Paris: tudo que você precisa saber para conhecer a Cidade Luz

Visitar Paris  / 

Conhecida como cidade da luz, Paris é, realmente, iluminada. Não só no sentido de suas muitas iluminações que ficam especialmente mais bonitas quando vemos a cidade à noite, mas pelo todo o resto que representa.

Vai viajar para a Europa? Saiba todos documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.


Aproveite o melhor da Europa sem qualquer preocupação.

RECEBER GRÁTIS »

É o tipo de destino que consegue reunir tudo o que procuramos ao buscar um destino de viagem no Velho Mundo: gastronomia impecável, bons vinhos, muita arte. A cultura que exala de cada esquina, junto com a sua história. A história do mundo contada em várias paradas, transformadas em pontos turísticos. Boa música, espetáculos atraentes. Restaurantes e bares com mesas na calçada, que é para fazer uma das melhores coisas da cidade: observar.

Nada disso é à toa: são quase 30 milhões de turistas visitando a capital francesa todos os anos.

Paris, por ser, em sua maior parte, plana, ainda é daquelas cidades boas para flanar. Por isso, prepare um sapato confortável e organize a sua viagem.

Onde fica a cidade de Paris

A capital econômica, comercial e turística da França, Paris é, também, a cidade mais populosa do país. Situada na região administrativa de Ilha de França, situa-se em um dos meandros do Rio Sena, um de seus cartões postais.

Com uma densa rede ferroviária, rodoviária e estrutura aeroportuária, virou um hub da rede aérea francesa e europeia.

Como ir à Paris

Saindo do Brasil, diversas companhias aéreas fazem voos para Paris, seja direto ou com escalas em outras cidades europeias. É possível chegar à cidade através de 3 aeroportos.

A grande maioria dos voos internacionais pousa no principal, o Aeroporto Charles de Gaulle, que fica a 30 quilômetros de distância do centro da cidade.

Caso já esteja dentro da Europa e vá para a cidade, um outro aeroporto bastante utilizado em tráfego europeu é o Orly. Este é, ainda, o aeroporto mais próximo do centro da cidade, cerca de 20 quilômetros de distância.

O menor deles, e mais distante, é o Beauvais, mais utilizado para viagens de low-cost. Fica a 90 quilômetros de distância de Paris.

É possível fazer uma comparação entre as diversas empresas utilizando o comparador do site Kayak, que apresenta os melhores preços, de acordo com as datas possíveis. Ainda é possível colocar alertas de passagens, para receber sempre a baixa ou o aumento dos preços.

Como se locomover em Paris

A cidade de Paris é muito bem servida de transporte público. Seja de metrô, ônibus ou trem, facilmente você consegue circular por toda parte.

Para isso, são vários os tipos de passes oferecidos:

Navigo Découverte: o primeiro deles é o mais econômico e vantajoso. Você pode utilizá-lo em todos os meios de transporte e ele vale para cinco zonas. Elas incluem Versailles, Marne-la-Vallée (onde fica a Disney Paris). Vale por 1 semana, de segunda a domingo, ou 1 mês, do primeiro ao último dia. Custo: 22,80€, semana; 75,20€, mês;

Paris Visite: pode ser comprado de 1 a 5 dias, também válido para as 5 zonas. Custa 25,25€, 1 dia; 65,80€, 5 dias. É possível comprar um que cubra apenas o centro de Paris, por um menor preço: 12€, 1 dia; 38,85€, 5 dias;

Bilhete de 1, 2 ou 3 dias para Ônibus Hop-on Hop-off: ônibus que circula pela cidade parando em pontos turísticos. A partir de 34€, por pessoa;

Paris à la Carte – Circuitos de Ônibus Hop-On Hop-Off e Barco: bilhetes de 1, 2 ou 3 dias, explore os principais pontos da cidade e ainda faça um passeio de barco pelo Rio Sena. A partir de 47€, por pessoa;

Viaje sempre com internet no celular

Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia.

O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

VER PLANOS »

Paris City Pass: entrada gratuita em 60 museus e atrações e passe para metrô, ônibus e trem gratuitamente, com validade de 2 a 6 dias. Ainda inclui descontos para atrações adicionais e na Galeries Lafayette. É uma boa dica para quem tem pouco tempo na cidade. A partir de 109,90€, por pessoa.

Escolha qual a melhor maneira de se locomover pela cidade

Metrô de Paris

O metrô de Paris é a forma mais rápida para se locomover na cidade. Com 16 linhas e mais de 200 quilômetros de via, pode facilmente ser utilizado. Além de casar perfeitamente com as linhas de trem, os RERs que podem funcionar, inclusive, nas mesmas estações.

O horário de funcionamento é das 5h30 à 1h da manhã durante a semana. Nas noites de sexta e aos sábados, vai até um pouco mais tarde, às 2h15. A passagem simples custa 1,90€.

Ônibus de Paris

Outro transporte bastante utilizado pelos moradores e turistas. Muitas linhas circulam pelo centro, pelo cais do Sena e pelos bairros históricos. O horário de funcionamento depende da linha.

Em geral, eles circulam de segunda a sábado, das 7h às 20h30, com algumas linhas indo até à 00h30. Aos domingos e feriados algumas não circulam.

