Lisboa: tudo que você precisa sobre a capital do Fado e de Portugal

Visitar Lisboa  / 

A capital mundial do Fado, e de Portugal, tem mais belezas do que se possa imaginar. Além de contar um pouco da nossa própria história brasileira, Lisboa mistura um ar antigo com modernidade. Junte a tudo isso a deliciosa gastronomia portuguesa e vinhos de primeira qualidade, com preços melhores ainda.

Vai viajar para a Europa? Saiba todos documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.


Aproveite o melhor da Europa sem qualquer preocupação.

RECEBER GRÁTIS »

Se você ainda não foi chamado a conhecer os encantos lisboetas, inclua no seu próximo planejamento de viagem. Se já foi chamado e quer saber mais sobre Lisboa, e uma dica de mini roteiro de 2 dias na cidade, veio ao lugar certo.

Lisboa: guia de visita em 1 minuto

Vamos contar para você tudo o que precisa saber para visitar Lisboa e se encantar. Mas antes, veja o nosso Guia de Visita em 1 Minuto e inspire-se para conhecer a capital portuguesa.

Onde fica a cidade de Lisboa

Lisboa é a capital de Portugal e a cidade mais populosa do país. Fica bem no centro de Portugal, com uma população de mais de cerca de 3 milhões de pessoas.

Lisboa é, ainda, o farol da lusofonia: a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, que tem sede na cidade. Também é considerada a capital mais ocidente do continente europeu, situada na costa atlântica.

Como ir à Lisboa

Companhias aéreas saindo de cidades brasileiras à Lisboa são várias. A TAP, por exemplo, oferece voos diretos para a capital portuguesa saindo de Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Fortaleza, Manaus, Recife, Porto Alegre, Natal, Salvador, Rio de Janeiro e São Paulo. Assim como a Latam voa direto saindo da capital paulista.

Outras companhias aéreas também fazem o voo, só que com conexões. Chega-se à cidade através do aeroporto Humberto Delgado.

Para buscar voos diretos, ou com escala, para Lisboa, recomendamos que se faça uma comparação entre diversas companhias aéreas. Sugerimos que utilize o site Kayak, que apresenta os melhores preços, de acordo com as datas possíveis. Ainda é possível colocar alertas de passagens, para receber sempre a baixa ou o aumento dos preços.

Se estiver em outras cidades europeias, ainda é possível chegar à Lisboa através de carro, ônibus e trem (comboios). A principal estação da cidade é a Lisboa Oriente, que está na linha vermelha do metrô. De lá, também é possível sair da cidade para outros destinos portugueses, como Porto e Coimbra.

Elétrico Lisboa

Vai ficar 2 dias em Lisboa? Saiba o que ver na capital.

Como se locomover em Lisboa

É fácil se locomover em Lisboa. São diversos os transportes públicos oferecidos na cidade, desde trem (comboio), metrô, bonde eléctrico e ônibus (autocarro).

Mas também aproveite para andar a pé: mesmo com algumas ladeiras, a cidade é muito bonita para se ver caminhando.

Para pagar, você pode utilizar 3 opções:

  • Bilhete único: o ticket avulso pode ser comprado nas maquininhas e custa 1,55€. O ticket de trem depende do destino final. O valor mais barato é 4,50€;
  • Cartão Viva Viagem ou 7 Colinas: são passes recarregáveis e os dois possuem as mesmas funções. O bilhete custa um pouco mais barato, 1,45€, se for utilizado em um deles. Vale para ser utilizado em metrô, ônibus, eléctricos e barcas. Para recarregar, utilize as máquinas do metrô e das estações de trem. Também em bancas de jornais, lotéricas ou diretamente nos postos de venda da Carris;
  • Lisboa Card: é possível andar em todos os transportes. O Lisboa Card, com passes de 24, 48 ou 72 horas, além de dar acesso gratuito às principais atrações da cidade, inclui acesso ilimitado ao sistema de transporte público. Válido pela duração que você adquiri-lo. O Lisboa Card custa a partir de 20€, por pessoa.

