Coronavírus: Europa suspende viagens por 30 dias e impõe mais restrições

Dicas e Planejamento  / 

Com o aumento dos casos comprovados de coronavírus na Europa, estão sendo tomadas medidas para controlar a pandemia no continente. Dentre elas, destacam-se proibições de viagens, cancelamento de eventos e confinamento da população.

Encontre o melhor pacote de férias para a Europa

Pacotes de Viagem, Circuitos, Multi Destinos, Cruzeiros.

Confira as promoções na Logitravel e garanta sua viagem dos
sonhos para a Europa.

VER OFERTAS DE FÉRIAS »

Confira neste artigo qual o panorama geral do coronavírus nos países mais afetados pela doença. Também confira dicas de viagem para a Europa e outras informações de como adiar ou cancelar a viagem.

Situação dos países com coronavírus na Europa

A Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou no dia 13 de março de 2020 que a Europa é o epicentro da pandemia de Covid-19.

Em comunicado, a OMS informou que o número de casos de coronavírus na Europa superou o registro de infectados na cidade origem da doença.

Segundo a OMS, o país mais afetado pelo coronavírus na Europa é a Itália, que ultrapassou a marca de 35 mil casos e quase 3 mil mortes pela doença. Com esses dados, a Itália foi classificada como o segundo país com maior número de infectados no mundo.

A Itália, Espanha, França e Alemanha fecharam as fronteiras dos países e têm recomendado que os cidadãos permaneçam em casa e saiam apenas por questão de saúde ou trabalho.

Segundo o comunicado do Parlamento Europeu, a União Europeia vai proibir a entrada “não essencial” dos estrangeiros. Apenas residentes, familiares e funcionários essenciais – médicos, profissionais de saúde e especialistas – estarão isentos dessa medida. Essa é uma tentativa de conter a pandemia de coronavírus na Europa e terá duração inicial de 30 dias.

A restrição será aplicada aos 22 países do Espaço Schengen, incluindo à Islândia, Suíça, Noruega e Liechtenstein. Os 4 países não pertencentes ao Tratado – Chipre, Croácia, Bulgária e Romênia – foram incentivados a implementar as restrições.

Embora o Reino Unido tenha saído do bloco, os cidadãos estão isentos da proibição de viagem para os países da União Europeia.

Para enfrentar a pandemia, a União Europeia (UE) e a OMS estão tomando medidas de prevenção para conter a propagação do Coronavírus na Europa.

Dica: acompanhe em tempo real os casos de coronavírus na Europa pelo site da OMS.

Coronavírus na Itália

Na Itália, a OMS confirmou mais de 35 mil casos e quase 3 mil mortes por coronavírus. O país é considerado o segundo país do mundo com mais casos comprovados após a China.

De acordo com dados do Ministério da Saúde italiano, as regiões mais afetadas no país são:

  • Lombardia;
  • Emilia;
  • Veneto;
  • Marche;
  • Piemonte;
  • Toscana;
  • Liguria;
  • Lazio;
  • Campania;
  • Friuli-Venezia Giulia.

Para retardar a propagação do surto, o governo italiano decretou quarentena em todo o país. Escolas, restaurantes e museus estão fechados e as missas públicas foram canceladas. Os italianos foram orientados a saírem de casa apenas por motivos de saúde ou trabalho.

Os eventos de grande porte, a exemplo do Carnaval de Veneza, já haviam sido suspensos. Desde o decreto da quarentena, as companhias aéreas internacionais cancelaram os voos de e para a Itália.

coronavirus na itália

Coronavírus na Espanha

Na Espanha, 14 mil pessoas foram infectadas pelo vírus Covid-19 e quase 600 mortes foram confirmadas pela OMS. É também o segundo país mais afetado pelo coronavírus na Europa.

Vai viajar para a Europa? Veja todos os documentos obrigatórios

Fizemos um checklist de todos os documentos recomendados e obrigatórios para se viajar para a Europa.