A cidade também oferece os ônibus noturnos, Noctilien. Eles circulam das 00h30 às 7h da manhã, com frequência de 10 a 15 minutos nos fins de semana, e de 15 a 30 minutos na semana. Confira se tem a letra N antes do número da linha. Valem os mesmos tickets de metrô.

Trens de Paris

Os trens regionais de Paris são os Réseau Express Régional, conhecidos como RER. Além de circular nos arredores da cidade, eles complementam a rede de metrô que circulam dentro.

Com o RER é possível ir e voltar de aeroportos, ir ao Palácio de Versailles e à Disney Paris, por exemplo. Os horários variam entre 4h56 às 00h36, dependendo da linha.

Caso circule no centro da cidade, dentro da zona 1, o preço do RER é o mesmo do metrô, sendo a passagem a mesma. Caso saia da cidade, o preço varia de acordo com o seu destino.

Veja itinerários, horários e valores no RATP, site oficial dos transportes de Paris.

Outros meios de transporte em Paris

Além destes transportes tradicionais, em alguns pontos da cidade é possível utilizar:

  • Funicular, em Montmartre e em Montparnasse, por exemplo;
  • Tramway, os famosos bondinhos. Atualmente são 9 linhas funcionando;
  • E os táxis, que circulam na cidade 24 horas por dia.

ingressos para ônibus de turismo em paris

Veja como funciona o ônibus de turismo em Paris.

Conheça mais a história de Paris

A história da cidade de Paris nos remonta a tempos distantes, mais antigos do que podemos contar nos dedos. Sua fundação está ligada a tribo celta dos Parísios, que estabeleceram-se em uma ilha do Sena a, hoje, Île de la Cité. O motivo seria sua localização estratégica, ainda antes de Cristo.

Seu nome virou oficialmente Paris apenas no século IV. Em 508, o rei dos francos, Clóvis, instalou na cidade a capital do seu reinado, por conta de uma combinação de fatores geográficos e políticos. Ganhou importância ao longo do século XI, graças ao comércio da prata, além de ser parte da rota de peregrinos e comerciantes.

Depois disso, passou por guerras, batalhas e monarquias. A cidade também se viu com sua população dizimada pela Peste Negra, em 1328, quando era a cidade mais populosa da Europa.

Na Guerra dos Cem Anos, Paris ficou devastada, enquanto a heroína Joana D’Arc não conseguiu liberar a cidade dos ingleses.

Passou por diversos problemas com a sua monarquia: em 1648, no Dia das Barricadas, a população se levanta contra o rei, causado pelo empobrecimento geral.

Em 1789, a mesma população invade a Bastilha, símbolo do absolutismo monárquico. Em 3 de setembro de 1791, é aprovada a primeira Constituição da História da França, restringindo os poderes do rei.

E é possível acompanhar parte dessa longa história durante seus passeios. Observe os edifícios e entenda como tudo surgiu e como transformaram-se no que é hoje uma das maiores e mais belas cidades do mundo.

10 pontos turísticos que devem constar no seu roteiro em Paris

Paris é conhecida por muitos nomes e famosa como poucas, é a cidade…

  • Do romance;
  • Da beleza;
  • Do charme;
  • Berço da cultura e da arte;
  • Capital da moda;
  • Dos estudantes;
  • Dos artistas;
  • Dos poetas;
  • Multicultural.

É onde a beleza é encontrada em cada esquina e a cada novo dia há um novo lugar para se conhecer e se encantar. Com tantos adjetivos não tem como não adorar fazer turismo em Paris.

São várias as atrações. Listamos as 10 principais, que não devem faltar no seu passeio por Paris.

1. Torre Eiffel

Se você pensar em Paris, certamente a Torre Eiffel virá como símbolo da cidade. Com 300 metros de altura, a torre foi construída para a Exposição Universal de Paris, em 1889.

Criada por Gustavo Eiffel, a torre demorou mais de dois anos para ficar pronta. Mas nem sempre foi considerada um “amor” pelos parisienses. No começo, alguns artistas a consideraram monstruosa e chegou a ser cogitada para ser desmontada.

Só a Torre Eiffel recebe mais de 7 milhões de turistas por ano. Por isso, as filas de acesso para subir em um dos andares da Torre e ver, assim, uma incrível vista da cidade, costumam ser enormes.

O acesso é feito por elevador ou por escadas (até o segundo andar). Desta forma, costuma ser mais barato. O porém é que você terá que subir 1665 degraus.

É possível adquirir o acesso até o segundo andar ou até o topo, de elevador. Se quiser conhecer mais a história com um guia especializado, recomendamos o tour ao topo da Torre Eiffel de elevador por 60€, por pessoa.

Também já falamos sobre os restaurantes na Torre Eiffel.