Para se locomover dentro da cidade, utilize uma dessas opções, ou mais de uma delas combinadas:

Metrô

O chamado Metropolitano de Lisboa, ou só metro, é uma das principais formas de locomoção na cidade. No total, são 4 linhas com 56 estações. O horário de funcionamento vai das 6h30 à 1h da madrugada.

São elas:

Viaje sempre com internet no celular

Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia.

O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

VER PLANOS »
  • Verde: Cais do Sodré – Telheiras;
  • Azul: Linha Reboleira – Santa Apolónia;
  • Vermelha: São Sebastião – Aeroporto;
  • Amarela: Odivelas – Rato;

Ônibus (Autocarros)

São mais de 600 autocarros rodando a cidade em 146 rotas. As principais linhas circulam entre a Praça do Comércio, o aeroporto, o Parque das Nações e Belém.

Cada ônibus funciona com um horário diferente. Porém, a maioria começa a circular a partir das 6h da manhã e termina por volta das 21h. Algumas linhas mais importantes estendem o funcionamento até meia-noite.

Bondes

Os famosos bondinhos amarelos de Lisboa. Além de meio de transporte, eles são atrações turísticas. São cinco rotas e 57 bondinhos no total. Lá, eles são chamados de “eléctricos”. 40 deles ainda são tradicionais, ou seja: pequenos, com uma pitada de nostalgia e ótimo para tirar fotos.

Os mais famosos são: o 28, que leva do Castelo de São Jorge ao Bairro Alto e o 15, que vai até Belém, saindo do Cais do Sodré, próximo à Praça do Comércio.

Elevadores ou Funiculares

São 3 funiculares. Eles parecem os tradicionais bondes amarelos, e servem para subir as ruas mais longas e inclinadas. Além do Elevador de Santa Justa, os outros 3 são: Elevador da Lavra, Elevador da Glória e Elevador da Bica.

O Elevador de Santa Justa é uma das formas mais rápidas de ir da Baixa ao Bairro Alto. O formato dele é diferente, mais parecido com um elevador.

Ônibus turístico

Opção indicada para quem tem pouco tempo e quer ver a cidade do alto são os ônibus turísticos. O Circuito 2 em 1 do Ônibus Hop-On Hop-Off dá direito a um bilhete de 48 horas de duração, com 2 circuitos. Custa a partir de 18€, por pessoa.

Leia mais sobre os transportes em Lisboa e planeje sua viagem.

Conheça mais sobre a história de Lisboa

A história da cidade de Lisboa passa pelos fenícios, por quem foi fundada sob o nome de Alis Ubbo, que significa porto seguro. Pouco depois, foi conquistada pelos gregos. Passou a ser a capital da Lusitânia Romana, sob o nome de Olissipo.

Em 711, Lisboa foi dominada por muçulmanos, que lhe deram o nome de Al-Ushbuna. A cidade foi recuperada por Afonso II, entre os anos de 798 e 808. Foi nesse período que se estabeleceram as bases da expansão marítima de Portugal.

A partir do século XV, o porto da cidade tornou-se um dos mais importantes do mundo. Foi ali que se estabeleceu a Casa Guiné e Mina, dando grande riqueza ao centralizar em Lisboa o comércio com as costas de Cabo Verde.

Foi em 1640 que restaurou-se a independência, depois que o rei espanhol Felipe II havia sido reconhecido rei de Portugal. Após a independência, e as riquezas encontradas no Brasil, retornou a época de esplendor de Lisboa.

Um terremoto atingiu a cidade em 1755, causando grande destruição. Utilizando as riquezas de Minas Gerais, o Marquês de Pombal reconstruiu a cidade Baixa. Em 1910, foi proclamada a república.

Lisboa Praça do Comércio

Portugal também ainda viveu sob período de ditadura com Salazar, em 1932. O período, que deixou Lisboa sofrida, durou até 25 de abril de 1974, com a Revolução dos Cravos.

Em 1986, Portugal finalmente aderiu à União Europeia. Em 1998, Lisboa foi a sede da Exposição Universal, que transformou completamente a cidade.

10 pontos turísticos em Lisboa que devem constar no seu roteiro

Lisboa é recheada de atrações turísticas que fazem parte da própria cidade, como a Praça do Comércio, do Rossio e do Marquês de Pombal.

