Viajar durante o inverno na Europa pode parecer uma ideia tentadora para algumas pessoas, mas bem arriscada para outras. Afinal, o inverno europeu é conhecido por frios bem rigorosos que quem vive em países mais quentes pode estranhar muito.

Mas mesmo para essas pessoas, eu garanto: viajar para o continente europeu durante o inverno pode ser uma experiência mágica e muito inesquecível.

Neste artigo, saiba quais são os melhores destinos, quanto custa viajar neste período e o que não pode faltar na sua mala para encarar o frio. Boa leitura!

Quando começa o inverno na Europa?

O inverno na Europa começa oficialmente no dia 22 de dezembro e termina no dia 20 de março. Essas são as mesmas datas do começo do verão no Brasil.

Considerar as estações do ano é fundamental para quem está planejando fazer um roteiro pela Europa. Afinal, o clima influencia muito a sua experiência final.

Como é o clima durante o inverno na Europa?

O clima do inverno na Europa varia consideravelmente de norte a sul do continente, e entre o início e o final da estação.

Por exemplo, durante o começo do inverno, os dias são muito mais curtos que as noites. Para se ter uma ideia, no auge do inverno, o dia começa a clarear por volta das 10h da manhã e anoitecer por volta das 16h — em algumas regiões. Quanto mais para o norte da Europa, menor fica o período de luz solar durante o dia.

Quanto mais o inverno se aproxima do fim, por volta de fevereiro e março, mais os dias voltam a se tornar mais longos. As temperaturas nesse período também começam a subir gradualmente, embora o frio ainda continue.

Inverno no norte da Europa

No norte da Europa, em países como na Escandinávia, Rússia e partes do Reino Unido, o inverno é mais rigoroso, com temperaturas muito baixas, neve abundante e longas noites escuras. Os dias frios que escurecem rápido começam mais cedo, entre setembro e outubro.

Para se ter uma ideia, as temperaturas podem variar entre -10°C a 5°C.Quanto mais para o norte do continente, mais baixas ficam as temperaturas.

Inverno no sul da Europa

Por outro lado, no sul da Europa, como na Espanha, Grécia e Itália, o inverno é mais ameno em comparação com o norte. As temperaturas são mais suaves, e a ocorrência de neve é menos frequente. Os dias mais rigorosos de frio costumam começar entre outubro e novembro.

Painel de farmácia na Bélgica, mostrando a temperatura de 14 graus.
Durante o inverno de 2022 na Bélgica, a maior temperatura foi de 14 graus. Foto: Lara Delgado

As temperaturas do sul europeu, durante o inverno, variam entre 0°C e 15°C, ou seja, um tanto quanto mais quente que as temperaturas do norte europeu, mas ainda assim, bem gelado.

Inverno é uma boa época para viajar para a Europa?

De forma geral, sim!

Contudo, essa resposta depende muito dos gostos pessoais de cada um. Afinal, enquanto algumas pessoas amam o frio, outras não suportam temperaturas baixas. Eu, por exemplo, amo o inverno e essa é a minha época preferida por aqui.

Para pessoas que gostam do frio ou não se importam com ele, o inverno é uma ótima época para se viajar para a Europa porque é o período mais festivo do continente. Me arrisco a dizer que mesmo as pessoas que não gostam do frio extremo gostariam da experiência apenas pelas festividades.

Atividades na neve

Viajar no inverno é uma excelente oportunidade para fazer atividades na neve na Europa. Por exemplo, dá para esquiar, fazer snowboard e caminhadas em alguns alpes.

Além disso, dá para fazer atividades simples, mas que são gostosas demais: fazer bonecos de neve, guerra de bolinhas e fazer anjinhos no chão com o próprio corpo são coisas muito renovadoras.

Isso, é claro, depende do país em que você vai ficar. Alguns países, sobretudo os mais ao sul do continente, têm pouca neve durante o inverno.

Economia e menos multidão

Como o inverno não é um período tão movimentado (quando comparado ao verão europeu, por exemplo), as passagens e acomodações ficam mais baratas. Afinal, estamos falando aqui da baixa temporada na Europa.

Ainda, as cidades ficam menos congestionadas de multidões, o que pode tornar a sua experiência mais agradável. Você encontrará menos lugares lotados, ruas mais tranquilas de se caminhar e mais ofertas de onde se hospedar.

Mercados e festividades de Natal

Sou bem suspeita para dizer que as feiras de Natal são o ponto alto do inverno europeu. Essa é a minha época preferida do ano e, quando as feiras começam, eu não paro mais em casa.

Mercados de natal são as principais atrações do inverno na Europa.
Mercado de natal em Ghent, na Bélgica. O mercado dura mais de um mês. Foto: Lara Delgado

Esses mercados de Natal na Europa reúnem todas as coisas boas da data festiva e do inverno: bebidas quentes, comidas gostosas, presentes, lembrancinhas, música boa e aconchego. Isso sem falar no show de luzes e de decoração que esses mercados têm.