Endereço: Champ de Mars, 5 Avenue Anatole France, 75007 Paris;
Como chegar: Metrô na estações Trocadero, linhas 6 e 9; Ecole militaire, linha 8; Bir Hakeim. Ônibus: linhas 42, 69, 72, 82 e 87. RER: Champ de Mars – Tour Eiffel, linha C;
Horário de funcionamento:
De 14 de junho a 31 de agosto: das 9h às 00h45.
Resto do ano: das 9h30 às 23h45.
Ingressos:
– Adultos:
Elevador ao 2º andar: 16,30€;
Elevador ao andar superior: 25,50€;
Subir por escadas ao 2º andar: 10,20€;

– Jovens entre 12 e 24 anos:
Elevador ao 2º andar: 8,10€;
Elevador ao andar superior: 12,70€;
Subir por escadas ao 2º andar: 5,10€;

– Crianças de 4 a 11 anos:
Elevador ao 2º andar: 4,10€;
Elevador ao andar superior: 6,40€;
Subir por escadas ao 2º andar: 2,50€.

Menores de 4 anos: entrada gratuita.

Torre Eiffel: Ingresso Prioritário 2º Andar: 31,60€

2. Museu do Louvre

O Museu do Louvre é o museu mais visitado do mundo. Inaugurado em 1793, ele guarda em suas dependências mais de 35 mil obras de arte.

Fica localizado no Palácio do Louvre. A arquitetura do prédio, que data do século XII, fica junto à uma moderna pirâmide, construída em 1989. Costumava ser o palácio real, até a de Luís XVI decidir mudar-se para o Palácio de Versalhes, em 1682.

museu do louvre no top 5 de paris

É lá que ficam algumas das mais importantes obras de arte do mundo, como a Mona Lisa, de Leonardo da Vinci e a Vênus de Milo, além de obras egípcias. São 3 prédios, sendo preciso mais de 1 dia para a visita.

Ao entrar, busque o guia com as principais obras e escolha as que quer visitar. Se quiser conhecer as obras em mais detalhes, faça um tour guiado sem fila no Museu do Louvre com um guia especialista. O tour dura 2 horas e custa 65€.

Você quer entrar no Museu do Louvre sem fila? Dê uma lida no nosso post de como fazer isso.

Endereço: Rue de Rivoli, 75001;
Como chegar: Estações de metrô Louvre/Rivoli ou Palais Royal/Musée du Louvre.
Horário de funcionamento: Quarta à segunda, das 9h às 18h. Nas quartas e sextas funciona até mais tarde, às 21h45; fechado às terças;
Ingresso: 17€;
– Comprando online no site oficial é preciso marcar dia/hora de visita;
– Entrada gratuita para menores de 18 anos e cidadãos europeus de até 25 anos;
Museu do Louvre: Acesso Prioritário com Guia de Áudio: 39€;

3. Jardim de Luxemburgo

Um dos jardins mais bonitos entre os pontos turísticos de Paris está o Jardim de Luxemburgo. Sua construção data entre 1615 e 1617, quando Maria de Médicis, que ainda vivia no Louvre enquanto era Palácio Real, decidiu construir um palácio de estilo italiano. Hoje, o Palácio de Luxemburgo, situado no jardim, é a sede do senado francês.

O jardim possui uma enorme coleção de estátuas, além de pequenos lagos, um pequeno teatro de fantoches, um pomar e um restaurante. Dica de passeio para quem estiver passando por perto e quiser dar uma descansada. Fica próximo ao Teatro Odéon.

Endereço: 75006 Paris, France
Como chegar: Metrô, estações Odéon e Notre-Dame-des-Champs. RER: estação Luxembourg
Horário de funcionamento: das 8h às 17h.
No verão, entre julho e agosto, funciona até mais às 21 horas.

4. Montmartre e a Basílica de Sacré-Coeur

Este é um passeio que pode durar uma manhã, uma tarde ou até um dia inteiro. Situado no alto de uma colina, o bairro de Montmartre é, todo ele, um dos pontos turísticos de Paris mais visitados.

Conhecido como o bairro dos pintores e artistas, é lá que fica a Basílica de Sacré Coeur, além de vários restaurantes. É onde Paris respira arte e boemia.

basilica sacre coeur em montmartre

A Basílica é uma obra de Paul Abadie e começou a ser construída em 1875, sendo finalizada em 1914. São 83 metros de comprimento e, só sua torre, possui o mesmo tamanho de altura. É majestosa.

Explore o bairro: suba de escadas, ou através de um funicular, até a Place du Tertre, a parte mais alta da colina. Lá, você verá artistas pintando quadros, lojinhas de arte e bons restaurantes.

Faça uma excursão a pé de 2 horas em Montmartre e explore o bairro.

Endereço: 35 Rue du Chevalier de la Barre, 75018 Paris;
Como chegar: Através do Funicular de Montmartre ou desça nas estações de metrô Abbesses (linha 12) e Anvers (linha 2) e suba até ela;
Horário de funcionamento: Todos os dias, das 6h às 22h30.

5. Catedral de Notre Dame

Mais um símbolo da capital francesa, a Notre Dame é uma das catedrais góticas mais antigas do mundo. Foi construída na Île de la Cité, região da cidade, entre 1163 e 1245.

Já recebeu diversos acontecimentos importantes, como a coroação de Napoleão Bonaparte e até a beatificação de Joana D’Arc. A Catedral de Notre Dame, no entanto, segue fechada, após o incêndio sofrido em abril de 2019. O que ocasionou danos significativos no telhado, e na agulha da torre principal, que caiu.

Por isso, as visitas seguem canceladas até a nova abertura. No entanto, como símbolo e um dos principais pontos turísticos de Paris, vale a pena passar em frente para ver sua imponência.