A cidade das 7 colinas, como é chamada, pede para ser vista do alto de seus elevadores, do Castelo de São Jorge, ou ser curtida em seus bairros boêmios, como Alfama, Chiado e Bairro Alto.

Para conhecer as atrações pagas, o Lisboa Card é sempre uma boa opção, pois inclui transporte e acesso aos principais locais.

Se preferir, contrate transportes que deixem próximos às atrações, ou que façam passeios pela cidade. Como, por exemplo, o Cruzeiro e Bilhete de Ônibus Hop-On Hop-Off 48 Horas. Custa a partir de 31,50€, por pessoa.

Veja a lista dos 10 pontos turísticos que não devem faltar no seu roteiro por Lisboa.

1. Praça do Comércio

A Praça do Comércio em Lisboa é a praça mais importante da cidade. Durante muitas décadas, aqui foi o local utilizado como porta para o comércio marítimo. Construída onde estava o Palácio Real, que foi destruído no terremoto de 1755.

Ela é formada por um conjunto de edifícios e está à beira do Rio Tejo. Ali perto, está a estação fluvial Cais do Sodré, de onde saem os barcos e as excursões que cruzam o Tejo.

Lá na Praça do Comércio, confira duas atrações mais especiais. A primeira delas é o Arco Triunfal da Rua Augusta, localizada ao norte da praça, e onde dá início à rua com o mesmo nome, a principal da região da Baixa.

Foi construída pelo arquiteto Santos de Carvalho como uma homenagem à reconstrução da cidade pós terremoto. As estátuas que lá estão representam figuras históricas para Lisboa, como Vasco da Gama e o Marquês de Pombal.

A outra atração é a Estátua equestre de José I, esculpida em bronze por Machado de Castro, em 1775. Representa o rei José I durante a época do terremoto.

Localização: Praça do Comércio, 1100-148 Lisboa, Portugal
Como chegar: Metrô – Estações Terreiro do Paço (linha azul) ou Baixa/Chiado (linhas verde e azul)
Horário de funcionamento: 24h por dia
Ingressos: espaço público gratuito

2. Castelo de São Jorge

Representando uma história de mais de 8 séculos e luta, o Castelo de São Jorge é um dos locais que mais marcaram a cidade.

Foi construído para proteger Lisboa dos romanos. A cidade foi se formando na parte traseira do castelo, crescendo e se tornando o que é hoje. É possível ver a construção do Castelo de São Jorge de várias áreas de Lisboa, por conta de seu tamanho e por ficar em cima de uma colina.

Castelo de São Jorge LIsboa

Para chegar ao Castelo, é possível utilizar ônibus ou bonde elétrico. Ele fica localizado no alto de uma ladeira e parte do trajeto é mesmo feito a pé. Por ser uma das atrações mais visitadas de Lisboa, sugerimos a compra antecipada do ingresso.

Você pode optar por uma opção de entrada sem fila para Castelo de São Jorge, com uma recepção de 15 minutos de introdução ao castelo, visita ao sítio arqueológico e as ruínas mouras. Custa 24,50€, por pessoa.

Endereço: Rua de Santa Cruz do Castelo, 1100-129 Lisboa, Portugal
Como chegar: Ônibus (Autocarro) 737 ou Bonde Elétrico 12E ou 28E
Horário de funcionamento: 1º de novembro e 28 de fevereiro funciona das 9h às 18h; de 1º de março a 31 de outubro, funciona das 9h às 21h
Ingressos: 10€

3. Elevador de Santa Justa

O Elevador de Santa Justa liga as ruas do Ouro e do Carmo ao Largo do Carmo. Também conhecido como Elevador do Carmo, ele foi construído em ferro há mais de 100 anos, lá de cima é possível ter uma das mais bonitas vistas de Lisboa.