RECEBER GRÁTIS »

As regiões da Espanha com maiores números de casos comprovados são La Rioja, Madrid, Valência, Andaluzia e Catalunha.

No dia 14 de março, o governo espanhol decretou quarentena de 15 dias em todo o país, com o objetivo de conter a expansão da pandemia.

Mais de 47 milhões de pessoas na Espanha poderão sair de casa apenas para trabalhar, comprar alimentos ou por questão de saúde.

O decreto também limitou a abertura de alguns estabelecimentos comerciais no país. Em geral, apenas os supermercados e empresas que vendem alimentos de primeira necessidade poderão funcionar normalmente.

Em relação ao transporte público na Espanha, os ônibus e metrôs funcionam normalmente dentro das cidades. No entanto, há restrições para as viagens intermunicipais ou interestaduais.

Assim como na Itália, as atrações turísticas, eventos de grande porte e escolas estão fechadas.

As viagens de ou para a Espanha não são recomendadas e companhias aéreas estão cancelando voos para o país. Além disso, alguns países do mundo já estão restringindo ou proibindo a entrada de viajantes vindo da Espanha.

Coronavírus na Alemanha

De acordo com a OMS, mais de 8 mil casos de Covid-19 foram comprovados no país e 13 mortes foram confirmadas na Alemanha.

Na tentativa de controlar a pandemia, o governo alemão fechará, a partir de segunda-feira (16 de março), as fronteiras com a França, Áustria e Suíça.

Segundo o portal DW, as autoridades alemãs alegaram que essa medida visa conter a propagação da doença e compras em massa de alimentos por cidadãos estrangeiros.

Estados alemães como a Baviera, Sarre e Baixa Saxônia decidiram fechar as instituições de ensino a partir de segunda-feira (16) até o fim das férias da Páscoa.

Na Renânia, a previsão é que as escolas sejam fechadas na próxima quarta-feira (18). Em Berlim, a ordem é que as escolas de ensino secundário sejam fechadas e as demais creches e escolas sejam fechadas gradualmente.

Em Berlim, os museus e eventos públicos com plateia ficarão fechados ou serão cancelados em todo o país. Alguns locais que confirmaram a alteração das datas foram:

  • Friedrichstadt Palast – fechado até 19 de abril de 2020;
  • The Reichstag – fechado até 1 de maio de 2020;
  • Hanover Messe – adiada para os dias 13 e 17 de julho de 2020;
  • Feira do Livro de Leipzig – cancelada;
  • Feira de turismo ITB (Berlim) – cancelada.

A Lufthansa anunciou recentemente o cancelamento de 23 mil voos entre dia 29 de março e 24 de abril. Os cancelamentos envolvem rotas para países da Europa, Ásia e Oriente Médio.

panorama do coronavírus na Europa

Coronavírus na França

A França é o quarto país com maior número de casos de coronavírus na Europa. A OMS registrou 7.700 pessoas infectadas pela doença e 175 mortes até 19 de março de 2020.

Segundo o portal RFI, no dia 14 de março de 2020, o país atingiu o estágio 3 na pandemia de coronavírus com o aumento repentino de casos em todas as regiões da França, incluindo os territórios ultramarinos.

Diante desse cenário, o governo francês autorizou o fechamento das escolas e universidades francesas. Os bares, cinemas, cafés e restaurantes foram fechados a partir do dia 15 de março. Apenas os estabelecimentos considerados essenciais estão abertos no país.

Atrações turísticas na França também foram encerradas até segunda ordem. O Museu do Louvre anunciou o fechamento das atividades no dia 13 de março, sem previsão de abertura. O Palácio de Versalhes encerrou a visita ao público nesse mesmo dia.