Porém, ainda é possível fazer o passeio Notre-Dame por fora e Île de la Cité com guia de áudio, explorando a região, considerada o coração de Paris. O passeio dura 1 hora.

Endereço: 6 Parvis Notre-Dame – Pl. Jean-Paul II, 75004 Paris;
Como chegar: Metrô, estação Cité, linha 4; RER: Saint-Michel – Notre-Dame (linhas B e C); Ônibus: 21, 38, 47, 85 e 96.

6. Arco do Triunfo

Testemunha de vários momentos históricos da cidade de Paris, o Arco do Triunfo representa as vitórias do exército francês sob as ordens de Napoleão Bonaparte. Que foi, inclusive, o nome que ordenou a construção do monumento.

Situa-se no meio da Place Charles de Gaulle, o que permite chegar através de várias ruas e avenidas da cidade, incluindo a famosa avenida Champs-Élysées.

Paris Arco do Triunfo

São 50 metros de altura que teve duração de 30 anos de construção. Alguns dos momentos históricos que a atração foi testemunha estão a passagem dos restos mortais de Napoleão, em dezembro de 1840, e os desfiles militares das duas guerras mundiais, em 1919 e 1944.

É possível subir no Arco do Triunfo para conferir a vista da cidade, principalmente da Champs-Élysées e do Bairro de La Defénse. No interior, embaixo do Arco, é possível ver um pequeno museu, com a história da construção.

Endereço: Place Charles de Gaulle, 75008 Paris;
Como chegar: Metrô e RER estação Charles de Gaulle – Etoile.
Horário de funcionamento:
De 2 de janeiro a 31 de março: das 10h às 22h30;
De 1º de abril a 30 de setembro: das 10h às 23h00;
De 1º de outubro a 31 de dezembro: das 10h às 22h30;
Ingressos:
Adultos: 12€;
Menores de 18 anos: entrada gratuita;
Cidadãos entre 18 e 25 anos: 10€;
Entrada Sem Fila Terraço do Arco do Triunfo: 12€.

7. Panthéon

O Panthéon, ou Panteão de Paris, foi construído entre 1764 e 1790. Foi o primeiro lugar de onde era possível se ver Paris do alto. Fica na região do Quartier Latin, e bem próximo ao Jardim de Luxemburgo.

É possível entrar e visitar o interior do edifício, além de poder entrar a cripta. É lá onde estão, atualmente, as tumbas de franceses famosos. Entre eles, estão Voltaire, Rousseau, Victor Hugo, Marie Curie, Louis Braille e Jean Monnet.

Quem tiver interesse em entrar, poderá ver na área interna do Panthéon o clássico pêndulo de Foucault.

Adquira o bilhete de entrada junto com um tour autoguiado pelo Panthéon, com duração de 1 hora por 19€.

Endereço: Place du Panthéon, 75005 Paris;
Como chegar: Metrô – estação Cardinal Lemoine (linha 10); RER: Luxembourg (linha B); Ônibus: linhas 21, 27, 38, 82, 84, 85 e 89;
Horário de funcionamento:
De 2 de janeiro a 31 de março: das 10h às 18h;
De 1º de abril a 30 de setembro: das 10h às 18h30;
De 1º de outubro a 31 de dezembro: das 10h às 18h;
Ingressos:
Adultos: 9€;
Menores de 18 anos: entrada gratuita;
Cidadãos entre 18 e 25 anos: 7€.

8. Museu D’Orsay

Considerado um dos mais bonitos museus de Paris, o Museu D’Orsay está localizado em uma antiga estação de trem que foi inaugurada em 1900 para a Exposição Mundial de Paris.

Funcionou como tal até 1939, ficando abandonada até 1977. Desde então, a ideia de transformá-la em um museu surgiu e fez sucesso.

Inaugurado em 1986, o D’Orsay ainda conserva a estrutura da antiga estação de trens, agora recheado de obras de arte. Com pinturas impressionistas e pós-impressionistas, tem uma vasta coleção de escultura, artes decorativas e arquitetônicas.

museu d'orsay em paris

Dentre os grandes nomes com obras lá, estão Renoir, Cézanne, Gauguin e Monet. Também é possível apreciar as famosas bailarinas de Edgar Degas e a famosa Noite Estrelada no Rhone (Starry Night Over the Rhone) do pintor holandês Van Gogh.

O Museu D’Orsay é daqueles que merecem ser vistos com cuidado. Por isso, confira a série de tours guiados oferecidos pelo site Get Your Guide.

Entre eles, sugerimos o ingresso Museu d’Orsay com acesso reservado, por 17€ e a excursão guiada Destaques do Museu de Orsay sem fila por 54€.

Endereço: 1 Rue de la Légion d’Honneur, 75007 Paris, France;
Como chegar: Metrô – estação Solferino (linha 12); RER: Musée d´Orsay (linha C); Ônibus: linhas 24, 63, 68, 69,73, 83, 84 e 94;
Horário de funcionamento: de terça a domingo: das 9:30 às 18h horas (nas quintas, fecha às 21:45 horas). O Museu D’Orsay é fechado às segundas.
Ingressos:
Adultos: 14€;
Menores de 18 anos e cidadãos da União Europeia (entre 18 e 25 anos): entrada gratuita;
Evite filas e compre o ingresso do Museu D’Orsay junto com o Orangerie: 22€.