Endereço: Rua do Ouro, 1150-060 Lisboa, Portugal
Como chegar: Metrô – estações Rossio, Terreiro do Paço ou Baixa/Chiado
Horário de funcionamento: Todos os dias entre os meses de maio a outubro, entre 7h30 até às 23 horas. Nos meses de novembro a abril o horário muda: funciona todos os dias, das 9h às 21 horas;+
Ingressos:
Bilhete para conhecer somente o miradouro: 1,50€
Bilhete para subir no elevador e ter acesso ao mirante: 5,15€
O mesmo cartão do metrô de Lisboa, o Viva Viagem, pode ser usado no elevador. Cada viagem irá custar 1,45€

4. Alfama

O bairro fica aos pés do Castelo de São Jorge e é a casa do Fado em Lisboa. A partir do bonde número 28 chega-se ao topo do bairro, com uma vista preciosa para a cidade. Na descida, ainda no bairro, está a Igreja e Museu de São Vicente de Fora, onde está a maior coleção de azulejos barrocos do mundo.

A Alfama, com suas ruas estreitas e de paralelepípedos é o bairro mais antigo da cidade. Os becos e vielas datam de tempos medievais. A Alfama representa a Lisboa de antes do terremoto de 1755.

Por ali, ainda estão o Museu do Fado e as ruínas de um Teatro Romano, datado do século I a.C. Também na Alfama está a Igreja de Santo António de Lisboa, onde o famoso santo casamenteiro nasceu, em 1195.

Localização: Alfama, Lisboa, Portugal
Como chegar: Bonde 28, Panteão Nacional
Horário de funcionamento: 24h por dia
Ingressos: espaço público gratuito

5. Mosteiro dos Jerônimos

O Mosteiro dos Jerônimos é uma das Sete Maravilhas de Portugal. Foi classificado como Monumento Nacional, desde 1907, e como Patrimônio da Humanidade.

Recebe quase um milhão de visitantes por ano e guarda os túmulos de Dom Manuel I e seus descendentes. Além de heróis nacionais como Vasco da Gama, Luiz Vaz de Camões e Fernando Pessoa. Eles estão enterrados na capela-mor da Igreja e em algumas laterais.

Com arquitetura imponente, foi construído no ano de 1501 a mando de Dom Manuel I. Vale a pena passar um tempo a analisar a fachada. Lá, encontram-se alguns detalhes misteriosos relativos à era dos descobrimentos.

Veja tudo sobre os ingressos para o Mosteiro dos Jerónimos. Evite a fila da bilheteria, e adquira seu ingresso antecipado.

Endereço: Praça do Império 1400-206 Lisboa, 1400-206 Lisboa, Portugal
Como chegar: Ônibus linhas 28, 727, 729, 714 e 751; Metrô e trem – estação Belém; Eléctrico 15
Horário de funcionamento: Entre outubro e abril, de terça a domingo, das 10h às 17h30; De maio a setembro, das 10h às 18h30
Ingressos: 10€
Entrada gratuita no 1º domingo de cada mês

6. Padrão dos Descobrimentos

O monumento histórico fica na região de Belém e mostra nomes conhecidos da história portuguesa e brasileira. É uma escultura com Dom Henrique, o Navegador, à prova, com uma caravela nas mãos. Ao lado, nomes conhecidos da nossa própria história brasileira, como Bartolomeu Dias, Vasco da Gama, Camões, Fernão de Magalhães e Pedro Álvares Cabral.

No Padrão dos Descobrimentos conta com uma ala de exposições e um estreito mirante. Lá, também é possível contemplar o Rio Tejo e, claro, tirar uma fotografia na imensa rosa-dos-ventos, bem na entrada.

Se quiser conhecer mais a região onde ele fica, faça uma Excursão de ônibus panorâmico Hop-On Hop-Off por Belém. Ele passa por toda a região, incluindo o Mosteiro dos Jerônimos, a Torre de Belém e o Museu dos Coches.

Endereço: Av. Brasília, 1400-038 Lisboa, Portugal
Como chegar: É possível chegar com os mesmos meios de transporte usados para ir à Belém
Horário de funcionamento: De março a setembro, todos os dias, das 10 às 19 horas; De outubro a fevereiro, de terça a domingo, das 10h às 18 horas
Ingressos:
Exposição, filme e miradouro: 6€
Somente exposição: 3€

7. Torre de Belém

Próximo ao Padrão do Descobrimento, fica a Torre de Belém que é um dos principais cartões postais da cidade. Além de poder apreciar a Torre de Belém, é possível subir até o topo e ter uma vista maravilhosa de toda Lisboa e do Rio Tejo.

