Roteiro Escandinávia: 7 a 15 dias pela modernidade e natureza nórdicas

Viajar pela Europa  / 

Conhecidos pela cultura viking, e bastante lembrados pelo frio extremo que toma as cidades no inverno, os países nórdicos guardam história, monumentos impressionantes, alto índice de desenvolvimento humano e qualidade de vida. Confira um roteiro pela Escandinávia, de 7 a 15 dias, passando por até 4 países, para ter uma experiência diferente de viagem.

Encontre o melhor pacote de férias para a Europa

Pacotes de Viagem, Circuitos, Multi Destinos, Cruzeiros.

Confira as promoções na Logitravel e garanta sua viagem dos
sonhos para a Europa.

VER OFERTAS DE FÉRIAS »

Como organizar seu roteiro pela Escandinávia

Os países nórdicos constituem a região europeia conhecida como setentrional. São eles a Dinamarca, Finlândia, Islândia, Noruega, Suécia, Ilhas Faroé e o arquipélago da Aland e da Groenlândia.

Dentro dessa constituição, podemos separar a Escandinávia entre Dinamarca, Suécia e Noruega e, em um termo mais amplo, inclui-se a Finlândia, as Ilhas Faroé e a Islândia. Sua origem vem de uma parte dos povos germânicos e dos vikings, sem fronteira definida, mas unidos pela sua história.

Para organizar um roteiro pela Escandinávia, você precisa saber primeiro que: o tempo de viagem será longo. Isso quer dizer que o ideal é separar uma boa quantidade de dias para percorrer a região.

Além disso, são destinos normalmente mais caros que o restante da Europa. Por isso, planeje-se o quanto antes e defina que lugares você deseja ir e qual a melhor rota.

Roteiro Escandinávia: como chegar e se locomover entre as cidades

Para circular entre a Dinamarca, Noruega e Suécia, por exemplo, o trem, o ônibus e o avião são alternativas.

Dependendo da quantidade de dias que você terá durante o seu roteiro pela Escandinávia, escolha o transporte que tenha melhor custo-benefício de valor e tempo de deslocamento.

Confira os valores dos trechos na área de voos do comparador Kayak, caso queira ir de avião. De trem, confira tarifas e tempo de viagem no site das companhias ferroviárias de cada país:

  • Noruega: a companhia norueguesa é a NSB;
  • Dinamarca: confira no site da DSB e da Oresundståg;
  • Suécia: a companhia ferroviária sueca é a SJ.

Se for para a Islândia, são apenas duas alternativas: avião, através do Aeroporto Internacional de Keflavík, ou de barco, com descida no porto de Reykjavik, a capital da ilha.

Por onde chegar?

Nosso roteiro começa e termina por países diferentes. Para encontrar os melhores valores com ida e volta de locais diferentes, faça uma comparação no portal Kayak.

Para isso, escolha a opção “várias cidades”. Coloque alertas de preços e acompanhe por email.

Saiba quanto custa viajar para a Dinamarca.

Roteiro Escandinávia: 7 a 15 dias

7 dias: entre a Dinamarca e a Suécia

Como já te alertamos, não recomendamos passar poucos dias nos destinos do roteiro pela Escandinávia, para que a viagem não seja tão cansativa.

Por isso, se você tiver apenas 7 dias de viagem, tenha em mente que os dias de chegada e partida são sempre os mais corridos.

Recomendamos que você visite as capitais da Dinamarca e da Suécia, dois dos principais países escandinavos e que, com certeza, já será uma ótima experiência.

Roteiro Escandinávia: 4 dias em Copenhaguen, na Dinamarca

Roteiro Escandinávia Copenhaguen

Dia 1: Copenhaguen

O roteiro pela Escandinávia começa pela bela cidade dinamarquesa de Copenhaguen. Como você vai começar por aqui, tire o primeiro dia para passeios mais curtos, para conhecer a cidade.

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

Se quiser passear pela cidade de ônibus turístico, veja o Copenhaguen Hop-On Hop-Off, com validade de 72 horas (3 dias).

Inicie passeando pelo Canal Nyhavn, no centro da cidade. Na sua margem, você vai se deparar com barcos encalhados no mar, pelas casas coloridas e pela Âncora Memorial, uma escultura em homenagem aos marinheiros abatidos na Segunda Guerra Mundial, que morreram defendendo a cidade dos ataques alemães.

Uma sugestão é fazer um passeio de Cruzeiro pelos Canais, saindo de Ved Stranden ou Nyhavn.