9. Quartier Latin

Já ouviu falar em Saint Michel, Saint Germain e a tradicional universidade de Sorbonne? Todos estes pontos turísticos de Paris estão situados no Quartier Latin.

A região engloba o bairro número 5 e uma parte do 6. É uma das áreas mais charmosas da cidade. Por ter uma concentração de universidades e de escolas, o nome do local é este pois, na idade média, o ensino era ministrado em latim.

Tem o seu ponto central na Sorbonne, situada na boulevard Saint Michel. O local merece um passeio longo, a pé, passando por Saint Germain e locais como o Panthéon e a conhecida rua La Huchette.

Dê uma passeada pela região, por suas ruelas, tome um café ou aproveite para fazer uma refeição. De lá, é fácil ir andando para a Île de la Cité. Pegue Boulevard Saint-Michel em direção ao rio Sena e caminhe até Notre Dame.

O Jardim de Luxemburgo também fica bem próximo à região.

Como chegar: Metrô – estação: Saint-Michel (linha 4). RER: Saint-Michel – Notre-Dame (linhas B e C).

10. Les Invalides

O Palácio Nacional Les Invalides é um dos pontos turísticos de Paris considerados mais importantes para toda a França. Além de sua história, é lá que abriga a sepultura de um dos personagens mais importantes do país: Napoleão Bonaparte.

Construído ainda no século XVII, serviu como residência para os soldados franceses aposentados ou afastados do serviço, que começaram a chegar por volta de 1674. O local chegou a ser receber mais de 4 mil soldados no final do século.

hotel des invalides

O monumento tem sua importância tanto pela riqueza artística, como pelo seu imponente aspecto. Com uma bela cúpula dourada, faz parte do importante passado francês.

Dentro do Les Invalides ainda é possível visitar o Museu do Exército. Compre a entrada prioritária para o Túmulo de Napoleão e o Museu do Exército por 12€ e evite filas.

Se quiser conhecer em detalhes, faça uma excursão guiada, tanto pelo túmulo de Napoleão Bonaparte como pelo Museu do Exército. Tem duração de 2 horas e meia e custa 42,90€.

Endereço: 129 Rue de Grenelle, 75007 Paris, France;
Como chegar: Metrô – estação Invalides (linhas 8 e 13); RER: Invalides (linha C); Ônibus: linhas 28, 49, 63, 69, 82, 83, 87 e 92;
Horário de funcionamento:
De abril a setembro: das 10h às 18h;
De outubro a março: das 10h às 17h.
Fechado nos dias 1º de janeiro, 1 º de maio e 25 de dezembro e na primeira segunda-feira de cada mês.
Ingressos:
Adultos: 11€;
Terças a partir das 17h: 9€.

Mini roteiro em Paris: o que fazer em 2 dias

Vai à Paris? Reserve, pelo menos 5 dias, para conseguir passear pela cidade com calma. Porém, sabemos que nem sempre é possível ter assim, tantos dias.

Por isso, fizemos um mini-roteiro de 2 dias em Paris, para que você possa aproveitar o melhor, o crème de la crème da Cidade Luz.

Primeiro de 2 dias em Paris

Comece seu passeio por Paris visitando alguns dos pontos turísticos mais simbólicos da cidade. O primeiro deles é a Torre Eiffel. Subindo ou não, dê uma caminhada ao redor, conheça a Champ de Mars, os Jardins do Trocadero.

Saia de lá e, caminhando, de metrô ou através dos ônibus de turismo, chegue ao Museu do Louvre. Para aproveitar mais a cidade, sugerimos ir caminhando pelas margens do Rio Sena. A pé, leva cerca de 40 minutos: Paris merece ser vista de todos os ângulos.

Sendo um dos maiores museus do mundo, em tamanho, o Museu do Louvre merece tanto ser visitado por fora como um passeio, nem que seja curto, no seu interior. Confira no nosso guia de obras do Museu do Louvre quais obras mais interessam e vá direto vê-las. Não demore, pois com 2 dias em Paris, o tempo urge.

É lá que ficam algumas das mais importantes obras de arte do mundo como a Mona Lisa, de Leonardo da Vinci, e a Vênus de Milo, além de obras egípcias.

Na parte da tarde do seu primeiro dia em Paris, aproveite o Quartier Latin. Além de ser uma região bem servida de restaurantes, são várias as atrações por lá. Caminhe pelas famosas vias Saint Michel, Saint Germain e a tradicional universidade de Sorbonne.

Comece o passeio na região pelo Jardim de Luxemburgo. De lá, siga Panthéon. Siga caminhando em direção à Boulevard Saint Michel e vá andando até a beira do Rio Sena. Aqui também é possível ir de metrô ou ônibus, mas recomendamos que faça o percurso a pé.

Ao chegar às margens do Sena, siga à direita e vá até a Cathedral de Notre Dame. À noite, retorne para a região da Torre Eiffel e veja o grande símbolo com a iluminação noturna.