Uma ótima dica para um fim de tarde: o pôr do sol visto dali vale uma fotografia para guardar. Para subir até o topo, confira como adquirir ingressos para a Torre de Belém no nosso artigo.

Endereço: Av. Brasília, 1400-038 Lisboa, Portugal
Como chegar: É possível chegar com os mesmos meios de transporte usados para ir à Belém
Horário de funcionamento: De outubro a abril, das 10h às 17h30; De maio a setembro, das 10h às 18h30. Fecha às segundas-férias
Ingressos:
Adultos: 6€
Mais de 65 anos: 3€
Até 12 anos: entrada gratuita

8. Oceanário de Lisboa

O incrível Oceanário de Lisboa foi inaugurado em 1998, no Parque das Nações, espaço feito para a realização da Expo 98. Já é considerado o maior aquário fechado da Europa: seu aquário central conta com 5 milhões de litros de água salgada.

Oceanário Lisboa em Portugal

Com uma totalidade de 8 mil seres de 500 espécies, mostra a complexidade dos oceanos do mundo dividido em quatro partes de habitats marinhos, que criam a ilusão de que os visitantes estão em pleno oceano.

Endereço: 1990-221 Lisboa, Portugal
Como chegar: Metrô e trem – estação Oriente; Ônibus linhas 5, 25, 28, 44, 705, 725, 728, 744, 708, 750, 759, 782, 794
Horário de funcionamento: Todos os dias, das 10h às 20 horas, tendo sua última entrada às 19 horas. No inverno, o funcionamento é até mais cedo: das 10h às 19 horas, com última entrada às 18 horas
Ingressos:
– Exposição Permanente:
4 a 12 anos: 11€
13 a 64 anos: 16€
Visitantes com mais de 65 anos: 11€
Família (2 adultos + 1 crianças de até 12 anos): 42€
– Exposição Permanente + Temporária:
4 a 12 anos: 13€
13 a 64 anos: 19€
Visitantes com mais de 65 anos: 13€
Família (2 adultos + 1 crianças de até 12 anos): 50€
O site Get Your Guide oferece o ingresso para o Oceanário de Lisboa simples.

9. Chiado e Bairro Alto

Local que representa a chamada boêmia alternativa lisboeta, é na região do Chiado e do Bairro Alto onde a programação noturna é mais quente em Lisboa.

Totalmente reconstruído após o incêndio de 1998, destaca-se no Chiado as ruas do Carmo, com as ruínas de sua igreja, e a Garret.

Já o Bairro Alto representa a Lisboa mais alternativa, com ruas cheias de grafite. Ali está, também, a Praça Luís de Camões, um dos cenários da Revolução dos Cravos. Fica entre os dois bairros.

É nessa região, também, que fica, por exemplo, a ancestral Livraria Bertrand, aberta em 1732. É ali, também, que fica o conhecido café “A Brasileira”, uma das cafeterias mais famosas da cidade, com uma escultura de Fernando Pessoa na porta.

Localização: Chiado e Bairro Alto, Lisboa, Portugal
Como chegar: Metrô – Estação Baixa/Chiado (linhas verde e azul) ou eléctrico 28
Horário de funcionamento: 24h por dia
Ingressos: espaço público gratuito

10. Praça Marquês de Pombal

Dizem que a Praça Marquês de Pombal dá início a uma nova Lisboa. Seu nome se deve ao governador de Lisboa entre os anos de 1750 e 1777 e é o centro moderno da cidade.

Situada ao lado do Parque Eduardo VII, no final da Avenida da Liberdade, ao centro está o monumento ao homenageado da praça junto a um leão, símbolo do poder. Vá passeando a partir da Baixa até a Avenida da Liberdade e veja a Praça Marquês de Pombal.