As seguintes atrações estão fechadas por tempo indeterminado:

  • Cité des Sciences;
  • Museu do Louvre;
  • Moulin Rouge;
  • Musée de l’Orangerie;
  • Musée d’Orsay;
  • Museu das Civilizações da Europa e do Mediterrâneo;
  • Pont du Gard;
  • Palácio de Versalhes;
  • Museu das Civilizações da Europa e do Mediterrâneo;
  • Musée du Quai Branly;
  • Museu do Exército;
  • Museu Memorial de Caen;

As seguintes atrações na França estão temporariamente fechadas e reabrirão em breve:

  • Grande Arco da Defesa: reaberto em 31 de março;
  • Disneyland Paris: reaberto em 1º de abril;
  • Crazy Horse: reaberto em 5 de abril

No dia 16 de março, o presidente decidiu pelo fechamento da fronteira da França. As viagens para o país não são permitidas.

Coronavírus na Suíça

Na Suíça, a OMS confirmou 3 mil casos e 21 mortes por coronavírus até o dia 19 de março de 2020. As autoridades suíças decretaram na sexta-feira (13 de março) o fechamento das escolas até o dia 14 de abril de 2020. Eventos ou reuniões envolvendo mais de 100 pessoas também estão proibidas no país.

Até o momento, apenas cidadãos suíços ou com visto de residência estão autorizados a viajar para a Suíça, a partir da Itália. Todos os jogos esportivos de futebol e hóquei e grande eventos foram cancelados.

Os seguintes museus e atrações turísticas estarão fechadas até dia 29 de março:

  • Salão Internacional do Automóvel de Genebra: cancelado;
  • Feira de relógios Baselworld: cancelado;
  • Festival de Cinema de Fribourg: cancelado;
  • Festival Internacional de Cinema: cancelado;
  • Fórum de Direitos Humanos em Genebra: cancelado;
  • Mount Titlis: fechado até dia 29 de março;
  • Pilatus: fechado até dia 29 de março;
  • Jungfraujoch: fechado até dia 29 de março;
  • Chilon Castle: fechado até dia 29 de março.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) ainda não impôs restrições de viagem para o país. No entanto, com a quantidade de casos comprovados no país, é recomendado ter precaução, assim como para os demais países com casos de coronavírus vírus na Europa.

Coronavírus no Reino Unido

No Reino Unido, a OMS comprovou a infecção de coronavírus em 2.626 pessoas e foram registradas 60 mortes.

Segundo a BBC, o país mais infectado pelo vírus é a Inglaterra, seguido da Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte.

Para controlar a propagação do vírus, a Escócia cancelou reuniões e eventos com mais de 500 pessoas. A Irlanda do Norte afirmou que as escolas poderiam ser fechadas por pelo menos 4 meses.

O governo do Reino Unido fará lives diárias na BBC sobre a situação do Covid-19 nos países.

Companhias aéreas como British Airways e Ryanair anunciaram cancelamento de voos devido ao coronavírus na Europa.

Países como os Estados Unidos, também suspenderam voos para o Reino Unido e Irlanda.

Algumas atrações turísticas também estão sendo canceladas:

  • St James Park – Newcastle: fechado até dia 1 de abril;
  • Beefeater Gin Distillery London: fechado até dia 8 de abril;
  • Bombay Sapphire Distillery: fechado por tempo indeterminado;
  • Warner Bros Studio London: fechado por tempo indeterminado;
  • Feira do Livro de Londres: foi cancelada e será realizada apenas em 2021.

Coronavírus na Holanda

Na Holanda, a OMS registrou 2.051 pessoas infectadas por Covid-19 e 58 mortes até 19 de março de 2020.

Diante do aumento dos casos, o governo holandês ordenou o fechamento das escolas, bares, restaurantes e espaços para fumar cannabis até dia 6 de abril de 2020.

Museus e atrações turísticas também foram cancelados, tais como o Van Gogh Museum e o Rijksmuseum, em Amsterdam. No entanto, as fronteiras do país continuam abertas e não há restrições de viagem para o país.

Coronavírus em Portugal

Em Portugal, a OMS comprovou 642 casos de Covid-19 e duas morte pela doença. A maioria dos casos identificados estão localizados na região norte de Portugal, seguida de Lisboa, Vale do Tejo e Algarve.

