Palácio de Versalhes: como visitar, transporte e ingressos

Visitar Paris  / 

A curiosidade de como viviam as monarquias nos séculos passados movimenta muitos turistas pelo Velho Mundo. Na França não seria diferente: o Palácio de Versalhes é uma das atrações mais visitadas, principalmente em viagens à Paris. E vale a pena.

Veja todas as informações para conhecer onde morou Luís XIV, Maria Antonieta, entre outros.

Informações sobre o Palácio de Versalhes

LOCALIZAÇÃO

Place d'Armes, 78000 Versailles

COMO CHEGAR

De RER, linha C

HORÁRIO

Das 9h às 18h30, de abril a outubro; das 9h às 17h30, de novembro a março

TICKET

20€

Conheça a história do Palácio de Versalhes

O Château de Versailles ou Palácio de Versalhes é um castelo real, com arquitetura barroca francesa, localizado na cidade de Versalhes. Antes de sua construção foi uma aldeia rural e hoje em dia constitui o subúrbio de Paris.

Tire pelo menos um dia inteiro para ter a experiência de conhecer o Palácio de Versalhes. Além de ser um dos símbolos da França, é uma forma de entrar a história do país.

Declarado há mais de 30 anos Patrimônio da Humanidade pela Unesco, o Palácio de Versalhes é um dos palácios mais conhecidos e admirados mundialmente.

Ocupado por diferentes monarcas até a Revolução Francesa, foi Luís XIV quem o transformou e instalou a corte em 1682.

A ideia de sua construção foi ter um local próximo de Paris, porém afastado dos tumultos e das doenças que assolavam a cidade.

Ali, Luís XIV podia governar e controlar a França, longe da população. Virou, então, símbolo da monarquia absoluta, sustentada pelo Rei até a Revolução.

O local, que era um pavilhão de caça de Luís XIII, se transformou no mais opulento palácio na Europa com mais de 2 mil janelas, 67 escadas, mais de 300 chaminés e 700 quartos.

A grandiosidade não está apenas no palácio central. Seus jardins, que são um dos espaços mais especiais de todo o complexo, foram construídos em 1661, com a ajuda de milhares de homens que transportaram diversos tipos de árvores para o local.

Dizem que um dos locais do Palácio também foi casa de Napoleão Bonaparte. Em 1789, o palácio deixou de funcionar como sede oficial do poder e tornou-se parte do Museu da História da França.

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

Palácio de Versalhes Grande Trianon

Confira a listas dos principais pontos turísticos de Paris.

O que ver no Palácio de Versalhes

É preciso dedicar tempo para conhecer por completo o Palácio de Versalhes. São diversos espaços que valem a pena a visita, como:

O próprio Palácio

São muitos os espaços com grande riqueza artística dentro do Palácio. O castelo real tem arquitetura barroca francesa.

Entre os locais de visita, os principais são os Grandes Aposentos do Rei e da Rainha, com milhares e elementos decorativos e detalhistas da época em que foi construído.

Galeria dos Espelhos (Galerie des Glaces)

Além do próprio palácio e seus belíssimos jardins, uma das coisas que mais impressionam é a Galeria dos Espelhos. Com 73 metros de comprimento, o local é recheado com 375 espelhos e é considerado um dos mais importantes espaços de todo o Palácio de Versalhes.

Seis cômodos foram “destruídos” por Luís XIV para que fosse criada esta galeria, que deveria imortalizar a glória do soberano.

A Galeria dos Espelhos foi local importante: ali foi assinado o Tratado de Versalhes, que pôs fim à Primeira Guerra Mundial, em 1919.

Domínio de Maria Antonieta

Também visite o Domínio, ou Propriedade, de Maria Antonieta. Este local engloba o palacete Petit Trianon, jardins e o Hameau, uma réplica de uma pequena fazenda, com um lago, casas rústicas, hortas, jardins e animais.

Era ali que a rainha, e esposa de Luís XVI, desfrutava de uma vida mais campestre. E, também, onde fazia muitas de suas festas, como pode ser visto no filme com o seu nome.

Dica: assista o filme “Marie Antoinette” antes de visitar Versalhes. Algumas cenas foram gravadas dentro do próprio Palácio.

Grande Trianon (Grand Trianon)

O Grand Trianon é um palácio construído nas proximidades: para chegar, utilize o trenzinho que faz o trajeto dentro do próprio complexo.

Seu exterior foi construído em mármore e serviu de local de estadia de reis e rainhas, desde 1690 até 1848.

Veja dicas de o que fazer em uma viagem para Paris com crianças.

Onde fica o Palácio de Versalhes

O Palácio fica na cidade de Versalhes. Veja a localização precisa:

Como chegar ao Palácio de Versalhes

É bem fácil chegar ao Palácio de Versalhes. Caso escolha um ingresso que não inclua o traslado, vá de RER, a rede de trens da capital francesa, saindo a partir de Paris.

Para ir até o Palácio de Versalhes, use a linha C com direção à Versailles Rive Gauche. Ou, se preferir, pegue o trem normal Versailles Chantiers na Gare Montparnasse.

Veja algumas dicas sobre o que fazer em Paris.

