão mais pela obra histórica da arquitetura do que pelas mostras. De todo modo, vale a visita. É um dos museus em Paris mais conhecidos.

  • Endereço: Avenue Winston Churchill 75008 Paris;
  • Horário de funcionamento: segunda-feira, quinta-feira, sexta-feira, sábado, domingo (10h às 20h), terça-feira (fechado) e quarta-feira (10h às 22h);
  • Ingressos: a partir de 15€.

4. Centro Georges Pompidou

Apesar da denominação “Centro”, o Centro Georges Pompidou também é considerado um museu, pois dois dos seus andares são dedicados ao Museu National d’Art Moderne, que possui uma das maiores coleções do mundo quando o assunto é arte moderna e contemporânea.

Além de museu, é também um complexo cultural com cinema, biblioteca, exposições e teatros, no seu grandioso espaço de estrutura de metal, com tubulações expostas e cores vibrantes, destoando completamente do bairro Marais.

Entre as 100 mil obras do Centro, destacam-se as de Picasso, Baltus e Andy Warhol, apenas para mencionar algumas. Uma das coisas imperdíveis para se fazer no Pompidou é subir as escadas que levam ao topo, admirando a paisagem parisiense, algo que me impressionou muito quando lá estive.

O Centro Georges Pompidou é um dos museus em Paris mais diferenciados, não apenas devido ao seu estilo moderno, mas por ser um complexo que reúne várias atrações em um mesmo lugar. Ao seu redor, há muitos artistas de rua, sendo um local muito apreciado por turistas e locais.

centro georges pompidou

A melhor opção é comprar os ingressos online, com antecedência e sem riscos. Na Get Your Guide, o ticket para o Centro Pompidou sem filas custa 14€. Além da reserva ser simples e rápida, tem a vantagem do cancelamento fácil e de guardar os ingressos no seu celular.

E que tal fazer uma visita guiada ao Centro Georges Pompidou? A partir de 150€, na Get Your Guide.

Curiosidade: fundado em 1977, recebe cerca de 6 milhões de visitantes anualmente.

  • Endereço: Place Georges Pompidou 75004 Paris;
  • Horário de funcionamento: todos os dias (11h às 21h) exceto terça-feira, e às quintas-feiras até às 23h (somente para as exposições temporárias do nível 6);
  • Ingressos: a partir de 14€.

5. Museu Rodin

Inaugurado em 1919, o Museu Rodin faz jus ao nome, com um acervo superior a 300 obras do escultor Auguste Rodin. Temos a sensação de visitar dois museus, um no interior do belo palacete e outro na parte exterior, conhecido como Jardim das Esculturas.

Auguste Rodin doou para o governo francês o seu acervo de mais de 300 obras e a doação se transformou em um museu que leva o nome de seu principal artista.

Obras incríveis estão ali expostas, que os visitantes não podem perder, como O Pensador, A Porta do Inferno e diversas outras esculturas famosas, além de pinturas da coleção privada do escultor.

Mas as obras não se restringem somente a Rodin, há também outras esculturas da artista Camille Claudel, que era aluna e amante do escultor. É um dos poucos museus em Paris onde a arte se estende para fora, ou seja, no exterior do local.

Os visitantes não podem deixar de ver obras como A Onda e A Valsa, pois esses são dos trabalhos mais bonitos da artista que teve um triste fim, sendo internada em um hospício. Uma boa chance de conhecer o Museu Rodin é através de uma visita guiada, pelo Get Your Guide.

  • Endereço: 77 rue de Varenne, 75007 Paris;
  • Horário de funcionamento: terça-feira a domingo (10h às 18h30), fechado às segundas-feiras;
  • Ingresso: a partir de 9€.

6. Museu du Quai Branly

Sem sombra de dúvida, é um dos museus em Paris com o maior acervo quando o assunto envolve cultura dos quatro cantos do mundo. São cerca de 450 mil obras de arte de civilizações antigas, de lugares como África, Ásia, Américas e Oceania, por meio de peças que representam a cultura, as tradições e crenças.