Localização: Praça Marquês de Pombal, Lisboa
Como chegar: Metrô – Estação Marquês de Pombal (linhas amarela e azul)
Horário de funcionamento: 24h por dia
Ingressos: espaço público gratuito

Confira o que fazer de graça em Lisboa.

Mini roteiro em Lisboa: o que fazer em 2 dias

Para conhecer de forma tranquila a cidade de Lisboa, o ideal são 3 dias, no mínimo, na cidade. No entanto, se você só tem 2 dias, separamos aqui o que de mais interessante pode ser visto.

Primeiro dia em Lisboa

No seu primeiro dia na cidade, caminhe por Lisboa. Comece pela por um dos principais cartões postais da cidade Praça do Comércio, que é também onde fica o Arco Triunfal da Rua Augusta.

Na sequência, siga até a região da Praça do Rossio. O ideal é ir caminhando, pois é bem perto: apenas 8 minutos a pé. Ou suba no ônibus turístico. Siga até a Rua do Ouro e confira a sua primeira vista da cidade subindo o Elevador de Santa Justa, na região da Baixa de Lisboa.

Situado bem no centro da cidade de Lisboa, o Elevador é como um sistema de transporte público da cidade. Ele liga as ruas do Ouro e do Carmo ao Largo do Carmo.

De lá, siga para outro cartão postal e uma das principais atrações da de Lisboa, o Castelo de São Jorge, com seus mais de 8 séculos de história. Você consegue ver o Castelo estando em várias áreas da cidade, mas recomendamos fortemente que você suba até lá para admirar a vista.

Do Castelo de São Jorge, siga para Alfama. Na descida, se quiser, dê uma parada na Igreja e Museu de São Vicente de Fora. A entrada custa 5€, se quiser ver com mais detalhes.

Se o seu primeiro dia em Lisboa for uma terça-feira ou sábado, pare na Feira da Ladra, o mercado de pulgas mais famoso de Lisboa. Mesmo não comprando nada, só o passeio já vale a pena. Tradicional, fica ali perto, ao lado do largo de São Vicente. Funciona das 8h às 18 horas.

Aproveite e faça uma visita à igreja do santo casamenteiro: a Igreja de Santo António de Lisboa.

De noite, assista a um show de fado no lugar onde ele nasceu, na Alfama. Uma sugestão é unir um Fado ao vivo e um jantar tradicional, ou vá a uma apresentação de Fado vadio.

Segundo dia em Lisboa

O segundo dia do seu mini-roteiro por Lisboa começa por conhecer Belém e suas atrações. É possível chegar lá de diversas formas: usando o eléctrico 15, que sai tanto na Praça da Figueira como na do Comércio, com destino a Algés. Desça na parada Pedrouços.

Se preferir ir de ônibus, pegue as linhas 28, 727, 729, 714 e 751. Ou, faça uma Excursão Guiada a Belém, com duração de 2 horas e meia, e passando por todas as atrações de Belém. Chegando lá, é possível fazer todos os passeios a pé.

Comece seu passeio pelo Mosteiro dos Jerônimos. Depois, visite os outros dois monumentos aos pés do Rio Tejo. Se entardecer, você vai admirar o pôr do sol mais bonito de Lisboa.

Uma outra opção para admirar Belém é fazer a Excursão de ônibus panorâmico Hop-On Hop-Off por Belém. Ele passa por toda a região, incluindo o Mosteiro dos Jerônimos, a Torre de Belém e o Museu dos Coches.

Na sua última noite na cidade, vá para a região do Bairro Alto e Chiado, melhor programação noturna de Lisboa.

Confira nossos roteiros em Lisboa para 2, 3 e 5 dias na região.

Quando ir à Lisboa

De todas as capitais europeias, Lisboa é a que melhor combina um bom clima durante todo ano, seja inverno ou verão. As temperaturas são amenas nas duas estações. São, também, as mais caras.

Se você puder escolher, vá na primavera ou no outono. Junção de clima agradável mais baixa estação: melhores preços. A baixa temporada na Europa é o melhor custo benefício.

Top 5 de Lisboa: veja o que não perder na cidade.