Canal Nyhavn

Localização: Nyhavn 30, 44 1058, 1058 København K, Dinamarca
Como chegar: Metrô: linhas 1 e 2 até Kongens Nytorv
Horário: todos os dias, 24 horas
Ingresso: entrada gratuita

De lá, siga para conhecer outro monumento da cidade, a Pequena Sereia de Copenhaguen, uma escultura de bronze, às margens do Mar Báltico.

Pequena Sereia de Copenhaguen

Localização: Langelinie, 2100 København Ø, Dinamarca
Como chegar: Ônibus: linha 26. Trem: estação Østerport
Horário: todos os dias, 24 horas
Ingresso: entrada gratuita

À noite, volte para as redondezas do Canal Nyhavn, onde estão os melhores restaurantes da cidade.

Dia 2: Copenhaguen

No segundo dia do seu roteiro pela Escandinávia, vá conhecer o Jardim do Rei, o parque mais antigo de Copenhaguen.

Se for em estações mais amenas, como primavera e verão, você vai ver grupos de pessoas fazendo piqueniques ou tocando instrumentos, além de diversas esculturas que decoram o bonito jardim.

Jardim do Rei

Localização: Øster Voldgade 4A, 1350 København, Dinamarca
Como chegar: Ônibus: linhas 26, 42, 6A, 184 e 185
Horário: todos os dias, 24 horas
Ingresso: entrada gratuita

No próprio Jardim do Rei, visite o Castelo de Rosenborg, que guarda tesouros há mais de 400 anos. Sua construção iniciou em 1606 e hoje ainda é um dos pontos turísticos mais visitados de Copenhaguen.

Nele, visite os aposentos reais, cuidadosamente decorados com móveis do século XVIII e pinturas históricas.

Castelo de Rosenborg

Localização: Øster Voldgade 4A, 1350 København, Dinamarca
Como chegar: Ônibus: 6A, 14, 42, 43, 184 e 185. Metrô e trem: estação Nørreport
Horário:
Horário de inverno: todos os dias, das 10h às 15h
O castelo fecha em algumas segundas-feiras, recomendamos que você consulte o site oficial da atração
Horário de verão: todos os dias, das 9h às 17h
Ingresso:
Adultos: 120kr
Estudantes credenciados: 85kr
Menores de 17 anos: entrada gratuita

Dia 3: Copenhaguen

O terceiro dia de viagem será dedicado a conhecer mais sobre a história e a cultura dinamarquesa.

Siga para o Museu Nacional da Dinamarca, que abriga tesouros vikings, múmias egípcias e objetos datados da chamada Idade do Bronze em uma enorme coleção. Este é o museu mais importante do país e, por isso, vale a visita.

Museu Nacional da Dinamarca

Localização: Prince’s Mansion, Ny Vestergade 10, 1471 København K, Dinamarca
Como chegar: Ônibus: linhas 1A, 6A e 26
Horário:
De terça a domingo: das 10h às 17h
Segundas-feiras: fechado
Ingresso:
Adultos: 95kr
Menores de 18 anos: entrada gratuita

Pelo resto do dia, vá conhecer Christiania, conhecido como o bairro hippie de Copenhaguen, e um dos mais impressionantes.

Foi ali que famílias dinamarquesas começaram a viver nos anos 70 como forma de estar alheio às normas da sociedade.

Conhecido como “A cidade livre”, é um dos bairros mais baratos e uma boa dica para fazer compras em Copenhaguen. Aproveite para comprar algumas lembrancinhas do seu roteiro pela Escandinávia.

Christiania

Localização: Cidade Livre de Christiania
Como chegar: Metrô: Christianshavn. Ônibus: linha 9A
Horário: todos os dias, 24 horas
Ingresso: entrada gratuita

Dia 4: Copenhaguen

E no seu último dia na capital dinamarquesa, aproveite para conhecer dois símbolos da cidade. O primeiro deles é o Palácio de Christiansborg, a residência da monarquia até 1974. Um dos pontos turísticos mais visitados de Copenhaguen, o local ainda recebe eventos da coroa.

Na visita, conheça os aposentos reais, as ruínas do Palácio, restos de duas construções anteriores, e os estábulos reais. O mirante da torre torna a visita ainda mais imperdível.

Palácio de Christiansborg

Localização: Prins Jørgens Gård 1, 1218 København, Dinamarca
Como chegar: Metrô: Gammel Strand. Ônibus: linha 2A
Horário:
Todos os dias das 10h às 17h
De outubro a abril fecha às segundas-feiras
Ingresso:
Adultos: 160kr
Estudantes credenciados: 140kr
Menores de 18 anos: entrada gratuita

Termine o seu primeiro destino do roteiro pela Escandinávia conhecendo mais uma das principais atrações de Copenhaguen: os Jardins de Tivoli.