Objetos, fotografias e documentos fazem parte do acervo do Museu du Quai Branly, que chama atenção não apenas por dentro mas também por fora, através do seu jardim vertical na fachada do prédio, que impressiona quem caminha pelo local.

No interior, o visitante não pode deixar de ver relíquias do vodu africano, estátuas de budismo, xamanismo e outras inúmeras coisas interessantes que tomará um longo tempo do visitante no museu mais novo da cidade. O Quai Branly tem exposições permanentes, assim como temporárias de 6 meses com mostras antropológicas.

museu quai branly

Foi um dos museus que eu tive a oportunidade de visitar e é, sem dúvida, muito interessante. Porém, em função do seu tamanho, é ideal visitá-lo sem pressa.

  • Endereço: 37 Quai Branly, 75007 Paris;
  • Horário de funcionamento: terça-feira, quarta-feira e domingo (11h às 19h), quinta-feira, sexta-feira, sábado (11h às 21h);
  • Ingresso: a partir de 7€.

7. Museu Picasso

Situado no conhecido bairro Le Marais, o Museu Picasso conta com um acervo de 5.000 obras do criativo Pablo Picasso. O visitante tem a chance de admirar esculturas, gravuras, desenhos e pinturas de toda a trajetória do artista, que também fazia poesias de inspiração surrealista.

O museu está situado em um belo casarão construído no ano de 1656, no coração de um dos bairros mais turísticos e caros de Paris.

Não perca a chance de conhecer o museu Picasso através de um visita guiada, com a Get Your Guide.

  • Endereço: 5 Rue de Thorigny, 75003 Paris;
  • Horário de funcionamento: terça-feira, quarta-feira, quinta-feira, sexta-feira, sábado, domingo (9h30 às 18h), segunda-feira fechado;
  • Ingresso: a partir de 11€.

8. Museu l’Orangerie

Localizado dentro do famoso Jardim das Tulherias, o Museu l’Orangerie possui obras renomadas do pintor Monet e outros artistas, como Renoir. Quem visita o museu acha fantástico as pinturas monumentais das flores sobre as águas, reflexos e nuvens.

O jardim dispensa comentários, repleto de fontes e esculturas de diferentes períodos. Sua paisagem verdejante muda conforme a estação do ano, podendo ser branca no inverno a colorida na primavera. É um dos museus em Paris com jardins mais belos.

Na Get Your Guide, você pode comprar o ingresso sem fila para o Museu l’Orangerie por 12€.

  • Endereço: Jardin de Tuileries (do lado do rio Sena) 75001 Paris;
  • Horário de funcionamento: quarta-feira, quinta-feira, sexta-feira, sábado, domingo e segunda-feira (9h às 18h). Terça-feira fechado;
  • Ingresso: a partir de 9€.

9. Museu Carnavalet

Um museu dedicado especialmente a preservação da história da capital francesa, desde o passado ao presente. Localizado em dois grandes casarões (que na verdade são hotéis do século XVI e XVII), em um dos bairros parisienses mais conhecidos e repletos de museus, o Le Marais.

Uma rica coleção faz parte do Museu Carnavalet, com mais de 600 mil peças, que inclui uma variedade imensa de obras desde pinturas, gravuras, esculturas, fotografias, desenhos, objetos em cerâmica ao longo de suas 140 salas.

  • Endereço: 16 Rue des Francs Bourgeois, 75003 Paris, França;
  • Horário de funcionamento: terça-feira a domingo (10h às 18h), segunda-feira (fechado);
  • Ingresso: a partir de 5€.

10. Museu Nacional de História Natural

Considerado um dos museus mais importantes da França, foi fundado em 1793 durante a Revolução Francesa. Compõem o acervo objetos que representam o mundo da ciência, botânica, zoologia, geomorfologia, ecologia e outras áreas. O museu oferece interatividade com os visitantes.