Quanto custa viajar durante o inverno na Europa?

O valor de quanto custa para viajar para Europa durante o inverno pode variar bastante conforme o seu destino, a quantidade de dias que você ficará no continente, o seu roteiro e o mês de viagem. Esses fatores, vale lembrar, também influenciam nos preços das acomodações.

Para te ajudar a visualizar os valores, fizemos uma cotação de passagens aéreas saindo de São Paulo para algumas capitais europeias no Vai de Promo. Consideramos tanto as classes econômicas quanto as executivas para dez dias de viagem durante o inverno de 2024.

Destino Valor da Classe Econômica Valor da Classe Executiva
Praga, República Tcheca R$ 8.485,37 R$ 14.710,71
Helsinque, Finlândia R$ 5.331,66 R$ 16.018,78
Roma, Itália R$ 4.013,77 R$ 11.208,49
Berlim, Alemanha R$ 4.288,53 R$ 10.728,06
Bruxelas, Bélgica R$ 5.699,31 R$ 12.968,64

As cotações foram feitas em dezembro de 2023.

Viajar para Europa durante o inverno é mais barato?

Sim, é mais barato viajar durante o inverno na Europa. O verão é a alta temporada e os preços tendem a ser mais altos porque é justamente nesse período que acontecem as grandes férias escolares europeias.

Por conta disso, a demanda por passagens aéreas aumenta muito e, consequentemente, os preços também sobem. Além disso, preços de hospedagem e até restaurantes, costumam ter um valor mais elevado durante o verão.

A seguir, fizemos uma cotação de passagens para o verão de 2024 na Europa e consideramos duas das capitais da tabela acima, comparando com os preços de inverno. As cotações foram feitas no Vai de Promo para a classe econômica e saindo de São Paulo.

Destino Preço durante o inverno de 2024  Preço durante o verão de 2024
Berlim, Alemanha R$ 4.288,53 R$ 5.979,11
Bruxelas, Bélgica R$ 5.699,31 R$ 6.665,01

Como você viu, no verão as passagens tendem a custar pelo menos mil reais a mais que as passagens de inverno. Além disso, quanto mais famosa e movimentada a capital europeia, mais caras ficam as passagens durante o verão.

Melhores destinos para curtir o inverno na Europa

A Europa é um continente cheio de países incríveis, mas aqui apresentamos alguns dos destinos de inverno europeu para quem quer aproveitar ao máximo essa viagem. Aqui, é claro, estamos considerando os destinos para quem gosta do frio.

Praga, República Tcheca

Praga é conhecida por seus mercados de Natal e bela arquitetura gótica, e fica especialmente linda durante o inverno. Um ponto de destaque é a Praça da Cidade Velha.

Um dos pontos mais interessantes é o Castelo de Praga, de onde você consegue ver toda a cidade de cima, de forma panorâmica. Durante o inverno, é lindo ver todas as casinhas cobertas de neve.

Durante essa temporada do ano, também vale muito a pena fazer passeios de carruagem pela cidade. Geralmente esses passeios passam pelos grandes mercados de natal e te fazem sentir em um conto de fadas. Ainda, vale lembrar que há muitas carruagens que não usam cavalos, tornando a opção ainda melhor para pessoas que prezam pela não exploração animal.

Rovaniemi, Finlândia

Finlândia é a casa oficial do Papai Noel, reza a lenda que foi onde o bom velhinho nasceu. Justamente por isso, é um destino muito mágico, que preza muito pelas tradições natalinas. Uma cidade de destaque é Rovaniemi.

Essa cidade é conhecida pelos gigantescos e super elaborados mercados de Natal. Além disso, é um lugar cheio de atividades de inverno, como passeios de trenó puxados por renas e oportunidades para ver a aurora boreal.

Um ponto de destaque de Rovaniemi durante o inverno é a Vila do Papai Noel (Santa Claus Village). Essa vila é um recorte perfeito da história natalina e é um passeio muito mágico para se fazer com ou sem crianças.

Turim, Itália

Turim, na Itália, é um destino cheio de mercados de natal, gastronomia de inverno, museus e é uma porta de entrada para as montanhas dos Alpes.

Durante o inverno na Europa, é uma cidade especialmente linda porque fica de frente para os alpes, ou seja, você sempre terá uma vista de tirar o fôlego na sua frente.

Justamente por isso, esquiar ou fazer snowboard em Turim, na Via Lattea, é um ótimo passeio de inverno. Além disso, durante o inverno acontece o Luci d’Artista, evento em que artistas contemporâneos enfeitam pontos da cidade com luzes natalinas das mais diversas formas.