Lá, você verá o desfile da Guarda do Tivoli, as famosas construções com características de diferentes lugares do mundo.

Os Jardins de Tivoli também guardam um parque de diversões, com montanhas russas e outros brinquedos de aventura. Adquira o Ingresso de 1 Dia com Atrações Ilimitadas nos Jardins de Tivoli com antecedência e evite filas da bilheteria.

Jardins de Tivoli

Localização: Vesterbrogade 3, 1630 København V, Dinamarca
Como chegar: Trem: estação central København H. Ônibus: linhas 2A, 12, 26 e 33
Horário:
De 4 de abril a 22 de setembro: de domingo a quinta, das 11h às 23h
Sextas, sábados e domingos: das 11h à meia-noite
Fechado no resto do ano, exceto no Halloween e Natal
Ingresso:
Maiores de 8 anos: 130kr
Crianças de 3 a 7 anos: 60kr
Menores de 3 anos: entrada gratuita
As atrações são pagas separadamente
Ingresso do parque Jardins de Tivoli: 130kr

Roteiro Escandinávia: onde ficar em Copenhaguen

Se quiser ficar próximo às atrações, a região central da cidade é bastante recomendada. Busque opções próximas ao Parque Tivoli e ao redor do Porto Nyhavn.

Para preços mais acessíveis, busque hotéis no bairro de Vesterbro.

Veja algumas opções:

  • Hotel Hotel 27 : hotel boutique próximo aos Jardins de Tivoli. Média da diária: 150€;
  • Wakeup Copenhagen – Borgergade: bom custo benefício, a 250 metros da Praça Kongens Nytorv. Média da diária: 100€;
  • Saga Hotel: hospedagem 2 estrelas localizado no bairro de Vesterbro. Média da diária: 87€.

Temos um artigo com mais opções de hotéis em Copenhaguen.

Roteiro Escandinávia: onde comer em Copenhaguen

A culinária dinamarquesa é cheia de diferentes sabores. Com preparo simples, não deixe de experimentar os pratos com salmão defumado e o guisado.

Veja sugestões de onde provar a gastronomia local:

Roteiro Escandinávia: 3 dias em Estocolmo, na Suécia

Se você tiver apenas 7 dias para percorrer o seu roteiro pela Escandinávia, nossa sugestão é que o segundo destino seja a capital e maior cidade da Suécia: Estocolmo.

Moderna e com origens nórdicas, é reconhecida como um dos melhores lugares para morar.

Roteiro Escandinávia Estocolmo

Fique os 3 últimos dias da viagem na cidade. Veja o que aproveitar:

Dia 5: Estocolmo

No seu primeiro dia do roteiro pela Escandinávia em Estocolmo, comece pela região central, a cidade velha, em Gamla Stan, a zona mais antiga. Se perca pelas ruelas e aproveite os principais pontos turísticos.

É aqui que também fica o agito, com muitos turistas e locais, em bares, restaurantes e lojas.

Também estão em Gamla Stan alguns dos edifícios icônicos de Estocolmo como a Catedral, o Palácio Real, o Museu do Prêmio Nobel, assim como a Sede do Parlamento Sueco, e a Prefeitura de Estocolmo, a sua próxima parada.

Gamla Stan

Localização: Gamla Stan
Como chegar: Metrô: estação Gamla Stan
Horário: todos os dias, 24 horas
Ingresso: gratuito

É na Prefeitura de Estocolmo que acontecem cerimônias importantes como, por exemplo, a de entrega dos prêmios Nobel.

Mas não só por isso: o interior da Prefeitura impressiona com salas grandiosas e mosaicos dourados, além da sala de banquetes. Sua torre de 106 metros de altura também pode ser visitada.

A visita à prefeitura só pode ser feita com tour guiado. Os ingressos são vendidos apenas no dia da visita e na própria bilheteria.

Prefeitura de Estocolmo

Localização: Hantverkargatan 1, 111 52 Estocolmo, Suécia
Como chegar: Metrô: estação Gamla Stan
Horário:
Tour guiado a cada meia hora a partir das 9h30
Visitas à Torre somente de maio a setembro, a cada 40 minutos, a partir das 9h10
Ingresso:
Tour:
De abril a outubro: SEK 110
De novembro a março: SEK 90
Torre: SEK 50

A última visita do dia é a Catedral de Estocolmo, a mais antiga igreja da cidade, que data de 1279. A visita vale pelo que ela guarda. Entre os objetos, uma escultura de São Jorge e o Dragão, de 1489.