Ingressos para o Palácio de Versalhes

Os ingressos podem ser adquiridos direto na bilheteria do Palácio de Versalhes, ou online, no site oficial da atração ou no Get Your Guide.

Por ser uma das atrações mais populares da França, ela acumula filas de visitação, principalmente aos fins de semana, feriados e alta temporada. A melhor opção é comprar os ingressos online, com antecedência e sem riscos.

Quanto custa visitar o Palácio de Versalhes

Os preços variam conforme a intenção do visitante. O passaporte completo, com acesso total e guia de áudio, custa 20€ e inclui a visita ao Palácio, incluindo os Apartamentos Reais, a Galeria dos Espelhos e os Jardins de Versalhes.

Também está incluso um guia de áudio em 11 idiomas, as exibições temporárias e, de abril a outubro, o acesso ao show As Grandes Águas (sábados e domingos) e Jardins Musicais (terças e sextas).

O ingresso para o Grand Trianon deve ser adquirido à parte. Ele custa 12€ e a visita acontece após o meio-dia. Veja no site do Château de Versailles.

Outros tipos de ingressos, adquiridos diretamente no site oficial do Palácio de Versalhes, são:

  • Passaporte com Guia de Áudio sem filas e acesso prioritário: 35€
  • Visitas guiadas sem filas: 40€
  • Ingressos de entrada com guia de áudio sem acesso ao Trianon: 18€
  • Entrada sem filas com guia de áudio e transporte de Paris: 62€
  • Entrada sem filas e guia de áudio sem acesso ao Trianon: 26€
  • Visita guiada sem filas com transporte de trem de Paris: 52€

Entrada gratuita no Palácio de Versalhes

  • Menores de 18 anos e cidadãos da União Europeia entre 18 e 25 anos;
  • Crianças até 5 anos de idade;
  • No primeiro domingo do mês entre os meses de novembro a março.
  • Portadores dos cartões Paris Pass e Paris Museum Pass.

Palácio de Versalhes: outros tipos de ingressos

O Palácio de Versalhes é uma das atrações mais procuradas por viajantes que vão à Paris. Por isso, os ingressos esgotam rápido e as filas são extensas. Você pode adquiri-los a partir de sites parceiros, que oferecem mais regalias.

Todavia, garanta o bilhete antecipado e evite filas. Veja as opções:

Palácio e Jardins de Versalhes: Ingresso e Guia de Áudio em Português

Acesso de 1 ou 2 dias por todo o complexo do Palácio de Versalhes e guia de áudio. O Ingresso e Guia de Áudio para Palácio e Jardins de Versalhes inclui a entrada aos Jardins Musicais ou Espetáculo das Fontes, a propriedade de Maria Antonieta e o Trianon.

Ingresso: a partir de 20€ para 1 dia e 25€ para 2 dias

Excursão a Versalhes e Trianon Sem Fila com Guia de Áudio em Português

Com duração de 5 horas, a Excursão a Versalhes e Trianon Sem Fila com Guia de Áudio inclui os ambientes do Palácio de Versalhes, os jardins e a propriedade da rainha Maria Antonieta.

Ingresso: a partir de 36€

Palácio de Versalhes: Tour Guiado Sem Fila

Evite as longas filas para visitar Versalhes desfrutando de acesso prioritário ao Palácio com este Tour Guiado Sem Fila pelo Palácio de Versalhes.

Ingresso: a partir de 45€

A visita guiada foi incrível. Aprendemos toda a história do palácio, detalhes dos lugares, até sobre a vida e os compromissos cotidianos dos reis da época. – Mauricio, Brasil

Palácio e Jardins de Versalhes: Ingresso, Áudio e Traslado

Deixe Paris em um ônibus para visitar Versalhes em uma visita com guia de áudio no Palácio. Esse Tour no Palácio de Versalhes com Ingresso, Áudio e Traslado inclui os Jardins de Versalhes, o Grand e o Petit Trianon, além da Propriedade de Maria Antonieta.

Ingresso: a partir de 59€

Foi muito bom. Saída e chegada no horário. Ônibus parou bem perto da entrada e da saída. Mas sugiro que vá com guia ao invés de utilizar só o áudio guia. O palácio é fantástico e merece toda a atenção. – Marcela, Brasil

Excursão à Propriedade de Maria Antonieta e Grand Trianon

Se já tiver conhecido o Palácio e seus jardins, você pode adquirir o bilhete para ir apenas à Propriedade (Domaine) de Maria Antonieta e ao Grand Trianon. Eles ficam próximos um ao outro, com belos jardins no local.

Ingresso: a partir de 12€

Paris Pass

O cartão turístico Paris Pass também inclui entrada para Palácio de Versalhes, além de mais 60 museus e atrações.

O Paris Pass também permite que se utilize metrô, ônibus e trem gratuitamente. Ele tem 5 opções, de 2 a 6 dias. Pode ser adquirido no site Get Your Guide a partir de 109,90€, por pessoa.

Palácio de Versalhes Jardins

Veja mais dicas de ingressos para Versalhes.

Horário de funcionamento do Palácio de Versalhes

Os dias e horários de funcionamento Palácio de Versalhes mudam, de acordo com os meses do ano.