O Museu Nacional de História Natural é, na verdade, um complexo de museus com diversas filiais, localizados em algumas regiões da cidade, assim como nas redondezas também. Nos 4 espaços do museu encontram-se mais de 2 milhões de itens em exposição.

Dica: ideal para visitar com crianças.

  • Endereço: 57 Rue Cuvier, 75005 Paris, França;
  • Horário de funcionamento: de quarta-feira a segunda-feira (10h às 18hs), terça-feira (fechado);
  • Ingresso: a partir de 9€.

11. Museu Guimet

Ele é mais conhecido como o Museu Nacional das Artes Asiáticas, em função de sua grande coleção de arte oriental, pertencente a diferentes culturas e civilizações.

Fundado em 1889, o Museu Guimet tem mais de 45 mil objetos, onde destacam-se pinturas, jóias, esculturas e vestimentas que exibem diferentes tipos de cultura asiática.

O museu está dividido em repartições, onde em cada departamento há peças de regiões diferentes, tais como Afeganistão-Paquistão, Sudeste Asiático, China, Coréia, Índia, Japão e Himalaia.

Em se tratando de arte asiática, o Guimet é um dos melhores museus em Paris, melhor dizendo, do mundo, com um extenso acervo separado cuidadosamente para facilitar a visitação, que vai demandar um longo tempo do visitante.

O Museu Guimet conta tanto com exposições permanentes como também temporárias.

  • Endereço: 6 Place d’Iéna – 75116;
  • Horário de funcionamento: de quarta-feira a segunda-feira (10h às 18hs), terça-feira (fechado);
  • Ingresso: a partir de 8,50€.

12. Museu dos Esgotos

Acredite, existe um museu localizado nos túneis de esgoto, e pode ser descrito como um dos museus em Paris mais surreais. O Museu dos Esgotos de Paris garante uma vista diferente da cidade.

Em 1370, foi construído o primeiro esgoto coberto, onde despejava em um riachuelo. Com Napoleão I, era criado a primeira rede de esgoto coberto com uma extensão em torno de 30 km. Em 1878, um passo importante foi dado, a construção dupla de distribuição de água paralelo a uma rede de esgoto, porém dessa vez com 600 km de extensão.

Durante o passeio por corredores úmidos e um pouco escuro, o visitante aprende sobre sua história, desde os primórdios até o funcionamento atual. Entre explicações e fatos, uma delas chama atenção, a inundação que destruiu a Cidade Luz em 1910.

De fato, não é um passeio para qualquer um, mas aquele tipo de visitante que curte passeios inusitados (ou diria bizarros) que fogem do clichê habitual, certamente irá gostar desse passeio curioso, e também um pouco fétido.

  • Endereço: Face Au 93, Quai d’Orsay 75007;
  • Horário de funcionamento: de sábado a quarta-feira (11h às 17h), no período de 1 de maio a 30 de setembro;
  • Ingresso: a partir de 4€.

13. Museu Grévin

É um museu diferente em relação aos outros citados neste artigo, até por que trata-se aqui de um museu de cera, com personalidades de todas as áreas que marcaram a história mundial.

O acervo é grande e variado, com mais de 500 personagens desde políticos, atletas, cantores e atores, principalmente do cenário francês. O prédio onde o Museu Grévin está localizado está dividido em diferentes ambientes, além de possuir um teatro e um mirante.

Mas o visitante vai encontrar várias coisas interessantes, além das estátuas de cera (bastante realista). Em um dos espaços funciona a Exposição Universal de Paris de 1900, com jogos de luzes e sons, fazendo com que o visitante se sinta em diversas regiões.

Além de conhecer os fatos mais importantes ocorridos nos século XX, a história da França desde o período da Idade Média, o visitante não pode deixar de ir no teatro, que é fabuloso.

A melhor opção é comprar os ingressos online, com antecedência e sem riscos. Na Get Your Guide, o ticket para o Museu de Cera de Paris custa 24,50€.