A igreja segue a tradição luterana e abriga, inclusive, concertos. Fica próxima ao antigo Castelo Real e ao Palácio Real e é sede de importantes eventos da história da Suécia, como coroações, casamentos e funerais reais.

Catedral de Estocolmo

Localização: Trångsund 1, 111 29 Estocolmo, Suécia
Como chegar: Metrô: estação Gamla Stan
Horário:
De janeiro a abril e de outubro a dezembro: das 9h às 16h
De maio a setembro: das 9h às 17h
Entre junho e agosto: das 9h às 18h
Ingresso: SEK 60

De noite, faça uma excursão pela vida noturna da região de Gamla Stan, andando por bares em um grupo animado.

Dia 6: Estocolmo

Seguindo o roteiro pela Escandinávia, tire o segundo dia em Estocolmo para conhecer a Ilha dos Museus, em Djurgården.

A primeira parada deve ser o Museu de História Sueca, para entender como se deu a construção da capital e da própria Suécia.

Fundado em 1866, ele cobre a história arqueológica do país, desde o período Mesolítico, na Idade da Pedra, até os dias atuais. A coleção ainda mostra objetos históricos da monarquia sueca, uma galeria sobre os Vikings e a Sala de Ouro.

Museu de História Sueca

Localização: Narvavägen 13-17, 114 84 Estocolmo, Suécia
Como chegar: Metrô: estação Karlaplan; Ônibus 67 de Karlaplan até a estação Nordiska Museet
Horário:
De terça a domingo, das 11h às 17 horas. Na quarta, funciona até às 20h
Fechado às segundas
Ingresso: gratuito

De lá, siga caminho até uma das principais paradas de Estocolmo: o Museu Vasa. Em sua mostra está a lendária embarcação chamada de Vasa. Construída no século XVII, o projeto era para ser o maior navio de guerra da marinha sueca.

No entanto, a história não foi das melhores: após dois anos, o barco naufragou no dia de sua inauguração, apenas 20 minutos depois de partir.

Muitos tripulantes morreram e seu resgate aconteceu 3 séculos depois, virando item de exposição. O impressionante navio está no centro do museu.

Resgatado praticamente intacto, é possível ver quase 100% de sua estrutura original.

Museu Vasa

Localização: Galärvarvsvägen 14, 115 21 Estocolmo, Suécia
Como chegar: Metrô: estação Karlaplan; Ônibus 67 de Karlaplan até a estação Nordiska Museet
Horário: todos os dias, das 10h às 17h (às quartas-feiras, o museu fecha às 20h)
Ingresso: SEK 130

No final da tarde, ou de noite, faça um Cruzeiro pelo Canal Real, ao longo do canal de Djurgården. Ele sai de Strömkajen, no centro da cidade, e passa por parte das atrações da cidade. O passeio dura 50 minutos e custa SEK 230, cerca de 22€.

Dia 7: Estocolmo

Último dia de viagem. Se sua volta for só à noite, que é o que recomendamos, você ainda terá um dia livre para aproveitar mais algumas atrações da cidade.

De manhã, conheça o Palácio Real de Estocolmo, onde fica a residência oficial do Rei da Suécia. É lá que acontecem as recepções oficiais e outros eventos representativos do Rei.

Antes um castelo, destruído em um incêndio, o Palácio Real atual só terminou de ser construído em 1760. Com mais de 600 cômodos, distribuídos em 7 andares, porém nem todos são abertos a visitação.

Se quiser adentrar o Palácio Real, os visitantes podem ver os salões de Estado, o Rikssalen, trono de prata da rainha Kristina, e o Salão da Ordem da Cavalaria, o Ordenssalarna. O Tesouro, com as jóias da coroa, também estão para exposição.

A visita segue pelo Museu Tre Kronor, uma Capela, o Museu de Antiguidades de Gustavo III, Armaduras e Armas medievais e as carruagens de coroação.

Palácio Real de Estocolmo

Localização: Kungliga Slottet, 107 70 Estocolmo, Suécia
Como chegar: Metrô: estação Gamla Stan
Horário:
De terça a domingo
Outubro a abril: das 10h às 16h
Maio, junho e setembro: das 10h às 17h
Julho e agosto: das 9h às 17h
Ingresso: SEK 160

Termine sua viagem conhecendo o Parque Central da Cidade chamado deKungsträdgården. Datado dos idos de 1400, se tornou um dos locais mais importantes da cidade, principalmente pela sua localização.