Quanto custa uma viagem para Lisboa

Lisboa é conhecida por ser uma das cidades com melhores preços na Europa. Apesar de não ser mais essa pechincha, comer na cidade ainda é mais barato que Paris, Londres e Roma, por exemplo.

Para te ajudar com os custos, enumeramos aqui alguns itens que podem ser importantes no seu planejamento.

Passagens aéreas

Utilize comparadores para encontrar o melhor preço de passagens aéreas. Fizemos uma simulação, através do site Kayak, de viagem para abril de 2020, uma das melhores épocas para viajar à Lisboa.

Saindo de São Paulo a passagem mais barata é da companhia aérea Ibéria, em voo com escala em Madrid, por R$2.641, ida e volta.

Elevador de Santa Justa Lisboa

Seguro Viagem

Antes de fechar a sua viagem, é importante saber que Portugal é um dos destinos que fazem parte do Espaço Schengen. Isso quer dizer que é exigido um seguro viagem, com cobertura mínima de 30 mil euros, para entrar no país.

Sugerimos que você também pesquise em comparadores de seguro viagem. Fizemos uma simulação através do nosso comparador, uma parceria com o portal Seguros Promo.

Planos com bom custo benefício costumam custar uma média entre R$9,30 a R$22. Os valores podem variar, dependendo da quantidade de dias da sua viagem, da cotação da moeda local e do destino.

Ganhe desconto. Para pagar menos 10% do valor do seu seguro viagem, insira o nosso cupom de desconto EURODICAS5 (para ganhar 5% de desconto) na hora do pagamento e pague por boleto bancário (para ganhar mais 5%).

Tire todas suas dúvidas sobre o Seguro Viagem para Portugal no nosso artigo.

Hospedagem

Em Lisboa, são diversas as opções de hospedagem, em vários bairros. Sugerimos que você escolha alguns mais centrais, para facilitar a locomoção. Os preços podem variar desde 20€, em hostels, até 200€, em hotéis mais luxuosos. Ou mais.

Veja uma lista de hotéis e de hostels em Lisboa.

Alimentação de rua

Confira uma lista de preços médios de alimentação em restaurantes de Lisboa, parte importante de uma viagem à cidade. A gastronomia portuguesa é uma das melhores do mundo.

Item Preço
Refeição em um restaurante barato 8,50€
Refeição para duas pessoas em um restaurante de preço mediano 35€
Duas refeições em um restaurante de luxo 70€
Menu no McDonald 6,00€
Coca-Cola (garrafa de 330 ml) 1,35€
Cerveja 2,00€
Café ou cappuccino 1,50€
Água mineral (330 ml) 1,00€

 

Supermercado

Fazer compras em supermercado também é uma boa opção de economia. Principalmente para fazer pequenos lanches no decorrer do dia e entre os passeios. Veja uma relação de preços de itens básicos:

Item Preço
Garrafa de vinho 4,50€
Água (garrafa de 1,5 litro) 0,68€
Sanduíche de frango 5,02€
Leite (um litro) 0,66€
Queijo (um quilo) 7,85€
Pão branco (500g) 1,15€

 

Transporte

Um bilhete normal do metrô de Lisboa custa 1,55€. Nossa sugestão, caso você passe apenas 2 dias em Lisboa, é que utilize os cartões com transporte incluso, como o Lisboa Card.

Para 48 horas, de uso ilimitado, o valor é de 34€, e o cartão ainda oferece acesso gratuito e ilimitado ao sistema de transporte público. As viagens ainda gratuitas nos trens (comboios) da linha da CP para Sintra e Cascais.

Ou, utilize os cartões Cartão Viva Viagem ou 7 Colinas e inclua a quantidade de bilhetes que pretende usar.

Atrações

Aqui, o Lisboa Card também parece ser uma boa opção, pois ele inclui o acesso a 26 das principais atrações da cidade, além do acesso ao transporte público.

Dentre as atrações com entrada livre estão a Torre de Belém, Mosteiro dos Jerónimos e ao Elevador de Santa Justa entre outros.

Veja em detalhes os cálculos de quanto custa viajar para Lisboa em nosso artigo.