Colônia, Alemanha

Colônia, na Alemanha, também é uma cidade famosa por seus mercados de Natal, onde você pode desfrutar de comidas típicas, presentes artesanais e música festiva.

Um dos pontos de destaque da cidade é a Catedral de Colônia, a maior igreja da cidade. É possível ir até o topo e ver a cidade de forma panorâmica, o que é especialmente bonito durante o inverno e os festivais de natal.

A cidade, também há muitas possibilidades de fazer patinação no gelo ao ar livre, especialmente no Heumarkt Ice Rink. Se você estiver na cidade durante o inverno na Europa, fazer um mini cruzeiro em Colônia também é bem interessante. Afinal, a cidade fica toda iluminada durante a noite e é algo bem bonito de se ver.

Bruges, Bélgica

O último, mas não menos importante bom destino de inverno na Europa é Bruges, na Bélgica. Essa é uma cidade pitoresca com mercados de Natal encantadores, canais cênicos e arquitetura medieval que lembra muito os contos de fadas.

Um dos pontos altos de Bruges no inverno é a gastronomia. Chocolates quentes, cervejas e os famosos vinhos com especiarias estarão por todos os lados, especialmente nas praças centrais da cidade.

Nesta época, também costuma ter patinação no gelo na cidade, o que torna tudo ainda mais legal. E, é claro, vale lembrar que Bruges fica perto de diversas outras cidades belgas que são lindas e cheias de atrações durante o inverno na Europa.

Você pode fazer bate e volta de Bruxelas para conhecer cidades como Ghent, Antuérpia, Liége, Dinant e em muitas outras cidades icônicas.

É mais sensível às baixas temperaturas? Conheça os destinos para fugir do frio no inverno.

Vantagens e desvantagens de viajar durante o inverno na Europa

Há vantagens e desvantagens de viajar para a Europa durante o inverno e é bem importante considerar esses aspectos antes de tomar decisões.

Vantagens

  • Menos multidões: muitos destinos europeus são menos turísticos no inverno, resultando em menos filas e multidões em atrações turísticas;
  • Preços mais baixos: passagens aéreas, acomodações e atividades costumam ser mais econômicas durante a baixa temporada de inverno;
  • Atmosfera festiva: muitas cidades europeias se iluminam com decorações espetaculares, mercados e festivais de inverno, criando uma atmosfera mágica. Na maioria das cidades europeias, as feiras de natal duram mais de um mês e possuem muitas atrações;
  • Esportes de inverno: se você gosta de esqui, snowboard e patinação no gelo, o inverno oferece excelentes oportunidades para essas atividades.

Desvantagens

  • Clima frio e dias curtos: o inverno na Europa pode ser extremamente frio, com dias mais curtos, significando menos horas de luz natural para explorar. Para quem vive no Brasil ou em locais quentes, essa diferença pode ser bem assustadora em um primeiro momento;
  • Restrições em algumas atividades: algumas atrações, trilhas e atividades ao ar livre podem estar fechadas ou limitadas devido ao clima rigoroso. Por exemplo, os famosos passeios de barco podem ficar bloqueados por muito tempo devido ao clima;
  • Maiores riscos de cancelamento ou atraso de voos: viagens no inverno estão sujeitas as interrupções devido a condições meteorológicas adversas, como neve, tempestades e atrasos de voos.
Ficar conectado na Europa nunca foi tão fácil

Com a America Chip você tem internet 4G ilimitada durante toda a viagem. Escolha entre o chip e o eSIM e aproveite a Europa com a melhor conexão a partir de USD 40.

Ver Planos →

O que levar na mala para Europa no inverno?

Além de todos os itens clássicos do que levar na mala de viagem (seus itens pessoais, de higiene e eletrônicos, por exemplo), há uma série de coisas que você precisa providenciar para a sua jornada curtir o inverno na Europa sem passar perrengue.

Apesar de haver países europeus com inverno menos rigorosos, de qualquer forma as temperaturas são muito baixas e você precisa se preparar para elas.

Uma dica é sempre conferir a previsão do tempo (ou um resumo das temperaturas do mês da sua viagem) para decidir quais itens do checklist abaixo inserir na sua mala ou não.

Roupas de inverno

Leve as roupas de inverno que você já tem em casa, porque elas provavelmente servirão para ficar em algumas das camadas das suas vestimentas. Casacos pesados, suéteres de lã, blusas de manga comprida e calças com tecido mais pesado são alguns exemplos.

Essas roupas sozinhas não vão ter muito efeito, o que torna necessário usar várias camadas de peças para conseguir se adaptar às diferentes temperaturas. Por exemplo, as ruas são sempre bem frias, mas os estabelecimentos fechados (cafés, restaurantes, lojas) sempre estão aquecidos.