É nele que acontecem festivais de comida, de música e de artes, além de eventos esportivos. Ótima parada no meio dos passeios, seja para conhecer, fazer um pic nic ou descansar, antes de se despedir de Estocolmo.

Parque Central da Cidade

Localização: Jussi Björlings allé 5, 103 91
Como chegar: Metrô: estação Kungsträdgarden
Horário: todos os dias, 24 horas
Ingresso: gratuito

Veja mais dicas de o que fazer em Estocolmo.

Roteiro Escandinávia: onde ficar em Estocolmo

O melhor local para se hospedar em Estocolmo é no centro, na região da cidade velha, nos arredores de Gamla Stan.

Próximo à Estação Central de Trem, de onde saem os trens que fazem o trajeto até o aeroporto, também são oferecidas algumas opções de hospedagem. Para os boêmios, a sugestão é o bairro de Södermalm.

Veja algumas opções:

Roteiro Escandinávia: onde comer em Estocolmo

A gastronomia nórdica é rica e diferente da nossa. Por estar em uma região de ilhas, você irá encontrar muitas opções de pratos típicos com frutos-do-mar e peixe.

Os hábitos na Suécia preservam a alimentação mais saudável, então prepare-se para comer bem.

Veja onde experimentar:

Confira outros pontos turísticos da Suécia.

15 dias: Inclua a Noruega e a Islândia no seu Roteiro pela Escandinávia

Se você dispõe de mais tempo para aproveitar a Escandinávia, damos mais uma sugestão: inclua a Noruega e a Islândia e fique 4 dias em cada um dos países.

Veja a continuação do roteiro:

Roteiro Escandinávia: 4 dias em Oslo, na Noruega

Aproveite mais ainda os países nórdicos e a Escandinávia. Se puder continuar a viagem, siga para a cidade de Oslo, na Noruega. Fique mais 4 dias aproveitando na capital do país.

Roteiro Escandinávia Oslo

Dia 8: Oslo

Dedique o seu primeiro dia em Oslo para conhecer a Fortaleza, ou Forte, de Akershus e toda a sua história. A localização não poderia ser mais bonita: perto do mar. Um dos passeios mais importantes da cidade.

De origem medieval, o Forte de Akershus foi cenário de diversas batalhas e é, hoje, uma das principais atrações turísticas de Oslo na Noruega.

Por estar junto ao mar, desempenhou um papel importante na história do país, tendo sido atacado em diversas situações.

Além disso, o Forte de Akershus também funcionou como prisão e, atualmente, ainda continua como zona militar que pode ser visitada pelos turistas. Também serve de local para eventos oficiais.

Na sua visita, percorra as diversas áreas do Forte como o Castelo, as salas onde importantes decisões foram tomadas, as masmorras, a cripta e os Museus da Defesa e da Resistência.

A entrada é gratuita mas, se quiser conhecer as partes obscuras da fortaleza, faça o passeio a pé de mito e lendas em Oslo, com guias especializados e histórias interessantes.

Forte de Akershus

Localização: Forte de Akershus
Como chegar: Bonde: linha 12
Horário:
Do dia 1º de maio até o dia 30 de setembro:
Porta principal: das 6h às 21h
Portas laterais: de segunda a sexta: das 7h às 21h
Portas laterais: de sábado e domingo: de 8h a 21h
Do dia 1º de outubro até o dia 30 de abril:
Porta principal: das 6h às 21h
Portas laterais: todos os dias das 10h às 21h
Ingresso: gratuito

Como esse será o dia da sua chegada à Oslo, provavelmente você não terá tempo para aproveitar outras grandes atrações. Tire a noite para assistir à um espetáculo na incrível Ópera de Oslo.

Na visita à Ópera, preste atenção ao edifício de mármore, que já virou icônico na cidade. A sua localização também é especial: fica nas margens do mar do Norte, em frente ao fiorde norueguês, o que faz com que um de seus palcos fique a 16 metros sob o nível do mar.

O auditório principal tem capacidade para 1.360 pessoas. Além da arquitetura do prédio, com uma fachada de mármore e vidro, o interior tem também uma decoração especial. Mas a visita vale, principalmente, pelo terraço, com um dos melhores mirantes de Oslo.