Onde ficar em Lisboa

Se for passar pouco tempo em Lisboa, nossa principal sugestão é que você aproveite a variedade de hospedagens na região da Baixa, Chiado, Bairro Alto, Rossio e Cais do Sodré.

A região do centro reúne o Bairro Alto e o Chiado, e fica bem próximo de alguns pontos turísticos mais visitados da cidade. Também é um local conhecido por sua noite, como já falamos. A animação noturna é garantida.

No Cais do Sodré, além de também ser um dos locais boêmios da cidade, fica bem próximo da Baixa, de Alfama, está ao lado do Mercado da Ribeira e da Praça do Comércio.

Na Alfama, bairro que onde reúne as principais casas de Fado, também conta com pequenas hospedarias, mais baratas.

Outra região bem amparada por hotéis é a Praça Marquês de Pombal e a Avenida da Liberdade. É local com grandes hotéis, principalmente os de rede, que costumam ter preços acessíveis, dependendo da época do ano. Além de ser próximo à estação de metrô e transportes públicos.

Hotel Categoria Estrelas Localização Preço médio
Hotel Palácio das Especiarias Luxo (melhor hotel) 4 estrelas Rua da Horta Seca n11, Misericórdia, 1200-170 Lisboa 146€
Casa do Mercado Lisboa Organic B&B Melhor custo benefício 4 estrelas Calçada de Salvador Correia de Sa 1, 1200-379 Lisboa 120€
Solar dos Poetas Mais barato Largo Luís de Camões 36 3ºD, Misericórdia, 1200-243 102€
Yes Lisbon Hostel Hostel 2 estrelas Rua São Julião, 148, Santa Maria Maior, 1100-527 28€
Host Bell Rooms&Suites Alojamento 2 estrelas Rua das Gáveas 41, Misericórdia, 1200-206 Lisboa 10€

 

Veja mais sugestões de onde ficar em Lisboa.

Onde comer?

Uma das partes mais gostosas da sua viagem à Lisboa certamente será a hora de comer. A rica gastronomia portuguesa tem pratos para todos os gostos. Quando for, busque no cardápio:

  • Mariscos e peixes: além do bacalhau, prato típico português, não deixe de experimentar também a sardinha;
  • Os queijos portugueses: eles diferem de acordo com a região. Ganham, inclusive, certificações de procedência. Uma sugestão: prove o queijo da Serra da Estrela. Não tem outro igual;
  • Vinhos: além do clássico vinho do Porto, o país produz uma grande quantidade dos mais clássicos. A região do Douro foi, inclusive, a primeira região demarcada de vinhos do mundo.

Veja algumas opções de onde experimentar tudo isso:

  • Tasca do Chico: pratos típicos no cardápio e apresentações de fado vadio. Vá na unidade da Alfama e veja as apresentações;
  • LX Factory: opção para qualquer hora do dia. Lugar para uma refeição ou drink. O espaço reúne arte, lojas e gastronomia. São diversas as opções de restaurantes e bares e você pode entrar no que mais te agrada durante o passeio;
  • Mercado Time Out: o antigo Mercado da Ribeira agora é um espaço criado pela revista Time Out Portugal, reúne as melhores ideias e negócios de Lisboa. Se é recomendado pela revista, vai para o mercado. São 24 restaurantes e 8 bares, além de espaços comerciais, quiosques e academia de cozinha. O espaço também tem sala de espetáculos. Fica no antigo Mercado da Ribeira;
  • Bairro do Avillez: para almoçar ou jantar na região do Chiado;
  • Taberna da Rua das Flores: também no Chiado, é uma verdadeira tasca portuguesa;
  • Cervejaria Ramiro: um clássico para quem gosta de comida portuguesa e frutos-do-mar.

Veja mais sugestões de restaurantes em Lisboa.

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
COMPARTILHE
Autor

Denise Mustafa é jornalista, fotógrafa e especializada em conteúdo e gerenciamento de marcas. Já passou uma temporada em Portugal, viajou bastante por aí e, agora vivendo no Brasil, escreve para grandes sites brasileiros de viagem, sempre à frente da sua Travessia Conteúdo & Branding, atravessando oceanos e contando suas experiências para outros viajantes.