O governo português anunciou que o país está em estado de emergência e informou o fechamento da fronteira do país com a Espanha para fins de turismo e lazer, e a restrição deve permanecer até a Páscoa. Além disso, as escolas e creches em todo o país já estão fechadas.

Diante do aumento de cancelamento de voos, a companhia aérea portuguesa TAP cancelou mais de 2.500 voos. A Azul Linhas Aéreas também suspendeu as rotas do Brasil para cidades portuguesas como Lisboa e Porto.

O coronavírus em Portugal também tem afetado os eventos e atrações turísticas do país. A Bolsa de Turismo de Lisboa foi adiada para maio. Além disso, várias caravanas de peregrinos para cidade de Fátima cancelaram o passeio nos últimos dias.

Coronavírus na Grécia

Na Grécia, foram registrados 387 casos comprovados de Covid-19 e 4 mortes comprovadas por coronavírus, pela OMS.

A preocupação com o avanço da pandemia no país fez com que o governo adotasse medidas para conter a doença, tais como o cancelamento das aulas em escolas e reuniões com mais de 100 pessoas.

Organizações gregas afirmaram que as reservas de viagens para o país despencaram e a taxa de ocupação em hotéis de Atenas também caíram.

O Ministério da Cultura da Grécia também anunciou o fechamento de todos os museus e sítios arqueológicos, incluindo a Acrópole até o final de março.

cancelamento de viagem devido ao coronavírus na Europa

Coronavírus na Europa: voos cancelados

Diante da pandemia de coronavírus na Europa, as companhias aéreas internacionais têm cancelado os voos para os países do continente.

No primeiro trimestre de 2020, a ACI Europe registrou uma queda de 13,5% da frequência aeroportuária para a Europa.

Esse número é reflexo da queda da demanda por passagens aéreas para a Europa por preocupação do coronavírus. Assim como, das restrições de viagens e fechamento de aeroportos em países como a Itália, Espanha e França.

Confira abaixo algumas companhias aéreas que anunciaram o cancelamento ou suspensão de voos para a Europa:

  • Air France: a companhia aérea francesa anunciou a suspensão de cerca de 3.600 voos até março, inclusive para a Itália;
  • TAP: a companhia portuguesa pretende suspender 3.500 voos até abril para rotas com destino a Itália, Israel, Estados Unidos e Angola;
  • Lufthansa: a Lufthansa confirmou a suspensão de mais de 23 mil voos até abril para países da Europa, Ásia e Oriente Médio;
  • British Airways: devido ao coronavírus a British Airways cancelou 400 voos de Londres para a Itália;
  • LATAM: a companhia aérea LATAM cancelou a rota de São Paulo para Itália devido aos casos de coronavírus no país;
  • Azul Companhias Aéreas: a companhia aérea Azul Companhias Aéreas anunciou o cancelamento de voos para Lisboa, Porto e Itália devido aos surtos de coronavírus;
  • Ryanair: anunciou o cancelamento dos voos domésticos dentro do território italiano, em respeito às ordens de restrição do governo;
  • Easyjet: a Easyjet também cancelou os voos domésticos para a Itália devido aos casos de coronavírus no país.

Confira neste artigo do Euro Dicas a lista atualizada dos voos cancelados por coronavírus.

Viajar ou não para Europa?

Por ter registrado tantos casos de coronavírus na Europa, os especialistas recomendam que os turistas adiem suas viagens para o continente.

Essa recomendação é importante principalmente para pessoas acima dos 65 anos e portadores de doenças crônicas, que são grupos vulneráveis à doença.

Caso a ida para a Europa seja inevitável e de caráter emergencial, o ideal é que os turistas estejam com a carteira de vacinação em dia e siga as orientações de saúde de cada país. Dessa forma, o contágio da doença pode ser diminuído.

Aproveite e confira quais são os requisitos para visitar a Europa.

Coronavírus na Europa: como adiar a viagem?