Ópera de Oslo

Localização: Kirsten Flagstads Plass 1, 0150 Oslo, Noruega
Como chegar: Trem e ônibus: Jernbanetorget
Horário:
De segunda a sexta, das 10h às 21h
Sábados e domingos, das 12h às 21h
Ingresso:
A entrada ao edifício é gratuita. Porém, paga-se ingresso caso queira assistir alguma apresentação. O valor varia, dependendo do espetáculo. Confira no site oficial da Ópera.

Dia 9: Oslo

No seu novo dia de roteiro pela Escandinávia, e segundo em Oslo, vá conhecer o principal museu da cidade e do país: a Galeria Nacional e veja as grandes obras guardadas no país, com a maior coleção de pinturas e esculturas do país.

Inaugurada em 1837, estão lá tanto obras clássicas como da arte moderna. São mais de 4.500 pinturas e cerca de mil esculturas, além de obras gráficas, gravuras e desenhos.

É aqui que está duas das grandes obras de Edvard Munch: O Grito e A Madonna.

Galeria Nacional da Noruega

Localização: Universitetsgata 13, 0164 Oslo, Noruega
Como chegar: Ônibus: Nationaltheatret, linhas 150, 160 e 250. Metrô: Stortinget. Bonde: Tullinløkka
Horário:
De terça a sexta: das 10h às 18h (quinta até as 19h)
Sábados e domingos: das 11h às 17h
Ingresso:
Adultos: 120kr
Estudantes e maiores de 60 anos: 95kr
Crianças entre 6 e 15 anos: 40kr
Menores de 6 anos: entrada gratuita

Na parte da tarde, aproveite para fazer um passeio de balsa e conhecer o Museu dos Barcos Vikings. O passeio e as lendas do museu valem a pena ser conhecidos em uma viagem à cidade.

Você irá conferir os navios vikings mais bem conservados do mundo. São 3 barcos conservados, que foram encontrados junto à restos de tapeçaria e móveis.

E se quiser mais detalhes, uma sugestão é a Excursão do Museu Explorers: Vikings Até Hoje, com duração de 4 horas, que passa pelo Museu dos Barcos Vikings.

Museu dos Barcos Vikings

Localização: Huk Aveny 35, 0287 Oslo, Noruega
Como chegar: De balsa até Bygdøy
Horário: todos os dias, das 9h às 18h
Ingresso:
Adultos: 100kr
Maiores de 60 anos e estudantes: 80kr
Menores de 18 anos: entrada gratuita

À noite, vá curtir uma das regiões mais agitadas da cidade: Aker Brygge

Dia 10: Oslo

Aproveite seu décimo dia de viagem e tire parte da manhã e da tarde para relaxar em uma excursão de barco pelos Fiordes de Oslo. O paraíso natural fica bem próximo da capital e possui uma paisagem única com a costa e as montanhas.

Desde 2005, os fiordes noruegueses são considerados Patrimônio da Humanidade por reunir cascatas, glaciares, bosques e altas montanhas.

São várias as opções de passeio, mas recomendamos 3:

À noite, siga para a curtição no bairro de Grünerløkka. Região com bares, músicos de rua e pubs alternativos, Grünerløkka é considerada a zona mais moderna de Oslo na Noruega.

Antes uma zona industrial e da classe trabalhadora, Grünerløkka agora é local principalmente de diversão noturna e, claro, para quem busca a parte mais festiva da cidade.

Grünerløkka

Localização: Grünerløkka
Como chegar: Bonde: linhas 11, 12 e 13
Horário: todos os dias, 24 horas
Ingresso: gratuito

Dia 11: Oslo

No seu último dia na cidade, vá conhecer 3 símbolos de Oslo. O primeiro deles é o Palácio Real de Oslo, ainda hoje habitado pela família real norueguesa.

Seu interior só pode ser visitado nos meses entre junho e agosto. Se for em outro período, preste atenção no exterior do edifício.

Abrigando uma capela, uma sala de baile, a sala do trono e a sala dos pássaros, o Palácio Real de Oslo, desenhado pelo arquiteto Hans Linstown, ainda conta com um jardim aberto ao público.

Suas árvores majestosas e esculturas de importantes personagens da história da Noruega podem ser vistos de maio a outubro.

Todos os dias, a partir de 13h30, acontece a troca da Guarda de sua Alteza Real, com um desfile de 40 minutos. Se quiser seguir o trajeto, a marcha inicia no Forte Akerhus.

O Palácio Real é uma das paradas do Passeio a Pé Essencial de Oslo com duração de 3 horas.