Ainda, se você quiser viajar mais vezes para o frio, te indico investir e comprar um único e bom casaco de inverno aqui na Europa. Os preços serão muito mais baixos que no Brasil, e você investirá em uma peça que vai durar para sempre e que vai, de fato, te proteger do frio.

Moro na Bélgica e cheguei aqui no pico do inverno da Europa. Vim do Brasil vestindo todos os meus casacos e calças possíveis, e juro, congelei quando saí do aeroporto. Por isso te garanto que vai valer a pena investir em um casaco bem quente para te proteger também nas próximas viagens e para diminuir a quantidade de camadas de roupas que você precisa usar.

Roupas térmicas

Roupas térmicas são ideais para manter o corpo aquecido por baixo das camadas externas, compostas pelas roupas de inverno menos elaboradas que você talvez já tenha.

O mais comum é utilizar calça e blusa de manga comprida térmica por baixo das roupas. Essas calças e blusas costumam ser bem finas, mas com pelinhos na parte interior. Por isso, acabam ocupando pouquíssimo espaço na sua mala de viagem.

Pessoas caminhando durante inverno, em rua pouco movimentada.
Bruges fica na parte da Europa onde neva raramente. Foto: Lara Delgado

Sobre as roupas térmicas, aconselho a comprar na Europa, quando você chegar. Afinal, as roupas de frio daqui possuem mais qualidade e resistência, visto que são feitas para enfrentar o frio de verdade.

Já comprei roupas térmicas no Brasil e, garanto, elas não chegaram aos pés das que comprei quando cheguei à Europa, além de terem sido bem mais caras do que as que comprei aqui.

Roupas e calçados à prova d’água

Os invernos europeus são regados por muita chuva e você provavelmente vai ter que encará-las durante os seus passeios. Por isso, ter um casaco impermeável e calçados resistentes à água para proteger-se contra a chuva e a neve é essencial.

O tipo de calçado mais apropriado para essa época do ano é a bota. Invista em botas com um bom solado antiderrapante que sejam à prova d’água.

As roupas à prova d’água que comprei aqui também são de muito mais qualidade e resistência das que comprei no Brasil, antes de me mudar. Mas isso, é claro, só fará sentido para você se outras viagens para o frio estiverem no seu radar.

Luvas, gorros e cachecóis

Luvas, gorros e cachecóis são essenciais para compor a última camada das suas roupas. Eles são fundamentais para proteger partes do corpo que as roupas não protegem, como pescoço, mãos e orelhas.

Quanto às luvas, é recomendado investir em pares que tenham sensibilidade nos dedos. Essa tecnologia permite que você mexa no celular sem precisar tirar as luvas, por exemplo, o que é bem útil para os momentos ao ar livre.

Vale a pena viajar durante o inverno na Europa?

Sim, vale muito a pena!

O inverno na Europa é mágico e, apesar de muito frio, é uma temporada que vai te fazer se sentir em um filme desses que a gente assiste durante o Natal.

Além de ser um período de baixa temporada e menos movimentação, você vai encontrar diversas opções de atividades legais: os mercados de Natal, esquiar, patinar no gelo são apenas alguns dos exemplos. E não se preocupe, porque sempre há lugares cobertos e aquecidos, ajudando a dar um descanso do frio durante os passeios.

O melhor de tudo é que essas atividades são ótimas para se fazer com crianças também, o que melhora ainda mais para quem viaja com filhos. Eu sempre viajo com a minha filha de 4 anos e ama o inverno por aqui, assim como eu. Em todos os mercados de n+Natal que já visitei, sempre há parques infantis e brinquedos de sobra para os pequenos.

Lille, na França, durante o inverno.
Lille, na França, foi um dos lugares mais legais que já visitei durante o inverno na Europa. Foto: Lara Delgado

Outro ponto de destaque é o fato de as passagens aéreas serem bem mais baratas durante esse período, tornando as coisas ainda melhores. Assim, sobra mais do seu orçamento para investir em acomodação e nos passeios durante a viagem.

Viajar para a Europa no inverno também é uma grande oportunidade de ver a neve, já que ela está presente em muitas das cidades (sobretudo nas cidades mais ao norte). Para pessoas que nasceram e cresceram no Brasil, como eu, essa pode ser a chance de realizar um sonho de criança.

Vou te contar uma coisa: chorei de emoção quando vi a neve aqui pela primeira vez, e tenho certeza de que você também vai se emocionar.

E não esqueça que o seguro viagem é um item indispensável, sobretudo para quem curtir o inverno na Europa. A mudança brusca de temperatura e a variação entre encarar o frio na rua e se esquentar em estabelecimentos comerciais e hotéis, é um prato cheio para ficar doente. Portanto, para contratar a sua proteção, você pode fazer uma cotação no Seguros Promo e escolher o melhor plano para o seu perfil.

Te vejo por aqui!