  • Endereço: 10, Boulevard Montmartre;
  • Horário de funcionamento: de segunda-feira a sexta-feira (10h às 18h), sábado e domingo (9h30 às 19h);
  • Ingresso: a partir de 16,20€.

14. Museu Cluny

Também conhecido como Museu Nacional da Idade Média de Paris, conta com uma das coleções mais completas do mundo quando o assunto envolve arte e artesanato medieval.

Uma enorme variedade de objetos antigos, tais como tapeçarias, esculturas e marfins chamam a atenção dos visitantes no interior da mansão medieval, onde está localizado o Museu Cluny.

Apesar do museu ter mais de 23 mil objetos e obras em seu acervo, apenas 2.300 delas estão expostas. Além dos itens já mencionados, encontra-se no museu também armas, relicários, vitrais, lápides e escudos.

museu de cluny

Acima de tudo, é um dos museus em Paris com um acervo de coleções diferenciadas, principalmente se compararmos aos outros que existem a cidade, por isso acaba se tornando peculiar.

  • Endereço: 28, Rue du Sommerard, 75005;
  • Horário de funcionamento: de quarta-feira a domingo (9h15 às 17h45), segunda-feira (mesmo horário) e terça-feira (fechado);
  • Ingresso: a partir de 9€.

15. Museu Gustave Moreau

Um antigo hotel particular que foi transformado em museu localizado no 9° distrito parisiense. Ele está entre os “museus secretos” de Paris, que são espaços desconhecidos dos turistas e até mesmo dos moradores em alguns casos.

O Museu Moreau acolhe as obras de arte do pintor francês que dá nome ao local. Uma bela e larga escada caracol chama atenção dos visitantes pelo requinte e bom gosto. O estilo Belle Époque está presente em cada andar da casa, sempre com detalhes que impressionam, além das obras de Moreau.

Aqueles que apreciam arte e também decoração, vão gostar do museu que reúne ambas as coisas em um só lugar.

  • Endereço: 14 Rue de La Rochefoucauld – 75009 Paris;
  • Horário de funcionamento: aberto diariamente (10h às 17h15), fechado às terças-feiras;
  • Ingresso: a partir de 7€.

Dicas para visitar os museus em Paris

1. Saiba que existem alguns outros museus secretos em Paris, por exemplo: Museu de La Vie Romantique, Museu Nissim de Camondo e Museu de Montmartre.

2. É comum ter dias específicos em que os museus em Paris são gratuitos, contudo cada museu possui suas próprias regras. Geralmente, ocorre no primeiro domingo de cada mês, mas não é uma norma. No site oficial do turismo em Paris, é possível ver a relação de museus e espaços culturais com entrada gratuita. A parte negativa são as filas quilométricas.

3. Se o visitante pretende conhecer diversos museus em Paris por conta própria, pode ser mais útil (isto é, econômico) adquirir o Paris Museum Pass. Com o passe em mãos, é possível visitar mais de 60 monumentos e museus sem filas, os passes são válidos para 2, 4 ou 6 dias consecutivos, e pode ser comprado no site da Get Your Guide.

4. É obrigatório ter seguro de viagem para visitar Paris, na França. Sugerimos que faça uma simulação no comparador de seguro viagem do Euro Dicas Turismo para conferir as várias opções de seguro para a sua viagem à Europa.

Conheça também os principais monumentos de Paris, que você deve visitar e confira nosso roteiro na Cidade Luz.

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
COMPARTILHE
Autores

Jornalista, vive no Brasil e ama Portugal, tem passagens pela África, Europa e América do do Norte/Sul. Além da paixão por viagens, também adora animais e apoia projetos de conservação de vida selvagem na África do Sul e Brasil.

Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Escreve para seu site Vagas pelo Mundo sobre oportunidades de emprego, a experiência de morar fora, bolsas de estudo e vistos para morar no exterior.