Palácio Real de Oslo

Localização: Slottsplassen 1, 0010 Oslo, Noruega
Como chegar: Bonde e ônibus: paradas Nationaltheatret e Slottsparken
Horário:
Tours pelo palácio:
Todos os dias das 10h às 17h
As visitas guiadas em inglês: todos os dias das 12h às 16h
25 de junho: fechado
Ingresso:
Adultos: 140 NOK
Crianças, estudantes e maiores de 60 anos: 110 NOK
Menores de três anos e pessoas com mobilidade reduzida: entrada gratuita

Termine o seu último dia na cidade em um incrível passeio pelo Parque de esculturas Vigeland. O lugar abriga as esculturas feitas pelo arquiteto Gustav Vigeland, que dedicou 20 anos de trabalho ao local, a grande obra de sua vida.

Gustav as esculpiu ao ar livre no antigo jardim de sua casa que se transformou em parte do parque. Com 32 hectares, é um super passeio na cidade.

Preste atenção à grande fonte de bronze, com seus seis gigantes, e a escultura do menino zangado, entre as mais de 200 que compõem o parque.

O melhor é que o grande museu ao ar livre fica aberto durante todo o dia, com entrada gratuita.

Parque de Esculturas Vigeland

Localização: Nobels gate 32, 0268 Oslo, Noruega
Como chegar: Bonde: linhas 12, 15 e 19. Ônibus: linha 20
Horário: todos os dias, 24 horas
Ingresso: gratuito

Roteiro Escandinávia: onde ficar em Oslo

A melhor região para ficar na cidade é no centro. É lá, também, o local com mais ofertas, tanto em hotel como em hostel.

Busque nos arredores do Teatro Nacional, da Estação Central e da Catedral de Oslo.

  • Grand Hotel: hotel 5 estrelas próximo ao Palácio Real. Média da diária: 258€;
  • Clarion Hotel The Hub: melhor custo benefício. Média da diária: 180€;
  • Citybox Oslo: hospedagem mais econômica, próxima à Estação Central. Média da diária: 87€.

Roteiro Escandinávia: onde comer em Oslo

Prepare-se para comer peixe: o salmão defumado é um dos principais ingredientes da culinária norueguesa. Mas não só: os pratos típicos também levam carne de alce, rena e aves selvagens.

Veja alguns bons lugares para comer essas iguarias:

Roteiro Escandinávia: 4 dias em Reykjavík, na Islândia

E com mais 4 dias de viagem, siga para a encantadora Islândia. Lugar ideal para quem gosta de natureza, suas cascatas, faunas e vulcões que formam a ilha fazem da viagem à Terra do Gelo e do Fogo, além de impressionante, uma aventura.

Roteiro Escandinávia Islândia

Dia 12: Islândia

Você vai chegar à ilha por Reykjavík, a capital da Islândia e a cidade mais povoada. Aproveite o primeiro dia para conhecer a cidade.

Vá ao Porto Velho, uma das áreas mais importantes e movimentadas da cidade, localizado no centro histórico. Preste atenção ao Harpa, um dos edifícios mais impressionantes de Reykjavik.

Se quiser visitar algum museu, a região conta com quatro: o Museu de Arte, o Volcano House, o The Saga Museum e o Minør. Com sorte, você conseguirá avistar baleias no Porto.

O passeio deve durar parte do dia. No final da tarde, siga em direção à Hallgrimskirkja, a emblemática igreja de Reykjavík. Por conta de sua arquitetura peculiar, o local tornou-se um símbolo da cidade e de toda a ilha.

É possível subir na torre de 74,5 metros e ter uma vista panorâmica da cidade, incluindo os arredores.

Hallgrimskirkja

Localização: Hallgrímstorg 101, 101 Reykjavík, Islândia
Como chegar: Ônibus: linhas 5, 11, 12, 13, 14, 15
Horário:
Abril a outubro
Hallgrímskirkja: Aberta todos os dias, das 9h às 17h
Torre Hallgrímskirkja: Aberta todos os dias, das 9h às 16h30
Maio a setembro
Hallgrímskirkja: Aberta todos os dias, das 9h às 21h
Torre Hallgrímskirkja: Aberta todos os dias, das 9h às 20h30
Ingresso:
Hallgrímskirkja
Geral: Grátis.
Subir à torre de Hallgrímskirkja
Adultos: 1000kr
Crianças de 7 a 16 anos: 100kr 
Crianças menores de 7 anos: grátis

Você pode terminar o dia conhecendo o Museu Perlan e sua exposição sobre as maravilhas da Islândia. Aprenda sobre a história da natureza local: certamente, saber mais sobre a geografia da ilha vai te ajudar a explorar melhor os passeios dos próximos dias.