Segundo de 2 dias em Paris

No segundo dia na cidade, siga para o bairro de Montmartre, um dos mais famosos de Paris. Situado no alto de uma colina, e apesar de algumas ruas íngremes, é um dos pontos turísticos de Paris mais visitados.

Suba de escadas, ou através de um funicular, até a Place du Tertre, a parte mais alta da colina. Visite a Basílica de Sacré-Coeur.

Depois, siga o seu passeio para outro dos símbolos da cidade de Paris: a Champs-Élysées. A melhor maneira de conhecer a Champs-Élysées é a partir do Jardim de Tuileries, na Place de La Concorde. Construído para ser o jardim de um palácio, que não existe mais, o Jardim acabou virando um dos mais bonitos da cidade.

Além de sua beleza, ele está localizado estrategicamente no passeio ao longo da tarde: entre as margens do Sena e o Arco do Triunfo, bem no início da Champs-Élysées.

Aproveite para conhecer a Place de La Concorde (Praça da Concórdia), com seu obelisco e as belas fontes, e a Ponte Alexandre III, considerada a mais bonita de Paris.

Siga a Champs-Élysées. Andar pela avenida já é o próprio passeio: lojas famosas em um calçadão largo, ela tem uma extensão de quase dois quilômetros. É tida como a via mais bonita da cidade, além de ser uma das mais famosas do mundo.

A Champs-Élysées só termina no bairro de La Défense. Mas a parada, nesses 2 dias em Paris, vai ser antes: no Arco do Triunfo. Provavelmente, você chegará ao Arco no final do dia e poderá ver o pôr do sol na cidade.

À noite, sugerimos duas opções: assistir ao espetáculo no Moulin Rouge, em Montmartre. O ingresso ainda dá direito a um champagne. O ingresso para o Moulin Rouge custa a partir de 87€ por pessoa no Get Your Guide.

Ou, se tiver em busca de um programa mais romântico, vá à outro clássico de Paris pode ser uma boa opção: cruzeiro pelo Rio Sena. Como vista, a cidade completamente iluminada.

Quando ir à Paris?

Paris pode ser visitada em qualquer época do ano. Essa cidade não dorme, está sempre viva, sempre em movimento. Sempre há uma exposição nova, um concerto novo, uma peça de teatro nova, ou então aquele cantinho que você nem imaginava que existia.

No entanto, como na maior parte da Europa, as estações de primavera e outono possuem temperaturas mais amenas e agradáveis. O verão costuma ser bem quente, com temperaturas que chegam a 30ºC.

Então, se puder escolher quando ir, de abril a outubro é o mais recomendável. Na primavera e no outono, por serem estações de baixa temporada, o custo é um pouco menor.

No verão, a Europa inteira fica mais cara. Além disso, agosto é o mês oficial das férias e, em Paris, é levado a sério. Muitos restaurantes podem fechar as portas durante o mês, mesmo com a cidade lotada.

Veja mais detalhes sobre cada estação do ano em Paris e como aproveitar cada uma delas.

Turismo em Paris no inverno

A escolha da época do ano para fazer turismo em Paris dependerá da sua disponibilidade e de quanto frio você suporta. Final de dezembro começa o inverno, e na capital francesa o inverno é realmente frio, podendo chegar a -10 graus.

Para aqueles que gostam do frio é uma época boa. Em dezembro, Paris está toda iluminada devido ao Natal e tem os marchés de noel. Passar o Natal em Paris é mágico.

Janeiro tem os “soldes“, e quem gosta de uma promoção, aproveite essa época. Já Fevereiro costuma ser o mês mais frio e pode ter neve. Os locais turísticos estão mais vazios, filas mais curtas ou até não tem fila.

O frio é uma boa desculpa para comer raclette e fondue e outros pratos quentes, porém, nem tudo são flores… Aliás, não tem flores nesta estação do ano. Em Paris no inverno os dias são mais curtos e os locais fecham mais cedo.

Turismo em Paris na primavera

Paris na primavera fica toda florida. É lindo visitar seus jardins, o dia é mais longo, só escurece depois das 20h.

As pessoas estão mais felizes, pois depois de meses de frio e chuva do inverno, o que a gente mais quer é um sol, um céu azul e umas flores, não é mesmo?

Aqui na primavera, você muitas vezes vai usar um casaquinho, ainda mais se você mora no Brasil. Mas para quem vem do Rio de Janeiro, por exemplo, é super agradável, aquele ventinho de você poder passear bastante sem sentir muito calor.

Turismo em Paris no verão

Nessa época os dias são os mais longos do ano, pode fazer muito calor, e provavelmente você pegará muitas filas.

Paris no verão fica lotada, pois é a época das férias da Europa, mas as belezas e encantos desta cidade te ajudarão a enfrentar as filas e multidões.

Tem o Paris Plage em agosto e muitas atividades gratuitas principalmente para as crianças neste mesmo mês.

Turismo em Paris no outono

As cores do outono são muito lindas! Depois de dias bem quentes, a paisagem muda e os chãos da cidade ficam coloridos e enfeitados com as quedas das folhas. O frio começa a voltar, então é sempre bom ter seu casaquinho preparado para o outono em Paris.

Se você mora no Brasil, provavelmente é bom trazer ou comprar aqui um casaco mais reforçado, que aguente o frio europeu.