Quem comprou passagens aéreas ou pacotes turísticos para a Europa e deseja cancelar ou adiar a viagem, deve entrar em contato com a companhia ou agência e solicitar o reagendamento ou reembolso.

Em comunicado à imprensa, o Procon confirmou que esse é um direito do consumidor e as empresas devem oferecer alternativas para o cliente.

Em caso de negativa, o indicado é acionar o Procon para que ele tome as medidas necessárias para garantir o seu direito.

Veja mais sobre como remarcar ou cancelar viagem por causa do coronavírus.

Seguro viagem cobre coronavírus na Europa?

O seguro viagem oferece cobertura apenas para os sintomas do coronavírus. Mas caso a doença seja comprovada, o benefício é cortado porque as epidemias e surtos são considerados riscos excluídos da apólice do seguro viagem.

Em comunicado, a Seguros Promo afirmou que as principais seguradoras do país e parceiras da plataforma disponibiliza cobertura para os sintomas do coronavírus.

Entretanto, a seguradora Assit Card divulgou que cobre a doença, mesmo em casos confirmados. Além de também garantir a cobertura de cancelamento de voos em decorrência da epidemia do Covid-19.

Também a Ciclic disponibilizou informação indicando que, mesmo com o diagnóstico, a seguradora continua cobrindo o coronavírus.

Confira mais informações para saber se o seguro viagem cobre coronavírus no artigo do Seguro Viagem Pro.

Como contratar seguro viagem

É importante lembrar que o seguro viagem é obrigatório para a Europa, e no contexto atual, ele é necessário.

No nosso comparador de seguro viagem você pode cotar diversos planos de diversas seguradoras, de acordo com seu perfil e necessidades. Uma dica é não comprar visando somente o preço, e sim os benefícios que o plano lhe oferece.

Vai adiar viagem? “Adie” o seu seguro viagem

Em comunicado, a Seguros Promo anunciou: “estamos garantindo a opção de remarcação das datas da viagem contando o mesmo número de dias”, acrescentando que o segurado pode solicitar o cancelamento com crédito e, posteriormente, entrar em contato com a Seguros Promo informando as novas datas para a emissão da apólice.

A medida faz parte da campanha “Não cancele, adie!” para minimizar prejuízos causados pelo coronavírus, pois o setor de turismo é um dos mais impactados no momento.

Voo cancelado por coronavírus na Europa? Saiba o que fazer

Com as companhias aéreas cancelando voos devido à queda nas vendas e preocupação por coronavírus na Europa, é preciso conhecer os direitos para cancelamento de voo.

Neste artigo sobre os direitos em caso de voo cancelado, contamos de maneira clara quais são eles, como recorrer e outras informações úteis.

Prepare a sua Viagem:
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para visitar a Europa?

    Seja por lazer, negócios ou outro motivo, a imigração no aeroporto pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Vai precisar de carro? Para aluguel de carros na Europa esta é a nossa sugestão

    Ter um carro à disposição é um conforto enorme dependendo do tipo de viagem (em família, road trip, etc). Na Europa, sempre alugamos através da RentCars que tem os melhores preços do mercado.

    VER CARROS »
  • Viaje sempre com internet no celular

    Para consultar o Google Maps, chamar um Uber, tirar qualquer dúvida ou para alguma emergência, viajar com internet sem depender de Wi-Fi é essencial hoje em dia. O Chip que usamos sempre em nossas viagens é o da Viaje Conectado que tem os melhores preços e cobertura de 4G do mercado.

    VER PLANOS »
Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas Turismo.
Compartilhe
Autor

Andrea é uma jornalista curitibana que uniu a paixão pela profissão e pelas viagens e fez disso sua vida. Viajou por todos os cantos do Brasil e também se aventurou pelos Estados Unidos, África e Ásia. Ao lado do filho e do marido foi morar no Sri Lanka e no Vietnã. Desde 2018 vive na Inglaterra e divide seu tempo entre a produção de conteúdo e os passeios pelo Reino Unido.