Museu Perlan

Localização: Öskjuhlíð, 105 Reykjavík, Islândia
Como chegar: Ônibus: linha 18
Horário:
Maravilhas da Islândia: aberto todos os dias das 9h às 22h
Planetário Áurora: aberto todos os dias das 9h às 21h
Ingresso:
Adultos: 4500kr
Crianças dos 6 aos 16 anos: 2450kr
Crianças menores de 6 anos: grátis
Estudantes e aposentados: 3600kr

Dia 13: Islândia

Chegamos ao décimo terceiro dia do seu roteiro pela Escandinávia e a Islândia é um destino de natureza.

No seu segundo dia na ilha, vá conhecer Jökulsárlón, a famosa lagoa glacial e a maior do país, com mais de 200 metros de profundidade.

Ao lado da lagoa fica a Diamond Beach, ou Praia de Diamantes, onde é possível ver icebergs no rio Jökulsá.

A melhor forma de ir à Jökulsárlón é através de tours ou excursões. Sugerimos que você compre antecipadamente opções como a Excursão à Lagoa Glacial Jökulsárlón saindo de Reykjavik.

Dia 14: Islândia

Dia de se preparar para conferir um dos fenômenos mais bonitos da natureza e que acontece na Islândia: a Aurora Boreal. Mesmo acontecendo em outros locais nórdicos, dizem ser na ilha o melhor local para conferir as luzes do norte.

As auroras boreais são partículas provenientes do sol que, quando se chocam com a magnetosfera do planeta, com um contato entre o vento solar, o oxigênio, o nitrogênio e o hidrogênio formam um colorido impressionante no céu.

Vá de ônibus conferir a Aurora Boreal a partir de Reykjavik, em um tour com duração de 4 horas e guia especializado em inglês. O bilhete ainda inclui e entrada gratuita para o Museu Aurora.

Dia 15: Islândia

No seu último dia de roteiro pela Escandinávia, e na Islândia, vá conhecer o glaciar Vatnajökull, um enorme campo de gelo que ocupa praticamente 10% do território da Islândia.

Com um total de 8 mil quilômetros quadrados, o gelo chega a alcançar um quilômetro de espessura. É considerado o terceiro maior glaciar do mundo e o segundo da Europa.

No passeio, que tem duração de meio dia, os viajantes podem fazer trilhas e caminhar pelo campo de gelo.

Também vá em uma excursão com guias. Faça a Excursão Caverna de Gelo e Caminhada na Geleira em Vatnajökull, um passeio de 4 horas com vistas deslumbrantes.

Roteiro Escandinávia: onde ficar na Islândia

Nossa sugestão é que você se hospede na capital, em Reykjavík, e faça os passeios e excursões com grupos especializados.

Veja opções de hospedagem na capital da Islândia:

Roteiro Escandinávia: onde comer na Islândia

Se prepare para comer ainda mais frutos-do-mar no último destino do seu roteiro pela Escandinávia: a gastronomia da Islândia é basicamente baseada na pesca. Mas também é possível encontrar pratos à base de cordeiro.

Veja algumas opções:

  • Grillmarkaðurinn: para quem quiser fugir do peixe e comer uma boa carne;
  • Fiskelagid: para experimentar a culinária típica da ilha, com cardápio de frutos-do-mar e escandinava.

planejar viagem pela escandinâvia

Planejando sua viagem pela Escandinâvia

Quando estiver planejando seu roteiro pela Escandinávia, saiba que para entrar em todos os países que estão na sua rota é obrigatório ter um seguro viagem. Eles fazem parte do Tratado de Schengen, que exige um seguro com cobertura mínima de 30 mil euros.

Sugerimos que você confira os valores no nosso comparador de seguro viagem e escolha as melhores opções de seguro para a sua necessidade.

Aproveite o cupom EURODICASTURISMO e ganhe até 10% de desconto. Pagando com boleto bancário você garante 5% e com o cupom mais 5% de desconto. Vale tanto para compras no nosso comparador, como diretamente no site do Seguros Promo.

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autor

Denise Mustafa é jornalista, fotógrafa e especializada em conteúdo e gerenciamento de marcas. Já passou uma temporada em Portugal, viajou bastante por aí e, agora vivendo no Brasil, escreve para grandes sites brasileiros de viagem, sempre à frente da sua Travessia Conteúdo & Branding, atravessando oceanos e contando suas experiências para outros viajantes.