Resumindo, não importa a época do ano que você irá visitar Paris, você vai se encantar, verá belas paisagens, belos lugares, passará dias e experiências incríveis.

Quanto tempo ficar?

Tudo vai depender da sua disponibilidade, mas 5 dias é o tempo mínimo suficiente para visitar Paris. Não importa se é a sua primeira vez ou a milésima, cada vez que voltar, poderá visitar novos lugares, apreciar outras paisagens.

Com 5 dias você consegue ver alguns dos principais lugares de Paris, claro que sem contar o tempo que você ficará nos museus.

Se for esticar a viagem em Paris, vá ao Palácio de Versailles

O palácio dos filmes e tão famoso por ter sido local de várias passagens da história francesa. Conheça o Palácio de Versalhes, seus enormes e encantadores jardins e “domaine”, da Rainha Maria Antonieta.

Veja todas as informações sobre os ingressos para Versalhes e como chegar saindo de Paris.

Viagem de 15 dias

Se for possível, 15 dias é um ótimo tempo para passar em Paris. Desta forma é possível conhecer com mais calma os lugares mais famosos e ainda visitar os principais monumentos e museus de seu interesse.

Além disso, você pode conhecer lindas cidades perto de Paris, como Giverny, Provins e Fontainebleau.

Quanto custa uma viagem para Paris?

Os destinos europeus são caros para brasileiros por um principal motivo: o valor do Euro. Paris é uma das cidades onde os preços são mais elevados, porém é possível sim fazer uma viagem econômica.

A primeira dica é organizar sua ida com antecedência. Pesquisar passagens e hospedagens com, pelo menos, 6 meses de antes. Colocar no roteiro restaurantes mais baratos, fora do circuito turístico, por exemplo, também é uma boa opção para economizar em Paris.

Separamos aqui uma estimativa de custos de uma viagem à Paris. Veja:

Passagens aéreas

O ideal é utilizar os comparadores, pois assim você consegue visualizar o preço em diversas companhias aéreas.

Fizemos uma simulação, através do site Kayak, de viagem para abril de 2020, uma época boa de visitar mas ainda na baixa estação.

Saindo de São Paulo a passagem mais barata é da Air Europe, com escala em Madri, por R$2.679, ida e volta.

bairros de paris

Seguro Viagem

A França faz parte do Tratado de Schengen. Isso quer dizer que, para entrar no país, é obrigatório estar com um Seguro Viagem França em mãos. E, além de ser um item exigido, é bastante recomendável. Os custos de assistência à saúde no exterior podem ser muito altos e qualquer pequena emergência pode atrapalhar a viagem.

Além disso, um bom plano de seguro viagem cobre outros custos, como seguro bagagem extraviada. Para termos uma ideia do valor de um plano, utilizamos o nosso comparador seguro viagem, uma parceria com o Portal Seguros Promo.

Os valores podem variar, dependendo da quantidade de dias da sua viagem, da cotação da moeda local e do destino. Os planos com melhor custo benefício, para abril de 2020, custam uma média de R$9,30 a R$22.

Hospedagem

É possível encontrar hotéis de variados preços e tipos em Paris. O valor da diária vai depender da localização, da quantidade de estrelas no hotel e do seu estilo de viagem. Se topar ficar em hostel, com quarto compartilhado, uma diária pode sair por até 25€.

Se quiser ficar em uma localização mais privilegiada, com vista para a Torre Eiffel, um hotel 3 estrelas pode ter diária de 169€. Ou opções de luxo, com diárias de 400€.

Compare preços de hospedagem no site Kayak, na área de hotéis e pousadas.

Alimentação de rua

Uma boa dica é reservar hotéis que ofereçam café da manhã com bom custo benefício. Assim, você já sai alimentado para curtir o dia. No entanto, é possível encontrar bons restaurantes no meio do caminho para um lanche mais rápido. Veja a média de custos:

Alimentação de rua Preço
Café da manhã 7€ a 13€
Almoço 13€ a 23€
Jantar 18€ a 36€
Duas refeições em um restaurante de preço mediano com prato principal e sobremesa 55€
Coca-Cola (garrafa de 330 ml) 1,90€
Cerveja 6,00€
Café ou cappuccino 3,25€
Água mineral (330 ml) 2,05€

 

Supermercado

Outra dica para economizar em Paris é aproveitar as muitas opções do supermercado. Compre lanches, vinhos, queijos e água para segurar o passeio do dia.

Veja a média de preços:

Item Preço
Queijo (um quilo) 17,55€
Garrafa de vinho 7,00€
Água (garrafa de 1,5 litro) 0,96€
Sanduíche de frango 12,52€

 

Transporte

Se você gosta de caminhar, Paris é a cidade perfeita para essa atividade: flanar e se perder pelas ruas da capital francesa pode ser, sim, um ótimo programa.

No entanto, se quiser pegar um transporte público para pontos mais distantes, sugerimos utilizar algum dos cartões sugeridos aqui neste artigo sobre o transporte público em Paris.

O preço do bilhete único de metrô é 1,90€. Se você comprar 10 bilhetes, por exemplo, sairá por 11,80€. O Navigo Découverte custa 22,80€, por 1 semana, por viagens ilimitadas.