O Palácio de Versalhes fica aberto de 1 de abril a 31 de outubro, de terça a domingo, das 9h às 18h30. Nesse período do ano, o jardim está aberto à visitação todos os dias, das 8h às 20h30.

Já entre 1 de novembro e 31 de março, o Palácio funciona de terça a domingo, das 9h às 17h30 e o jardim fica aberto todos os dias, das 8h às 18h30.

O parque funciona todos os dias, das 7h às 20h30, exceto quando há neves ou ventos fortes.

Como falei antes, é um passeio que deve ser feito com calma e é necessário reservar um dia inteiro da sua viagem para que seus olhos e ouvidos consigam contemplar o que o suntuoso e gigantesco Palácio de Versalhes tem a oferecer.

Qual é a melhor época para visitar o Palácio de Versalhes?

Visitar o Palácio de Versalhes é maravilhoso em qualquer época e Versalhes é incrível o ano todo. Mas durante o inverno, o clima na região é bem frio para passear pelos jardins e bosques. Além disso, muitas esculturas são cobertas nesse período, para não ficarem desgastadas com as baixas temperaturas.

Então, se você puder visitar a região durante a primavera europeia, é ainda melhor! Isso porque grande parte de sua extensão é preenchida por grandes e bem cuidados jardins e nessa estação do ano ou próximo a ela os jardins estarão mais florescidos e bonitos!

O verão também proporciona um clima agradável para caminhar pelo Palácio de Versalhes e você poderá aproveitar bem melhor o tour.

Aproveite para conhecer os outros 10 monumentos mais visitados de Paris.

Dicas para visitar o Palácio de Versalhes

O complexo é bem grande. Para se locomover até o local onde ficam o Trianon e o Domínio de Maria Antonieta, temos algumas dicas:

  • É possível ir sim a pé. Leva cerca de 25 minutos de caminhada;
  • Um trenzinho ajuda no deslocamento. O ponto fica nos jardins do castelo, perto do restaurante La Flotille;
  • Você pode alugar um carrinho elétrico. Custa 34€ a hora e dá para passear pelos jardins e ir até o Grand Trianon e o Domaine. É preciso de carteira de motorista e reserva pelo telefone + 33 01 39 66 97 66;
  • De bicicleta ou de segway.

Paris no YouTube: 10 vídeos para morrer de amores pela Cidade Luz.

Curiosidades sobre Versalhes

O Palácio de Versalhes tem mais de 2.100 janelas, 350 chaminés, 700 quartos, 1.250 lareiras e 67 escadas. Se isso não for suficiente, ainda conta com um parque com mais de 700 hectares.

Dizem que, durante a sua construção, mais de 30 mil pessoas trabalharam simultaneamente para dar conta de erguer o gigantesco palácio.

Para impressionar ainda mais, além de ser muito grande em tamanho, o Palácio de Versalhes recebe, todos os anos, mais de 8 milhões de visitantes dos quatro cantos do mundo.

O que ver por perto do Palácio de Versalhes?

O complexo do Palácio é a maior atração da cidade de Versalhes. Por isso, nossa sugestão é que você adquira o ingresso que inclui acesso a tudo e curta o passeio de, pelo menos, um dia inteiro.

Aproveite os outros dias para descobrir a Cidade Luz com os melhores tours em Paris.

Veja uma lista de outras dicas que já escrevemos para você aproveitar melhor a sua viagem à capital francesa.

Planejando sua viagem para Paris

Para entrar na França é necessário ter um seguro viagem. O país faz parte do Tratado de Schengen, que exige um seguro com cobertura mínima de 30 mil euros.

Sugerimos que você confira os valores no nosso comparador de seguro viagem do Euro Dicas Turismo e escolha as melhores opções de seguro para a sua necessidade.

Nossos leitores ainda ganham desconto. Para pagar menos 10% do valor do seu seguro viagem, insira o nosso cupom de desconto EURODICASTURISMO (para ganhar 5% de desconto) na hora do pagamento e pague por boleto bancário (para ganhar mais 5%). Vale tanto para compras no nosso comparador, como diretamente no site do Seguros Promo.

Leve na sua viagem um roteiro em Paris de 5 dias. Boa viagem!

Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autores

Denise Mustafa é jornalista, fotógrafa e especializada em conteúdo e gerenciamento de marcas. Já passou uma temporada em Portugal, viajou bastante por aí e, agora vivendo no Brasil, escreve para grandes sites brasileiros de viagem, sempre à frente da sua Travessia Conteúdo & Branding, atravessando oceanos e contando suas experiências para outros viajantes.

Carolina é luso-brasileira, jornalista e especializada em Comunicação Empresarial. Desenvolve e revisa conteúdos para diversas mídias. Adora viajar o mundo, conhecer novas culturas e escrever sobre suas experiências. Tem prazer em dar dicas de restaurantes, hotéis e também em ajudar brasileiros que desejem morar em outro país.

Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Escreve para seu site Vagas pelo Mundo sobre oportunidades de emprego, a experiência de morar fora, bolsas de estudo e vistos para morar no exterior.