Atrações

A maioria das atrações parisienses onde é necessário o acesso possuem entrada paga. Elas variam de 10€ a 20€, em média. Se pretende visitar muitas atrações pagas, o melhor é adquirir os passes, como o Paris Pass.

Além dos ingressos, você ainda evita filas. A partir de 104,90€, por pessoa, e ande de metrô, ônibus e trem gratuitamente durante o período válido do passe.

Caso queira apenas os ingressos de museu, o Paris Museum Pass é outra opção. É possível adquirir para 2, 4 ou 6 dias de viagem e inclui mais de 60 dos principais museus e monumentos em Paris. A partir de 57€, por pessoa.

Quanto custa viajar para Paris? Veja um artigo completo.

Onde ficar em Paris?

Paris é dividida em 20 bairros, numerados e representados no CEP e em cada placa de rua em Paris. A cidade é contornada por uma avenida, chamada “Boulevard Périphérique“. O mais importante é você escolher seu lugar dentro dessa avenida.

Locais mais baratos

Na hora de escolher hotel, albergue ou AirBnb em Paris, não tem muito o que se preocupar, pois a cidade é bem servida de transportes públicos. Mas é importante que seu local de descanso seja próximo a uma estação de metrô.

Cada bairro de Paris tem sua peculiaridade

Para um turista de primeira viagem talvez o mais interessante seja ficar no 75001, 75002, 75003, 75004, 75005, 75006, 75007 ou 75008. Esses números são os CEPs e também indicam os bairros 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 e 8.

Esses bairros são bons, pois têm muitas opções de restaurantes para ir à noite e estão perto do Rio Sena. Sempre é bom dar uma caminhada pelo Sena.

Já os bairros 9, 10, 18 e 19 costumam ser os mais baratos, porém é possível encontrar opções econômicas nos outros bairros também.

São muitas as opções de hospedagem na capital francesa, em diversos bairros de Paris. Veja algumas delas:

Hotel Categoria Estrelas Localização Preço médio
Grand Powers Hotel Luxo (melhor hotel) 5 estrelas Torre Eiffel 404€
Paris France Hotel Melhor custo benefício 3 estrelas Le Marais 128€
Hotel Petit Bastille Mais barato 1 estrela Bastille 96€
Generator Paris Hostel 1 estrela Canal Saint Martin 22€ / quarto compartilhado
St Christopher’s Inn Canal Hostel Alojamento 2 estrela St Christopher’s Inn Canal 15,50€ / quarto compartilhado

 

Veja mais dicas de hostel em Paris e confira também nossa lista de hotéis na cidade.

Onde comer?

Não deixe de se deliciar com a gastronomia francesa. Paris está recheada de bons restaurantes, de variados tipos e preços, e merece ser apreciada.

Dentre os pratos típicos, não deixe de provar o clássico crepe francês e o Foie Gras. Uma tábua de queijos franceses com vinhos locais pode ser um ótimo jeito de curtir um happy hour na cidade.

E, se esbarrar nas boulangeries e patisseries, presentes em várias das esquinas de Paris, prove os doces. Se delicie.

Veja sugestões de mais alguns restaurantes, além dos que já sugerimos aqui no roteiro:

  • Au Pied de Cochon: a sopa de cebola, outro clássico francês, é um dos pratos típicos da casa;
  • L’Epi Dupin: bistrô nas redondezas do Jardim de Luxemburgo, com preço honesto;
  • Les Ombres: chef renomado e pratos típicos franceses, com vista para a Torre Eiffel;
  • Kong: e se você tiver curiosidade de visitar um restaurante famoso, este foi cenário de um dos episódios franceses da série Sex and The City. Com incrível vista da cidade, a especialidade são os drinks;
  • Morny: bistrô próximo a Champs-Élysées com bom cardápio;
  • O’Sullivans Grands Boulevards: restaurante bar em Montmartre.

Veja nossa seleção de restaurantes em Paris bons e baratos.

Turismo em Paris com crianças

Paris possui diversos jardins e pracinhas bons para crianças. Mas o que mais chama atenção, talvez seja o fato de ter uma Disney perto de Paris.

Não é tão grande quanto a dos EUA, mas a magia é a mesma, não é só para crianças, não importa a sua idade, sempre é bom ir à Disney! Veja o que já falamos sobre a Euro Disney e pode ser útil ver como comprar os ingressos para a Disney.

Paris tem sempre mais: mais monumentos, mais passeios, mais novidades e eventos. E você já tem tudo planejado para sua viagem?

Conheça ainda a melhor época para visitar a França.

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
COMPARTILHE
Autores

Denise Mustafa é jornalista, fotógrafa e especializada em conteúdo e gerenciamento de marcas. Já passou uma temporada em Portugal, viajou bastante por aí e, agora vivendo no Brasil, escreve para grandes sites brasileiros de viagem, sempre à frente da sua Travessia Conteúdo & Branding, atravessando oceanos e contando suas experiências para outros viajantes.

Elaine é brasileira e mora em Paris há dois anos. Completamente apaixonada por Paris desde pequena, sempre sonhou em  morar na cidade Luz. Adora viajar, fazer novos amigos, conhecer novas culturas e descobrir cada vez mais sobre França e a cultura francesa.